Banca de DEFESA: MARIANNA CARLA MAIA DANTAS DE LUCENA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIANNA CARLA MAIA DANTAS DE LUCENA
DATA: 10/05/2013
HORA: 09:00
LOCAL: auditorio de psicologia
TÍTULO:

Evidências de validade do Millon Behavioral Medicine Diagnostic (MBMD) na avaliação psicológica de candidatos à cirurgia bariátrica.



PALAVRAS-CHAVES:

Avaliação Psicológica, Cirurgia Bariátrica, Adesão ao Tratamento.


PÁGINAS: 123
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O Millon Behavioral Medicine Diagnostic é um instrumento elaborado a partir do consenso entre profissionais de saúde, visando identificar fatores psicológicos que venham a comprometer tratamentos médicos para que sejam conduzidos de modo a viabilizar uma melhor adesão. Como tem sido um dos instrumentos mais utilizados para avaliação em cirurgia bariátrica em outros países, o objetivo desta pesquisa é verificar evidências de validade do Millon Behavioral Medicine Diagnostic (MBMD) para avaliação psicológica de candidatos a cirurgias bariátricas. Método: voluntários dos sexos masculino e feminino, com idades entre 18 a 70, agrupados em 150 pacientes internados para procedimentos cirúrgicos ou portadores de doenças crônicas (grupo controle) e 426 pacientes candidato à cirurgia bariátrica, contatados presencialmente ou por intermédio de uma página na internet. Para os estudos foram administrados no grupo presencial de bariátrica o Millon Index of Personality Styles (MIPS), o Millon Clinical Multiaxial Inventory-III (MCMI-III) e o Questionário de Saúde Geral de Goldberg, apenas nos pacientes de cirurgia bariátrica. Resultados: há indicadores apontam adaptação semântica do instrumento, com 27 fatores nos cinco domínios do instrumento, todos com índices satisfatórios de validade. Os indicadores de precisão se mostraram satisfatórios em 18 das 32 escalas que compõem o MBMD, ao passo que as relações com os outros três instrumentos apresentaram variações importantes se comparados aos indicadores originais. O MBMD se mostrou sensível às diferenças entre grupos quando ao sexo, faixa etária, escolaridade, estado civil, Índice de Massa Corporal, presença de comorbidades e em portadores de doenças crônicas com e sem obesidade. O uso deste instrumento nas avaliações de candidatos à cirurgia bariátrica apresenta indicadores de validade tendo em vista as limitações quanto à precisão de determinadas escalas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANO SEGAL - USP
Presidente - 1323908 - JOAO CARLOS ALCHIERI
Interno - 1759676 - PEDRO FERNANDO BENDASSOLLI
Notícia cadastrada em: 12/04/2013 12:13
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao