Banca de DEFESA: MARIA NIVIA DANTAS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA NIVIA DANTAS
DATA: 12/06/2012
HORA: 14:30
LOCAL: CCHLA - Auditório "A"
TÍTULO:

Mundos de letramento e agência na formação da identidade do seminarista


PALAVRAS-CHAVES:
  1. Mundos de Letramento. Agência. Identidade. Letramento Religioso. Seminarista.

PÁGINAS: 216
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Atualmente, os conceitos de mundos de letramentos e agência social nos permitem observar o desenvolvimento de competências relacionadas às práticas sociais e às ações transformadoras que influenciam, de forma decisiva, a vida de jovens seminaristas e a vida das comunidades das quais fazem parte. Este trabalho objetiva contextualizar social e culturalmente os letramentos na esfera do lar e a influência da família na formação do seminarista bem como evidenciar o papel do grupo de jovens na formação pessoal e o fortalecimento do sentimento de autoestima produzido pela relação de confiança e pela delegação de responsabilidades. Procura-se, por fim, descrever os principais pilares formadores do Seminário, como agência de letramento, e sua importância na formação identitária do seminarista. Trata-se de pesquisa qualitativa de cunho etnográfico cuja metodologia baseia-se em análise de narrativas semiestruturadas e questionários sócio avaliativos. Os fundamentos teóricos que sustentam nossa pesquisa estão ancorados nos estudos de letramento (BARTON, HAMILTON, & IVANI, 2000; STREET, 2003; OLIVEIRA, 2010), na Análise do Discurso (FAIRCLOUGH, 2001), no Realismo Crítico (ARCHER, 2000; AHEARN, 2001), na Sociologia (GIDDENS, 2003, 2005); (SZTOMPKA, 2005), no Interacionismo Simbólico (BERGER, P. L. e LUCKMANN, 2009). A análise dos dados nos permitiu: 1) (re)afirmar o papel da instituição família como a principal guardiã do conjunto de ideias e valores, os quais fortalecem as representações sociais associadas a essa instituição, sendo responsáveis pela formação identitária de nossos colaboradores; 2) reconhecer o importante papel social desempenhado por instituições sociais informais que, com o objetivo de promover ações evangelizadoras e solidárias, proporcionam aos seus catequizados o desenvolvimento de múltiplas competências direcionadas à agência pessoal e social, dentre as quais destacamos as Pastorais como fortes aliadas nesse processo formador de identidades sociais positivas, porque os indivíduos que delas participam adquirem competências agentivas que são responsáveis por transformações de ordem pessoal e social; 3) descrever os processos formadores que permitem a manutenção da tradição dentro de uma instituição religiosa. Nossos achados apontam para a necessidade de compreendermos a sociedade como constituída e constituinte de muitos e diversos mundos de letramento, os quais estão a serviço de todo aquele que consegue se perceber como ser atuante no mundo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 333889 - ALZIR OLIVEIRA
Interno - 1674285 - ANA MARIA DE OLIVEIRA PAZ
Externo à Instituição - ARACELI SOBREIRA BENEVIDES - UERN
Presidente - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Externo à Instituição - SILVANO PEREIRA DE ARAÚJO - UERN
Notícia cadastrada em: 23/05/2012 16:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao