Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ ALDIVAN ALMEIDA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSÉ ALDIVAN ALMEIDA SILVA
DATA : 21/12/2022
HORA: 09:00
LOCAL: meet.google.com/cei-etru-kxj
TÍTULO:

 

 

 

SEQUÊNCIAS TEXTUAIS NO DISCURSO DE DEFESA DE DILMA ROUSSEFF SOBRE O PROCESSO POR CRIME DE RESPONSABILIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

 

 

 

Discurso de defesa. Sequências textuais. Análise Textual dos Discursos.


PÁGINAS: 39
RESUMO:

Este trabalho investiga as sequências textuais no discurso de defesa da ex-presidenta da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, no processo por crime de responsabilidade. Tal ato culminou com o impedimento da ex-presidenta, o qual teve início no ano de 2015, quando Eduardo Cunha – ex-presidente da Câmara Federal – aceitou a denúncia feita por Hélio Bicudo – procurador de justiça aposentado – e os advogados Miguel Reale Junior e Janaina Paschoal. O processo ocasionou o afastamento da ex-presidenta no dia 31 de agosto de 2016. Entretanto, o discurso de defesa de Dilma Rousseff, objeto da nossa pesquisa, foi formalizado pelo ex-advogado geral da união, José Eduardo Cardoso, no dia 04 de abril de 2016, logo em seguida, foi encaminhado para a apreciação da Comissão Especial da Câmara dos Deputados. Justificamos a escolha do corpus por se tratar de um documento que legitima a defesa da ex-presidenta perante a acusação sobre o crime de responsabilidade, tornando-o um documento de importância política, jurídica, histórica e social do nosso país. A pesquisa se baseia nos pressupostos da Análise Textual dos Discursos, com base nos estudos de Jean-Michel Adam. Quanto aos aspectos metodológicos, definimos que a nossa abordagem é prioritariamente qualitativa, de tipo documental e de natureza interpretativa. Para tanto, utilizamos os métodos indutivo e dedutivo. Nossos resultados preliminares apontam para uma preferência no uso do ponto de vista assertado, em que o locutor enunciador primeiro, através de estratégias linguísticas como, por exemplo, o uso das sequências textuais, manifesta a sua opinião e orienta argumentativamente o texto, postulando a ideia de nulidade no recebimento da denúncia do processo, devido à má índole de Eduardo Cunha.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Interno - 349707 - LUIS ALVARO SGADARI PASSEGGI
Externa à Instituição - MARIA ELIETE DE QUEIROZ - UERN
Notícia cadastrada em: 07/12/2022 09:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao