Banca de QUALIFICAÇÃO: SARA AZEVEDO SANTOS DE MELO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SARA AZEVEDO SANTOS DE MELO
DATA: 21/08/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 314
TÍTULO:

A CONSTRUÇÃO COM OS VERBOS DE PERCEPÇÃO VER E OLHAR


PALAVRAS-CHAVES:

Verbos de percepção. Estrutura argumental. Linguística Funcional Centrada no Uso. Gramática de Construções. 


PÁGINAS: 42
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Este trabalho consiste na identificação dos padrões de estrutura argumental em que os verbos de percepção ver e olhar podem ocorrer. Objetiva-se, especificamente, examinar a configuração argumental dos verbos ver e olhar, agrupando-os pelo tipo de estrutura argumental que manifestam, determinar os casos semânticos dos argumentos expressos na oração, analisar aspectos morfossintáticos e discursivo-pragmáticos dos argumentos desses verbos e verificar se há relação entre um dado tipo de estrutura argumental e o gênero discursivo. Quanto aos procedimentos metodológicos, o trabalho envolve tanto aspectos quantitativos (relativos à frequência de uso dos padrões identificados) quanto qualitativos (relacionados às motivações cognitivas e sociointeracionais implicadas no uso). O banco de dados tomando como fonte para análise é o Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade do Natal (FURTADO DA CUNHA, 1998), bem como o Banco Conversacional de Natal. A pesquisa fundamenta-se nos pressupostos defendidos pela Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU), ou Linguística Cognitivo-Funcional (Cognitive-functional Linguistics), defendidos nos termos de Tomasello (1998) e Furtado da Cunha, Bispo e Silva (2013), bem como agrega contribuições de representantes do modelo da Gramática de Construções (GC), a exemplo de Goldberg (1995; 2006) e Traugott e Trousdale (2013). Após análise preliminar dos resultados, constatou-se que há diferenças entre a moldura semântica virtual de um verbo e suas ocorrências reais, assim como há divergências entre fala e escrita, ou seja, os verbos de percepção formam um grupo heterogêneo.

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 345.159.097-20 - MARIA ANGELICA FURTADO DA CUNHA - UFRN
Interno - 1673239 - JOSE ROMERITO SILVA
Interno - 6350771 - MARCOS ANTONIO COSTA
Notícia cadastrada em: 12/08/2015 12:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao