Banca de QUALIFICAÇÃO: JORGE WITT DE MENDONÇA JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JORGE WITT DE MENDONÇA JUNIOR
DATA : 29/06/2017
HORA: 14:30
LOCAL: CCHLA
TÍTULO:

Uma análise da linguagem em A Portrait of the Artist as a Young Man: o tempo e a rebeldia do artista


PALAVRAS-CHAVES:

Romance, Tempo, Linguagem, Personagem, James Joyce.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

A obra de James Joyce (1882-1941) que trabalhamos nessa pesquisa, A Portrait of the Artist as a Young Man, publicada em 1916, narra a história de Stephen Dedalus no período que vai da sua infância até o início da idade adulta. É a partir dessa perspectiva da evolução do texto juntamente com o personagem que propomos um estudo do romance enquanto gênero diferenciado no tratamento da categoria do tempo. Partimos com o objetivo de analisar de que maneira a linguagem desenvolvida pelo autor possibilita a criação de uma camada linguística para o desenvolvimento do personagem e do tempo ao longo da narrativa, possibilitando o compartilhamento de uma experiência temporal a partir da linguagem. Analisaremos como a linguagem é utilizada para desenvolver a temática da rebeldia do personagem, inserida na estrutura linguística da obra. Desenvolvemos essa pesquisa em A Portrait a partir do estudo de autores como Ricoeur (1995), Bakhtin (2010), Benjamin (2011), Lukács (2007), Mendilow (1972), Genette (1995), entre outros. Discutimos também a questão da interação narrador-personagem e sua influência na evolução da narrativa, partindo de Candido (2007) e Auerbach (2002). Nossa proposta desenvolve primeiramente um estudo sobre as características romanescas que fazem da temática do tempo um elemento essencial à forma do romance. Abordamos, na sequência, a forma como a linguagem desenvolve uma reconfiguração da experiência temporal na estrutura linguística do romance. Chegamos à conclusão de que para reconfigurar o tempo dentro da linguagem, o autor utiliza de recursos literários como, por exemplo, a relação entre o narrador e personagem observada na manipulação do ponto de vista, além da adaptação de estilos narrativos correspondentes a cada etapa da vida do personagem fazendo com que a sua evolução seja sentida, não apenas declarada, na própria experiência linguística da leitura.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3351552 - ROSANNE BEZERRA DE ARAUJO
Interno - 1513790 - ANDREY PEREIRA DE OLIVEIRA
Interno - 1000286 - ORISON MARDEN BANDEIRA DE MELO JUNIOR
Notícia cadastrada em: 20/06/2017 07:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao