Banca de QUALIFICAÇÃO: IVONE RODRIGUES DINIZ MONTEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IVONE RODRIGUES DINIZ MONTEIRO
DATA: 21/06/2013
HORA: 15:00
LOCAL: SALÃO VERMELHO
TÍTULO:

VOZES SOCIAIS DE PROFESSORES E DE ESTUDANTES SOBRE AS PRÁTICAS DE LEITURA NO ENSINO FUNDAMENTAL.


PALAVRAS-CHAVES:

Vozes sociais. Práticas de leitura. Língua Portuguesa. Ensino Fundamental. Escolas Estaduais


PÁGINAS: 200
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

A escola é o lugar social o qual deve propiciar a formação de leitores críticos. Nesse contexto, o papel do professor é fundamental no que se refere ao ensino de leitura. Assim sendo, esta pesquisa de doutorado visa identificar as práticas de leitura evidenciadas a partir das vozes sociais de professores e de estudantes do Ensino Fundamental das escolas públicas estaduais do RN que apresentam resultados exitosos, conforme o IDEB 2009. Ademais, busca-se identificar, por meio dos posicionamentos dos professores, as concepções de leitura subjacentes às suas atividades de leitura, bem como analisar as vozes sociais sobre o ensino da leitura presentes nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 anos e nos Projetos Político-Pedagógicos das instituições educacionais investigadas. Para tanto, realizou-se observação em sala de aula e aplicaram-se questionários com professores e estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, nas turmas de Língua Portuguesa. O aporte teórico que orienta a pesquisa advém do pensamento bakhtiniano (2009, 2010), que trata da perspectiva dialógica da linguagem e da compreensão responsiva ativa. Além disso, este trabalho ancora-se nas reflexões teóricas de Antunes (2005, 2009) e Geraldi (2003, 2006, 2010) acerca da leitura e da escrita no país, as quais contribuem para o redimensionamento do processo de ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa. Este estudo se insere no campo da Linguística Aplicada, a qual investiga a linguagem como prática social no contexto de aprendizagem de língua materna ou em contextos onde se evidenciem questões relevantes sobre o uso da linguagem. São adotados os parâmetros da pesquisa qualitativa procurando compreender o contexto escolar por meio dos sujeitos envolvidos na investigação. O corpus da pesquisa é constituído de empiria construída por meio da aplicação de questionários com professores e estudantes, como também pela análise documental das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de nove anos e dos Projetos Político-Pedagógicos das escolas investigadas. A análise dos dizeres de professores e de estudantes apontam práticas de leitura a partir de textos diversos, em especial, os da esfera literária, em atividades envolvendo discussões, leitura e exercícios de compreensão textual, entrevistas, canções, organização de seminários, recitais, dramatizações, semanas literárias, dentre outras práticas. Ademais, tais análises revelam que ensinar Língua Portuguesa requer compromisso, responsabilidade e satisfação, além de princípios teóricos mais fundamentados, os quais tornam a prática pedagógica cada vez mais eficiente. Nesse sentido, esta pesquisa poderá contribuir para a produção de conhecimentos que possam orientar e enriquecer o processo de ensino-aprendizagem de leitura, vislumbrando um fazer pedagógico construído a partir da relação com o outro, ou seja, do dialogismo, que proporcione a formação de jovens que exerçam sua cidadania.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Externo ao Programa - 6347805 - DENISE MARIA DE CARVALHO LOPES
Externo à Instituição - ARACELI SOBREIRA BENEVIDES - UERN
Notícia cadastrada em: 06/06/2013 15:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao