Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ ANTÔNIO VIEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSÉ ANTÔNIO VIEIRA
DATA : 15/08/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala chefia
TÍTULO:

MARCAS DA REPRESENTAÇÃO DE QUEM ESCREVE: A PRODUÇÃO DO TEXTO ACADÊMICO E A CONCEPÇÃO DE CIÊNCIA NA UNIVERSIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

representação, formas de citação, escrita, teses


PÁGINAS: 110
RESUMO:

Para nossa investigação, tomamos como ponto de partida a noção de os efeitos de sentidos desenvolvidos pela produção escrita possui relação com a formação e a concepção de ciência do pesquisador. Entendemos que a leitura do texto indicia diferentes formas de representações, sejam sobre o trabalho científico, dos conceitos teóricos ou de autores reconhecidos numaárea de estudo.Assim, partimos da ideia de que a produção de textos científicos está condicionada por diferentes relações internas e externas, sendo as relações internas, formas de marcação do discurso de outros autores e asexternas, relações institucionais (orientador e orientando, pesquisador e agências de fomento, produtividade e financiamento). Nossos questionamentos são: como as formas de uso do discurso citado evidenciam a representação do pesquisador sobre uma fundamentação teórica?;como a representação do pesquisador sobre uma fundamentação influencia a forma de utilização do discurso de outros autores?; quais efeitos de sentidos podem ser construídos a partir dos diferentes procedimentos de controle do discurso materializados na produção escrita?; como os sentidos produzidos na produção escrita podem contribuir com a inserção de quem a escreve numa comunidade científica?; e qual a relação entre a concepção de ciência e a representação do pesquisador?Temos como objetivos: 1) identificar as marcas de uso do discurso citado na produção escrita do texto acadêmico; 2) verificar indícios de representação do pesquisador refletidos nas formas de utilização do discurso do outro; 3) analisar a relação existente entre a representação e a produção escrita do pesquisador; 4) analisar a relação entre a concepção de ciência e a representação do pesquisador sobre conceitos, autores e teorias; 5) verificar a relação dos procedimentos de controle do discurso e o uso de conceitos de outros autores na escrita de textos científicos; e 6) analisar os efeitos de sentido da associação entre a produção acadêmica, a representação de quem escreve e as concepções de ciência presente na Universidade.Utilizamos como corpus, 10 (dez) teses de doutorado da Análise do Discurso em programas de pós-graduação em Letras e Linguística com conceitos 04, 05, 06, 07 e de um programa interinstitucional. A fundamentação teórica está dividida da seguinte maneira: 1-) As noções sobre produção de ciência em Bachelard (1996), que defende que um novo conhecimento se dá pela contradição com outro, não sendo nada evidente, e sim construído; 2-) A concepção de escrita de Babier (2009) e ECO (1989); 3-) as  práticas de leitura e representação cultural de Chartier (2002), que permite a relação entre a prática de leitura de quem escreve e de quem é leitor; 4-) as formas de heterogeneidade discursiva mostrada de Authier-Revuz (2004) e as formas de discurso citado de Bakhtin (2006), para analisar a construção e materialização do discurso de outros autores na escrita de trabalhos acadêmicos; 5-) o conceito de procedimentos de controle interno e externo apresentados por Foucault (1970), mais especificamente as noções de ritualização de instituições (controle externo) – que parte da ideia de que existe relações institucionais que controlam violentamente a produção discursiva a partir da continuidade; e 6-) formação imaginária de Pêcheux (1997)., que permite identificar indícios da formação discursiva do sujeito presente na produção escrita do texto científico.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1673309 - SULEMI FABIANO CAMPOS
Interno - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Externo à Instituição - MARINALVA VIEIRA BARBOSA - UFTM
Notícia cadastrada em: 19/07/2016 15:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao