Banca de DEFESA: JORGE NORMANDO DOS S FILGUEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: JORGE NORMANDO DOS S FILGUEIRA

DATA: 29/10/2010

HORA: 11:00

LOCAL: CCHLA

TÍTULO:

O poema e a canção em As coisas, de Arnaldo Antunes: imagens da primeiridade


PALAVRAS-CHAVES:

Semiótica; Primeiridade; Literatura; Poesia; Canção Popular; Poema-Canção; Poema-Cantado; Música; Arnaldo Antunes.


PÁGINAS: 152

GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes

ÁREA: Letras

SUBÁREA: Literatura Comparada

RESUMO:

Esta dissertação pretende analisar um corpus contendo seis textos híbridos, os quais denominamos poema-canção/poema-cantado devida a dupla presença em dois sistemas semióticos diferentes. Um deles, a literatura ou, mais especificamente, a poesia, tem como suporte o livro As coisas de Arnaldo Antunes e o outro, a canção, está nos discos de carreira do mesmo autor. Nosso trabalho lança um olhar sobre esse corpus, tentando observar um aspecto recorrente tanto no nosso recorte escolhido, quanto no livro e quiçá na obra literária e musical de Arnaldo Antunes, que é a presença da primeiridade, categoria desenvolvida por Charles Sanders Peirce. Além da observação desse aspecto semiótico, faremos uma discussão sobre a canção popular, suas raízes e sua relação com a poesia e, por consequência, com a Literatura. A teoria semiótica será ancorada em duas frentes: no que diz respeito ao estudo da primeiridade, trabalharemos com as teorias do próprio Peirce, mas buscando apoio em teóricos como Lúcia Santaella, Winfried Nöth, Júlio Plaza e Décio Pignatari; Pelo outro caminho, quando partirmos para a análise das canções, utilizaremos a teoria de Luiz Tatit, que foi baseada na semiótica de Algirdas Julien Greimas. Tatit traça um método de análise, onde é possível analisar uma canção explorando os recursos tanto do texto quanto da melodia, possibilitando uma compreensão maior para os estudos dos poemas-canções e suas variações. Como suporte para a discussão sobre música utilizaremos como auxílio as teorias de José Miguel Wisnik, Claude Lévi-Strauss, Roland Barthes e Jean Fisette.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1513790 - ANDREY PEREIRA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - LUCIANO BARBOSA JUSTINO - UEPB
Presidente - 1496892 - MARCIO VENICIO BARBOSA
Notícia cadastrada em: 28/09/2010 09:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao