Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2021
Dissertações
1
  • JOHNNYS JORGE GOMES ALENCAR
  • Intelectuais no sertão: o Club Romeiros do Porvir, a produção e circulação de representações em torno da intelectualidade, da cidade do Crato-CE e dos sertões (1900-1910)

     
     
     
     
  • Orientador : PAULA REJANE FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULA REJANE FERNANDES
  • EVANDRO DOS SANTOS
  • JOEL CARLOS DE SOUZA ANDRADE
  • JUÇARA LUZIA LEITE
  • Data: 07/01/2021

  • Mostrar Resumo
  • Autonomeados de “Romeiros do Povir”, alguns “moços” fundaram no ano de 1900, na cidade do Crato, uma agremiação literária. Em torno do Club Romeiros do Porvir esses intelectuais se empenharam, para além das finalidades artísticas, em construir e circular representações de progresso, de intelectualidade e dos sertões (como o “outro”, visto do Cariri). Desse modo, nos preocupamos, nesta dissertação, em compreender como os membros desse grupo construíram e circularam tais representações. Para tanto, investigamos a trajetória intelectual de alguns membros da agremiação, bem como, condições e práticas culturais emergentes na virada do século XIX para o XX; buscamos compreender como a atuação intelectual e cultural, dos membros do grupo, contribuiu para a construção e circulação de representações em torno de si e dos espaços em que estavam inseridos; e, por fim, analisamos as formas como os “romeiros do porvir” construíram e circularam representações em torno dos sertões. Os diálogos teóricos ocorreram, principalmente, no campo da História Cultural a partir dos estudos de Roger Chartier (1990, 2002) e dos conceitos de prática cultural, representação e circulação, trabalhados pelo mesmo autor. Para compreendermos a atuação e a organização dos intelectuais, por nós estudados, os conceitos de intelectual, redes de sociabilidade e geração, trabalhados por Jean-François Sirinelli (1996); e, os de trajetória, campo, habitus e o círculo de elogios mútuos, presentes nos estudos de Pierre Bourdieu (2002), foram importantes ferramentas na elaboração deste trabalho. Foram utilizadas fontes como os jornais A Liça e Cidade do Crato, textos literários, livros de memórias e atas das reuniões administrativas da agremiação.

     
     
     

  • Mostrar Abstract
  • Self-appointed of “Romeiros do porvir” some young guys founded in 1900, in the city of Crato, a literary association. Around the Club Romeiros do Porvir, these intellectuals endeavored, in addition to artistic purposes, to build and circulate representations of progress, of intellectuality and the Sertões (like the “other”, seen from Cariri). Thus, we are concerned, in this dissertation, with understanding how the members of this group built and circulated such representations. For this, we investigated the intellectual trajectory of some members of the association, as well as, cultural conditions and practices emerging at the turn of the 19th to the 20th century; we seek to understand how the intellectual and cultural performance of the members of the group contributed to the construction and circulation of representations around themselves and the spaces in which they were inserted; and, finally, we analyze the ways in which the “Romeiros do porvir” built and circulated representations around the sertões. The theoretical dialogues occurred, mainly, in the field of Cultural History from the studies of Roger Chartier (1990, 2002) and from the concepts of cultural practice, representation and circulation, worked by the same author. In order to understand the performance and organization of intellectuals, studied by us, the concepts of intellectual, networks of sociability and generation, worked by Jean-François Sirinelli (1996); and, those of trajectory, field, habitus and the circle of mutual praise, present in the studies of Pierre Bourdieu (2002), were important tools in the elaboration of this work. Sources such as the newspapers A Liça and Cidade do Crato, literary texts, memoirs and minutes of the administrative meetings of the association were used.

     
     
     
     
2
  • LEDSON MARCOS SOUSA DA SILVA
  • Quando o anjo da História sobrevoa as terras sertanejas: usos e representações da noção de sertão na Casa da Memória Potiguar (1934-1972)

     
     
  • Orientador : EVANDRO DOS SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EVANDRO DOS SANTOS
  • JOEL CARLOS DE SOUZA ANDRADE
  • PAULA REJANE FERNANDES
  • BRUNO BALBINO AIRES DA COSTA
  • Data: 09/01/2021

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação tem por escopo investigar os usos da noção de sertão nos textos publicados na Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, entre os anos de 1934 a 1972. Discute os escritos de homens como Eloy Castriciano de Souza, Nestor dos Santos Lima, José Augusto Bezerra de Medeiros e Luís da Câmara Cascudo, no intuito de enxergar diferentes concepções, contextos e, assim, os usos da noção. Neste recorte temporal, considera-se para a análise 27 volumes da Revista, além de obras que os sócios publicaram individualmente fora do Instituto. Utilizando o exame quali-quantitativo, são acatadas as contribuições por parte de Michel Foucault no que tange a análise do discurso, a salientar a vontade de verdade, os jogos de poder, diferentes articulações quanto à historiografia em questão. A proposta de investigação se divide em dois momentos. Primeiro, toma-se como suporte a abordagem teórica da sociologia de Pierre Bourdieu para esmiuçar, na historiografia produzida pelos letrados, a teatralização do poder que se manifesta nas publicações, de maneira a examinar interesses políticos e intelectuais. Comemorações, necrologias, homenagens, atas da redação da Revista, respostas a outros homens de letras e biografias se encaixam nesse quadro de fontes, direcionado ao esquadrinhamento dos jogos de poder. Essa fase se caracteriza por se interrogar sobre a troca de elogios que ocorre em significativa parcela das fontes. No segundo momento, apresenta-se argumentos e questões a respeito dos usos da noção de sertão realizados pelo grêmio potiguar. Esta operação é uma tentativa de problematizar as representações, distintas facetas, além dos aspectos político e social inculcados aos sertões pela rede de sociabilidade formada pelo Instituto. Nesse transcurso, há o diálogo com a perspectiva da psicanálise, ao apontar, nas fontes, elementos do sertão visto como problema para os profissionais da política. O debate marca-se pela discussão da fé no progresso, que anda paralelo às representações dos sertões nesse contexto selecionado.  Desse modo, a dissertação coloca em questão as dimensões políticas e intelectuais do Instituto potiguar, entendendo que as representações dos sertões se pautam pelas intenções daquele que escreve. O argumento elaborado nesse trabalho é que as representações do sertão são usadas, sobretudo, na construção de uma história política, particular e elitista, por parte dos sócios.

     

  • Mostrar Abstract
  • This dissertation aims to investigate the uses of the notion of sertão in the texts published in the Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, between 1934 and 1972. It discusses the writings of men such as Eloy Castriciano de Souza, Nestor dos Santos Lima, José Augusto Bezerra de Medeiros and Luís da Câmara Cascudo, in order to see different conceptions, contexts and thus the uses of the notion. In this time frame, 27 volumes of the Journal are considered for analysis, in addition to works that the partners have published individually outside the Institute. Using the qualitative-quantitative examination, Michel Foucault’s contributions to the analysis of discourse are accepted, highlighting the will to truth, the power games, different articulations regarding the historiography in question. The research proposal is divided into two moments. First, the theoretical approach of the sociology of Pierre Bourdieu is taken as a support to examine, in the historiography produced by the literati, the theatralization of the power manifested in the publications, in order to examine political and intellectual interests. Celebrations, necrologies, tributes, minutes of the writing of the magazine, answers to other men of letters and biographies fit this framework of sources, directed to the search of power games. This phase is characterized by questioning the exchange of praise that occurs in a significant portion of the sources. In the second moment, arguments and questions are presented regarding the uses of the notion of sertão performed by the potiguar guild. This operation is an attempt to problematize the representations, different facets, besides the political and social aspects inculcated to the sertões by the network of sociability formed by the Institute.
    In this course, there is the dialogue with the perspective of psychoanalysis, by pointing out, in the sources, elements of the sertão seen as a problem for the professionals of politics. The debate is marked by the discussion of faith in progress, which is parallel to the representations of the sertões in this selected context. Thus, the dissertation calls into question the political and intellectual dimensions of the Potiguar Institute, understanding that the representations of the sertões are guided by the intentions of the one who writes. The argument elaborated in this work is that the representations of the sertão are used, above all, in the construction of a political history, particular and elitist, on the part of the partners.

     
3
  • MARCELINO GOMES DOS SANTOS
  • Dos "confins do Brasil" às passarelas: os sertões em/na moda

     
     
     
     
  • Orientador : DURVAL MUNIZ DE ALBUQUERQUE JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDICE VIDAL E SOUZA
  • DURVAL MUNIZ DE ALBUQUERQUE JUNIOR
  • EVANDRO DOS SANTOS
  • JOEL CARLOS DE SOUZA ANDRADE
  • Data: 01/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação trata da costura de sentidos sobre os sertões no espaço discursivo da moda brasileira, a partir do lançamento de duas coleções de vestuário assinadas por estilistas brasileiros e desfiladas em eventos de moda nacionais. Nesta direção, elegemos como objetos de estudo as coleções de moda “Carne Seca ou Um Turista Aprendiz em Terra Áspera”, do estilista mineiro Ronaldo Fraga, lançada na São Paulo Fashion Week, em 2013; e “Vaqueiro Desconstruído pela Alfaiataria”, do estilista paulista Akihito Hira, coleção vencedora do concurso Ceará Moda Contemporânea, em 2017. No trajeto dessa investigação, buscamos analisar o diálogo dos estilistas brasileiros com o conceito de sertão, sua inscrição no espaço discursivo da moda, sua associação à linguagem das roupas, observando os signos que foram agenciados pelos estilistas para levar os sertões às passarelas e discutir as (re)construções imagéticas e discursivas operadas a partir dos referidos eventos, com atenção às continuidades e rupturas de sentido sobre a ideia de sertão. Concebemos, neste caminho, que a presença do conceito de sertão no espaço discursivo da moda brasileira implica a sua (re)criação, isto é, o cerzir de novos enunciados, novas formas de vê-los e dizê-los, posto que a moda, antes de tudo, está ligada àquilo que é contemporâneo.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation deals with the sewing of meanings on the sertões in the discursive space of Brazilian fashion, from the launch of two clothing collections signed by Brazilian designers and paraded in national fashion events. In this direction, we have chosen as objects of study the fashion collections “Carne Seca ou Um Turista Aprendiz em Terra Áspera”, by stylist from Minas Gerais, Ronaldo Fraga, launched at São Paulo Fashion Week, in 2013; and “Vaqueiro Desconstruído pela Alfaiataria”, by São Paulo stylist Akihito Hira, winning collection of the Ceará Moda Contemporânea contest, in 2017. In the course of this investigation, we seek to analyze the dialogue of Brazilian designers with the concept of sertão, their inscription in the discursive space of fashion, its association with the language of the clothes, observing the signs that were arranged by the stylists to take the sertões to the catwalks and discuss the imagery and discursive (re)constructions operated from those events, with attention to the continuities and ruptures of meaning about the idea of sertão. We conceive, in this way, that the presence of the concept of sertão in the discursive space of Brazilian fashion implies its (re)creation, that is, the darning of new statements, new ways of seeing and saying them, since fashion, first of all, it is linked to what is contemporary.

SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao