Banca de DEFESA: ALMARIA MARIZ BATISTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALMARIA MARIZ BATISTA
DATA : 01/07/2022
HORA: 14:30
LOCAL: DEFESA REMOTA - https://meet.google.com/awa-qefm-wjc
TÍTULO:

QUALIDADE E SEGURANÇA DE PRESCRIÇÕES DE MEDICAMENTOS NO ÂMBITO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE


PALAVRAS-CHAVES:

Qualidade do cuidado de saúde. Segurança do paciente. Prescrição de medicamentos. Redação. Atenção primária.


PÁGINAS: 108
RESUMO:

Erros de prescrição são um dos principais problemas de segurança do paciente na atenção primária e podem ser causados por fragilidades em critérios clínico-farmacológicos e/ou de escrita da prescrição de medicamentos, mas há uma lacuna de instrumentos validados para avaliação da qualidade da escrita desta prescrição. Este estudo objetivou desenvolver e validar instrumento para avaliação da qualidade da escrita da prescrição de medicamentos no âmbito da atenção primária e avaliar a qualidade desta prescrição a partir deste instrumento validado. Inicialmente, foi desenvolvido estudo de validação via quatro etapas: 1) Análise de validade de cada indicador (relevância, adequação e critério); 2) Análise de confiabilidade via concordância intra e inter avaliador de cada indicador; 3) Análise de utilidade de cada indicador; 4) Construção e análise de confiabilidade de um indicador composto ponderado baseado nos escores de efetividade e segurança de cada indicador. Em seguida, foi desenvolvido estudo observacional transversal em um município do Nordeste do Brasil em que se aplicou o QualiPresc a uma amostra representativa de prescrições elaboradas por médicos de todas as 24 equipes de saúde da família do município em janeiro/2021. Estimou-se as conformidades dos indicadores e seus intervalos de confiança de 95% de forma agregada e estratificada por unidades de dispensação e prescritor. O protótipo incluiu 29 indicadores, mas apenas 13 foram aprovados para validade, confiabilidade e utilidade. 12 indicadores foram excluídos por validade (índice de validade <90%) e 4 por não serem úteis no contexto de estudo. Três indicadores compostos ponderados foram testados, mas apenas um foi aprovado por confiabilidade e utilidade. O instrumento validado contem 13 indicadores e 1 indicador composto ponderado. O nível médio de qualidade da prescrição em escala de 0-100 foi 60,2 (IC95% 57,8-62,6). Quanto à conformidade das prescrições, as melhores foram frequência de administração (98,9%), identificação do prescritor (98,9%) e forma farmacêutica (85,6%). Por outro lado, registro de relato de alergia (0,0%), data de nascimento do paciente (1,7%), recomendações não farmacológicas (1,7%) e orientações sobre utilização do medicamento (25%) foram os indicadores com menor prevalência de conformidade, contribuindo com 69% das não conformidades constatadas. O nível médio de qualidade da prescrição em escala de 0-100 foi 60,2 (IC95% 57,78-62,55). Estão evidenciadas validade, confiabilidade e utilidade do QualiPresc para avaliação da qualidade da escrita da prescrição de medicamentos no âmbito da atenção primária. O nível de qualidade das prescrições avaliadas é mediano, porém foram identificadas prioridades que devem ser consideradas em estudos e intervenções futuras para a qualidade da prescrição na atenção primária.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1149540 - ANGELO GIUSEPPE RONCALLI DA COSTA OLIVEIRA - nullExterno à Instituição - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JÚNIOR - UFS
Presidente - 3926907 - DYEGO LEANDRO BEZERRA DE SOUZA
Externo à Instituição - MARENI ROCHA FARIAS - UFSC
Externa ao Programa - 4659679 - SANCHA HELENA DE LIMA VALE - null
Notícia cadastrada em: 10/06/2022 16:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao