Banca de QUALIFICAÇÃO: THAMIRES BARRETO SANCHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THAMIRES BARRETO SANCHO
DATA : 10/06/2024
HORA: 09:00
LOCAL: REMOTO: https://meet.google.com/xjh-oqoz-ebc
TÍTULO:

COMPARAÇÃO DO EFEITO DA MORFINA E DO TRAMADOL NA PROLIFERAÇÃO, APOPTOSE E METÁSTASE PULMONAR DE CÉLULAS TUMORAIS DE MELANOMA IN VITRO E IN VIVO


PALAVRAS-CHAVES:

Melanoma, Morfina, Tramadol, Opioides, Crescimento tumoral


PÁGINAS: 23
RESUMO:

O tramadol e a morfina são fármacos analgésicos utilizado no manejo da dor do câncer. A morfina, dependendo de fatores, pode inibir ou estimular o crescimento de células de melanoma, mas não há dados sobre o tramadol. Portanto, o objetivo do presente estudo foi comparar os efeitos da morfina e tramadol em células de melanoma in vitro e in vivo.Os dois fármacos, de forma dose dependente, foram citotóxicos para células de melanoma B16F10, chegando ao máximo do efeito (80%) com 5.00 μM. Todavia, nessa concentração, a morfina (49%) induziu mais apoptose nas células do que o tramadol (37%).  No teste clonogênico o tramadol (0.50 μM) inibiu em 80% o número de colônias formadas, já a morfina (0.50 μM) inibiu em 100% a formação de colônias. Quando administrados em dose clínicas, tanto morfina como tramadol, diminuíram significativamente (p<0.05) a formação de metástase nos camundongos. Porém, a morfina apresentou maior redução na tumorigenicidade pulmonar em relação ao tramadol (p<0.05). A associação do tramadol em dose clínica (2.00 μM) com a cisplatina 0.0312 μM potencializou a inibição da proliferação celular em comparação a cisplatina isolada (p<0.05). Em suma, a morfina foi mais efetiva na inibição da proliferação e metástase pulmonar em comparação ao tramadol. Em doses clínicas o tramadol potencializou o efeito antitumoral in vitro da cisplatina. Porém, outros experimentos são necessários para determinar se doses clínicas da morfina desempenham efeito antitumoral e se o tramadol tem potencial para substituir à morfina no manejo antitumoral e da dor em pacientes com câncer de melanoma


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 346138 - ALDO DA CUNHA MEDEIROS
Externa à Instituição - AMALIA CINTHIA MENESES DO REGO - UnP
Externo à Instituição - ITALO MEDEIROS DE AZEVEDO - UFRN
Notícia cadastrada em: 21/05/2024 15:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao