Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA DA CONCEIÇÃO SILVA DANTAS MONTEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DA CONCEIÇÃO SILVA DANTAS MONTEIRO
DATA: 13/06/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Campus da UERN - Natal
TÍTULO:

LUÍS DA CÂMARA CASCUDO PREFACIADOR: ESCRITOS QUE ATRAVESSARAM O SÉCULO XX


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chaves: Prefácio; Câmara Cascudo; Rio Grande do Norte; Tradição.


PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Comparada
RESUMO:

 

Leitura de prefácios escritos por Luís da Câmara Cascudo para obras literárias ou não, de autores variados e da sua própria autoria. Entende-se por prefácio o texto escrito e publicado com o intuito de fornecer informações que facilitem a leitura e/ou o entendimento da obra a qual ele se integra e faz referência. Independentemente de vir no início, quando recebe o nome de prólogo, carta ao leitor, proêmio, introito, preâmbulo introdução, etc., ou quando aparece nas últimas páginas do livro e passa a intitular-se posfácio. Trata-se, portanto, de uma pesquisa qualitativa de caráter biobibliográfico e interpretativa. O objetivo é buscar entender, por meio desses documentos/monumentos, segundo a concepção de Jacques Le Goff (2012), de que modo o autor vê/lê a sua obra e a dos demais autores que recorreram a ele em busca de um texto introdutório. O conjunto de prefácios constitui um vasto material de pesquisa que permitirá uma maior visibilidade ao trabalho iniciado por Luís da Câmara Cascudo ainda em 1921, quando iniciou sua trajetória como prefaciador. O legado deixado pelos prefácios cascudianos permite uma melhor compreensão da produção literária norte-rio-grandense no século XX, tornando possível observar de que modo essa produção contribuiu para o processo de consolidação do sistema literário brasileiro, segundo o define Antonio Candido (1997) e para a formação de uma tradição literária local. Para o estudo do gênero prefácio recorreu-se a SALES (2003), TELES (1986/1989/2010), CLEMENTE (1986) e CANDIDO (2005). Quanto à noção de tradição nos reporta-se a T. S. Eliot (1997) e a Antonio Candido (1997/1980).

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349739 - HUMBERTO HERMENEGILDO DE ARAUJO
Externo ao Programa - 1675070 - JOSE LUIZ FERREIRA
Externo à Instituição - CASSIA DE FATIMA MATOS DOS SANTOS - UERN
Notícia cadastrada em: 22/05/2014 10:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao