Banca de DEFESA: JEAN JAR PEREIRA DE ARAÚJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JEAN JAR PEREIRA DE ARAÚJO
DATA : 20/11/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Remoto
TÍTULO:

FERRAMENTA PARA EXTRAÇÃO DE INFORMAÇÕES DE GESTÃO EM SAÚDE A PARTIR DE BANCOS DE DADOS DO SUS



PALAVRAS-CHAVES:

EXTRAÇÃO DE DADOS, BIG DATA, ETL, DATASUS, SAÚDE PÚBLICA


PÁGINAS: 30
RESUMO:

A disponibilidade e o uso adequado da informação são matéria-prima para as ações de controle, prevenção e redução de doenças em sistemas de saúde. Os dados de saúde pública no Brasil são produzidos por várias ferramentas isoladas e não integradas, tornando difícil a tarefa de elaborar a gestão dessas informações. O DATASUS, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (SUS), possui vários sistemas para produzir informações necessárias à gestão do SUS, como o Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA), o Sistema de Informações Hospitalares (SIH), o Sistema de Informações Sobre Mortalidade (SIM), dentre outros. Entretanto, os dados contidos nessas plataformas não são padronizados e nem integrados, não sendo possível, por exemplo, a comparação de populações e nem o seguimento por paciente. Como consequência, a produção de informações gerenciais torna-se tarefa extremamente árdua.Estudos relacionados à melhoria na gestão em saúde, sobretudo de saúde pública, descrevem e apresentam casos de sucesso com soluções relacionadas à implementação de Data Warehouse (DW). Data Warehouse pode ser definido como uma plataforma que contém os dados de uma organização, centralizados e organizados de forma que usuários, de maneira simples, possam extrair relatórios analíticos complexos contendo informações gerenciais. Projetos de DW consolidam e comunicam dados de diferentes fontes e formatos, num processo de limpeza, integração e transformação dos dados (Mineração de dados), deixando-os disponíveis para acesso rápido. Os benefícios obtidos com a utilização de tecnologia DW são muitos, dentre eles a agilidade na tomada de decisão e o melhor gerenciamento dos recursos. Em relação ao DATASUS, essas técnicas podem representar um avanço substancial e ainda contribuir, decisivamente, nos estudos epidemiológicos e de vigilância sanitária, através da identificação e correlação de padrões existentes nos dados. A integração das bases de dados dos sistemas de informações do DATASUS é pré-requisito para um avanço real na utilização do enorme volume de dados contidos nesses sistemas. Iniciativas como o DW desenvolvido pela Universidade do Sul da Flórida para gerenciamento da saúde comunitária, e estudos de grupos de pesquisa para a Secretaria de Saúde do estado de São Paulo (SES-SP) tem sido de sucesso com o uso de DW e incentivam a adoção dessas ferramentas como facilitadoras para o aumento de qualidade da saúde pública. Neste trabalho, propõe-se a criação de um ambiente de armazenamento, centralização, integração e tratamento de dados provenientes de diferentes sistemas de informação do SUS. As informações analisadas pelo projeto serão extraídas dos sites institucionais do Ministério da Saúde e o DATASUS.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2562782 - KARILANY DANTAS COUTINHO
Interno - 2488270 - RICARDO ALEXSANDRO DE MEDEIROS VALENTIM
Externo ao Programa - 3966965 - ERNANO ARRAIS JUNIOR
Externo ao Programa - 026.769.294-37 - AGNALDO SOUZA CRUZ - UFRN
Externo à Instituição - ANGELICA ESPINOSA BARBOSA MIRANDA
Externo à Instituição - LEONARDO JUDSON GALVAO DE LIMA
Externa à Instituição - THAISA GOIS FARIAS DE MOURA SANTOS LIMA
Notícia cadastrada em: 16/11/2020 20:36
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao