Banca de DEFESA: ADRIANO ALVES DODÓ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANO ALVES DODÓ
DATA: 19/11/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões DIMAp
TÍTULO:

On Rich Modal Logics


PALAVRAS-CHAVES:

Lógica Modal, Lógica Paranormal, Negação Modal, Lógica Difusa.


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
SUBÁREA: Teoria da Computação
ESPECIALIDADE: Lógicas e Semântica de Programas
RESUMO:

Esta dissertação trata do enriquecimento de lógicas modais. Usamos o termo enriquecimento em dois sentidos distintos. No primeiro deles, de fundo semântico, propomos uma semântica difusa para diversas lógicas modais normais, e demonstramos um resultado de completude para uma extensa classe dessas lógicas enriquecidas com múltiplas instâncias do axioma da confluência. Um fato curioso a respeito dessa semântica é que ela se comporta como as semânticas de Kripke usuais. O outro enriquecimento diz respeito à expressividade da lógica e se dá por meio da adição de novos conectivos, especialmente de negações modais. Neste sentido, estudamos inicialmente o fragmento da lógica clássica positiva estendido com uma negação modal paraconsistente e mostramos que essa linguagem é forte o suficiente para expressar as linguagens modais normais. Vemos que também é possível definir uma negação modal paracompleta e conectivos de restauração que internalizam as noções de consistência e determinação a nível da linguagem-objeto. Esta lógica constitui-se em uma Lógica da Inconsistência Formal e em uma Lógica da Indeterminação Formal. Em tais lógicas, com o objetivo de recuperar inferências clássicas perdidas, demonstram-se Teoremas de Ajuste de Derivabilidade. No caso da lógica estendida com uma negação paraconsistente, se removermos a implicação ainda lidaremos com uma linguagem bastante rica, com ambas negações paranormais e seus respectivos conectivos de restauração. Sobre esta linguagem estudamos a lógica modal normal minimal definida por meio de um cálculo de Gentzen apropriado, à diferença dos demais sistemas estudados até então, que são apresentados via cálculo de Hilbert. Em seguida após demonstramos a completude do sistema dedutivo associado a este cálculo, introduzimos algumas extensões desse sistema e buscamos Teoremas de Ajuste de Derivabilidade adequados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1517271 - JOAO MARCOS DE ALMEIDA
Interno - 2212166 - BENJAMIN RENE CALLEJAS BEDREGAL
Externo à Instituição - CLAUDIA NALON - UnB
Externo à Instituição - ELAINE GOUVEIA PIMENTEL - UFMG
Notícia cadastrada em: 04/11/2013 14:33
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao