Banca de DEFESA: DACIO TAVARES FREITAS GALVAO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DACIO TAVARES FREITAS GALVAO
DATA: 10/12/2012
HORA: 14:00
LOCAL: CCHLA - Setor II Bloco B Sala 1
TÍTULO:

O poeta Câmara Cascudo: um livro no inferno da biblioteca


PALAVRAS-CHAVES:

Câmara Cascudo, Poesia, Modernidade, Brasilidade, Moderno.


PÁGINAS: 132
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Comparada
RESUMO:

Estudo sobre a produção poética de Luís da Câmara Cascudo, além de traduções de poemas realizadas por ele. Para se pensar as especificidades dessa produção poética, no contexto da moderna literatura brasileira, consideram-se os denominadores do sistema literário apontados por Candido (1975): um conjunto de produtores mais ou menos conscientes de seu papel, os diversos públicos, obras interligadas por linguagem ou estilo. Considerando esses denominadores, foi possível investigar as especificidades dos textos analisados, antes que as tendências centralizadoras da época viessem impor as formas decisivas do cânone, uma vez que o poeta em questão enveredou por outros gêneros da criação literária e cultural. A leitura dos poemas estabeleceu pontos de interesse comuns entre o poeta e outros que estavam situados historicamente em realidades consideradas periféricas do complexo cultural ocidental, cujos sistemas literários também podem ser estudados do ponto de vista adotado. Tais considerações têm como princípio a leitura do texto literário como fonte primordial de questionamentos. Neste sentido, todos os capítulos têm como eixo central a análise, dos poemas selecionados para o corpus. O primeiro capítulo analisa poemas em que se percebe como recorrente a tematização do espaço sertanejo e que formam um conjunto de textos plenos de “brasilidade”, produzidos na perspectiva estética de modernidade desencadeada àquela época, no seu aspecto de experimentação formal. O segundo capítulo realiza uma leitura de poemas cuja temática gira em torno de aspectos da colonização do Brasil, estabelecendo um diálogo com as vozes que construíram essa história. No terceiro capítulo, a pesquisa analisa a perspectiva do poeta em relação à sua contemporaneidade, quando se depara com uma modernidade em que a cultura norte-americana exerce forte influência. No último capítulo, são analisados os exercícios poéticos de Câmara Cascudo, seja na produção mesma de poemas, seja em torno da questão da poesia como tema filosófico ou como atividade de tradução. Verificou-se a contribuição do poeta ao movimento modernista brasileiro e foi demonstrada a força da poesia como polo atrativo da percepção de mundo do intelectual que produziu uma das mais importantes obras da cultura brasileira. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1746024 - EDNA MARIA RANGEL DE SA
Presidente - 349739 - HUMBERTO HERMENEGILDO DE ARAUJO
Externo à Instituição - JOSE LUIZ FERREIRA - UFERSA
Externo à Instituição - MARCOS ANTONIO DA SILVA - USP
Interno - 1674934 - TANIA MARIA DE ARAUJO LIMA
Notícia cadastrada em: 13/11/2012 16:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao