Banca de DEFESA: TATIANE ANDREZA LIMA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TATIANE ANDREZA LIMA DA SILVA
DATA: 12/12/2013
HORA: 14:00
LOCAL: DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA
TÍTULO:

Associação do estilo de vida e qualidade do sono com alterações metabólicas em pessoas vivendo com HIV


PALAVRAS-CHAVES:

Síndrome Metabólica, HIV, HAART, distúrbios do sono, consumo alimentar, atividade física.


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Introdução: A infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) passou a ter características de enfermidade crônica após o início da terapia antirretroviral altamente ativa (HAART). Em contrapartida ao controle da replicação viral e da imunossupressão, a HAART tem sido associada a alterações metabólicas como dislipidemia e distúrbios no metabolismo de glicose. Além destas complicações, distúrbios do sono, associados a esta população pelo impacto negativo na qualidade de vida e adesão a HAART, começa a ser foco de investigações devido a sua relação com complicações metabólicas. Objetivos Compreender a associação do estilo de vida e qualidade do sono com alterações metabólicas em pessoas vivendo com HIV (PVHIV). Metodologia: O estudo foi constituído por uma etapa revisão, um experimento como estudo piloto e finalmente estudos de corte transversal. Sendo o principal estudo desta dissertação a observação da prevalência de consumo alimentar inadequado, uso de inibidores de protease, etilismo, tabagismo e má qualidade do sono bem como a associação destas com alterações metabólicas. Os tratamentos estatísticos utilizados nos diversos estudos realizados foram o descritivo e inferencial, com a utilização de razão de prevalência (RP). Resultados: PVHIV sob terapia antirretroviral apresentam diversos fatores de risco para o desenvolvimento de alterações metabólicas, sendo as terapias não medicamentosas intervenções eficazes na redução do somatório de dobras cutâneas do tronco inferior e nos triglicerídeos (-82mg/dL). Foi observada alta prevalência de má qualidade do sono (49%), uso de inibidores de protease (47%) e etilismo (36%), sendo identificados 27% dos indivíduos com Síndrome Metabólica (SM). Fortes associações foram verificadas entre SM e má QS (RP=1,8), SM e consumo alimentar inadequado (RP=1,6), SM e tabagismo (RP=1,5) e SM e uso de IPs (RP=1,4); não sendo verificada alta associação entre SM e etilismo (RP=0,76) Conclusões: Além dos fatores de risco clássicos, como dieta e tabagismo, o uso de inibidores de protease e a qualidade do sono exercem importante influência no desenvolvimento de alterações metabólicas em PVHIV, sendo necessário, portanto, estimular a adoção de hábitos de vida saudáveis nessa população. Evidencia-se a necessidade de investigações acerca da etiologia e vias pelas quais desordens do sono influenciam no desenvolvimento de alterações metabólicas em  PVHIV .


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 349432 - LUCIA DE FATIMA CAMPOS PEDROSA SCHWARZSCHILD
Presidente - 2626634 - PAULO MOREIRA SILVA DANTAS
Externo à Instituição - RONALDO VAGNER THOMATIELI DOS SANTOS - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 26/11/2013 10:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao