Banca de QUALIFICAÇÃO: DIEGO MARTIN BRAVO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DIEGO MARTIN BRAVO
DATA: 02/03/2015
HORA: 14:00
LOCAL: A definir
TÍTULO:

A AVALIAÇÃO DOCENTE NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA 


PALAVRAS-CHAVES:

Avaliação docente; Construção Identitária; Professor Universitário; Ensino de Língua Estrangeira.


PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

 

A atividade docente tem se tornado, nos últimos tempos, conscientemente complexa a partir da consideração dos múltiplos elementos intervenientes no processo educativo. Ensinar parece ser mais do que dominar o conteúdo temático de uma dada disciplina e outras dimensões tornam-se significativas na composição do exercício da atividade docente. Inserindo-se no âmbito da Linguística Aplicada, esta pesquisa discute a avaliação docente e seu papel na construção da identidade do professor universitário, no contexto dos cursos de graduação de Língua Espanhola. Os participantes são professores e alunos do curso de Letras – Licenciatura em Língua Espanhola da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Como referencial teórico consideram-se os conceitos de avaliação de Dias Sobrinho, Ristoff, Archanjo e outros, como também os conceitos de identidade inseridos na perspectiva dos estudos socioculturais na pós-modernidade de Hall, Bauman e Bajoit. Dentro da avaliação do docente pelo discente consideramos diversos fatores que condicionam esse processo, ancorados nos pressupostos de Moreira (1988) e Garduño (2000), assim como consideramos os pressupostos sobre alteridade (BAKHTIN, 2003) e sobre identidade profissional (DUBAR, 2005). O objetivo consiste em analisar como a avaliação docente, como olhar externo, pode contribuir para a construção identitária do professor de nível superior. Optou-se por uma abordagem qualitativa-interpretativa que permitisse a análise de dados quantitativos na constituição de um corpus construído por uma parte documental, em forma de notas numéricas e comentários discursivos discentes, e por entrevistas semiestruturadas com os docentes. A análise dos dados mostra o espaço dialógico auxiliar proposto pela instituição de forma maioritariamente aceita, como elemento reflexivo e favorecedor de certas transformações na prática e construção identitária docente, constituída no diálogo permanente entre os participantes. A autoavaliação dos/as professores permite apreciar mais nitidamente quem é o docente dos cursos de Espanhol, em um exercício dialógico e reflexivo que convoca ao melhoramento da qualidade das ações educativas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Interno - 1168633 - MARILIA VARELLA BEZERRA DE FARIA
Externo ao Programa - 2507717 - TATYANA MABEL NOBRE BARBOSA
Notícia cadastrada em: 24/02/2015 08:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao