Banca de DEFESA: ANIELLE BRUNA FONSECA LOPES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANIELLE BRUNA FONSECA LOPES
DATA : 25/04/2019
HORA: 09:00
LOCAL: A denfinir
TÍTULO:

O PAPEL DAS ORAÇÕES ADJETIVAS NA ANCORAGEM DE REFERENTES NOMINAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Orações adjetivas; Referentes nominais; Funcionalismo clássico.


PÁGINAS: 126
RESUMO:

A relação entre a tipologia semântica de orações adjetivas e as propriedades dos referentes a que elas se vinculam é um assunto pouco explorado por pesquisadores. Tal temática constitui nosso objeto primário de pesquisa. Neste trabalho, temos como objetivo compreender a relação existente entre orações adjetivas e seus referentes nominais, elucidando que propriedades do SN antecedente podem favorecer o uso de orações adjetivas restritivas ou de adjetivas explicativas. Para esta pesquisa, nosso recorte incide sobre as adjetivas desenvolvidas que possuem um referente explícito. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa de abordagem quali-quantitativa que toma como corpus notícias e reportagens de 25 edições do jornal Tribuna do Norte, datadas de maio a agosto de 2017. Desenvolvemos este trabalho sob a perspectiva do Funcionalismo Linguístico Clássico, inspirado em Talmy Givón, Joan Bybee, Elizabeth Traugott, Mário Martelotta, Angélica Furtado da Cunha, entre outros. Utilizamos mais diretamente os princípios e parâmetros da informatividade, figuricidade e iconicidade, além do cline de integração oracional desenvolvido por Hopper e Traugott (1993), a proposta de Oliveira (2001) para um contínuo de adjetivação e a proposta de Souza (2009) de um contínuo de especificação de SN. Os resultados indicam que orações adjetivas restritivas tendem a ocorrer mais com antecedentes menos definidos, enquanto as explicativas ocorrem em maior número com antecedentes mais definidos. Quanto ao status informacional, notamos que a maioria dos antecedentes novos são ancorados por orações restritivas. Do ponto de vista discursivo, vemos também que as restritivas desempenham uma função de compensar o baixo nível de informação do antecedente. Já a explicativa atua como fundo de informação, desempenhando uma função mais discursiva e argumentativa, por focalizar qualidades do antecedente relevantes dentro do contexto discursivo da oração matriz e do texto em que ocorre.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1551756 - EDVALDO BALDUINO BISPO
Interna - 345.159.097-20 - MARIA ANGELICA FURTADO DA CUNHA - UFRN
Externo à Instituição - EMANUEL CORDEIRO DA SILVA - UFPE
Notícia cadastrada em: 01/04/2019 22:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao