Banca de DEFESA: AILTON DANTAS DE LIMA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: AILTON DANTAS DE LIMA

DATA: 13/04/2011

HORA: 09:00

LOCAL: CCHLA

TÍTULO:

VOZES EM DIÁLOGO NA ESCOLA: uma análise de posicionamento sobre a disciplina Língua Portugues no ensino médio integrado à educação proficional do IFRN


PALAVRAS-CHAVES:

Concepção dialógica de linguagem. Ensino de Língua Portuguesa. Ensino médio integrado.


PÁGINAS: 205

GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes

ÁREA: Lingüística

SUBÁREA: Lingüística Aplicada

RESUMO:

Esta pesquisa toma como viés temático a disciplina Língua Portuguesa no contexto do ensino médio integrado à educação profissional, implantado no ano de 2005, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. No âmbito geral, objetiva analisar as vozes reveladas em posicionamentos sobre a disciplina Língua Portuguesa nesse contexto. Neste estudo, o uso do adjetivo integrado é compreendido como revelador de uma formação escolar não assentada em perspectivas dicotômicas, sobretudo naquelas que evidenciam uma separação entre o conhecimento e o exercício profissional. Buscou-se aporte teórico nos debates da área de educação, sobre formação integrada, na visão de contemporaneidade de Bauman e na concepção bakhtiniana de linguagem. O corpus compõe-se de empiria de natureza quantitativa e qualitativa, obtida via aplicação de questionários com alunos e professores, além da análise documental dos PCNEM e das OCEM, no que se refere à disciplina Língua Portuguesa. O direcionamento metodológico é guiado pelo paradigma qualitativo inserido em uma perspectiva sócio-histórica e elegeu como categoria de análise o conceito de vozes sociais.  Os resultados indicam que a disciplina Língua Portuguesa, na perspectiva de integração com o mundo do trabalho, adquire, em maior ou menor grau, nos dizeres dos documentos oficiais e nos posicionamentos de alunos e professores do ensino médio integrado à educação profissional do IFRN, um perfil cuja essência, longe de assumir características de um ensino instrumental redutor, requer uma concepção de linguagem que esteja em sintonia com o mundo do trabalho da sociedade contemporânea, uma sociedade cada vez mais aberta à pluralidade de opiniões e à ambivalência de sentidos.

 



MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GILBERTO DE CASTRO - UFPR
Presidente - 6345753 - MARIA BERNADETE FERNANDES DE OLIVEIRA
Interno - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Interno - 2211871 - RENATA ARCHANJO
Notícia cadastrada em: 24/03/2011 09:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao