Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA KÉRSIA DA SILVA DOURADO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA KÉRSIA DA SILVA DOURADO
DATA : 28/12/2021
HORA: 10:00
LOCAL: Remoto (googlemeet)
TÍTULO:

VOZES SURDAS: UM ESTUDO ANALÍTICO DE MEMES DE/SOBRE COMUNIDADES SURDAS


PALAVRAS-CHAVES:

Memes. Análise do discurso. Comunidades. Posicionamentos.


PÁGINAS: 77
RESUMO:

A acessibilidade para pessoas surdas tornou-se humoristicamente visível por meio de memes que retratam a atuação do profissional Intérprete de Libras (Língua de Sinais Brasileira). Tendo em vista sua produção e circulação nas redes sociais por pessoas ouvintes, igualmente cotejamos os imagéticos produzidos na/pela comunidade surda. Neste trabalho, a partir do viés metodológico da Análise do Discurso, objetiva-se descrever e analisar quais efeitos de sentido emergem da leitura analítica dos memes disseminados sobre a/pela comunidade surda. Especificamente propomos i) descrever os possíveis efeitos de sentido pelo imagético; ii) depreender posicionamentos em memes imagéticos ao se confrontar as cenas enunciativas, que representam as culturas surda e ouvinte, iii) conhecer as representações identitárias e culturais que se constituem a partir da construção de determinados ethé para surdos e ouvintes. Para essa análise, respaldamo-nos nas contribuições teóricas de Maingueneau (2008a, 2012, 2016b), para entender como esses memes sobre a/pela comunidade surda se constituem a partir do embate entre posicionamentos, construídos, por sua vez, a partir de cenas enunciativas e ethos. Fazem parte deste estudo, a constituição de memes como fenômeno de linguagem e como exercícios de poder em práticas de comunidade discursiva (BAKHTIN, 2002, 2010, 2016; GUERRA e BOTTA 2018; FOUCAULT, [1970] 2014, 1979, 1986, 2018; FELIPE, 2011; MAINGUENEAU, 2008, 2012; WIGGINS, 2019). As análises indicam os seguintes: (1) memes não apenas entretêm usuários da internet, eles herdam uma prática que é reconhecida e mantida na rede pela comunidade; (2) eles incorporam os ethé que, encenados, apontam para determinados posicionamentos (desqualificantes ou de pertencimento da/à comunidade surda); (3) eles (re)constroem as relações de poder pelos exercícios de seus posicionamentos; (4) eles apontam para representações identitárias e culturais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1476540 - CELLINA RODRIGUES MUNIZ
Interna - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Externa ao Programa - 2313711 - FLAVIA ROLDAN VIANA
Notícia cadastrada em: 30/11/2021 10:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao