Banca de DEFESA: MARIA APARECIDA DA SILVA MIRANDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA APARECIDA DA SILVA MIRANDA
DATA: 16/12/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório C
TÍTULO:

“Efeitos de sentidos das não-coincidências do dizer na escrita acadêmica”


PALAVRAS-CHAVES:

Escrita acadêmica; Heterogeneidade; Não-coincidências do dizer


PÁGINAS: 140
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Esta dissertação, cujo título é “Efeitos de sentidos das não-coincidências do dizer na escrita acadêmica”, originou-se de estudos e reflexões desenvolvidos no interior do Grupo de Pesquisa em Estudos do Texto e do Discurso – GETED - Departamento de Letras da UFRN. A temática da pesquisa surgiu a partir de trabalhos desenvolvidos pelo grupo, motivados por estudos realizados por Fabiano (2004; 2007). Tais pesquisas problematizam questões relativas à escrita como produção de conhecimento na Universidade e tem como base teórica a Análise do Discurso de linha francesa. Nesta pesquisa, partimos dos conceitos de heterogeneidade de Authier-Revuz (1998, 2004; 2000; 2011) no que concerne a heterogeneidade constitutiva e a heterogeneidade mostrada, marcada e não marcada na materialidade linguística do enunciado, representada linguisticamente por expressões em que o enunciador se desdobra em dois, um que diz e o outro que se pronuncia de algum modo sobre esse dizer, produzindo formas linguísticas “inventariáveis”, reveladoras da refletividade em torno da própria enunciação. Trata-se de momentos pontuais do enunciado, nos quais, normalmente, uma comunicação transparente dá lugar ao outro na materialidade do texto, faz revelar a não-coincidência do dizer, princípio constitutivo de todo discurso. A escrita acadêmica tomada como produção de conhecimento coloca naquele que escreve a necessidade de encontrar formas de se relacionar com o conhecimento culturalmente produzido. Nesse contexto, nos interrogamos: Como um pesquisador em formação se relaciona com a teoria ao mobilizar um conceito de área e colocá-lo em funcionamento?  Para tanto, propomos como objetivo geral, analisar marcas linguísticas que indiciem como um sujeito em formação se relaciona com a(s) teoria(s). Como objetivos específicos, propomos: a) verificar, por meio da análise de expressões linguísticas, o modo como o pesquisador interpreta conceitos bakhtinianos, organizando e reformulando-os em seu texto e, b) analisar como um conceito de área é mobilizado na análise dos dados.  O corpus é constituído por um conjunto de dez dissertações de mestrado da área de linguística que abordam conceitos bakhtinianos, defendidas no período de 2001 a 2009 em diferentes universidades do país, disponíveis no Portal de Domínio Público - CAPES. Para compor um recorte metodológico, selecionamos três dissertações entre as dez que denominamos por: D1 /2001; D2 /2006; D3/ 2008. Para a análise, os excertos foram transcritos das dissertações tendo como referência a comparação entre o texto fonte (textos de autores citados pelo pesquisador) e textos produzidos por estes. A hipótese é a de que, ao mobilizar um conceito teórico o pesquisador se utiliza de procedimentos linguísticos, nos quais, é possível identificar marcas linguísticas que podem demonstrar a relação que estabelece com as leituras realizadas ao longo de sua formação. Nos excertos analisados, observamos formas linguísticas (discurso direto e indireto, verbos, pronomes, conectores, nomes de autores, discurso segundo) que produzem diferentes efeitos no modo como o pesquisador se relaciona com a teoria. Essas expressões linguísticas “inventariáveis” revelam no fio do dizer a lida do sujeito com o legado cultural que o precedeu.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1673309 - SULEMI FABIANO CAMPOS
Interno - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Externo à Instituição - MARINALVA VIEIRA BARBOSA - UFTM
Notícia cadastrada em: 02/10/2013 17:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao