Banca de QUALIFICAÇÃO: PATRICIA MICARLA GUEDES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PATRICIA MICARLA GUEDES DA SILVA
DATA : 25/09/2023
HORA: 14:30
LOCAL: Remoto
TÍTULO:

LETRAMENTOS PROFISSIONAIS: AS PRÁTICAS DE LETRAMENTOS DIGITAIS DE PROFESSORES QUE ATUAM NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

 


PALAVRAS-CHAVES:

Letramento Profissional; Letramento Digital; Professores; Atendimento Educacional Especializado; Educação Inclusiva.


PÁGINAS: 80
RESUMO:

A pesquisa proposta objetiva investigar os letramentos profissionais no domínio digital cotidiano de professores que atuam no atendimento educacional especializado (AEE), destinado a alunos com necessidades educacionais especiais. Metodologicamente, o estudo se insere na área de pesquisa em Linguística Aplicada (Kleiman, 2002), é do tipo pesquisa de campo (Gil, 2002), seguindo as orientações das investigações de abordagem de dados de natureza qualitativa interpretativista (Bodgan; Biklen, 1994; Moita Lopes, 1994), com traços (viés) etnográficos. O Lócus da pesquisa é a instituição de ensino Centro Estadual de Educação Especial, localizada na cidade de Natal/RN. Os participantes da investigação são os professores atuantes nas áreas de Letras/Português, Pedagogia, Artes e Educação Física. Os instrumentais para geração de dados consistem em entrevistas semiestruturadas (Moreira; Caleffe, 2006), questionário (Moreira; Caleffe, 2006), roda de conversa (Moura; Lima, 2014), observações e notas de campo (Bodgan; Biklen, 1994). Vale ressaltar que os eventos de geração de dados ocorreram no formato semipresencial, mediante o uso da plataforma Google Meet e do aplicativo WhatsApp. Esta escolha se justifica tendo em vista a manutenção da segurança dos participantes, de modo a prevenir a contaminação ocasionada pelo vírus da Covid-19. O Corpus da pesquisa contemplou as respostas concedidas às entrevistas semiestruturadas, o questionário, à roda de conversa, às observações e notas de campo. Teoricamente, a pesquisa fundamenta-se nos aportes dos Estudos de letramento compreendidos como prática social (Kleiman, 1995; 2005; Rojo, 2009) em sua perspectiva crítica (Freire, 1996; 1997; Kleiman; Santos-Marques, 2020), o letramento laboral/ profissional (Paz, 2008; Costa, 2019), incluindo o letramento profissional do professor. Além disso, tomaremos por base a abordagem dos gêneros como artefato de trabalho do professor (Devitt, 2004; Bezerra, 2022; Marcuschi, 2008), o letramento digital no trabalho docente (Coscarelli, 2019; Buzato, 2006; Ribeiro, 2014; Rojo, 2020) e a atuação docente na educação inclusiva (Declaração de Salamanca, 1994; Política Nacional de Educação Especial, 2008; Modica et al, 2020). As categorias de análise estabelecidas na pesquisa consistem ao que propõe Hamilton (2000) que incluem: participantes, ambientes/domínio, artefatos e atividades. Os resultados da pesquisa apontam para o modo como se efetivam os letramentos profissionais no domínio digital dos professores que atuam no atendimento educacional especializado, incluindo as práticas desempenhadas nesse domínio, assim como as dificuldades experienciadas e as estratégias por eles utilizadas a fim de atenuá-las.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1674285 - ANA MARIA DE OLIVEIRA PAZ
Interna - 1011609 - ALANA DRIZIÊ GONZATTI DOS SANTOS
Externa à Instituição - NADIA MARIA SILVEIRA COSTA DE MELO - UERN
Notícia cadastrada em: 19/09/2023 08:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao