Banca de QUALIFICAÇÃO: MANUELLA SOARES JOVEM

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MANUELLA SOARES JOVEM
DATA : 21/10/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 314
TÍTULO:

A CONSTRUÇÃO [X-VEL]AdjetivoUMA ABORDAGEM FUNCIONAL CENTRADA NO USO


PALAVRAS-CHAVES:

Construção [X-vel]Adjetivo; Morfologia; Linguística Funcional Centrada no Uso; Gramática de Construções.


PÁGINAS: 99
RESUMO:

Este estudo tem como foco central adjetivos formados pelo sufixo -vel no português brasileiro, tomando-os como uma construção, ou seja, como o pareamento de forma e função. O objetivo principal é descrever e explicar formal e funcionalmente a construção [X-vel]Adjetivo. Como aporte teórico, recorre-se à Linguística Funcional Centrada no Uso, conforme defendida, por exemplo, em Cezario e Furtado da Cunha (2013), Oliveira e Rosário (2015). Essa corrente de pesquisa representa a conjugação entre o Funcionalismo norte-americano (Givón, [1979] 2012, 1984, 1995, 2011; Hopper, 1991; Bybee 2006, 2010; Thompson, 2005) e a Gramática de Construções (Goldberg, 1995, 2003; Croft, 2001; Miranda e Salomão, 2009; Traugott e Trousdale, 2013). Apoiada nessa perspectiva, a investigação se baseia na ideia de que as línguas são constituídas por uma rede de construções hierarquizadas e inter-relacionadas. Para isso, tomam-se como base os pressupostos metodológicos da pesquisa qualitativa com suporte quantitativo. Os dados utilizados para a análise são coletados, principalmente, do Corpus Discurso e Gramática, composto de textos orais e escritos, subdivididos em cinco tipos textuais, produzidos por informantes de cinco cidades brasileiras e de variados níveis de escolaridade. Como resultados preliminares, constata-se, além da maior frequência de instanciações da construção sob enfoque nos textos orais, a predominância de construtos de base verbal sobre os de base nominal. Ademais, algumas ocorrências comprovam a presença do processo de extensão semântica no uso dessa construção, em que verificamos um traço comum: a não agentividade dos participantes da cena transitiva, que se relaciona aos graus de transitividade implicada na formação de adjetivos em -vel.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 3891450 - ADA LIMA FERREIRA DE SOUSA
Presidente - 1673239 - JOSE ROMERITO SILVA
Interno - 345.159.097-20 - MARIA ANGELICA FURTADO DA CUNHA - UFRN
Notícia cadastrada em: 17/10/2016 10:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao