Banca de QUALIFICAÇÃO: NARALLYNNE MACIEL DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NARALLYNNE MACIEL DE ARAÚJO
DATA : 01/09/2016
HORA: 14:00
LOCAL: B321 - IMD
TÍTULO:

Dados Abertos do Governo Brasileiro: Motivações, Barreiras e Oportunidades no Desenvolvimento de Aplicações ao Cidadão


PALAVRAS-CHAVES:

Dados Abertos Governamentais, Desenvolvedores, Cidadãos, Motivação, Dificuldades, Melhorias.


PÁGINAS: 84
RESUMO:

Dados Abertos Governamentais (DAGs) são vistos como uma forma de promover transparência e fornecer informações para a população por meio da abertura de dados relacionados a diversos setores governamentais. Cidadãos, ao fazerem uso de aplicações desenvolvidas com esse tipo de dados, conseguem obter o conhecimento sobre determinada esfera pública; o governo, por sua vez, é capaz de promover a transparência necessária e proporcionar melhorias dos seus órgãos por meio da interação com cidadãos que utilizam tais aplicações. No entanto, a criação e o sucesso de projetos que usam DAGs certamente depende de desenvolvedores capazes de extrair, processar e analisar essas informações, como também da qualidade com que esses dados são disponibilizados. Este trabalho investiga a perspectiva dos desenvolvedores que utilizam DAGs brasileiros para o desenvolvimento de aplicações que objetivam promover maior transparência aos cidadãos. Por meio de entrevistas semiestruturadas com doze desenvolvedores, este trabalho reporta o que motiva esses desenvolvedores a utilizar DAGs, bem como as dificuldades enfrentadas por eles nesse processo. Também são reportadas as recomendações desses desenvolvedores para melhoria do processo de desenvolvimento com DAGs brasileiros. Os resultados preliminares indicam que a principal motivação de fazer uso de dados abertos governamentais está relacionada à promoção da transparência para a população. Dentre as dificuldades, elas apontam para a qualidade insatisfatória dos DAGs brasileiros, os quais se apresentam muitas vezes inconsistentes, desatualizados e/ou incompletos. A segunda fase desta pesquisa prevê um estudo de caso com projetos que fazem uso de DAGs, visando melhor compreender como se dá o processo de desenvolvimento desses projetos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1961108 - FERNANDO MARQUES FIGUEIRA FILHO
Interno - 1678918 - NELIO ALESSANDRO AZEVEDO CACHO
Externo à Instituição - NAZARENO ANDRADE - UFCG
Notícia cadastrada em: 22/08/2016 09:20
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao