Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNA RAFAELLE DE JESUS LOPES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNA RAFAELLE DE JESUS LOPES
DATA : 16/09/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

A CONSTRUÇÃO DAS PERSONAGENS FEMININAS EM CARMEN LAFORET, MARÍLIA ARNAUD E VARGAS LLOSA


PALAVRAS-CHAVES:

Erotismo. Personagens femininas. Maternidade. Relações de poder.


PÁGINAS: 69
RESUMO:

Esta tese busca investigar a construção das personagens femininas nos romances dos escritores Mario Vargas Llosa, Marília Arnaud e Carmen Laforet. Para isso, selecionamos três obras para analisar as construção das personagens vargallosianas, são elas, Elogio de la madrasta (1988), Los cuadernos de don Rigoberto (1997) e El héroe discreto (2013). Nelas encontram-se as mesmas personagens: Lucrecia, Don Rigoberto e Fonchito. Chamaremos de trindade vargallosiana. Paralelamente vamos investigar, por meio de uma análise comparativa, a construção das personagens femininas da espanhola  Carmen Laforet, Nada (1944) e  da brasileira Marília Arnaud, O Pássaro Secreto (2021), essas obras estão situadas em tempo e em espaços distintos para entendermos a construção e as representações das personagens femininas na literatura em seus contextos de produção. Nesta tese, buscaremos entender se os demônios das personagens femininas criadas por autoras mulheres são os mesmos demônios que atormentam as personagens femininas desenvolvida por um criador homem. Além disso, este estudo analisa se o erotismo sob a perspectiva feminina é diferente da perspectiva masculina e como essas personagens femininas se apresentam e se reconhecem na sociedade em que vivem, problematizando questões de gênero. Iremos investigar também se no desenvolvimento dessas personagens há uma desconstrução da personalidade maternal. Vamos, assim, avaliar se essas são vistas como mulheres apenas por ocuparem o papel materno, além de que notamos que há uma tendência a romper com as expectativas sociais de como se deve ser mãe nas obras selecionadas; além de levantar questionamentos a respeito dos determinismos que são direcionados à mulher e a põe como sujeito unicamente responsável. Para desenvolver essa análise, nos apoiaremos nos preceitos teóricos de Bakhtin (1997, 1997, 2010, 2011), no que diz respeito ao dialogismo presente nas obra, o olhar sobre o erótico e a sexualidade a partir dos subsídios teóricos de  Bataille (2014), Freud (2020) e Foucault (2012, 2013, 2014). Encaminham nossas reflexões acerca das questões de gênero e do feminino os textos de Simone de Beauvoir (2019), Virginia Woolf (2019) e  Susan Bordo (1997), além de diálogos com muitas outras leituras que também contribuíram para o desenvolvimento desta pesquisa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3351552 - ROSANNE BEZERRA DE ARAUJO
Interna - 1803529 - REGINA SIMON DA SILVA
Externo à Instituição - TITO MATIAS FERREIRA JÚNIOR - IFRN
Notícia cadastrada em: 31/08/2022 09:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao