Banca de DEFESA: PEDRO HENRIQUE GERMANO EVANGELISTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PEDRO HENRIQUE GERMANO EVANGELISTA
DATA : 29/08/2023
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório da SEDIS da UFRN
TÍTULO:

Pesquisa-Ação aplicada à Vigilância em Saúde e Ambiental em Resposta à Epidemia de Sífilis no Brasil:  reestruturação das salas de inteligência epidemiológica e hospitalar do Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

Sífilis; Vigilância epidemiológica; Inteligência epidemiológica; Salas de inteligência epidemiológica.


PÁGINAS: 61
RESUMO:
Introdução: A sífilis é uma doença sexualmente transmissível, que, ao longo dos últimos anos, tem tido aumento expressivo na notificação de novos casos, trazendo situação de epidemia, principalmente em países em desenvolvimento. No Brasil, de 2010 a 2017, houve aumento vertiginoso no número de novos casos de sífilis na população em geral. Objetivo: Diante desse cenário, o objetivo deste trabalho é realizar uma pesquisa, aplicada à reestruturação das salas de inteligência epidemiológica e hospitalar do país, com o propósito de promover, aperfeiçoar e fortalecer a infraestrutura tecnológica da Vigilância em Saúde e Ambiental no Brasil, com foco no monitoramento para enfrentamento à epidemia de sífilis e outras ISTs. Metodologia: O trabalho foi desenvolvido em oito fases, aplicadas no mundo real. Na primeira fase foi uma análise aprofundada do TED 111/2017. Posteriormente, foi realizado o levantamento dos endereços no qual deveriam ser entregues os equipamentos destinados às salas de inteligência. A terceira etapa aprofundou-se na parte teórica através da realização de uma revisão de literatura para estabelecimento de objetivos claros e precisos para a execução do trabalho. A quarta parte do estudo foi consequência da análise documental realizada, no qual levantou-se a hipótese de que os espaços disponíveis para instalação dos equipamentos não seriam suficientes. Na quinta etapa foi realizado diagnóstico situacional dos espaços destinados às salas, enquanto na sexta fase foram compiladas todas informações e respostas do questionário aplicado. A sétima fase consta da organização e criação de uma comissão técnica para discutir os cenários encontrados. Por último, foi pensado o redimensionamento dos equipamentos das salas de inteligência epidemiológica. Resultados: Seguindo o passo a passo proposto na metodologia, foi possível expandir a proposta de salas de inteligência epidemiológica para o total de 434 espaços, em uma redução de 43,72% do custo envolvido. Essa redução de custo possibilitou a expansão do escopo do projeto, que trouxe também ações locais no Estado do Rio Grande do Norte, através do fortalecimento da Vigilância Hospitalar do Estado e da implantação e instalação de Salas de Situação SALUS no Estado do RN, como também ações nos demais estados do Brasil, a iniciativa de promover a certificação dos estados e/ou municípios que alcancem as metas de eliminação da transmissão vertical do HIV e/ou Sífilis.

MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANGELICA ESPINOSA BARBOSA MIRANDA - UFES
Interno - ***.446.184-** - ANTONIO HIGOR FREIRE DE MORAIS - IFRN
Externo à Instituição - CARLOS ALBERTO PEREIRA DE OLIVEIRA - UERJ
Presidente - 2562782 - KARILANY DANTAS COUTINHO
Interno - 2488270 - RICARDO ALEXSANDRO DE MEDEIROS VALENTIM
Externa à Instituição - THAISA GOIS FARIAS DE MOURA SANTOS LIMA - MS
Notícia cadastrada em: 15/08/2023 20:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao