Banca de QUALIFICAÇÃO: SANDRA MARIA ALVES DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SANDRA MARIA ALVES DE LIMA
DATA: 31/07/2012
HORA: 14:00
LOCAL: CCHLA
TÍTULO:

UM ESTUDO LONGITUDINAL DA TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA DO GÊNERO PUBLICITÁRIO NOS LIVROS DIDÁTICOS: DOS ANOS 90 DO SÉC.XX AOS ANOS 10 DO SÉC.XXI


PALAVRAS-CHAVES:

Gênero publicitário.  Livro Didático. Transposição didática


PÁGINAS: 128
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

O texto publicitário tem sido objeto de muitas investigações, dado o seu universo multimodal que lhe constitui. Consubstanciado através de uma materialidade linguística e discursiva que  coloca em cena a persuasão, a argumentação e a potência imagética de elementos multissemióticos,   atua como instrumento de poder, criando e destruindo,  prometendo  e negando (CARVALHO, 2007). A  publicidade não só nos convida a agir por ela, mas nos direciona a olhar para ela. E foi sob esse movimento de olhar – de encanto e de interrogações – que nasceram as discussões levantadas neste trabalho. As investigações  são direcionadas para o espaço escolar, em especial, para o gênero publicitário no Livro Didático de Língua Portuguesa.  É a partir desse ambiente que nasce nossa pesquisa, cujo objetivo central é analisar como se realiza a transposição didática do gênero publicitário, em livros didáticos de ensino de Língua Portuguesa antes e depois do advento dos PCN.  Os livros didáticos tomados como referência para o estudo situam-se, historicamente, nos anos 90 do século XX e 10 do século XXI. Dos livros pertencentes a essa temporalidade, foram eleitos aqueles referentes às 7ª e 8ª séries, atualmente correspondentes aos 8º e 9 º anos. A escolha se justifica pelo fato de ser nos LDP dessas séries de ensino que a presença do gênero publicitário é recorrente e “didatizado”. Além desse recorte, nos ocupamos em analisar livros que circularam próximo de nós e de nossa realidade regional. Daí, elegermos livros que tiveram “vida” em duas escolas de ensino público: Escola Municipal Ana Clementina da Conceição (EMACC) do Município da cidade de Jaçanã no Estado do Rio Grande do Norte; Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Carlota Barreira (EEFMCB) da cidade de Areia, Estado da Paraíba. Nosso enfoque foi sobre cinco pontos: (1) Presença ou ausência da publicidade nos LDs; (2) Estudo do gênero publicitário em uma unidade dedicada a ele no LD; (3) Situações – linguística, discursiva ou gramatical – a que a publicidade está relacionada; (4) Transposição didática do saber científico sobre o texto que mobiliza a publicidade (5) Os tipos de propagandas exploradas e o uso de textos de outra natureza que reforçam o discurso publicitário. A partir de nossa análise, observar-se como o tratamento do gênero publicitário vem sendo inserido no LD e como ocorre, de modo geral, sua transposição didática. Para aprofundar esse estudo, foi necessário, dialogar com a teoria da Transposição Didática do teórico Yves Chevallard (1991) e, ainda,  recorrer aos  estudos  sobre os gêneros textuais em Bezerra (2005), Marcuschi (2008) dentre outros  para compreendermos a flutuação terminológica que envolve o assunto. Para refletir sobre os limites que envolvem os termos gênero publicitário, propaganda e anúncio, recorremos a Sandmann (2002); Carvalho (2007) e outros.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2226795 - MARIA HOZANETE ALVES DE LIMA
Interno - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Interno - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 18/07/2012 09:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao