Banca de QUALIFICAÇÃO: MARTA HELENA FEITOSA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARTA HELENA FEITOSA SILVA
DATA: 19/01/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório A- CCHLA
TÍTULO:

LETRAMENTO LABORAL PARA EGRESSAS DO CURSO DE CUIDADORAS DE IDOSOS DO PROGRAMA MULHERES MIL


PALAVRAS-CHAVES:

Letramento laboral. Gêneros discursivos. Cuidadoras de idosos. 


PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

Esta dissertação emerge de uma reflexão acerca da necessidade de possibilitar às mulheres participantes dos cursos profissionalizantes do Programa Mulheres Mil, oferecido pelo Governo Federal a partir de 2007, um conhecimento das práticas letradas próprias do mundo do trabalho para o qual estão sendo preparadas. Para o cumprimento dessa meta, foi desenvolvida uma experiência piloto – o Curso de Letramento para Cuidadoras de Idosos –, realizado entre o final de outubro e o início de novembro de 2014, no Campus Natal Central do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). O curso foi projetado com a finalidade de possibilitar às mulheres egressas do Curso de Cuidadoras de Idosos do Programa Mulheres Mil, ofertado pela referida instituição, o contato com gêneros discursivos “para conquistar o trabalho” e “para usar no trabalho”. Buscou-se, através do curso, aperfeiçoar sua capacitação e ajudá-las a inserirem-se no mercado de trabalho, sendo este, então, o objetivo geral da pesquisa: possibilitar que as alunas egressas do curso sejam letradas para a profissão para a qual decidiram se qualificar, bem como para o mundo do trabalho de modo geral. Partindo desse objetivo maior, formulam-se os objetivos específicos deste trabalho: 1) Refletir sobre de que forma os gêneros discursivos selecionados para o curso podem contribuir para melhorar o desempenho profissional das mulheres participantes; 2) Contribuir para que, através do curso de letramento, as aprendizas se percebam cidadãs habilitadas a desempenhar seu papel social, cumprindo eficazmente seus deveres e exigindo os direitos que lhes cabem. O curso de letramento foi organizado através de sequências didáticas, utilizando-se como aporte teórico os estudos de Noverraz, Dolz e Shenewly (2004). O objeto de estudo da pesquisa são as aulas do curso, e os dados gerados nas aulas compõem o corpus desta dissertação, em que foi adotado o viés metodológico da pesquisa-ação (THIOLLENT, 1986), de vertente etnográfica. A pesquisa insere-se, portanto, no campo da Linguística Aplicada, na área de letramento laboral. As discussões sobre letramento partem do modelo ideológico defendido por Street (2014), em sua ação como prática situada, com base nos estudos de Barton, Hamilton e Ivanic (2000), e na perspectiva de prática social (KLEIMAN, 1995). As reflexões sobre gêneros discursivos se apoiam nos estudos de gêneros como ação social (BAZERMAN, 2011; MILLER, 2012), sem esquecer as contribuições de Bakhtin sobre a teoria dos gêneros (1997). Quanto às análises iniciais, verificou-se que as aulas do curso de letramento cumpriram o objetivo a que se propuseram, já que possibilitaram às mulheres familiarizarem-se com gêneros que as auxiliarão efetivamente a adentrar no mundo do trabalho, bem como serão por elas utilizados em suas práticas laborais. A partir dessa análise, constata-se a necessidade premente de se pensar na inclusão, nas salas ade aulas de cursos profissionalizantes, de gêneros que atendam às necessidades laborais dos cursistas, como forma de melhorar seu desempenho no trabalho e fortalecê-los como cidadãos.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1674285 - ANA MARIA DE OLIVEIRA PAZ
Interno - 2087054 - GLICIA MARILI AZEVEDO DE MEDEIROS TINOCO
Interno - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Externo à Instituição - IVONEIDE BEZERRA DE ARAUJO SANTOS - IFRN
Notícia cadastrada em: 18/01/2016 09:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao