Banca de DEFESA: JOSE AUGUSTO NASCIMENTO DE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE AUGUSTO NASCIMENTO DE MEDEIROS
DATA: 17/05/2013
HORA: 13:30
LOCAL: Sala de Reunioes do DIMAp
TÍTULO:

Reengenharia do Framework Cosmos : uma Solução para Prover Suporte a Adaptações Abertas


PALAVRAS-CHAVES:

Sistemas autoadaptativos; geração de processos e sistemas multimídia distribuídos.


PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
SUBÁREA: Sistemas de Computação
ESPECIALIDADE: Arquitetura de Sistemas de Computação
RESUMO:

Sistemas de software autoadaptativos são caracterizados por terem a capacidade de mudar sua estrutura e/ou seu comportamento em tempo de execução, em decorrência, por exemplo, de alterações em seus requisitos, de seu ambiente de execução, da variabilidade dos recursos disponíveis, assim como de possíveis falhas de seus componentes.

 Uma das maneiras de se alcançar a autoadaptação é a utilização de uma sequência de ações (conhecidas como planos de adaptação) que normalmente são definidas em tempo de desenvolvimento, resultando, neste caso, em uma adaptação denominada como fechada.

Esse tipo de adaptação foi adotado pelo Cosmos - um framework proposto para dar suporte à configuração e ao gerenciamento de recursos em ambientes distribuídos.

 De maneira a lidar com a variabilidade inerente aos sistemas autoadaptativos, como por exemplo, o aparecimento de novos componentes que permitam o estabelecimento de outras configurações que não foram consideradas em tempo de desenvolvimento, o presente trabalho procura dar ao Cosmos a possibilidade de utilizar planos de adaptação gerados em tempo de execução. Neste caso, uma adaptação pode ser denominada como aberta.

Para prover suporte a adaptações abertas no Cosmos, era necessário definir um processo de reengenharia no mesmo, de maneira a permitir sua integração com algum processo capaz de gerar dinamicamente planos de adaptação.

Nesse contexto, o presente trabalho se concentrou no processo de reengenharia do Cosmos, onde foi realizada uma série de mudanças visando dar suportar a integração com mecanismos de geração de processos. Devemos destacar porém que o principio consistiu em reutilizar toda a estrutura e esforços anteriores.

Dentre as mudanças realizadas no Cosmos, podemos destacar: alterações no metamodelo utilizado para representar componentes e aplicações, que foi redefinido com base em uma linguagem de descrição arquitetural.

 As alterações foram propagadas para a implementação de um novo protótipo do Cosmos, que foi utilizado para o desenvolvimento de aplicações definidas para fins de prova de conceito.

Outro esforço empreendido consistiu em tornar  o uso do Cosmos mais atrativo ao viabilizar a integração  do Cosmos  com outras plataformas. Especificamente, no presente trabalho, algumas mudanças foram realizadas visando sua integração com a plataforma OSGi, uma plataforma bem aceita pela indústria. Assim, pode-se permitir que o framework Cosmos possa  rodar usando os mecanismos de OSGi ou rmi/jvm


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350518 - ADILSON BARBOZA LOPES
Interno - 1644456 - UIRA KULESZA
Externo ao Programa - 1542998 - CARLOS EDUARDO DA SILVA
Externo à Instituição - NELSON SOUTO ROSA - UFPE
Notícia cadastrada em: 18/04/2013 07:22
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao