Banca de DEFESA: CAMILA FERNANDES DA COSTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAMILA FERNANDES DA COSTA
DATA : 28/08/2023
HORA: 09:30
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO:

CAPITÃES DA AREIA E TEREZA BATISTA: DUAS FASES E DUAS FACES DA VIOLÊNCIA SEXUAL


PALAVRAS-CHAVES:

Capitães da Areia. Tereza Batista Cansada de Guerra. Narrativas de estupro. Jorge Amado. Literatura e Sociedade.


PÁGINAS: 153
RESUMO:

Ao longo dos anos, a literatura, assim como diversos outros veículos culturais, tem refletido e perpetuado perfis estereotipados de mulheres, espelhando as relações sociais e os preceitos da sociedade patriarcal. Esses retratos, muitas vezes, moldam as mulheres dentro de um modelo de submissão, confinamento e silenciamento que perpetuam a prática da violência sexual. Pensando nisso, a presente pesquisa propõe-se a analisar, a partir dos estudos da Literatura e Sociedade, os romances de Jorge Amado, Capitães da Areia (1937) e Tereza Batista Cansada de Guerra (1972), tomando como eixo condutor a análise da representação da violência sexual presente nesses textos literários, vitimando, na primeira, uma personagem secundária e, na segunda, a protagonista. Investigaremos, assim, o modo como as violências que perpassam o estupro se apresentam e reforçam estereótipos ou criticam tais valores que circundam o abuso sexual. Para que essa análise fosse possível, foi essencial o apoio na crítica feminista, sobretudo o seu enfoque no estudo do gênero feminino e suas representações na literatura e os debates em torno da violência sexual e sua relação com o patriarcado. Logo, este trabalho dialoga com os estudos desenvolvidos por Federici (2017), Priore (2015) e Davis (2016) para o entendimento da história das mulheres no Brasil e no mundo, esta última com enfoque para mulheres negras; de Millett (1970) e Brandão (2006), as quais estabelecem a relação entre a crítica feminista e os estudos literários; Brownmiller (1975), Davis (2016), Negreiros (2021) e Araújo (2022), no que se refere à análise da violência sexual. Além de utilizar como referência a crítica da obra amadiana relacionada aos estudos de gênero por meio da análise de diversos estudos desenvolvidos: teses, dissertações, artigos. O estudo objetiva-se a observar como as vozes presentes nas narrativas se combinam a fim de representar essa violência cometida contra personagens femininas com a finalidade de examinar como esses recursos auxiliam na representação das diversas violências que perpassam os romances, levando em conta que cada narrativa possui suas singularidades que ilustram os diferentes contextos sociais, históricos e culturais. Desse modo, para a compreensão desses aspectos, observou-se a literatura sob uma perspectiva histórica e a sua relação com os estudos de gênero. Por meio desse estudo, além da contribuição para os estudos literários acerca das representações femininas, há a colaboração para a análise da representação da violência sexual em textos ficcionais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1515458 - MARTA APARECIDA GARCIA GONCALVES
Interna - 1189557 - DANIELLE GRACE REGO DE ALMEIDA
Externa ao Programa - 1223367 - JULIANE VARGAS WELTER - UFRNExterna à Instituição - CARINA MARQUES DUARTE - UFMS
Externa à Instituição - CHRISTINA BIELINSKI RAMALHO - UFS
Notícia cadastrada em: 17/08/2023 10:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao