Banca de QUALIFICAÇÃO: VALDIR MOREIRA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VALDIR MOREIRA DA SILVA
DATA : 10/10/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório Políticas Públicas - CCHLA
TÍTULO:

VEREDAS DA LEMBRANÇA: memória, história e autobiografia em narrativas orais do Vale do Açu

 


PALAVRAS-CHAVES:

PALAVRAS-CHAVE:

Narrativas orais. História oral. Memória e autobiografia.

 


PÁGINAS: 65
RESUMO:

A presente tese de doutoramento, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da UFRN, registra aspectos sobre o estudo do trabalho da memória, a partir da análise de narrativas orais que imbricam o processo mnemônico com a história e a autobiografia de narradores do interior do Rio Grande do Norte, em especial da microrregião do Vale do Açu. Investiga-se, de forma qualitativa e analítica, aspectos das narrativas orais reunidas junto a narradores populares, por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas no espaço social dos entrevistados, gravadas em áudio e, posteriormente transcritas, além de relacionar à análise dessas narrativas, conceitos e reflexões obtidos pelo estudo de teorias sobre memória individual e coletiva, sobre aspectos autobiográficos e elementos da chamada nova história – história oral, história vista de baixo, história dos acontecimentos. Por intermédio da memória das experiências vividas pelos narradores e como a rememoração dos acontecimentos interfere nos modos de perpetuação de uma “verdade” da história dos espaços, dos indivíduos e dos grupos sociais e como formativa de um acervo de histórias – e não da História –, aglutinadas pela individualidade narrativa de um narrador comum. Investiga-se, ainda, elementos da história social e elementos da história autobiográfica que entram em fusão na textualidade das narrativas compiladas; elementos que revelem aspectos da autobiografia do narrador, a partir de um eu me lembro..., buscando perscrutar aspectos textuais que indiquem a presença de traços da história individual de quem narra, tais como fatos cuja participação narrada revelem protagonismo do narrador, além de elementos da história do núcleo familiar, do grupo social, entre outros. A base teórica da pesquisa centra-se, primordialmente, nos escritos de Maurice Halbwachs, em A memória coletiva (2006; 2015), de Paul Ricoeur, em A memória, a história e o esquecimento (2007), na coletânea de artigos organizadas por Peter Burke, em A escrita da história: novas perspectivas (2011), e nas teorias sobre autobiografia presentes no Pacto autobiográfico: de Rousseau à Internet (2014), de Phillipe Lejeune. Considera-se que as narrativas recolhidas implicam, em uma tradição popular autóctone, elementos da historicidade do grupo social e do espaço e elementos autobiográficos do indivíduo que narra, suscitados pelos processos de rememoração dos acontecimentos.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1513790 - ANDREY PEREIRA DE OLIVEIRA
Interno - 1299003 - DERIVALDO DOS SANTOS
Externo à Instituição - MARIA SUELY DA COSTA - UEPB
Notícia cadastrada em: 26/09/2017 17:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao