Banca de DEFESA: SARA COSTA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SARA COSTA DOS SANTOS
DATA : 30/08/2021
HORA: 14:30
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

ENCONTROS ENTRE AS NARRATIVAS POTIGUARES DE ONOFRE E BARTOLOMEU SOB A PERSPECTIVA DO ENSINO DE LITERATURA


PALAVRAS-CHAVES:

Narrativas potiguares; Encontros; Onofre Jr.; Bartolomeu; Ensino de literatura.


PÁGINAS: 204
RESUMO:

Esta pesquisa apresenta um estudo de contos potiguares a partir da perspectiva do ensino de literatura. Para tal, são analisados contos com temáticas correlacionadas presentes nas obras Chão dos Simples (2014), de Manoel Onofre Júnior, e Rosa verde amarelou (2014), de Bartolomeu Correia de Melo. O objetivo é analisar como a figura do narrador tradicional e a representação feminina são abordados em contos dos dois autores, a fim de apontar caminhos possíveis para o trabalho com essas narrativas no contexto da sala de aula. Em relação à análise, primeiramente, observa-se como a cultura da oralidade é retratada nos contos, a partir da tradição da contação de histórias míticas em ambientes interioranos, tendo como aporte teórico principal as considerações sobre oralidade e narrador de Benjamin (1987), Cascudo (2006) e Zumthor (1997). Em seguida, analisa-se como ocorre a construção da representação feminina, em contos dos dois autores, e a desestabilização da dominação masculina decorrente dessa forma de representação. Dessa forma, a análise se fundamenta, sobretudo, nos estudos de Bourdieu (2005), acerca da dominação masculina, e nos conceitos de mulher-objeto e mulher-sujeito discutidos por Zolin (2009), além das considerações de Delumeau (1989) a respeito da visão misógina que se construiu ao longo do tempo pela sociedade masculina. Nesse sentido, reflete-se sobre o ensino de literatura na atualidade e a sua indispensabilidade, a partir das discussões teóricas de Candido (2011), Compagnon (2009), Todorov (2009), Cosson (2014; 2010), Zilberman (2012) e Jouve (2012), para, por fim, serem propostas sugestões metodológicas de ensino com os contos potiguares analisados, organizadas em unidades didáticas. Essas unidades didáticas se baseiam na proposta dialógica de ensino apresentada por Cereja (2005) e partem do pressuposto de que o texto literário deve ser o cerne do ensino de literatura, de modo que esse método de ensino possa atender à formação leitora, literária, crítica, consciente e humanizadora de estudantes da educação básica.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1299003 - DERIVALDO DOS SANTOS
Externa ao Programa - 1746024 - EDNA MARIA RANGEL DE SA
Externa à Instituição - KALINA ALESSANDRA RODRIGUES DE PAIVA - IFRN
Notícia cadastrada em: 19/08/2021 17:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao