Banca de QUALIFICAÇÃO: ADRIANA OLIVEIRA DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ADRIANA OLIVEIRA DE SOUZA
DATA : 13/11/2021
HORA: 15:00
LOCAL: DEFESA REMOTA - https://meet.google.com/ygb-nniw-nkc
TÍTULO:

NANOPARTICULAS DE PRATA CONTENDO FUCANAS DA ALGA SPATOGLOSSUM SCHRÖEDERI: SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE SUA AÇÃO ANTI-TRYPANOSOMA CRUZI


PALAVRAS-CHAVES:

Fucoidan, doenças de Chagas, alga marrom; anti-Trypanosoma cruzi


PÁGINAS: 16
RESUMO:

A alga marrom Spatoglossum schröederi sintetiza três tipos de heterofucanas bioativas, a mais abundante é a fucana A. Nanopartículas de prata contendo fucana A (AgFuc) foram produzidas usando um método de síntese ambientalmente amigável. A Fucana A foi extraída de S. schröederi e sua identidade foi confirmada por análise química, espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e eletroforese em gel de agarose. A síntese de AgFuc foi analisada por espectroscopia UV-vis a kmax = 440 nm e FTIR, que confirmou a presença de prata e fucana A em AgFuc. Espalhamento dinâmico de luz (DLS), difração de raios-X, microscopia eletrônica de varredura e microscopia de força atômica revelaram que as partículas de AgFuc tinham aproximadamente 180,0 nm de tamanho e formato esférico. O DLS também demonstrou que o AgFuc foi estável por 5 meses e a espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado (ICP-OES) mostrou que as partículas de AgFuc continham 5% de prata. O AgFuc também demonstrou ser mais eficaz na inibição da capacidade dos parasitas de reduzir o MTT do que a fucana A ou a prata, independentemente do tempo de tratamento. Além disso, a AgFuc induziu a morte de ~ 60% dos parasitas por necrose e ~ 17% por apoptose. Além disso, o AgFuc induz danos às mitocôndrias dos parasitas, o que sugere que seja um agente anti-Trypanosoma cruzi. Este é o primeiro estudo a analisar nanopartículas de prata contendo fucana como agente anti-Trypanosoma cruzi. Os dados indicam que as nanopartículas de AgFuc têm aplicações terapêuticas potenciais, que devem ser determinadas por meio de mais estudos pré-clínicos in vitro e in vivo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2195251 - HUGO ALEXANDRE DE OLIVEIRA ROCHA
Externo ao Programa - 2275890 - MARCELO DE SOUSA DA SILVA
Externo à Instituição - RANIERE FAGUNDES DE MELO SILVEIRA
Notícia cadastrada em: 13/11/2020 14:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao