Banca de DEFESA: GILZANDRA LIRA DANTAS FLORENCIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GILZANDRA LIRA DANTAS FLORENCIO
DATA: 05/10/2011
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do CONSEC-CCS
TÍTULO:

EFEITO DA ATIVIDADE FÍSICA NA PREVENÇÃO DO ESTRESSE OXIDATIVO E CÂNCER DE MAMA

EFEITO DA ATIVIDADE FÍSICA NA PREVENÇÃO DO ESTRESSE OXIDATIVO E CÂNCER DE MAMA

PALAVRAS-CHAVES:

atividade física, cancer, metanalisis


PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

O processo do envelhecer é um evento inevitável, de caráter universal e multifatorial. A atividade física é um importante aliado na prevenção das doenças advindas do envelhecimento. Os autores propõem avalia os efeitos benéficos da atividade física na redução de estresse oxidativo (EO) e câncer de mama Estudos observacionais demonstraram uma associação entre atividade física e redução de risco de câncer de mama. Objetivo: Avaliar o efeito da atividade física na prevenção do câncer de mama. Material e Métodos - Estratégia de busca: Os artigos foram selecionados através de literatura disponível em base de dados eletrônica (Pubmed, Embase, Scielo, Cochrane, CANCERLIT e Google Scholar) e buscasManual. Critérios de seleção: estudos de coorte e caso-controle foram metodologicamente  avaliados através da Escala de NewCastle. Coleta de dados e análise: foram documentados; tamanho, componentes e características das populações estudadas, estado menopausal e prática de atividade física. Foi utilizado  o programa estatístico. Review Manager 5.1 e a  análise  foi realizada usando o método estatístico de Mantel-Haenszel. De efeito fixo-análise com dados dicotômicos, testes subgrupos e calcular odds ratio com intervalo de confiança de 95% foram utilizados. Principais resultados: sete estudos de coorte e quatorze estudos caso-controle foram selecionados  Evidência estatística revelou que atividade física reduz o risco de câncer de mama em estudos caso-controle [OR = 0,84 (0,81-0,88)] heterogeneidade 72%) e estudos de coorte [OR = 0,61 (0,59 a 0,63)] (heterogeneidade 100%) Conclusões: É necessária a criação de um instrumento padrão para avaliar a AP com o intuito de produzir estudos mais homogêneos para   meta-análise. Existe ainda a necessidade de realizar mais estudos envolvendo períodos de latência com diferentes tipos de AP e considerando o status menopausal  das mulheres.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1199080 - ANA KATHERINE DA SILVEIRA GONCALVES
Externo ao Programa - 347496 - HENIO FERREIRA DE MIRANDA
Externo à Instituição - JOSÉ ELEUTÉRIO JÚNIOR - UFC
Notícia cadastrada em: 21/09/2011 15:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao