Banca de DEFESA: Paulo Rodrigo Pinheiro de Campos

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : Paulo Rodrigo Pinheiro de Campos
DATA : 22/05/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Ágora auditório 4
TÍTULO:

COMPETÊNCIA SIMBÓLICA E SENSO DE HUMOR: EXPLORANDO O INGLÊS NO ENSINO MÉDIO


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: competência simbólica; reframing; indexação; dessincronização; estetização; senso de humor.


PÁGINAS: 333
RESUMO:

 

 Nossa pesquisa surgiu do interesse de alinhar a prática de sala de aula de Inglês como Língua Estrangeira (ILE) às demandas de interação da sociedade global atual, interesse esse que pode ser mediado por discussões no âmbito dos estudos da linguagem. Levando em conta que o cenário global estabelece a necessidade de comunicação em ambientes multiculturais onde, além da troca de informações, negociam-se valores simbólicos e posicionamentos, adotamos uma perspectiva ecológica do ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras e privilegiamos a promoção da competência simbólica (CS). Tendo que, de acordo com Kramsch (2006), a CS diz respeito a como os estudantes devem posicionar-se e a sua habilidade para produzir e trocar bens simbólicos no mundo complexo e globalizado atual, então, promover a CS por meio do ensino-aprendizagem de línguas apresenta-se como uma alternativa coerente, ao passo que os estudantes podem beneficiar-se dos significados contextuais da língua. A CS apenas pode ser desenvolvida se, além de estruturas e seus significados, os estudantes tiverem a oportunidade de compreender o jogo de poder intrínseco à comunicação (o qual arraiga-se na relação entre a interação imediata e o contexto cultural estratificado), reenquadrar (reframe) esse jogo de forma a alcançar resultados positivos e, ainda, preservar a própria imagem. Com base na compreensão de algumas noções linguístico-discursivas, propomos quatro princípios que podem servir como entradas para promover a CS: i- reframing, ou a habilidade de sair de determinado frame (um modelo situacional baseado na experiência) de modo a perceber algo de forma diferente; ii- indexação, isto é, a habilidade de produzir sentido de forma indireta; iii- dessincronização, ou a habilidade de lidar com os vários estratos históricos do discurso; iv- estetização, isto é, a habilidade de posicionar-se no discurso de modo a influenciar a percepção dos coenunciadores. Por compreendermos que o senso de humor apresenta aspectos comuns aos referidos princípios, elaboramos atividades de ensino-aprendizagem a partir de textos humorísticos. Com isso, nosso problema de pesquisa é: a CS pode ser promovida por meio de atividades de ensino-aprendizagem baseadas em textos humorísticos? Daí temos que nosso objetivo é promover a CS por meio de atividades de ensino-aprendizagem de ILE elaboradas a partir de textos humorísticos, tomando por base os quatro princípios supracitados. Adotamos nesta pesquisa aplicada e participativa a metodologia da pesquisa-ação e uma abordagem qualitativa para tratar os dados. Nossos resultados sugerem que os aprendizes foram beneficiados com a promoção da CS. O contexto de aplicação foi o do Ensino Médio em um Instituto Federal. Por aporte teórico principal, temos algumas discussões sobre: competência simbólica (KRAMSCH, 2006, 2009a, 2009b, 2011); humor (ATTARDO, 2001; RASKIN, 1979; POSSENTI, 2010), frames (FILLMORE, 1982; LAKOFF, 2010); indexicalidade (OCHS, 1996; JOHNSTONE, 2008); simultaneidade estratificada e sincronização (BLOMMAERT, 2005); condições divergente e convergente (WIDDOWSON, 1992) e alguns aspectos do discurso literário (MAINGUENEAU, 2016).

 

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2194174 - ANA GRACA CANAN
Interno - 1666189 - JANAINA WEISSHEIMER
Interno - 1720830 - MARCELO DA SILVA AMORIM
Externo à Instituição - EVA CAROLINA DA CUNHA - UFPE
Externo à Instituição - RAFAEL VETROMILLE-CASTRO - UFPel
Notícia cadastrada em: 23/04/2018 09:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao