Banca de QUALIFICAÇÃO: LETICIA BEATRIZ GAMBETTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LETICIA BEATRIZ GAMBETTA
DATA: 06/09/2012
HORA: 09:00
LOCAL: CCHLA - Setor II Bloco G Sala 1
TÍTULO:

EMPODERAMENTO CIDADÃO NAS MÍDIAS SOCIAIS: uma análise crítica do discurso dos tuiteiros do movimento ForaMicarla


PALAVRAS-CHAVES:

Análise Crítica do Discurso – Mídias Sociais – Mudanças

Sociais e Culturais Empoderamento Cidadão


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

As mudanças sociais e culturais que caracterizam o mundo contemporâneo

surpreenderam estudiosos de todas as áreas. Os avanços tecnológicos,

principalmente na área da transmissão de informações, revolucionaram as

noções de tempo e espaço. Novas mídias, favorecidas grandemente pela

chegada da internet, abriram espaços de expressão para cidadãos desejosos

de ser ouvidos. Ainda coexistindo com as mídias tradicionais, os novos

espaços representam uma oportunidade de liberdade de expressão, de

interação sem mediações e de construção de conteúdos independentes.

Movimentos sociais se organizam por meio dessas novas mídias e

desenvolvem um ativismo que começa de modo virtual e se estende a

mobilizações presenciais. Castells (2009) chama de “autocomunicação de

massas” a esse processo de produzir e divulgar informações que antes era

propriedade exclusiva das mídias tradicionais. Natal foi cenário da gestação e

articulação virtual de um movimento denominado Fora Micarla cujo objetivo foi

conseguir o impeachment da prefeita da cidade, Micarla de Souza. Ainda que o

objetivo principal não tenha sido alcançado, o movimento fez parte dos

processos de mudança social que levaram aos cidadãos ao ciberativismo. O

Fora Micarla constitui-se também como uma mudança social em si mesmo ao

colaborar na consolidação da identidade coletiva de um grupo de jovens

universitários em busca de justiça social. O Twitter foi o principal canal de

expressão do grupo e o responsável pela rápida expansão das mobilizações. A

Abordagem Sociológica e Comunicacional do Discurso (ASCD) tem aportado o

marco teórico de referência utilizado nesta pesquisa. A Comunicação para a

Mudança Social (GUMUCIO, 2008) e a Sociologia Aplicada à Mudança Social

(SACO, 2006), assim como os estudos do sujeito e das identidades, (BAJOIT,

2006) formam a base da ASCD para um estudo mais completo das práticas

discursivas. Considerando que o objeto de estudo são as manifestações

discursivas dos tuiteiros simpatizantes do Movimento Fora Micarla, e que a

ASCD é um braço da Análise Crítica do Discurso, se faz necessária uma

análise linguística dos textos. A Gramática Sistêmico Funcional, através do

Sistema de Avaliatividade desenvolvido por Martin and White (2004) oferece os

recursos para avaliar as manifestações via tuites dos integrantes do

movimento. O empoderamento cidadão materializa-se por meio das mudanças

conquistadas através das novas mídias.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1228220 - CLEIDE EMILIA FAYE PEDROSA
Notícia cadastrada em: 15/08/2012 15:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao