Banca de DEFESA: ANTONIO VALTER SANTOS BARRETO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANTONIO VALTER SANTOS BARRETO
DATA : 26/11/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório A - CCHLA
TÍTULO:

MEMÓRIA E FICÇÃO: As publicações literárias do jornal Diário da Tarde – Ilhéus, como construto de memória da Região do Cacau


PALAVRAS-CHAVES:

Jornal. Textos Literários. Memória. Arquivo. Representação


PÁGINAS: 275
RESUMO:

A presente tese elege como objeto de investigação os textos literários publicados no jornal Diário da Tarde de Ilhéus, nos anos de 1929, 1931, 1933, 1935 e como estes, a um só tempo, constroem e representam a memória da sociedade de Ilhéus e região do cacau, que compreende o sul e parte do extremo sul do Estado da Bahia, no campo da literatura, da religião, da história e das memórias. O jornal pode ser visto como um lugar ou arquivo de memória, pois em suas publicações é possível interpretar fatos e acontecimentos da primeira metade do século XX, sejam eles literários, religiosos ou culturais, uma vez que o suporte jornalístico também pode ser visto como um guardião de fatos e acontecimentos, ou seja, apresenta e representa, ao mesmo tempo, uma memória guardada, arquivada, sacralizada em seus vestígios. Sendo a memória aquela que guarda, arquiva e representa fatos e acontecimentos de épocas passadas, ela está aberta à dialética da lembrança e do esquecimento. Para tal, os estudos sobre lembrança e esquecimento foram embasados em teóricos como Maurice Halbwchs (2006), Paul Ricouer (2007), Paolo Rossi (2010), Janice Theodoro (1998); sobre arquivo e lugar de memória partimos das concepções de Pierre Nora (1993), Foucault (2002), Elisabeth Roudinesco (2006), Derrida (2001); sobre a imprensa, o romance folhetim e o uso do pseudônimo, algo bem frequente nas notícias literárias publicadas no Diário da Tarde, em Socorro de Fátima (2007), Myrian Sepúlveda (2003) e Marlyse Meyer (1996). Os conceitos desses e de outros teóricos foram debatidos com o propósito de inserir o jornal ilheense nesse arquivo de representações e lugar de memória a serviço de uma elite, de um povo e de uma região considerada rica e lugar de coronéis, ao mesmo tempo em que mantinha considerável produção literária com publicações no suporte jornal.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 155.661.454-34 - HUMBERTO HERMENEGILDO DE ARAUJO - UFRN
Interno - 1299003 - DERIVALDO DOS SANTOS
Interno - 1675070 - JOSE LUIZ FERREIRA
Externo à Instituição - GIUSEPPE RONCALLI PONCE LEON DE OLIVEIRA - UFCG
Externo à Instituição - HERASMO BRAGA DE OLIVEIRA BRITO - UESPI
Notícia cadastrada em: 06/11/2018 14:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao