Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2024
Dissertações
1
  • JUCÉLIA FRANÇA DA SILVA
  • ANSIEDADE, DEPRESSÃO E SOBRECARGA EM FAMILIARES DE PACIENTES INTERNADOS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • LUCIANA CARLA BARBOSA DE OLIVEIRA
  • PABLO VICENTE MENDES DE OLIVEIRA QUEIROZ
  • Data: 19/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A internação, no contexto de terapia intensiva, é um fator estressor tanto para o paciente quanto para os seus familiares. A vivência da hospitalização de um familiar em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pode desencadear sintomas psicológicos que são prejudiciais à saúde mental da família. Este trabalho avaliou ansiedade, depressão e sobrecarga em familiares de pacientes internados na UTI. O estudo foi realizado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital universitário no Rio Grande do Norte. A amostra foi composta por 85 familiares de pacientes internados na UTI, que foram selecionados considerando os critérios de inclusão e exclusão determinados na pesquisa. A pesquisa utilizou a abordagem metodológica quantitativa e os dados foram coletados a partir de um questionário sociodemográfico, da coleta das informações clínicas do paciente e da escala de avaliação de ansiedade e depressão: The Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) e da escala de avaliação da sobrecarga do cuidador: Zarit Burden Interview (ZBI). A pesquisa obteve dados de prevalência de depressão, ansiedade e sobrecarga em 27,06%, 42,36% e 32,94%, respectivamente. Não houve influência significativa de dados sociodemográficos básicos, como gênero, idade, estado civil com a prevalência de ansiedade, depressão e sobrecarga dos familiares. As correlações encontradas estão associadas a dinâmica familiar, presença de diagnóstico anterior de adoecimento psíquico e ocupação laboral. Os resultados da pesquisa servirão de base para intervenções futuras que priorizam a qualidade do cuidado e a humanização.


  • Mostrar Abstract
  • The hospitalization, in the context of intensive care, is a stressful factor for both the patient and their family members. The experience of a family member's hospitalization in an Intensive Care Unit (ICU) can trigger psychological symptoms that are harmful to the family's mental health. This work evaluated anxiety, depression and burden in family members of patients admitted to the ICU. The study was carried out in the Intensive Care Unit of a university hospital in Rio Grande do Norte. The
    sample consisted of 85 family members of patients admitted to the ICU, who were selected considering the inclusion and exclusion criteria determined in the research. The research used aquantitative methodological approach and data were collected from a sociodemographic questionnaire, of the collection of clinical information from the patient and the anxiety and depression assessment scale: The Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) and the assessment scale of caregiver burden: Zarit Burden Interview (ZBI). The survey obtained data on the prevalence of depression, anxiety and burden 27.06%, 42.36% and 32.94%, respectively. There was no significant influence of basic sociodemographic data, such as gender, age, marital status, on the prevalence of anxiety, depression and burden on family members. The correlations found are associated with family dynamics, presence of a previous diagnosis of mental illness and work occupation. The research results will serve as a basis for future interventions that prioritize the quality of care and humanization.

2
  • BRÍGIDA CAVALCANTI ALVES
  • QUAL O LUGAR DA/DO PSICANALISTA NA ESCUTA DO RACISMO AO NEGRO NO BRASIL?

  • Orientador : ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EMILIANO DE CAMARGO DAVID
  • FÁBIO SANTOS BISPO
  • FLAVIA FERNANDO LIMA SILVA
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • Data: 20/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação é fruto das minhas inquietações enquanto mulher, negra, psicanalista,
    especialmente, ao escutar as denúncias proferidas por pacientes autodeclaradas/os negras e negros
    as posições de colonialidade presentes na atuação das/dos psicanalistas brasileiras/os. É sabido
    que no século XIX discursos racistas e cientificistas engendraram políticas de branqueamento e
    miscigenação ao nosso povo, o que produziu e produz desdobramentos nos modos de subjetivação
    presentes nesse território. Portanto, uma escuta ética e acolhedora às questões raciais não está dada
    ou garantida, sendo necessário que outros analisadores compareçam para pensarmos a formação e a
    atuação da psicanálise e psicanalistas no Brasil. Assim, diante deste cenário, uma primeira
    indagação emergiu: Qual o lugar da/do psicanalista na escuta do racismo ao negro no Brasil? Para
    isso buscamos as orientações teóricas dadas por Sigmund Freud e Jacques Lacan sobre a formação
    das/dos psicanalistas e a escuta do inconsciente, contudo devido aos processos de colonização e
    neurose cultural brasileira outras posturas precisaram ser adotadas. As teorias decoloniais e negras
    aqui compareceram como novas lentes a fim de investigar sobre as políticas raciais, racistas, o pacto
    narcísico branco que sustenta esta lógica de violência e segregação direcionada a população negra e
    fomentar sobre os saberes e as tecnologias ancestrais de resistências negras para tais
    enfrentamentos. A partir da tessitura de escrevivências, com experiências que perpassam meu corpo
    e formação profissional, e das entrevistas com psicanalistas praticantes no Rio Grande do Norte, esta
    pesquisa pode prover elaborações sobre o lugar da escuta psicanalítica na articulação e
    desarticulação do racismo, às negações e práticas de colonialidade no setting analítico e as invenções
    possíveis deste dispositivo clínico quando em composição com a política.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation is the result of my concerns as a woman, a black woman and a psychoanalyst,
    especially when listening to the denunciations made by self-declared black patients of the positions
    of coloniality present in the work of Brazilian psychoanalysts. It is well known that in the 19th
    century racist and scientific discourses engendered policies of whitening and miscegenation of our
    people, which produced and produces consequences in the modes of subjectivation present in this
    territory. Therefore, an ethical and welcoming approach to racial issues is not given or guaranteed,
    and it is necessary for other analyzers to appear in order to think about the formation and work of
    psychoanalysis and psychoanalysts in Brazil. So, faced with this scenario, a first question emerged:
    What is the place of the psychoanalyst in listening to racism against black people in Brazil? To do
    this, we looked to the theoretical guidelines given by Sigmund Freud and Jacques Lacan on the
    training of psychoanalysts and listening to the unconscious, but due to the processes of colonization
    and Brazilian cultural neurosis, other positions had to be adopted. Decolonial and black theories
    appeared here as new lenses in order to investigate racial and racist policies, the white narcissistic
    pact that sustains this logic of violence and segregation directed at the black population, and to
    foster knowledge and ancestral technologies of black resistance to such confrontations. Based on the
    weaving of writing experiences, with experiences that permeate my body and professional training,
    and interviews with practicing psychoanalysts in Rio Grande do Norte, this research can provide
    elaborations on the place of psychoanalytic listening in the articulation and disarticulation of racism,
    the denials and practices of coloniality in the analytical setting and the possible inventions of this
    clinical device when in composition with politics.

3
  • AMANDA MELO QUEIROZ DA COSTA
  • O ÚLTIMO GRITO: COMPREENSÕES FENOMENOLÓGICAS SOBRE IDEAÇÃO E TENTATIVA DE SUICÍDIO EM MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA

  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • CARMEM LÚCIA BRITO TAVARES BARRETO
  • ELZA MARIA DO SOCORRO DUTRA
  • Data: 23/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Dados estatísticos revelam o aumento do fenômeno da violência contra as mulheres, em especial das Mortes Violentas por Causas Indeterminadas. O suicídio é fenômeno que também cresce no público feminino, sendo conhecido na literatura que, enquanto os homens são os que mais se suicidam, as mulheres são as que mais apresentam ideações e tentativas de suicídio. Estudos internacionais sinalizam forte relação entre histórico de violência na vida de mulheres e a propensão para comportamentos suicidas. A partir de tal realidade, é possível levantar as seguintes questões: de que modo o suicídio aparece como possibilidade concreta para mulheres em situação de violência? Qual o horizonte de sentido que enlaça mulheres violentadas à sua trama, fazendo emergir a escolha por findar o próprio existir? O objetivo dessa pesquisa, portanto, é compreender os sentidos de desistir de viver para mulheres em situação de violência. Tal estudo configura-se como uma pesquisa fenomenológica-hermenêutica, baseada na ontologia heideggeriana. Foram entrevistadas duas mulheres que vivenciaram violência doméstica e pensaram e/ou tentaram suicídio. Foi utilizado como instrumento a entrevista-narrativa, sendo solicitado que compartilhassem suas experiências. A análise se deu a partir de método inspirado no círculo hermenêutico heideggeriano, considerando o movimento compreensão-interpretação do fazer pesquisa e as afetações da pesquisadora. Como resultados, percebemos o modo como a finitude está sempre em jogo no viver das participantes: seja pelo poder-morrer da violência, ou pelo escolher-morrer do suicídio. O desenraizamento suscitado pela violência restringe radicalmente as possibilidades de projetar-se no tempo, tornando-se a antecipação do próprio morrer uma alternativa diante do esvaziamento de sentido para o viver. Espera-se que essa pesquisa possibilite uma aproximação da experiência dessas mulheres, no sentido de ampliar compreensões que favoreçam discussões e práticas voltadas ao cuidado e apoio para o enfrentamento da problemática, considerando o imbricamento da violência com a saúde mental.


  • Mostrar Abstract
  • Statistical data reveal the increase in the phenomenon of violence against women, especially Violent Deaths due to Undetermined Causes. Suicide is a phenomenon that is also growing among women, and it is known in the literature that, while men are the ones who commit suicide the most, women are the ones who have the most ideations and attempts at suicide. International studies indicate a strong relationship between a history of violence in women's lives and the propensity for suicidal behavior. Based on this reality, it is possible to raise the following questions: how does suicide appear as a concrete possibility for women in situations of violence? What is the horizon of meaning that links abused women to their plot, giving rise to the choice to end their own existence? The objective of this research, therefore, is to understand the meanings of giving up life for women in situations of violence. This study is configured as a phenomenological-hermeneutic research, based on Heideggerian ontology. Two women who experienced domestic violence and thought about and/or attempted suicide were interviewed. The narrative interview was used as an instrument, asking them to share their experiences. The analysis was based on a method inspired by the Heideggerian hermeneutic circle, considering the understanding-interpretation movement of doing research and the researcher's affectations. As a result, we noticed how finitude is always at stake in the participants' lives: whether through the power-to-die of violence, or the choice-to-die of suicide. The uprooting caused by violence radically restricts the possibilities of projecting oneself in time, making the anticipation of one's own death an alternative to the emptying of meaning in living. It is hoped that this research will enable an approximation of the experience of these women, in order to expand understandings that favor discussions and practices aimed at care and support for coping with the problem, considering the overlap between violence and mental health.

4
  • NATÁLIA NOGUEIRA DE MEDEIROS
  • EXPERIÊNCIAS DE ESTUDANTES COTISTAS NO CURSO DE MEDICINA DA UFRN: UMA COMPREENSÃO FENOMENOLÓGICA

  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANDREA BARBOSA MAUX
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • SILVIA RAQUEL SANTOS DE MORAIS
  • Data: 27/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Até a promulgação da Lei de cotas de 2012, os cursos de medicina do país foram habitados quase em sua totalidade por indivíduos socialmente mais abastados e, desde então, esse corpo discente começou a mudar. A partir de 2012, inaugurou-se um novo momento na universidade e na medicina brasileira, que passaram a ser ocupadas por outros corpos, histórias e modos de existir. A heterogeneização do perfil universitário demanda um olhar mais atento e cuidadoso aos novos modos de ocupar a universidade e o ensino médico. A fim de nos aproximarmos dessa realidade, partimos da seguinte questão de pesquisa neste trabalho: Quais os sentidos de ser um estudante cotista no curso de medicina da UFRN? Objetivamos compreender experiências de ser-cotista no curso de medicina da UFRN à luz da hermenêutica heideggeriana. Esta é uma pesquisa fenomenológico-hermenêutica e utilizou a entrevista narrativa como instrumento. Foram entrevistados três estudantes do curso de medicina do câmpus Natal que ingressaram por meio de vagas de ações afirmativas. O caminho utilizado na interpretação das narrativas funda-se no círculo hermenêutico e diz de uma aproximação do nosso modo compreensivo de existir como uma possibilidade para o fazer pesquisa em psicologia. As narrativas produzidas neste estudo evidenciam os desafios enfrentados por estudantes cotistas para permanecer no curso e sentirem-se pertencentes. Condições estruturais da organização do curso como as distâncias entre campos de prática, a elevada carga horária do curso, os altos custos envolvidos na permanência universitária e a fragilidade das políticas de assistência estudantil foram apontados como aspectos que contribuem para o desenraizamento dos estudantes no curso. Observa-se ainda que o pertencimento nesse curso é atravessado pelos sentidos sedimentados do ser-médico enquanto um indivíduo branco, de classe média/alta, oriundo do ensino privado. Cotistas negros, de baixa renda e pessoas com deficiência relatam sentir que o curso não foi pensado para existências como as suas. Os resultados sugerem que ainda é necessária a realização de mais estudos compreensivos que investiguem as experiências de estudantes cotistas em universidades públicas e as condições de permanência oferecidas a esses estudantes.


  • Mostrar Abstract
  • Until the enactment of the 2012 Quota Law, the country's medical courses were occupied almost entirely by socially more affluent individuals, and since then, this student body has begun to change. From 2012 on, a new moment was inaugurated in the university and in Brazilian medicine, which began to be occupied by other bodies, other histories and ways of existing. The heterogenization of the university profile demands a more attentive and careful look at the new ways of occupying the university and medical education. In order to get closer to this reality, we started from the following research question in this work: What are the meanings of being a quota student in the medical course at UFRN? The aim of this study was to understand the experiences of being a quota student in the medical school at UFRN in the light of Heidegger's hermeneutics. This is a phenomenological-hermeneutic research and used the narrative interview as an instrument. Three medical students from the Natal campus who entered through affirmative action vacancies were interviewed. The path used in the interpretation of the narratives is based on the hermeneutic circle and speaks of an approximation of our comprehensive way of existing as a possibility for doing research in psychology. The narratives produced in this study show the challenges faced by quota students to stay in the course and feel they belong. Structural conditions of the organization of the course, such as the distances between fields of practice, the high workload of the course, the high costs involved in university permanence and the fragility of student assistance policies were pointed out as aspects that contribute to the uprooting of students in the course. It is also observed that belonging to this course is crossed by the sedimented meanings of being a physician as a white, middle/upper class individual, coming from private education. Black, low-income and disabled quota students report feeling that the course was not designed for existences like theirs. The results suggest that there is still a need for more comprehensive studies to investigate the experiences of quota students in public universities and the conditions of permanence offered to these students.

5
  • MARIA CLARA FERNANDES ARAÚJO DE PAIVA
  • ENTRE ESTUÁRIOS E ENCRUZILHADAS: UMA ESCUTA ÉTICO-POLÍTICA JUNTO AOS INDÍGENAS WARAO EM NATAL/RN

  • Orientador : ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JENNY GONZÁLEZ MUÑOZ
  • ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • JADER FERREIRA LEITE
  • KÁROL VEIGA CABRAL
  • Data: 27/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho nasce do encontro com famílias Warao pelas ruas de Natal-RN, diante da situação de vulnerabilização escancarada pelas 477.493 pessoas em deslocamento da Venezuela que chegaram ao Brasil até 2023. Apesar da migração compor o movimento da formação dos povos e de representar direito universal de circulação e proteção territorial, os movimentos migratórios são considerados atualmente fatores de crise humanitária desnudando as políticas de produção de morte do capitalismo. Atentando-se às problemáticas do Sul global, saltam aos olhos os deslocamentos de grupos indígenas que, vítimas de um projeto de extermínio histórico, têm seus territórios assassinados pela lógica extrativista da “colonialidade do poder”. Trata-se da imposição europeia do controle de subjetividades, bens, culturas e saberes de povos originários, por meio da instituição da noção de “raça”, privilegiando o colonizador europeu “branco” como modelo de sujeito universal. Desde esta perspectiva, nesta pesquisa experienciamos e colocamos em análise processos de escuta ético-política de migrantes e refugiadas(os) venezuelanas(os) Warao em Natal/RN, realizados por meio de visitas a um abrigo provisório e a espaços de acesso às políticas de saúde, educação e assistência social. Para tal compõem-se ético-metodologicamente caminhos entre a etnografia (del sur), a psicanálise e a pesquisa militante, assumindo politicamente a posição desejante de contribuir com o fortalecimento das estratégias de resistência Warao frente à colonialidade. Desde aí, coloca-se a questão: quais narrativas se inscrevem e se reinscrevem, a partir dos deslocamentos violentos, não-orgânicos, dos povos indígenas, mais especificamente do povo Warao em situação de abrigamento no CARE de Natal-RN? Deste modo, esta dissertação traça como objetivo geral: analisar as especificidades da migração e do refúgio indígena Warao na cidade de Natal//RN por meio da escuta ético-política territorial. Ademais, propõe como objetivos específicos: 1) discutir as possibilidades de uma escuta ético-política territorial no contexto dos deslocamentos forçados Warao; 2) problematizar os encontros-desencontros dos Warao com as políticas públicas para populações migrantes e refugiadas em Natal/RN; 3) identificar possíveis contribuições da psicanálise na reinvenção de dispositivos de escuta ético-política em situações de migração e refúgio indígenas no Brasil. Foram realizadas, juntamente às incursões etnográficas e escutas ético-políticas derivadas da convivência, três entrevistas com interlocutores Warao residentes no abrigo. Foram seguidos os procedimentos éticos de consulta livre, prévia e informada seguindo as especificidades quando da realização junto a povos indígenas (Carta de Anuência apresentada e assinada pela liderança comunitária; consentimentos de participação nas entrevistas; e diálogos devolutivos sobre o trabalho realizado). A partir destes materiais e da escrita de um diário de campo, intitulado diário de corpo, se narram e testemunham as histórias dos migrantes Warao, que versam sobre (as vidas nos territórios originários, as transformações socioeconômicas e políticas na Venezuela, o início dos deslocamentos até as cidades, as travessias e desafios da chegada ao Brasil, as dificuldades enfrentadas nas cidades de recepção e as necessidades e os desejos sobre um futuro alegre no Brasil). Os desdobramentos da experiência de pesquisa demonstraram que escutar ético e politicamente os Warao e suas narrativas de migração e refúgio não se faz sem a escuta do inconsciente colonial inscrito na posição da pesquisadora, pela tomada de consciência do mito da democracia racial, da denegação do racismo e do recalcamento da ancestralidade negra e indígena. No ponto de chegada do estudo, que é na verdade um “começo-meio-começo”, encontramos que uma escuta ético-política se faz com o corpo e o testemunho, apoiando lutas de uma população apartada de seu território originário, mas que pode, ao territorializar a memória, reterritorializar a vida


  • Mostrar Abstract
  • This work in born in the encounter with Warao families across the streets of Natal/RN, confronted with the state of vulnerability made starkly visible by the 477.493 people displaced from Venezuela arriving in Brazil until 2023. Even though migration is part of how national groups are formed and represents the universal right to free movement and territorial protection, migratory movements are currently seen as humanitarian crisis factors, unveiling death-producing capitalist policies. By focusing on global South issues, the displacement of indigenous groups stands out, as they are victimized by a historical project of extermination, seeing their territories assassinated by the extractivist logic in the “coloniality of power”. This is the european-imposed control of subjectivities, goods, cultures, and knowledge from indigenous peoples, by instituting the notion of “race”, favoring the european “White” colonizer as a universal subject model. From this perspective, in this research, we experienced and analysed processes of ethical-political listening to migrant and refugee Warao venezuelans in Natal/RN, performed by visiting their temporary shelter as well as their designated access points to health, education, and welfare policies. To achieve such, ethical-methodological pathways were composed between ethnography (del sur), psychoanalysis and militant research, taking on the political stance of desiring to contribute with Warao strengthening and resistance strategies when facing coloniality. From then on, we pose the question: which narratives inscribe and reinscribe themselves, building on the violent, non-organic displacement of indigenous peoples, more specifically the Warao people sheltered in Natal/RN CARE facilities? Therefore, this dissertation has as a general objective: to analyse the specifities in indigenous Warao migration and refuge in the municipality of Natal/RN, by ethical-political territorial listening. Furthermore, we propose as specific goals: 1) to discuss the possibilities of ethical-political territorial listening in the forced displacement context of the Warao; 2) to raise a discussion around the matches-mismatches of the Warao with migrant and refugee policies in Natal/RN; 3) to identify possible contributions from psychoanalysis in reinventing ethical-political listening devices for indigenous migration and refuge contexts in Brazil. Along with ethnographical incursions and ethical-political listening sessions derived from coexistence, three interviews were performed with Warao representatives residing in the shelter. Ethical procedures for free, prior and informed consultation following parameters set for indigenous peoples were adopted (Letter of Consent presented and signed by a community leader; participation consent for interviews; and dialogical feedbacks on the work). From these materials and the writing of a field journal, here named a corpus journal, the stories of Warao migrants were narrated and witnessed, versing over (their lives in their original territories, socioeconomic and political transformations in Venezuela, beginning to move towards cities, their crossings and challenges arriving in Brazil, difficulties faced in being welcomed in cities, and their needs and desires for a joyous future in Brazil). The unfoldings of this research experience showed how listening ethically and politically to the Warao and their migration and refugee narratives cannot be achieved without listening for the colonial unconscious inscribed in the researcher’s position, by making herself aware of the racial democracy myth, the denegation of racism and the repression of African and indigenous ancestry. At this study’s finish line, which is in reality a “start-finish-start”, we find that ethical-political listening is done with body and testimony, supporting the struggles of a population apart from their original territory, but who might, in territorrializing memory, re-territorrialize life.

6
  • MARGARIDA MAYARA MOURA MIRANDA
  • O trabalho subordinado por meio das plataformas digitais em cidade interiorana

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CESAR SANSON
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • FERNANDA FERNANDES GURGEL
  • ISABEL LOPES DOS SANTOS KEPPLER
  • Data: 28/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • As tecnologias da informação exercem uma influência dominante no cotidiano, ocupando um espaço central na sociedade contemporânea. Essa ascendência, acompanhada por inúmeras transformações, intensificou algumas modalidades de trabalho, destacando-se notavelmente os aplicativos de delivery. Nesse contexto, surge uma demanda premente por uma compreensão mais aprofundada dos impactos da transição tecnológica nas pequenas cidades, evidenciando a complexidade das mudanças e os desafios enfrentados pelos trabalhadores locais. A crescente presença e influência dos aplicativos de delivery como agentes catalisadores desse fenômeno demandam uma análise crítica, considerando não apenas os benefícios aparentes, mas também os potenciais riscos e precarizações inerentes a esse novo paradigma laboral. A pesquisa realizada em Santa Cruz–RN buscou analisar a organização do trabalho subordinado às plataformas digitais em pequenas cidades, focando nos aplicativos de delivery. Foram conduzidos três estudos, envolvendo representantes das plataformas, comerciantes locais e entregadores. Utilizando o método de análises de núcleo de significações com o software QDA Miner 5.0, as entrevistas foram transcritas e analisadas. Os resultados revelam que o trabalho por meio dessas plataformas não apenas formaliza, mas consolida a precarização nas pequenas cidades. A incorporação de exigências, apesar de criar uma aparência de vínculo formal de trabalho, contribui para a intensificação da precariedade. Esse fenômeno assume uma nova dimensão ao alimentar o discurso sedutor do “empreendedor de si”, tornando-se uma armadilha para muitos trabalhadores. A dinâmica do trabalho nas pequenas cidades é impactada pela mudança tecnológica, sendo os aplicativos de delivery elementos centrais nesse cenário. A formalização superficial do emprego por meio dessas plataformas esconde uma realidade de precariedade, comprometendo as condições de trabalho. Portanto, a pesquisa destaca a necessidade de uma análise mais atenta das implicações dessas transformações tecnológicas para os trabalhadores locais, evidenciando os desafios que surgem com a crescente influência das tecnologias da informação na sociedade contemporânea.


  • Mostrar Abstract
  • Information technologies exert a dominant influence on everyday life, occupying a central space in contemporary society. This ascendancy, accompanied by numerous transformations, has intensified certain forms of work, notably highlighting delivery applications. In this context, there is an urgent demand for a deeper understanding of the impacts of technological transition in small cities, showcasing the complexity of changes and challenges faced by local workers. The growing presence and influence of delivery apps as catalysts of this phenomenon require a critical analysis, considering not only the apparent benefits but also the potential risks and precarization inherent in this new labor paradigm. The research conducted in Santa Cruz–RN aimed to analyze the organization of work subordinated to digital platforms in small cities, focusing on delivery apps. Three studies were conducted, involving representatives from the platforms, local merchants, and delivery drivers. Using the method of core meaning analysis with QDA Miner 5.0 software, interviews were transcribed and analyzed. The results reveal that working through these platforms not only formalizes but also consolidates precarity in small cities. The incorporation of requirements, despite creating an appearance of a formal employment relationship, contributes to the intensification of precariousness. This phenomenon takes on a new dimension by fueling the seductive discourse of "self-entrepreneurship," becoming a trap for many workers. The dynamics of work in small cities are profoundly impacted by technological change, with delivery apps being central elements in this scenario. The superficial formalization of employment through these platforms conceals a reality of precariousness, compromising working conditions. Therefore, the research emphasizes the need for a closer analysis of the implications of these technological transformations for local workers, highlighting the challenges that arise with the growing influence of information technologies in contemporary society.

7
  • JOSE ITALO FRANCOLINO DA SILVA
  • VIVÊNCIA, SUBJETIVAÇÃO E AUTOGERENCIAMENTO SUBORDINADO: Um estudo com os entregadores por aplicativo

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MATHEUS FERNANDES CASTRO
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • KATIA MAHEIRIE
  • Data: 28/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • O mundo do trabalho é marcado por constantes transformações que tensionam o envolvimento do ser humano ao estar em atividade modificando sua realidade material e subjetiva. A uberização do trabalho demarca um importante momento de transição onde a vida no trabalho passa a estar mais intimamente ligada aos meios de tecnologia de informação e comunicação (TICs), enquanto assimila características dos marcos transformadores anteriores. Concebida como um novo modelo de gestão, produção, organização e controle do trabalho que – atualmente – é mediada por plataformas digitais, a uberização implica em trabalhadores sob demanda que atuam como autogerentes de si mesmos em sua laboração. Contudo, este trabalhador está subordinado às plataformas digitais que, verdadeiramente, estão gerenciando a atividade. Desse modo, o objetivo desta dissertação é analisar as vivências de trabalhadores que melhor experienciam este modelo, os entregadores motoboys uberizados. A pesquisa é ancorada teoricamente pela Psicologia Histórico-Cultural de Vygotsky, e conta com a participação de 15 entregadores de aplicativo que atuam na cidade de Natal/RN. A metodologia adotada foi a de entrevistas semiestruturadas realizadas presencialmente nos pontos de concentração dos motoboys pela cidade. Os dados coletados foram transcritos e categorizados com a ajuda da plataforma QDA miner e Excel, e posteriormente analisados através da Análise do Discurso Dialógica Bakhtiniana. Onde se evidenciou a busca por maior autonomia na vida fortemente ligada à oportunidade de ganhar mais dinheiro ao trabalhar com a imprevisibilidade. O trabalhador acredita firmemente que tem mais liberdade, dando-lhe a capacidade não apenas de controlar seu presente no trabalho, mas também de influenciar ativamente seu futuro e qualidade de vida. Além de se configurar como um obelisco contra as opressões e estratificações existentes na precarização do emprego assalariado. Sendo também um ato de resistência ao modelo de trabalho atual no mundo capitalista periférico latino-americano-brasileiro.


  • Mostrar Abstract
  • The world of work is marked by constant transformations that strain the involvement of human beings when being active, modifying their material and subjective reality. The Uberization of work marks an important moment of transition where life at work becomes more closely linked to the means of information and communication technology (ICTs), while assimilating characteristics of previous transformative milestones. Conceived as a new model of management, production, organization and control of work that – currently – is mediated by digital platforms, uberization implies on-demand workers who act as self-managers of themselves in their work. However, this worker is subordinate to the digital platforms that are truly managing the activity. Therefore, the objective of this dissertation is to analyze the experiences of workers who best experience this model, Uber-enabled motorcycle delivery drivers. The research is theoretically anchored by Vygotsky's Historical-Cultural Psychology, and has the participation of 15 app delivery people who work in the city of Natal/RN. The methodology adopted was semi-structured interviews carried out in person at motorcycle couriers' concentration points throughout the city. The collected data was transcribed and categorized with the help of the QDA miner and Excel platform, and subsequently analyzed using Bakhtinian Dialogical Discourse Analysis. Where the search for greater autonomy in life became evident, strongly linked to the opportunity to earn more money by working with unpredictability. The worker firmly believes that they have more freedom, giving them the ability to not only control their present at work, but also to actively influence their future and quality of life. In addition to configuring itself as an obelisk against the oppressions and stratifications that exist in the precariousness of salaried employment. It is also an act of resistance to the current work model in the Latin American-Brazilian peripheral capitalist world.

8
  • STENIO STEPHANIO SANTOS DE OLIVEIRA
  • Aspectos psicossocioambientais da condição de refugiados: um estudo sobre venezuelanos indígenas Warao em Natal/RN

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LAÍS PINTO DE CARVALHO
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • TADEU MATTOS FARIAS
  • Data: 28/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A mobilidade dos povos Warao pela América-latina criam novas relações com o território. A migração forçada e a vida em uma cidade de refúgio faz com que as comunidades tradicionais se deparem com relações humano-ambientais diferentes das vividas em uma terra de origem. Essa pesquisa aborda os aspectos psicossocioambientais na vida dos Warao vivendo em Natal (RN), com o objetivo de identificar elementos que compõem o processo de apropriação do espaço urbano e analisar os processos de identidade e apego ao lugar de indígenas Warao, considerando o seu atual local de refúgio (Natal/RN). Trata-se de um estudo qualitativo, que utilizou a metodologia da Autobiografia Ambiental, para acessar a experiência do contato do indivíduo com o local habitado. Para análise dos dados, foi utilizada a Teoria Fundamentada nos Dados. Os resultados apontam para uma maior dificuldade de apropriação do espaço da cidade na condição de estrangeiro, mas que não elimina totalmente a possibilidade de construir tal vínculo. A identidade de lugar se expressa na cultura de vizinhança preservada dentre o grupo comunitário, carregando consigo o território subjetivo tradicional por onde quer que vá, bem como, ao carregar o território subjetivo na manutenção estética e laboral da construção do artesanato ancestral. O apego ao lugar se expressa em situações de vinculação com locais, desde que o grupo comunitário não seja separado. Foram criados novos hábitos em contato com o território da capital potiguar, tais como, a vinculação a uma nova religião depois que chegaram na cidade. Outro dado percebido é que o local de moradia (CARE) ainda preserva muitos hábitos tradicionais da cultura Warao, sendo o lugar onde se cozinha a comida típica e se mantém a comunicação em idioma ancestral.


  • Mostrar Abstract
  • The mobility of the Warao people throughout Latin America creates new relationships with the territory. Forced migration and life in a refuge city cause traditional communities to encounter human-environmental relationships different from those experienced in their land of origin. This research addresses psychosocial and environmental aspects of the lives of the Warao living in Natal (RN), aiming to identify elements that compose the process of urban space appropriation and analyze identity and attachment processes to the indigenous Warao's current place of refuge (Natal/RN). It is a qualitative study that utilized the methodology of Environmental Autobiography to access individuals' experiences with the inhabited location. Grounded Theory was used for data analysis. The results indicate a greater difficulty in appropriating the city's space as a foreigner, but it does not completely eliminate the possibility of building such a connection. Place identity is expressed in the preserved neighborhood culture within the community, carrying the traditional subjective territory wherever they go. Additionally, it is expressed in maintaining the aesthetic and labor aspects of ancestral craftsmanship. Attachment to the place is evident in situations of connection with locations, as long as the community group remains intact. New habits were formed in contact with the territory of the capital of Rio Grande do Norte, such as adopting a new religion after arriving in the city. Another observed aspect is that the place of residence (CARE) still preserves many traditional habits of Warao culture, serving as the location for cooking typical food and maintaining communication in the ancestral language.

9
  • MIRLLY DE SOUZA FERREIRA
  • JUVENTUDES UBERIZADAS NA AMÉRICA LATINA: as vivências do trabalho de jovens entregadores por aplicativo

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MANUELA CASTELO BRANCO PESSOA
  • Data: 29/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa visa analisar as vivências do trabalho uberizado de jovens entregadores subordinados a aplicativos. A partir da observação de situações de trabalho e entrevistas realizadas em Natal-Brasil e Córdoba-Argentina, com motoboys e bikeboys. Trata-se de pesquisa qualitativa, ancorada na Psicologia Histórico-Cultural e embasada pelo materialismo histórico-dialético. Realizamos entrevistas semiestruturadas com 22 jovens, onze de Natal-Brasil e onze de Córdoba-Argentina, que tinham entre 18 a 24 anos. A discussão será desenvolvida a partir de quatro núcleos de significação: 1) Trajetórias uberizadas da juventude periférica: "a maioria das coisas que eu trabalhei foi informalmente, sabe, moça?", 2) Mau-encontro na atividade alienada: "eu levo como se fosse um trabalho normal", 3) Bom-encontro na atividade emancipadora: "A gente é uma classe unida" e 4) Entre-mundos formais e informais: Projetos Laborais das juventudes uberizadas. A exploração do trabalho infanto-juvenil é uma realidade no setor informal, usado como mão de obra barata, remunerada com salários baixos e sem direitos. As empresas-aplicativo se apropriam dessa informalidade que é comum aos países periféricos, atuando como “mediadoras”. As trajetórias dos jovens no circuito inferior são marcadas pela superexploração do trabalho. Continuam vivenciando um modelo de produção que remonta à indústria 1.0, caracterizado pela imposição de longas jornadas e esforço físico intenso para obter uma renda que, por vezes, não alcança o salário mínimo. A atividade guia do jovem adulto, dentro da sociedade capitalista, integra uma contradição: o trabalho como atividade emancipadora e alienante. A ausência de referência a empregos dignos como instrumento mínimo de proteção social afasta e deturpa a percepção das condições de trabalho decentes. As empresas-aplicativo utilizam a ideologia empreendedora para reforçar o individualismo próprio da racionalidade neoliberal. Na atividade uberizada, os riscos e custos são transferidos ao trabalhador. Diante da ausência dos direitos mínimos e as adversidades do contexto de trabalho, a solidariedade surge como uma rede de apoio vital. Essa cooperação impulsiona o desenvolvimento da consciência de classe, compartilhando novos modos de pensar-sentir-agir.


  • Mostrar Abstract
  • This research aims to analyze the experiences of young delivery workers subjected to app-based platforms. Through the observation of work situations and interviews conducted in Natal, Brazil, and Córdoba, Argentina, with motorcycle and bicycle delivery, this is a qualitative study anchored in Historical-Cultural Psychology and informed by historical-dialectical materialism. We conducted semi-structured interviews with 22 young individuals, eleven from Natal, Brazil, and eleven from Córdoba, Argentina, aged between 18 and 24 years old. The discussion will be developed around four core themes: 1) Uberized trajectories of peripheral youth, 2) Bad meetings in alienated activity, 3) Good meetings in emancipatory activity, and 4) Between formal and informal worlds: Labor projects of uberized youth. The exploitation of child and youth labor is a reality in the informal sector, used as cheap labor, paid low wages, and devoid of rights. App-based companies capitalize on this informality common to peripheral countries, acting as "mediators." The trajectories of young people in the lower echelons are characterized by the overexploitation of labor, experiencing a production model reminiscent of the 1.0 industry, marked by long hours and intense physical effort to earn income that often falls below the minimum wage. The guiding activity of young adults within capitalist society integrates a contradiction: work as both emancipatory and alienating. The absence of reference to dignified employment as a minimum instrument of social protection distances and distorts the perception of decent working conditions. App-based companies use entrepreneurial ideology to reinforce the individualism inherent in neoliberal rationality. In the Uberized activity, risks and costs are shifted onto the worker. Faced with the absence of minimum rights and the adversities of the work context, solidarity emerges as a vital support network. This cooperation drives the development of class consciousness, sharing new ways of thinking, feeling, and acting. 

10
  • RAUL TORRES AÇUCENA
  • Percursos de supervisão clínico-institucional no Rio Grande do Norte: o desejo, a política, a formação.

  • Orientador : ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • ANALICE DE LIMA PALOMBINI
  • MARIA APARECIDA DE FRANCA GOMES
  • Data: 29/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho aborda o dispositivo da supervisão clínico-institucional, através de um processo de pesquisa que parte da experiência do pesquisador como supervisor de CAPS em um projeto da gestão estadual de saúde no RN, que selecionou, a princípio, 24 profissionais da saúde para trabalhar com SCI, divididos pelos 41 CAPS do estado. Tem como objetivo analisar as experiências de SCI na RAPS do RN em um contexto de aumento da demanda por atenção espacializada, remontando cenários da Reforma Psiquiátrica e da RAPS Potiguar, mais do que nunca fragmentada logo após uma pandemia, e recontando algumas cenas de sua constituição. Visa ainda discutir os efeitos de formação da experiência para os supervisores estreantes. O método adotado é o de uma pesquisa em psicanálise, valendo-se de diários de campo escritos pelo pesquisador e de algumas entrevistas, lidos a partir de uma posição que acolhe a temporalidade retroativa do a posteriori freudiano e a noção do tempo lógico lacaniano. Num primeiro instante, se narram angústias e interrogantes registrados nos diários de campo do pesquisador. Em um tempo segundo, um ato falho serve de fio para analisar e fiar um caminho de endereçamento de questões a entrevistas com colegas supervisores e um trabalhador mais antigo da RAPS. Ao final, (a)bordam-se possibilidades para a função da supervisão a partir dos percursos singulares dos supervisores.


  • Mostrar Abstract
  • This work traces the path of an clinical-institutional supervisor from his first contact with the role, questioning peers and telling his experience when seeking to develop knowledge about the practice, through a research process that, due to an act flawed, came to be called “otherization”. We will follow the unfolding of this experience through a project in RN that initially selected 24 health professionals to work as SCI spread across the state's 41 CAPS. The scenario will go back both to a present portrait of RAPS, more than ever fragmented right after a pandemic, and to the past, retelling some scenes from the history of its constitution in the state. The method adopted will be psychoanalytic research, using field diaries written by the researcher and some interviews. We aim to analyze these SCI experiences, investigating their function, in the post-pandemic context and increased demand for psychosocial care. With this, we hope to create portraits of RAPS in RN and explain the training effects that the project had for first-time supervisors. The research ended up unfolding in parts parallel to the notion of Lacanian logical time, addressing the anxieties and questions that arose in the researcher's field diaries, at first. The failed act from which “otherization” arises served as a thread to analyze and create a path for another moment to address the questions raised previously in the interviews with fellow supervisors and a more senior RAPS worker. From these seams, contours were embroidered to characterize the role of supervision, process scenes and portraits of the network's services.

11
  • THATIANE MARIA ALMEIDA SILVEIRA MENDES
  • TERRITORIALIDADE E IDENTIDADE EM CRIANÇAS DA COMUNIDADE QUILOMBOLA MOITA VERDE/RN: UMA METODOLOGIA BASEADA NA INVESTIGAÇÃO-AÇÃO-PARTICIPATIVA

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • SORAYA SOUZA DE ANDRADE
  • SYMONE FERNANDES DE MELO
  • Data: 01/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho teve como objetivo desenvolver uma proposta metodológica orientada pela Investigação-Ação-Participativa (IAP) para o trabalho com crianças, com foco na relação identidade-território. Tal proposta partiu do interesse por incentivar a escuta e a valorização das contribuições das crianças durante o processo de pesquisa, de maneira que o trabalho conjunto entre pesquisadora/or e suas/seus parceiras/os não se torne unilateral, mas horizontal, colaborativo e comprometido ética e politicamente com a autonomia deste grupo social. Para tanto, foram desenvolvidos oito encontros grupais e semanais, com duração aproximada de duas horas, destinados a discutir temáticas relacionadas aos três eixos da identidade para Antonio da Costa Ciampa: eu-comigo, eu-com-o-outro, e eu-com-mundo. O mundo, aqui, adquire a conotação de território habitado para Milton Santos: abrange o conjunto de objetos e ações que compõem o espaço humano e só pode ser compreendido levando-se em consideração a totalidade das dinâmicas sociais e seu contexto histórico. A compreensão de território que nos orienta, portanto, leva em consideração a ocupação e distribuição territorial mediada pelos tentáculos da economia capitalista, a força de seus espaços hegemônicos e a influência das dinâmicas raciais e de classe, abrigando contradições e sendo palco de disputas. Neste estudo, contei com a participação de quatro crianças, com idades entre 6 e 9 anos, da Comunidade Quilombola Moita Verde (RN), chão em que esta metodologia se desenvolveu. Como ferramentas metodológicas, foram utilizadas a fotografia, o desenho, a contação de histórias a partir de livros infantis e os jogos de tabuleiro. Conclui-se que a metodologia promoveu os efeitos esperados, ressaltando que o êxito de sua aplicação residirá sempre na sensibilidade de escuta do/a pesquisador/ra e no seu compromisso ético para identificar as demandas de cada território e transformá-las em encontros temáticos a serem trabalhados, bem como em sua capacidade criativa para (re)elaborar e adaptar os materiais utilizados de acordo com as características das pessoas participantes e do contexto em que se insere.


  • Mostrar Abstract
  • The aim of this research is to develop a methodological proposal oriented by ActionParticipatory-Research (APR) for the work with children, focusing on the identity-territory relation. This proposal was based on an interest in encouraging children to listen to and value their contributions during the research process, so that the joint work between the researcher and her/his partners does not become unilateral, but horizontal, collaborative and ethically and politically committed to the autonomy of this social group. To this purpose, eight weekly group meetings were held, lasting approximately two hours, to discuss themes related to the three axis of identity for Antonio da Costa Ciampa: me-with-me, me-with-the-other, and me-with-the-world. The world here takes on the connotation of inhabited territory for Milton Santos: it encompasses the set of objects and actions that make up human space and can only be understood by taking into account the totality of social dynamics and their historical context. The understanding of territory that guides us, therefore, takes into account the occupation and territorial distribution mediated by the tentacles of the capitalist economy, the strength of its hegemonic spaces and the influence of racial and class dynamics, harboring contradictions and being the stage for disputes. In this study, I had the participation of four children, aged between 6 and 9, from the Moita Verde Quilombola Community (RN), where this methodology was developed. Photography, drawing, storytelling based on children's books and board games were used as methodological tools. The conclusion is that the methodology had the expected effects, and that the success of its application will always lie in the researcher's sensitivity and ethical commitment to identifying the demands of each territory and transforming them into thematic meetings to be worked on, as well as in their creative capacity to (re)elaborate and adapt the materials used according to the characteristics of the people taking part in and the context in which they are inserted

12
  • CECILIA TAVARES GUIMARAES
  • PRODUÇÃO CIENTÍFICA DE PSICOLOGIA EM INTERFACE COM O MARXISMO: UMA ANÁLISE A PARTIR DO CASO BRASILEIRO

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • PABLO DE SOUSA SEIXAS
  • FERNANDO LACERDA JÚNIOR
  • Data: 08/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • A partir dos anos 1970, no Brasil, a conjuntura socioeconômica e política provoca a

    Psicologia a fazer avaliações acerca de seu público, referenciais, áreas de atuação e o valor

    social da profissão: o contexto deflagra a chamada “Crise de relevância”. O esforço teórico

    em responder às crises culmina nas produções que posteriormente compõem o rol das

    Psicologias Críticas (Lacerda, 2013). Emerge desse bloco o Marxismo como influência de

    algumas dessas perspectivas. A perspectiva marxista é aqui considerada como o campo

    teórico-metodológico que pode contribuir para uma Psicologia verdadeiramente

    transformadora, por possuir como fim último a emancipação humana. Diante do que foi

    exposto, nos interessa investigar que possibilidades brotam da relação do Marxismo com a

    Psicologia, problematizando como essa relação ocorre no Brasil, a partir da produção

    científica da área. Desse modo, as questões que movem a pesquisa são: Quais as relações

    possíveis entre Psicologia e Marxismo no contexto científico brasileiro? O que se vê como

    demanda ou justificativa para este tipo de produção científica? O que as autorias buscam

    alcançar ao adotar tais articulações? Como resultado de tal empreendimento, objetivou-se

    gerar um mapa da produção científica brasileira em Psicologia sob a ótica do Marxismo.

    Foram coletados 124 artigos, categorizados em banco de dados eletrônico e analisados em

    dois blocos: cientométrico e temático. Identificou-se que as produções advém sobretudo das

    universidades públicas do Sudeste do país; veiculados em periódicos de elevada avaliação

    Qualis; verificou-se que em sua maioria são estudos teóricos; são trabalhos vinculados a

    diversas áreas da Psicologia, mas principalmente à Psicologia Educacional. Nos estudos

    observou-se a apreensão de categorias fundamentais de Marx, ainda que de forma residual.

    Na relação do Marxismo com a Psicologia, indiretamente, é possível ver essa articulação

    através de autores ou perspectivas da área, como Vigotski e a Psicologia Histórico-Cultural,

    sendo estes um sinônimo para a Psicologia do que seria o Marxismo. Ademais, o Marxismo

    também aparece justaposto a outras perspectivas teóricas que com ele pouco dialogam,

    denotando que o trabalho não é fundamentado no Marxismo, embora que conceitos da

    tradição estejam presentes. Em síntese, diferentes modalidades de articulação se colocam

    para a Psicologia e o Marxismo, não havendo uma prevalência de como a área se apropria do

    referencial. A articulação se dá como fundamento a uma Psicologia de inspiração marxiana,

    como crítica à Psicologia e como complemento às análises psicológicas (Calviño, 2013).

    Considera-se indispensável que a aproximação com o referencial suscite reflexões para a

    Psicologia, para questionar a individualização e a psicologização de fenômenos estruturais e

    reforçar a percepção de seu papel como classe trabalhadora e agente de mudança.


  • Mostrar Abstract
  • Since 1970, in Brazil, the socio-economic and political situation challenge Psychology to

    evaluate its audience, references, areas of operation, and the social value of the profession:

    the context triggers the so-called “Crisis of relevance”. The theoretical effort to respond to the

    crises culminates in the productions that later make up the list of Critical Psychologies

    (Lacerda, 2013). Marxism emerges from this block as an influence on some of these

    perspectives. The Marxist perspective is considered here as the theoretical-methodological

    field that can contribute to a truly transformative Psychology, as its ultimate goal is human

    emancipation. Given what has been exposed, we are interested in investigate what

    possibilities arise from the relationship of Marxism with Psychology, problematizing how this

    relationship occurs in Brazil, based on the scientific production of the area. Thus, the

    questions that move the research are: What are the possible relationships between Psychology

    and Marxism in the Brazilian scientific context? What is the demand or justification for this

    type of scientific production? What do the authors seek to achieve by adopting such

    articulations? As a result of this effort, the objective was to generate a map of Brazilian

    scientific production in Psychology from the perspective of Marxism. 124 articles were

    collected, categorized in an electronic database, and analyzed in two blocks: scientometric

    and thematic. It was identified that the productions come mainly from public universities in

    the Southeast of the country; published in journals with high Qualis evaluation; it was found

    that most are theoretical studies; they are articles linked to various areas of Psychology, but

    mainly to Educational Psychology. In the studies, the apprehension of fundamental categories

    of Marx was observed, albeit in a residual form. In the relationship of Marxism with

    Psychology, indirectly, it is possible to see this articulation through authors or perspectives of

    the area, such as Vigotski and Historical-Cultural Psychology, these being a synonym for

    Psychology of what would be Marxism. Furthermore, Marxism also appears overlapped with

    other theoretical perspectives that have any less dialogue with it, denoting that the work is not

    based on Marxism, although concepts of the tradition are present. In summary, different

    modalities of articulation are put forward for Psychology and Marxism, with no prevalence of

    how the area appropriates the reference. The articulation takes place as a foundation for a

    Psychology of Marxist inspiration, as a critique of Psychology, and as a complement to

    psychological analyses (Calviño, 2013). It is considered indispensable that the approach to

    the reference evokes reflections for Psychology, to question the individualization and

    psychologization of structural phenomena and reinforce the perception of its role as a

    working class and agent of change.

13
  • KÊMILE LOPES TOMÉ DE OLIVEIRA
  • Talento Metrópole Kids: desenvolvimento, implementação e avaliação de programa para crianças com AH/SD

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIELLE FERREIRA GARCIA
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • ROCHELE PAZ FONSECA
  • Data: 16/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo desenvolver, implementar e avaliar o Programa Talento
    Metrópole Kids, direcionado a crianças de sete a dez anos com altas habilidades/superdotação
    (AH/SD), vinculado ao Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do
    Norte (UFRN). O programa amplia suas ações para incluir não apenas adolescentes, mas também
    crianças, destacando a importância da educação inclusiva e intervenções precoces-preventivas. A
    pesquisa busca avançar o conhecimento científico das AH/SD, considerando a complexidade do
    desenvolvimento humano, a interação entre fatores biológicos e culturais, e a necessidade de práticas
    pedagógicas e políticas públicas inclusivas e efetivas. Propõe-se um programa de intervenção e
    estimulação para escolares com AH/SD, com foco no desenvolvimento de talentos. Destaca-se a
    relevância de considerar a cultura e o contexto social na identificação e desenvolvimento dos talentos
    em crianças com AH/SD, enriquecendo as discussões sobre políticas educacionais e intervenções
    pedagógicas nessa área. A pesquisa adota uma abordagem metodológica qualitativa e se fundamenta
    na perspectiva histórico-cultural da Psicologia. Os dados foram analisados estatisticamente e por
    análise temática para compreender a evolução da concepção de AH/SD ao longo do tempo e embasar
    as intervenções do programa. Identificou-se a heterogeneidade do grupo de participantes em relação à
    formação acadêmica e profissões, evidenciando uma variedade de experiências e conhecimentos.
    Foram identificadas potencialidades e limitações do programa, contribuindo para reflexões sobre a
    eficácia de intervenções e políticas educacionais para crianças com AH/SD. O Programa Talento Kids
    abrange crianças de 6 a 10 anos, visando apresentar áreas distintas da produção humana. Vinculado ao
    Talento Metrópole, o programa contribui para a identificação e desenvolvimento de talentos na área da
    tecnologia da informação, alinhado com os objetivos de transformação digital e tecnológica no Rio
    Grande do Norte. O programa adota uma abordagem holística, centrada no desenvolvimento, interação
    social, suporte mediado, contexto cultural e habilidades metacognitivas, criativas e críticas. Busca-se
    estimular o desenvolvimento integral das potencialidades das crianças com AH/SD, direcionando seus
    talentos para o benefício da sociedade. O estudo é justificado pela necessidade de aprimorar políticas
    educacionais e práticas pedagógicas para atender crianças com AH/SD, considerando critérios de
    identificação, atendimento e desenvolvimento adequado. Os resultados mostram que crianças com
    AH/SD têm necessidades específicas que requerem intervenções e ambientes desafiadores para evitar a
    subutilização de seu potencial. O programa Talento Metrópole Kids é viável e necessário, contribuindo
    para a equidade, inclusão e desenvolvimento acadêmico e emocional dessas crianças. Futuras
    pesquisas devem explorar novas estratégias para apoiar o crescimento desses alunos e prepará-los para
    desafios futuros, contribuindo para uma sociedade mais justa e desenvolvida.

  • Mostrar Abstract
  • The present study aims to develop, implement, and evaluate the Talento Metrópole Kids Program,
    targeting children aged seven to ten with high abilities, affiliated with the Instituto Metrópole Digital
    (IMD) at the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN). The program expands its actions to
    include not only teenagers but also children, emphasizing the importance of inclusive education and
    early-preventive interventions. The research seeks to advance scientific knowledge of high abilities,
    considering the complexity of human development, the interaction between biological and cultural
    factors, and the need for inclusive and effective pedagogical practices and public policies. It proposes
    an intervention and stimulation program for schoolchildren with high abilities, focusing on talent
    development. The relevance of considering culture and social context in identifying and developing
    talent in children with high abilities is highlighted, enriching discussions on educational policies and
    pedagogical interventions in this area. The research adopts a qualitative methodological approach and
    is based on the historical-cultural perspective of Psychology. Data were analyzed statistically and
    thematically to understand the evolution of high abilities conception over time and support program
    interventions. The heterogeneity of the participant group in terms of academic background and
    professions was identified, demonstrating a variety of experiences and knowledge. Potentials and
    limitations of the program were identified, contributing to reflections on the effectiveness of
    interventions and educational policies for children with high abilities. The Talento Kids Program
    encompasses children aged 6 to 10, aiming to present distinct areas of human production. Linked to
    the Talento Metrópole, the program contributes to identifying and developing talent in the information
    technology field, aligned with goals of digital and technological transformation in Rio Grande do
    Norte. The program adopts a holistic approach, focusing on development, social interaction, mediated
    support, cultural context, and metacognitive, creative, and critical skills. The aim is to stimulate the
    integral development of children's potentials with high abilities, directing their talents for the benefit of
    society. The study is justified by the need to improve educational policies and pedagogical practices tomeet the needs of children with high abilities, considering criteria for identification, care, and adequate
    development. Results show that children with high abilities have specific needs requiring interventions
    and challenging environments to avoid underutilization of their potential. The Talento Metrópole Kids
    program is viable and necessary, contributing to equity, inclusion, and academic and emotional
    development of these children. Future research should explore new strategies to support the growth of
    these students and prepare them for future challenges, contributing to a fairer and more developed
    society.
14
  • AMANDA GABRIELA DE SÁ FERRAZ SOUZA
  • Pé-de-manga mulher: narrativas dos encontros com as mulheres do Quilombo de Caluete (PE) e suas organizações políticas

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZA RODRIGUES DE OLIVEIRA
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • GIVANIA MARIA DA SILVA
  • Data: 18/06/2024

  • Mostrar Resumo
  • O município de Garanhuns, localizado no agreste pernambucano, tem em sua história a marca da trajetória de luta do povo negro, que foi escravizado, mas que também resistiu e resiste em seus diversos modos de organização política. Esta cidade se localiza em uma região onde há seis quilombos, e em todos estes existem suas associações quilombolas, espaços necessários na viabilização de seus direitos. A comunidade quilombola de Caluete é popularmente conhecida como a única em que sua liderança é uma mulher. É ela quem preside sua associação, e também são outras mulheres que ocupam a maioria dos cargos de sua diretoria. Entretanto, neste contexto há fortes expressões da colonialidade do poder e de gênero, que se desdobram em invisibilidade e dificuldades na organização e mobilização dessas mulheres em seus trabalhos. É a partir desta problemática que se deu esta pesquisa, na tentativa de compreender como se constitui a organização política das mulheres quilombolas da comunidade de Caluete, no contexto de sua associação, através de articulações com epistemologias feministas e decoloniais. O objetivo principal da pesquisa é compreender como se constitui a participação política das mulheres quilombolas no contexto da Associação Quilombola de Caluete. Como objetivos específicos propomos: a) compreender as práticas de resistência no processo da participação política das mulheres no contexto da associação através de suas narrativas; e, b) analisar como suas participações políticas atravessam e mobilizam os espaços familiares, comunitários e institucionais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, numa perspectiva de pesquisa narrativa, que a partir da sugestão das participantes utilizou a contação de histórias como ferramenta participativa para a construção de compreensões sobre suas lutas enquanto mulheres quilombolas em suas organizações políticas, tradicional e associativista. Participaram mulheres quilombolas, que fazem parte da Associação de Quilombola de Caluete, como associadas ou com cargos de diretoria e presidência. Construímos narrativas entre pesquisadora e participantes, afirmando a história da população negra no território apontado, e como esta história é constantemente negada e silenciada. Junto às mulheres do Quilombo de Caluete foi possível compreender em suas experiências singulares, coletivas e territorializadas, que são estas as protagonistas da sustentação da vida em sua comunidade. Através de seus trabalhos nas diversas formas de organização política, junto às suas construções de manutenção das memórias coletivas, de seus tradicionais modos de cuidado e das celebrações com seu povo.


  • Mostrar Abstract
  • The municipality of Garanhuns, located in the countryside of Pernambuco, has in its history the mark of the struggle trajectory of the black people, who were enslaved, but who also resisted and continue to resist in their different modes of political organization. This city is located in a region where there are six quilombos, and in all of them there are quilombola associations, necessary spaces to enable their rights. The quilombola community of Caluete is popularly known as the only one in which its leader is a woman. She is the one who presides over her association, and other women also occupy the majority of positions on its board. However, in this context there are strong expressions of the coloniality of power and gender, which result in invisibility and difficulties in organizing and mobilizing these women in their work. It is from this problem that this research took place, in an attempt to understand how the political organization of quilombola women in the Caluete community is constituted, in the context of their association, through articulations with feminist and decolonial epistemologies. The main objective of the research is to understand how the political participation of quilombola women is constituted in the context of the Caluete Quilombola Association. As specific objectives we propose: a) understanding resistance practices in the process of women's political participation in the context of the association through their narratives; and, b) analyze how their political participation crosses and mobilizes family, community and institutional spaces. This is qualitative research, from a narrative research perspective, which, based on the participants' suggestions, used storytelling as a participatory tool to build understandings about their struggles as quilombola women in their political, traditional and associative organizations. Quilombola women participated, who are part of the Quilombola Association of Caluete, as associates or with directorship and presidency positions. We constructed narratives between researcher and participants, affirming the history of the black population in the mentioned territory, and how this history is constantly denied and silenced. Together with the women of Quilombo de Caluete, it was possible to understand in their unique, collective and territorialized experiences, that these are the protagonists of sustaining life in their community. Through their work in different forms of political organization, along with their constructions of maintaining collective memories, their traditional ways of care and celebrations with their people.

15
  • MARCELA ANDRESSA COSTA
  • A atuação clínica de psicólogas negras do município de Natal: notas sobre aquilombamento e cuidado.

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • ROCELLY DAYANE TEOTONIO DA CUNHA
  • Data: 17/07/2024

  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa, parto da minha experiência enquanto mulher negra e psicóloga clínica e das inquietações que surgiram a partir deste lugar. Neste estudo, proponho investigar os desafios presentes na construção das práticas clínicas por psicólogas negras no município de Natal/RN e os caminhos possíveis para uma psicologia descolonizada e antirracista. Levo em consideração que o processo histórico da sociedade brasileira é determinado pela colonização e pelos efeitos da colonialidade que estruturam a ordem estabelecida na classificação e hierarquização social. Sendo assim, o racismo é um fenômeno dessa colonização, tornando-se estruturante dos modos de subjetivação, permeando e atravessando as relações concretas nos âmbitos da economia, direito, política e, de forma ideológica, construindo o imaginário social racista, opressor e excludente (Silvio Almeida, 2019). A produção de conhecimento também é atravessada pelos efeitos da colonialidade com a finalidade de construir um pensamento “universal”, porém pautado por uma razão eurocêntrica. A psicologia, como conhecimento científico, também é constituída nas bases do eurocentrismo, racismo e sexismo epistêmico. Esta pesquisa tem como objetivo compreender as repercussões do racismo no processo de formação e na atuação profissional de psicólogas negras no campo da clínica. Analiso as trajetórias de vida e os processos formativos das profissionais e seus efeitos na prática clínica para conhecer os desafios em nossas experiências em uma clínica historicamente colonizada e a construção de resistências coletivas no enfrentamento ao racismo. Para tanto, esta pesquisa qualitativa realizou entrevistas para apreender as narrativas de psicólogas negras que atuam na clínica. Foram entrevistadas 5 profissionais atuantes no município de Natal. Enquanto resultados, a pesquisa propõe o exercício de novas práticas clínicas no entendimento do impacto do racismo na saúde mental da população negra. Por fim, discuto como a psicologia clínica pode ser construída em uma perspectiva de aquilombamento e cuidado e a importância disso para um projeto ético-político descolonizador e antirracista.


  • Mostrar Abstract
  • In this research, I start from my experience as a black woman and clinical psychologist and the concerns that emerged from this place. In this study, I propose to investigate the challenges present in the construction of clinical practices by black psychologists in the municipality of Natal/RN and the possible paths for a decolonized and anti-racist psychology. I take into account that the historical process of Brazilian society is determined by the colonization and effects of coloniality that structure the order established in the classification and social hierarchy. Thus, racism is a phenomenon of this colonization, becoming structuring of the modes of subjectivation, permeating and crossing concrete relations in the areas of economics, law, politics and, ideologically, building the racist, oppressive and exclusionary social imagination (Silvio Almeida, 2019). Knowledge production is also crossed by the effects of coloniality for the purpose of building “universal” thinking, but based on a eurocentric reason. Psychology, as scientific knowledge, is also constituted in the foundations of eurocentrism, racism and epistemic sexism. This research aims to understand the repercussions of racism in the process of formation and professional performance of black psychologists in the field of the clinic. I analyze the life trajectories and formative processes of professionals and their effects on clinical practice to know the challenges in our experiences in a historically colonized clinic and the construction of collective resistance in facing racism. To do so, this qualitative research conducted interviews to grasp the narratives of black psychologists working at the clinic. 5 professionals that work in the municipality of Natal were interviewed. As results, research proposes the exercise of new clinical practices in understanding the impact of racism on the mental health of the black population. Finally, I discuss how clinical psychology can be built from a perspective of joining into quilombos groups and processes of caring and the importance of this for an ethical-political project decolonizing and anti-racist.

Teses
1
  • ALEXANDRE LUCAS DE ARAÚJO BARBOSA
  • Aprendizagem durante o lockdown: uma análise de vulnerabilidades educacionais e os impactos no ambiente de literacia familiar durante a pandemia do covid-19

  • Orientador : CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUIZA GOMES PINTO NAVAS
  • CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • LUCIANA MENDONÇA ALVES
  • RICARDO FRANCO DE LIMA
  • Data: 20/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: O ambiente de alfabetização familiar é um fator importante para o desenvolvimento da leitura e escrita. Crianças com histórico familiar de dislexia podem ter acesso reduzido a recursos de leitura e se envolver menos em atividades de alfabetização, especialmente durante a pandemia de COVID-19. O objetivo deste artigo foi comparar o ambiente de alfabetização familiar, com e sem histórico de alfabetização na família, antes e durante a pandemia. Método: 676 famílias responderam ao Questionário de Práticas de Alfabetização no Ambiente Doméstico da COVID-19 (COVID19-HELP), fornecendo informações sobre práticas e recursos de alfabetização na família nos períodos antes e durante a pandemia. A amostra foi dividida em 190 crianças que estavam em risco familiar de dislexia (FH+, grupo experimental) e 486 crianças sem risco familiar (FH-, grupo de controle). Por fim, os dados foram analisados utilizando o Modelo Linear Generalizado Misto. Resultados: Na maioria das variáveis estatisticamente significativas, as crianças com risco familiar de dislexia apresentaram uma média menor de recursos e atividades de alfabetização em casa. Quanto ao período de tempo, houve aumentos significativos no número de livros digitais para crianças, jogos educacionais digitais relacionados a letras, leitura ou matemática para crianças, e na participação ativa em jogos educacionais de vídeo ou computador. A interação entre o grupo e o período não foi significativa. Conclusões: Os resultados demonstram que as crianças com risco familiar de dislexia apresentaram frequências mais baixas de atividades e recursos de alfabetização em família. No entanto, não foram observadas diferenças na interação entre o grupo e o período de tempo, sugerindo que o aumento e a diminuição de recursos e práticas de alfabetização em casa decorrem principalmente das disparidades entre os grupos, em vez de modificações causadas pela pandemia de COVID-19.


  • Mostrar Abstract
  • Purpose: The family literacy environment is an important factor for the development of reading and writing. Children with a family history of dyslexia may have reduced access to reading resources and engage less in literacy activities, especially during the COVID-19 pandemic. The purpose of this article was to compare the family literacy environment, with and without a family literacy history, before and during the pandemic. Method: 676 families responded to the COVID-19 Home Environment Literacy Practices - COVID19-HELP Questionnaire, providing information about family literacy practices and resources in the periods before and during the pandemic. The sample was divided into 190 children who were at familial risk for dyslexia (FH+, experimental group) and 486 children without a family risk (FH-, control group). Finally, the data were analyzed using the Generalized Linear Mixed Model. Results: In most statistically significant variables, children at family risk of dyslexia presented lower average home literacy resources and activities. Concerning the time period, there were significant increases in the number of digital books for children, digital educational games related to letters, reading, or math for children, actively played educational video or computer games. The interaction between the group and period was not significant. Conclusions: the findings demonstrate that children at familial risk for dyslexia presented lower frequencies of family literacy activities and resources. However, no differences in interaction between the group and time period were observed, suggesting that the increase and decrease in home literacy resources and practices primarily stem from group disparities, rather than modifications caused by the COVID-19 pandemic.

2
  • JOSÉ DE SOUZA GOMES JÚNIOR
  • AMBIENTES RESTAURADORES PARA ADOLESCENTES: UMA INVESTIGAÇÃO COM ESTUDANTES DE UMA CIDADE DE MÉDIO PORTE DO NORDESTE BRASILEIRO

  • Orientador : GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • DAYSE DA SILVA ALBUQUERQUE
  • LEONARDO VICTOR DE SÁ PINHEIRO
  • MAÍRA LONGHINOTTI FELIPPE
  • Data: 27/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A qualidade de vida da população contemporânea tem sido afetada pelo estresse, notadamente em ambiente urbano, interferindo na sua saúde (física e mental) e produtividade, sobretudo daquelas pessoas mais vulneráveis. Para enfrentá-lo, a literatura aponta a importância de investigar as relações das pessoas com os lugares em que se encontram, a fim de identificar ambientes com potencial restaurador. Diante disso, esta tese questiona: na percepção de adolescentes de uma cidade do interior do Nordeste, que ambientes contribuem para sua restauração psicofisiológica? A hipótese defendida indica que os adolescentes preferem locais que permitam contato com a natureza e com pessoas da mesma faixa etária, e possibilitem o desenvolvimento de atividades (de contemplação, socialização, esportes e lazer). O estudo aconteceu no Instituto Federal de Educação de Floriano, Piauí, e visou analisar as relações de adolescentes com ambientes que consideram restauradores. A investigação assumiu viés quali-quantitativo e estratégia multimétodos, por meio de dois estudos: o primeiro, direcionado às pessoas, aplicou Escala de Estresse Percebido e questionário a 82 estudantes do 3° ano do ensino médio técnico e entrevistou 8 destes participantes; o segundo, direcionado ao ambiente, realizou visitas de campo, observações naturalísticas e registro fotográfico para analisar ambientes que eles/elas indicaram como restauradores. Em geral, os participantes se consideram estressados, principalmente as mulheres, apesar do nível de estresse percebido estar abaixo da média da escala utilizada. Esse estresse foi relacionado à rotina escolar e familiar. Para restauração do estresse foram mencionados: (i) ambientes dentro da escola, na cidade e na própria residência; (ii) atividades como dormir, ler e praticar atividades físicas. Alguns dos resultados obtidos apontam características que podem estar relacionadas a cidades do interior do Nordeste brasileiro, tais como a prática de esportes, dormir e ler, indicando uma interrelação entre ambiente-atividade que foi denominada aqui como Situações Restauradoras.


  • Mostrar Abstract
  • The quality of life of the contemporary population has been affected by stress, notably in urban environments, interfering with their health (physical and mental) and productivity, especially among the most vulnerable people. To address this, the literature highlights the importance of investigating people's relationships with the places they find themselves in, in order to identify environments with restorative potential. Given this, this thesis asks: in the perception of adolescents from a city in the interior of the Northeast, what environments contribute to their psychophysiological restoration? The hypothesis defended indicates that adolescents prefer places that allow contact with nature and with people of the same age group, and enable the development of activities (contemplation, socialization, sports and leisure). The study took place at the Federal Institute of Education of Floriano, Piauí, and aimed to analyze the relationships of adolescents with environments that they consider restorative. The investigation assumed a qualitative-quantitative bias and a multi-method strategy, through two studies: the first, aimed at people, applied the Perceived Stress Scale and questionnaire to 82 students in the 3rd year of technical high school and interviewed 8 of these participants; the second, focused on the environment, carried out field visits, naturalistic observations and photographic records to analyze environments that they indicated as restorative. In general, participants consider themselves stressed, especially women, despite the level of perceived stress being below the average of the scale used. This stress was related to school and family routine. To restore stress, the following were mentioned: (i) environments within the school, in the city and at home; (ii) activities such as sleeping, reading and practicing physical activities. Some of the results obtained point to characteristics that may be related to cities in the interior of the Brazilian Northeast, such as playing sportes, sleeping and reading, indicating an interrelationship between environment and activity that was called here as Restorative Situations.

3
  • MATHEUS BARBOSA DA ROCHA
  • OS BATUQUES QUE ECOAM E LADRILHAM PELAS RUAS DE NATAL (RN): A NAÇÃO ZAMBÊRACATU E A EXPERIÊNCIA DO ESTAR-E-DO-FAZER-EM-COMUM

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • DOLORES CRISTINA GOMES GALINDO
  • IGOR MONTEIRO SILVA
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • VERÔNICA MARIA DA SILVA GOMES
  • Data: 28/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese pretende conhecer a experiência do estar-e-do-fazer-em-comum no cotidiano do primeiro e único Maracatu-Nação de Natal, a Nação Zambêracatu, ambicionando: a) narrar como as tradições culturais e religiosas do Zambêracatu ajudam a compor a experiência do estar-e-do-fazer-em-comum; b) acompanhar as redes de sociabilidade, as políticas de familiaridade e de amizade e as relações de poder da experiência do estar-e-do-fazer-em-comum da Nação; e c) discutir as reverberações do cenário contemporâneo, informacional, midiatizado e pandêmico na experiência do estar-e-do-fazer-em-comum do Zambêracatu, bem como em suas tradições culturais e religiosas. Para isso, utilizou-se da experiência etnográfica através de observações participantes, entrevistas abertas, conversas informais, bem como do devir-cronista e da técnica da deriva, utilizando para isso tanto da perspectiva pós-estruturalista como de debates decoloniais. Entre 2020-2021, durante a pandemia da SARS-CoV-2, a entrada em campo aconteceu por vias digitais e, em 2022, presencialmente. As tradições da Nação, em virtude do vínculo com os Orixás, da relação com o tempo, da ancestralidade, da importância da comida, do corpo e do matriarcado, possibilitaram perceber o estar-e-o-fazer-em-comum nas cenas de hospitalidade, na ideia de família e na transmissão dos conhecimentos pela oralidade. As suas sociabilidades, políticas de familiaridade/amizade e as relações de poder se apresentam com conflitos, disputas, divergências, polarizações, antagonismos, coalizões, alianças e afetos. Quando batuca nas ruas, entre o terror dos projetos coloniais, racistas e eugenistas que atravessam a urbe, seja pelo seio do Estado, da sociedade civil ou por outras vias, e a alegria e pujança das tradições ancestrais, a Nação transforma a cidade em terreiro, tornando-a casa de Exu. No cenário pandêmico, o corpo e a subjetividade foram submetidos a tecnologias biomoleculares, microprostéticas e digitais. Nessa cena midiatizada, nessa cidade de bits e pixels, imperam dispositivos de visibilidade, vigilância e controle, que incentivam a espetacularização e a exposição de si. Aposta-se, assim, numa Psicologia que se constrói dialogando com práticas culturais e religiosas às margens dos circuitos sociais, bem como revisitando seus referentes e caminhando em direção à construção de outras produções do saber. 


  • Mostrar Abstract
  • This thesis aims to learn about the experience of being-and-doing-in-common in the daily life of Natal's first and only Maracatu-Nação, the Zambêracatu Nation: a) narrate how the cultural and religious traditions of Zambêracatu help to compose the experience of being-and-doing-in-common; b) follow the networks of sociability, the politics of familiarity and friendship and the power relations of the experience of being-and-doing-in-common of the Nation; and c) discuss the reverberations of the contemporary, informational, mediatized and pandemic scenario in the experience of being-and-doing-in-common of Zambêracatu, as well as in its cultural and religious traditions. To do this, we used ethnographic experience through participant observation, open interviews, informal conversations, as well as the becoming-chronicler and the technique of drifting, using both a post-structuralist perspective and decolonial debates. Between 2020 and 2021, during the SARS-CoV-2 pandemic, we entered the field digitally and, in 2022, in person. The traditions of the Nation, due to the link with the Orixás, the relationship with time, ancestry, the importance of food, the body and matriarchy, made it possible to perceive the being-and-doing-in-common in scenes of hospitality, in the idea of family and in the transmission of knowledge through orality. Their sociability, politics of familiarity/friendship and power relations are presented with conflicts, disputes, divergences, polarizations, antagonisms, coalitions, alliances and affections. When it drums in the streets, between the terror of the colonial, racist and eugenicist projects that cross the city, whether through the state, civil society or other channels, and the joy and strength of ancestral traditions, the Nation transforms the city into a shrine, making it the home of Exu. In the pandemic scenario, the body and subjectivity have been subjected to biomolecular, microprosthetic and digital technologies. In this mediatized scene, in this city of bits and pixels, devices of visibility, surveillance and control prevail, which encourage spectacularization and self-exposure. We are therefore betting on a Psychology that is built by dialoguing with cultural and religious practices on the margins of social circuits, as well as revisiting its references and moving towards the construction of other productions of knowledge. 

4
  • RAFAELE DE ARAUJO PINHEIRO
  • A VIVÊNCIA DO TELETRABALHO PARA TELETRABALHADORES DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DO RN

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FÁBIO DE OLIVEIRA
  • CESAR SANSON
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • Livia Gomes dos Santos
  • TATIANA DE LUCENA TORRES
  • Data: 04/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • O teletrabalho é uma modalidade de trabalho à distância, mediada pelo uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), que têm ganhado espaço no contexto de trabalho brasileiro e no mundo. As medidas de isolamento social necessárias para contenção da pandemia do novo coronavírus impulsionaram ainda mais a adesão à modalidade, que vêm em expansão desde a década de 90. Múltiplos campos do conhecimento se dedicam ao estudo do teletrabalho, cuja diversidade de configurações e arranjos complexificam a tarefa de investigá-lo. Embora avanços tenham sido realizados na direção da identificação de vantagens e desvantagens da modalidade, ainda restam muitas questões que ajudem a compreender a materialidade da modalidade e suas repercussões subjetivas nos teletrabalhadores, sobretudo, ao pensar o teletrabalho como fenômeno que emerge e se expande no neoliberalismo. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é o de analisar como os discursos e práticas de construção de um sujeito neoliberal são refratados na vivência de teletrabalhadores. Para isso, adotamos como perspectiva de pesquisa a Psicologia Histórico-Cultural, buscando compreender na vivência singular dos participantes, a dialética de constituição do fenômeno do teletrabalho nas condições particulares e universais em que se inserem. Como percurso metodológico, realizamos o estudo de caso de dois setores de uma instituição pública do judiciário, com a realização de observação participante, entrevistas semiestruturadas e em profundidade com 14 servidores públicos desses dois setores. A análise das entrevistas seguiu a metodologia dos núcleos de confrontação, desenvolvida neste estudo, permitindo explorar os diferentes sentidos, dramas e contradições associados à vivência do teletrabalho. Os resultados apontam para diferentes soluções para os dramas vivenciados entre 1) ser produtivo e usufruir da flexibilidade do teletrabalho; 2) ser teletrabalhador e desempenhar papeis familiares e 3) trabalhar de formar isolada ou socializar com os colegas.


  • Mostrar Abstract
  • Teleworking is a type of remote work, mediated by the use of Information and Communication Technologies (ICTs), which has been gaining ground in the Brazilian workplace and around the world. The social isolation measures needed to contain the new coronavirus pandemic have further boosted adherence to this modality, which has been expanding since the 90s. Multiple fields of knowledge are dedicated to the study of teleworking, whose diversity of configurations and arrangements make the task of investigating it complex. Although progress has been made in identifying the advantages and disadvantages of the modality, there are still many questions that help to understand the materiality of the modality and its subjective repercussions on teleworkers, especially when thinking about telework as a phenomenon that emerges and expands under neoliberalism. In this sense, the aim of this work is to analyze how the discourses and practices of constructing a neoliberal subject are refracted in the experience of teleworkers. To do this, we adopted the perspective of Cultural-Historical Psychology as our research approach, seeking to understand the dialectic of the constitution of the phenomenon of teleworking in the particular and universal conditions in which they are inserted. As a methodological approach, we carried out a case study of two sectors of a public judicial institution, with participant observation and semi-structured, in-depth interviews with 14 civil servants from these two sectors. The interviews were analyzed using the confrontation nuclei methodology developed in this study, allowing us to explore the different meanings, dramas and contradictions associated with the experience of teleworking. The results point to different solutions to the dramas experienced between 1) being productive and enjoying the flexibility of teleworking; 2) being a teleworker and playing family roles and 3) working in isolation or socializing with colleagues.

5
  • CINTIA GOUVEIA COSTA DE ALCÂNTARA
  • PODER DE AGIR E IDEAL DE TRABALHO BEM-FEITO ENTRE GESTORES PÚBLICOS DE UM INSTITUTO FEDERAL

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CAMILA COSTA TORRES
  • CÁSSIO ADRIANO BRAZ DE AQUINO
  • FRANCISCO DAS CHAGAS DE MARIZ FERNANDES
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • TATIANA DE LUCENA TORRES
  • Data: 12/03/2024
    Ata de defesa assinada:

  • Mostrar Resumo
  • O gestor público atua nas esferas técnica, estratégica e política; além de lidar com a burocracia e diversas normas que pautam o seu fazer; tornando esse trabalho desafiante e complexo. Esse estudo dedicou-se a analisar a atividade de trabalho de diretores gerais de campi de um Instituto Federal do nordeste brasileiro, a partir das noções de trabalho bem-feito, atividades impedidas, processos de precarização da atividade de trabalho, e os processos de gestão institucional. As lentes teóricas utilizadas para essa pesquisa foram a Psicologia Organizacional e do Trabalho e, especificamente, a Clínica da Atividade. Assim, a partir do objetivo principal realizou-se, através da aplicação de um questionário eletrônico, a descrição do perfil socioprofissional dos diretores. Posteriormente constatou-se, através de uma entrevista semiestruturada, o significado de trabalho bem-feito para os participantes. Para análise do trabalho foi formado um grupo e, através de dispositivos Clínicos (Oficina de Fotos, Levantamento de Atividades e Instrução ao Sósia), identificou-se a qualidade do trabalho, os impedimentos e a articulação do coletivo dos gestores. Após validação consensual sobre os principais desafios da gestão, os participantes elaboraram estratégias para fortalecimento do ofício. Verificou-se que a perspectiva de trabalho bem-feito está relacionada ao planejamento e ao alcance de metas, mas ao analisar o trabalho real, identificou-se inúmeros atravessamentos que impedem a sensação dele. Alguns impedimentos deste trabalho estão relacionados a questões orçamentárias e de composição de equipes e à dificuldade de nomear servidores para assumir funções de gestão. Detectou-se a existência do sentimento de solidão no ato de gerir e conflitos entre a gestão central (gestores sistêmicos) e a gestão das unidades de ensino (diretor geral); tendo estes relação com o modelo organizacional multicampi. A análise da atividade foi elencada como uma das estratégias para fortalecimento dos diversos ofícios que compõe a instituição pesquisada.


  • Mostrar Abstract
  • The public manager operates in the technical, strategic and political spheres; in addition to dealing with bureaucracy and various rules that guide what you do; making this work challenging and complex. This study was dedicated to analyzing the work activity of general directors of campuses at a Federal Institute in northeastern Brazil, based on the notions of work well done, prevented activities, processes of precarious work activity, and management processes institutional. The theoretical lenses used for this research were Organizational and Work Psychology and, specifically, the Activity Clinic. Thus, based on the main objective, through the application of an electronic questionnaire, the socio-professional profile of the directors was described. Subsequently, through a semi-structured interview, the meaning of a job well done for the participants was verified. To analyze the work, a group was formed and, through Clinical devices (Photo Workshop, Activity Survey and Instruction for the Lookalike), the quality of the work, the impediments and the articulation of the collective of managers were identified. After consensual validation on the main management challenges, participants developed strategies to strengthen the profession. It was found that the perspective of a job well done is related to planning and achieving goals, but when analyzing the actual work, numerous obstacles were identified that impede the feeling of it. Some impediments to this work are related to budgetary and team composition issues and the difficulty of appointing employees to take on management roles. The existence of a feeling of loneliness in the act of managing and conflicts between central management (systemic managers) and the management of teaching units (general director) was detected; these are related to the multicampi organizational model. The analysis of the activity was listed as one of the strategies for strengthening the various trades that make up the researched institution.

6
  • JÚLIA MONTEIRO SCHENKEL
  • POR UMA CLÍNICA DO INTERSTÍCIO: INTERVENÇÃO-PESQUISA NO CENTRO DE CONVIVÊNCIA E CULTURA DE NATAL

  • Orientador : ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • FLÁVIA CALDAS LIBERMAN
  • LAIS BARRETO BARBOSA
  • LANNUZYA VERÍSSIMO E OLIVEIRA
  • Data: 14/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • Essa intervenção-pesquisa se desenvolve a partir da imersão da pesquisadora como trabalhadora na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Natal-RN, trazendo para análise produções realizadas com o Centro de Convivência e Cultura (CECCO) que apontam pistas para a criação de aberturas na RAPS em direção à cidade. Afirmamos que a atenção psicossocial, para sustentar seu devir antimanicomial, precisa se dar nesse entre, lugar inespecífico que se tece na relação com o fora, no transbordar de campos previamente delimitados. Apostando nos saberes e nas artes dos convivas, frequentadores do CECCO, trazemos os mesmos como intercessores nessa investigação sobre como a arte interroga a atenção psicossocial, potencializando os processos de desinstitucionalização da loucura. Apresentamos o desenvolvimento da pesquisa através de três atos como marcadores de seu processo de construção: o primeiro corresponde à inserção da trabalhadora-pesquisadora no campo, enquanto psicóloga e gestora do CECCO e narra uma intervenção-estética na cidade; no segundo, atravessando o contexto da pandemia da COVID-19, narramos como o CECCO foi se reinventando perante a necessidade de distanciamento social; e, no terceiro tempo, passamos a nos dedicar na organização do Acervo do CECCO, momento em que a articulação e proposição de uma exposição/Mostra Cultural emerge como método de pesquisa- intervenção no campo da arte e saúde mental. Delineando gestos artísticos na clínica e cartografandopossíveis clínicas do fora, ativamos memórias afetivas e narrativas de trabalho, mapeando experiências e conceitos no campo da arte, da filosofia e da clínica que auxiliem a ocupar esses espaços intersticiais entre arte-clínica e política. Buscamos dar visibilidade à luta por territórios de vida e criação na RAPS, investindo na capacidade de todos, sobretudo dos ditos “loucos”, de produzirem arte e de, principalmente, criarem caminhos potentes para alargar estreitezas e superar reducionismos que a atenção psicossocial ainda reproduz ao lidar com o sofrimento, fechando sentidos na direção da doença, ao invés de oferecer aberturas na afirmação das vidas. Neste processo descobrimos que no modo de funcionamento dos CECCO habita uma outra clínica possível, uma clínica do interstício, que, ao operar nas brechas entre a arte, a clínica e a política faz arejar as redes de atenção psicossocial, e, contornando as linhas duras das instituições enrijecidas, vai encontrando um jeito de passar, mesmo nos cenários de precariedade que atravessamos no SUS, mesmo em tempos de desmonte da Reforma Psiquiátrica.


  • Mostrar Abstract
  • This intervention research develops from the researcher's immersion as a worker
    in the Psychosocial Care Network (RAPS) of Natal -RN bringing to analysis productions
    carried out with the Center for Coexistence and Culture (CECCO), which points out clues for

    the creation of openings on RAPS towards the city. We affirm that psychosocial care, to sustain
    an anti-asylum becoming, needs to take place in this in-between, a non-specific place that is
    woven in the relationship with the outside in the overflow of previously delimited fields.
    Investing in the knowledge and art of the ‘coexisters’, people who frequent the CECCO, we
    bring them as intercessors in this investigation into how art interrogates psychosocial attention,
    enhancing the processes of deinstitutionalization of madness. We narrate the research through
    three stages as markers of its development process: the first corresponds to the insertion of the
    worker-researcher in the field, as a psychologist and manager of CECCO; in the second, going
    through the context of the COVID-19 pandemic, we narrate how CECCO reinvented itself in
    the face of the need for social distancing; and in the third period, we dedicated ourselves to
    organize the CECCO Collection and an exhibition/cultural show occupay that emerge as a
    method of research and actuacion in the field of art and mental sanity. By outlining artistic
    gestures in the clinic and mapping possible outside clinics, we activate affective memories and
    work narratives, mapping experiences and concepts in the field of art, philosophy and clinic
    that help to occupy these interstitial spaces between art- clinical and political. We seek to give
    visibility to the struggle for territories of life and art in RAPS, investing in the capacity of
    everyone, especially the so-called “crazy ones”, to produce art and, mainly, to create paths that
    can widen the narrowness and reductionism that the Mental health sometimes reproduces when
    dealing with suffering, closing meanings towards the disease, instead of offering openings in
    the affirmation of life and singularity in different modes of existence and subjectivation We
    discovered in this process that in the way CECCO operates there lies another possible clinic, a
    clinic of the interstice, wich, by operating in the gaps between arte, clinic and politics, air out the
    networks of psychosocial care, and, bypassing the hard lines of the rigidized institucions,
    it finds a way to go through, even in the precarious scenarios that we face in SUS, even in times
    of dismantling of the Psychiatric Reform.

7
  • LEANDRO ROQUE DA SILVA
  • Entre conversas, andarilhagens e camaradagens cotidianas: uma etnografia das invenções e resistências no campo das drogas

  • Orientador : ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • LÁZARO BATISTA DA FONSECA
  • MARISTELA DE MELO MORAES
  • RICARDO PIMENTEL DE MELLO
  • Data: 17/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • O campo das drogas se constitui a partir de um conjunto extenso de práticas, discursos,
    leis e normas que, alinhadas a uma pressão moralista, servem de substrato para elaboração
    de diretrizes legais compostas por preconceitos étnicos e ideológicos. Diante deste
    panorama, a tese trata de uma pesquisa que buscou evidenciar, a partir das vidas
    singulares, formas de resistência que se opõem cotidianamente às políticas proibicionistas
    no contexto do nordeste brasileiro. Utilizando o método etnográfico, foram construídos três
    tempos como recurso na imersão em campo, que nomeamos de andarilhagens etnográficas,
    conversas de pé de muro e conversas de pé de chinelo. A partir das narrativas escutadas
    ao longo da pesquisa, construímos as análises diante de três elementos que surgiram nestes
    encontros: I) relações entre os consumos prejudiciais de drogas e as situações traumáticas
    experienciadas e narradas pelos participantes; II) problematização de como testemunhar e
    creditar tais narrativas diante destes corpos e desejos tomados como “desviantes” em uma
    sociedade proibicionista; e III) saídas possíveis como resistências diante das práticas
    cotidianas nas relações com os territórios acessados. Nos primeiros tempos da pesquisa,
    no cenário dos arredores de um CAPS AD III em uma cidade na Paraíba, foi possível compor
    um conjunto de imagens e formas de leituras próprias e singulares das situações vividas
    no território, destacando as relações intersubjetivas, socioinstitucionais e espaciais. As
    análises trouxeram a importância da aproximação da vida cotidiana para promoção do
    cuidado e do diálogo em torno do trauma, na perspectiva social e política, junto à reflexão
    do desmentido proposta por Sándor Ferenczi, para constatar que tais expressões subjetivas
    que foram narradas se tornam invisibilizadas, inaudíveis e intocadas diante do contexto de
    proibição. No entanto, como alternativa a esse descrédito, foi proposto a partir de Deleuze
    e Guattari a discussão do conceito de máquinas de guerra, possibilitando a construção de
    lugares de resistência às universalizações impostas por uma sociedade colonialista e
    proibicionista através da criação de linhas de fuga inventivas. E, por fim, trouxemos a
    análise sobre os territórios junto aos seus elementos constituintes da subjetividade, tal
    como propõem Deleuze e Guattari, para com Michel de Certeau destacar a importância do
    cotidiano na construção de táticas frente às situações de opressão. Dessa forma, as análises
    aqui tecidas nos propõem um campo de microrrevoluções que, à revelia da colonialidade e

    do proibicionismo na vida social e da ausência de um aparato do Estado que proteja e
    afirme as vidas, destacaram estes parceiros como singulares fazedores de suas
    possibilidades de vida em seus arranjos inventivos e coletivos.


  • Mostrar Abstract
  • The field of drugs is made up of an extensive set of practices, discourses, laws and norms that, aligned with moralistic pressure, serve as a substrate for drawing up legal guidelines made up of ethnic and ideological prejudices. Against this backdrop, the thesis deals with research that sought to highlight, from the perspective of individual lives, forms of resistance that oppose prohibitionist policies on a daily basis in the context of north-eastern Brazil. Using the ethnographic method, three time periods were constructed as a resource for immersion in the field, which we call ethnographic wanderings, wall-to-wall conversations and slipper-to-wall conversations. Based on the narratives heard throughout the research, we constructed the analyses based on three elements that emerged in these meetings: I) relationships between harmful drug use and the traumatic situations experienced and narrated by the participants; II) problematisation of how to witness and credit such narratives in the face of these bodies and desires taken as "deviant" in a prohibitionist society; and III) possible ways out as resistance in the face of everyday practices in relations with the territories accessed. In the early days of the research, in the surroundings of a CAPS AD III in a city in Paraíba, it was possible to compose a set of images and unique readings of the situations experienced in the territory, highlighting intersubjective, socio-institutional and spatial relationships. The analyses highlighted the importance of approaching everyday life to promote care and dialogue around trauma, from a social and political perspective, together with the reflection on denial proposed by Ferenczi, to see that these subjective expressions that were narrated become invisible, inaudible and untouched in the context of prohibition. However, as an alternative to this discrediting, Deleuze and Guattari proposed a discussion of the concept of war machines, making it possible to build places of resistance to the universalisations imposed by prohibition, through the creation of inventive lines of escape. Finally, we analysed territories in terms of their constituent elements (Deleuze and Guattari), using Michel de Certeau to highlight the importance of everyday life in building tactics to deal with situations of oppression. In this way, the analyses here propose a field of micro-revolutions, which have highlighted these partners as particular makers of their possibilities in the absence of a state apparatus

8
  • VANESSA CLEMENTINO FURTADO
  • Determinação Social da Esquizofrenia: fundamentos ontológicos para o desvendamento do
    desenvolvimento da esquizofrenia

  • Orientador : HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • MAELISON SILVA NEVES
  • MELISSA RODRIGUES DE ALMEIDA
  • Data: 29/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • O fundamento cartesiano, dualista, tem sido o modelo hegemônico de apreensão da estrutura dos

    sofrimentos psíquicos desde o final do século XVIII até os dias atuais, seja pelas bases subjetivistas e
    idealistas de compreensão do fenômeno, seja por bases materialistas mecanicistas. Tomando a
    esquizofrenia como objeto, buscamos desvendar como o modelo proposto para sua investigação está
    alicerçado em teorias imbricadas com a ideologia da sociabilidade burguesa eugênica, que prioriza o
    lucro e mercantiliza o diagnóstico, e por isso desconsiderando teorias sobre a realidade do objeto,
    optando por conformações aforísticas. Para tanto, desenvolvemos um estudo bibliográfico que visa,
    primeiro, analisar as raízes ontológicas das principais formas de tratar a esquizofrenia que ainda
    embasam as práticas atuais de diagnóstico e segundo, apontar os caminhos para uma apreensão da
    dinâmica e estrutura da constituição da esquizofrenia como determinação social a partir do complexo
    aqui denominado “nexos internos” da determinação social da saúde, a saber: a epigenética, a
    plasticidade biológica, a subsunção do biológico ao social e a reprodução social. A análise da
    literatura é feita com base na Ontologia do Ser Social, de Lukács, no desenvolvimento das funções
    psicológicas superiores, de Vygotski, na neuropsicologia, de Luria e Vygotski, e na patopsicologia, de
    Zeigarnik. Seguindo a hipótese vygotskiana de que a esquizofrenia é uma patologia do que o autor
    denomina Ápices da Psicologia, ou seja, das Funções Psicológicas Superiores desenvolvidas sociais e
    historicamente, espera-se, assim, desvendar a determinação social da esquizofrenia, que em uma
    sociabilidade capitalista se constitui como um complexo potencializado por expressões da questão
    social, fundamentada na unidade exploração-opressão.


  • Mostrar Abstract
  • The Cartesian, dualist foundation has been the hegemonic model for apprehending the structure of psychic suffering from the end of the 18th century to the present day, either through subjectivist and idealistic bases of understanding the phenomenon, or through mechanistic materialistic bases. Taking schizophrenia as an object, we seek to unravel how the proposed model for its investigation is based on theories intertwined with the ideology of eugenic bourgeois sociability, which prioritizes profit and commodifies the diagnosis, and therefore disregarding theories about the reality of the object, opting for aphoristic conformations. To this end, we developed a bibliographical study that aims, first, to analyze the ontological roots of the main ways of treating schizophrenia today, idealistic and materialistic, and second, to point out the paths for an apprehension of the dynamics and structure of the constitution of schizophrenia from the complex here called “internal links” of the social determination of health, namely: epigenetics, biological plasticity, the subsumption of the biological to the social and social reproduction. The literature analysis is based on the Ontology of Social Being, by Lukács, in the development of higher psychological functions, by Vygotsky, in neuropsychology, by Luria and Vygotski, and in pathopsychology, by Zeigarnik. It is expected, therefore, to reveal the social determination of schizophrenia, as a complex potentiated by expressions of the social issue, the result of capitalist sociability, constituted by the exploitation-oppression unit.

9
  • HANSEL SOTO HERNÁNDEZ
  • Construção do Protocolo para Avaliação Dinâmica do Desenvolvimento da Comunicação Pré-Verbal (PROCP-V)

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUIZA GOMES PINTO NAVAS
  • CARLA ANAUATE
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MARILDA GONÇALVES DIAS FACCI
  • RAQUEL SOUZA LOBO GUZZO
  • Data: 03/06/2024

  • Mostrar Resumo
  • Resumo em português:

    Diversas teorias do desenvolvimento infantil, notadamente as de Piaget, Wallon e Vigotski, destacam a centralidade de um período sensório-motor no psiquismo da criança, dado seu papel de transição chave para a passagem ao nível simbólico. Na Psicologia Histórico-Cultural (PHC), defende-se o princípio de que nos estágios iniciais do desenvolvimento, os marcos mais rudimentares servem como suporte para a gênese das funções psicológicas superiores (FPS). Os primórdios da linguagem verbal, conforme abordados na obra vigotskiana, consolidam-se quando a criança realiza o gesto de apontar com o dedo indicador, que adquire significado em função da resposta do adulto. Ao estudar os pré-requisitos, antecessores e premissas sociocognitivas dessa FPS por volta do primeiro ano da criança, torna-se necessário traçar a história de certos indícios ou indicadores do desenvolvimento da comunicação pré-verbal, ou seja, dos precursores linguísticos, conforme discutido na literatura atual. Os marcos da comunicação pré-verbal da criança incluem gestos, atenção compartilhada, direcionamento do olhar, uso de objetos, interação social, vocalizações, coordenações perceptivo-motoras, resposta parental e atividades cooperativas (adulto-criança), entre outros. O estudo do percurso desenvolvimental desses indicadores, por meio de instrumentos idôneos, tem um valor preditivo para a emergência da linguagem verbal, tanto em crianças com trajetórias típicas quanto atípicas (por exemplo, para  a detecção precoce de sinais ou marcadores de Transtornos do Neurodesenvolvimento identificados como risco, tais como: Transtorno do Espectro do Autismo, Transtorno do Desenvolvimento da Linguagem, entre outros). Nesse cenário, a tese versa sobre a construção do Protocolo para Avaliação Dinâmica do Desenvolvimento da Comunicação Pré-Verbal (PROC-PV) fundamentado na matriz ontoepistemológica da PHC. Para tanto, a tese abrange dois estudos. O primeiro estudo foi conduzido a partir de dois artigos de revisão sistemática com base no Método PRISMA, que visaram mapear os instrumentos de avaliação infantil, como escalas de triagem infantis e instrumentos de avaliação da comunicação não verbal, voltados para crianças na faixa etária de 6 a 18 meses. O segundo estudo envolveu a construção das etapas do protocolo, bem como a realização de um estudo de validação do conteúdo por meio da avaliação de 2 juízes, culminando na elaboração da versão final ou pré-teste. Os resultados do estudo de validade de conteúdo evidenciaram que o PROC-PV apresenta adequados valores de concordância e confiabilidade/reprodutibilidade inter-juízes. O propósito foi disponibilizar um protocolo de linguagem simples, com procedimentos flexíveis, que leve em consideração o olhar dos familiares para o desenvolvimento das crianças e que seja acessível a diversos profissionais nas rotinas de avaliação infantil. Faz-se um apelo à relevância teórica, metodológica e social do instrumento construído, uma vez que pode ser integrado tanto no sistema educacional brasileiro quanto no sistema de saúde coletiva.

     


  • Mostrar Abstract
  • Several theories of child development, notably those of Piaget, Wallon, and Vygotsky, emphasizethe importance of a sensorimotor period as a key transition in the child's psychetowardssymbolic thought. In Historical-Cultural Psychology (HCP), it is argued that in the earlystagesofdevelopment, the most rudimentary milestones serve as support for the genesis of higherpsychological functions (HPF). The beginnings of verbal language, as approachedinVygotsky'swork, are consolidated when the child points with their index finger, acquiring meaningbasedonthe adult's response. Studying the antecedents of these HPF, it becomes necessary totracethehistory of premises or clues related to the development of pre-verbal communication, namelycertain socio-cognitive or linguistic precursors, as discussed in current literature. Milestonesofachild's pre-verbal communication include gestures (with emphasis on deictic types), sharedattention, gaze direction, object use, social interaction, vocalizations, perceptual-motorcoordinations, parental response, and cooperative activities (adult-child), amongothers.Examining the developmental trajectory of these indicators through appropriate instrumentshaspredictive value for the emergence of verbal language, both in children with typical andatypicaldevelopmental trajectories (e.g., as an early indicator of language acquisition delayandAutismSpectrum Disorder). In this context, the thesis focuses on constructing the Protocol forDynamicAssessment of Pre-Verbal Communication Development (PROCP-V) based ontheontoepistemological matrix of HCP. To this end, the thesis encompasses two studies. The firststudywas conducted based on two systematic review articles aimed at mapping infant assessmentinstruments, such as developmental screening scales and instruments focused onnon-verbalcommunication, for children aged 6 to 18 months. The second study involves the elaborationofthe theoretical-methodological foundation and content of the protocol, as well as conductingacontent validation study through judge evaluation. The purpose is to provide a simplelanguageprotocol, with flexible procedures, considering the perspective of families onchildren'sdevelopment, and accessible to various professionals. This tool aims to provide clinical andeducational support for the formulation of timely intervention strategies andapproaches,enabling systematic monitoring of child development from the early stages.

10
  • PAMELLA BESERRA DE MELO
  • O processo saúde-adoecimento do técnico-administrativo em educação (TAE): uma abordagem clínica da atividade.

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA IGNEZ BELÉM NUNES
  • FRANCISCO PABLO HUASCAR ARAGÃO PINHEIRO
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • RAQUEL ALVES SANTOS
  • THAÍS AUGUSTA CUNHA DE OLIVEIRA MÁXIMO
  • Data: 17/06/2024

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese se propôs a analisar o processo saúde-adoecimento dos técnicosadministrativos em educação (TAEs) a partir da atividade laboral desenvolvida na Universidade Federal do Ceará (UFC), a fim de investigar as possibilidades de desenvolvimento e os impedimentos ao poder de agir destes trabalhadores nas dimensões pessoal, interpessoal, transpessoal e impessoal, considerando-se o contexto de precarização laboral e como este fenômeno avança na administração pública federal. Ao longo dos últimos anos, percebeu-se o crescimento no número de adoecimentos relacionados ao trabalho entre funcionários públicos, sinalizando para uma atividade de trabalho que precisa ser cuidada e investigada, uma vez que o avanço da precarização vem expandindo-se entre aquelas categorias consideradas estáveis e privilegiadas. Buscou-se o enquadramento proposto pelo referencial teórico da Clínica da Atividade e da Psicologia Histórico-cultural, em diálogo com a problematização relacionada à Saúde do Trabalhador e aos estudos em Saúde Mental e Trabalho (SM&T). Neste contexto, utilizou-se o referenciamento de operadores teóricos como saúde, atividade de trabalho, poder de agir, desenvolvimento, trabalho bem-feito, precarização do trabalho. A pesquisa desenvolveu-se a partir de três estudos. No primeiro deles, realizou-se uma pesquisa documental sobre as principais causas de adoecimento dos TAEs da UFC através dos dados do SIASS, a fim de identificar as principais causas de afastamento da atividade laboral desse público. Em seguida, no estudo dois aplicou-se questionário estruturado, autoaplicável, composto de 5 seções: A) perfil sociodemográfico; B) histórico ocupacional; C) Hábitos de vida e saúde, D) questões oriundas do Job Content Questionnaire (JCQ) e E) questões do SRQ-20. Realizaram-se análises estatísticas descritivas e de correlações bivariadas por meio do software SPSS versão 22. Detectou-se que dentre as principais causas de afastamento dos servidores da instituição no ano de 2018, considerando o número de dias de afastamento, destacaram-se os transtornos psiquiátricos (31%); doenças do sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo (21%) e neoplasias (10%). Nos anos de 2016 e 2017, tais causas se repetiram com variações percentuais. Desta forma, vemos uma recorrência dos transtornos mentais entre as três principais causas de afastamento na instituição entre 2010 a 2020. Obteve-se uma prevalência de 44,9% de TMC na população pesquisada. Destes (N=254), as atividades com maior quantitativo de ocorrências foram os assistentes em administração (24,8%) e os profissionais da saúde (24%), seguidos dos técnicos de laboratório (9,8%) e administradores (5,9%). Houve correlação significativa entre a ocorrência de TMC e as seguintes categorias dos aspectos psicossociais do trabalho: controle sobre a atividade (-0,139**); demanda psicológica (0,178**), suporte social (-0,218**) e pelos quadrantes (0,151**). Esses resultados subsidiaram a terceira etapa da pesquisa, a fase clínica, na qual foram realizadas observações e instruções ao sósia junto aos servidores do setor da DICAF - responsável pela folha de pagamentos e movimentações financeiras na instituição e cujo trabalho foi considerado de alta exigência, ou seja, com uma alta demanda psicológica e baixo controle sobre a atividade realizada, segundo dados do JCQ. Participaram do terceiro estudo 11 servidores. Os dados produzidos permitiram evidenciar que a atividade do TAE da DICAF 6 é marcada por sobrecarga de trabalho, a partir de um processo de reestruturação que fragmentou e enfraqueceu o coletivo de trabalho e ampliou as demandas do setor, em uma tentativa de modernização que trouxe diversas repercussões negativas para a realização do trabalho bem-feito, culminando com diversas remoções de servidores antigos e 60% de servidores com pedido de remoção em aberto, no momento da pesquisa. Este cenário levou a uma fragilização do gênero profissional e ao adoecimento de um servidor do setor (S9) que foi removido a contragosto e que pediu aposentadoria antecipada faltando poucos meses para adquirir este direito. Conclui-se que a atividade do TAE é marcada por um crescente processo de precarização em seu viés multidimensional advindo não só da perda de direitos e prestígio social, mas também do isolamento e sentimento de solidão no exercício de suas atividades, com um coletivo de trabalho enfraquecido, fragmentado e que não faz frente às demandas e necessidades do coletivo, demonstrando ser uma atividade que precisa ser cuidada e que tal processo tem rebatimentos nos impedimentos para a realização de um trabalho bem-feito, nas impossibilidades de desenvolvimento profissional e deste ofício. Palavras-chave: Atividade de trabalho, Aspectos psicossociais do trabalho, Transtorno mental comum, trabalho bem-feito, desenvolvimento (do) profissional.


  • Mostrar Abstract
  • Intends to analyze the technical-administrative in education’s (TAE) labor activity, in order to investigate the possibilities of development and impediments to the power of action of these workers in the individual, interpersonal, transpersonal and impersonal dimensions, in a context of precarious work. Over the past few years, there has been a growth in the number of illnesses related to work in the federal public service, signaling a work activity that needs to be cared for and investigated, since the advancement of precariousness has been expanding to categories considered stable and privileged, giving rise to what was called subjective or clinical precariousness. Therefore, the objective was to identify the perception of TAEs on psychosocial aspects of work and their relationship with the occurrence of common mental disorders (CMD), considering the sociodemographic, occupational and health profile. It uses the theoretical framework of collective health in its epidemiological studies, for a third phase of the research to establish the dialogue between the data of the first and second phases with the framework developed by the Clinic of Activity and Historical Psychology referencing of theoretical operators such as health, work activity, power to act, development, well-done work, precariousness of work. In the first stage of the research, a documentary research was carried out on the It is considered the need for continuity of research, deepening the findings in a clinical-developmental bias, in order to understand the possibilities and obstacles of development in the activity of Taes. These results will support the third stage of the research, the clinical phase, in which techniques of instruction to the double will be used to workers who are willing to participate. This stage will occur after a presentation meeting to the managers and general public of the institution of the data collected in phases 1 and 2.main causes of illness of the TAEs of higher education institution of the Brazilian in order to identify the main causes of removal from work due to the illness of this public. Then, a structured, self-administered questionnaire was applied, composed of 5 sections: A) sociodemographic profile; B) occupational history; C) Life and health habits; D) questions from the Job Content Questionnaire (JCQ) and E) questions from the SRQ-20. Descriptive statistical analysis and bivariate correlations were performed using SPSS software version 22. It was found that among the main causes of removal from the institution’s servers in 2018, considering the number of days of leave, psychiatric disorders (31%), diseases of the musculoskeletal system and connective tissue (21%) and neoplasms (10%) stood out. In 2016 and 2017, such causes were repeated with percentage variations. Thus, we see a recurrence of mental disorders among the three main causes of sick leave in the institution in recent years (SIASS, 2018). A prevalence of 44.9% of CMD was obtained in the studied population. Of these (N=254), the activities with the highest number of occurrences were assistants in administration (24.8%) and health professionals (24%), followed by laboratory technicians (9.8%) and administrators (5.9%), disregarding other categories (10%) given its heterogeneity. There was a significant correlation between the occurrence of CMD and the following categories of psychosocial aspects of work: control over activity (-,139**); psychological demand (,178**), social support (-,218**) and quadrants (,151*). It is considered the need for continuity of research, deepening the findings in a clinical-developmental bias, in order to understand the possibilities and obstacles of development in the activity of Taes. These results will support the third stage of the research, the clinical phase, in which techniques of instruction to the double will be used to workers who are willing to participate. This stage will occur after a presentation meeting to the managers and general public of the institution of the data collected in phases 1 and 2.

2023
Dissertações
1
  • LUSIANE MIRANDA PALMA
  • Mulheres e medicalização social: compreensões sobre a colonização de corpos negros

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • CATIA PARANHOS MARTINS
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • Data: 20/04/2023

  • Mostrar Resumo
  • O crescente aumento no consumo de psicotrópicos no Brasil revela um fenômeno que atinge diversas camadas da população, mas se faz mais acentuadamente presente entre as mulheres com Transtornos Mentais Comuns, quadros intrinsicamente associados as condições de vida, como sobrecarga doméstica e vulnerabilidade social, condições que se apresentam em maior percentual na população negra do Brasil. Esse trabalho se propõe investigar as histórias de vida e as experiências de mulheres negras de uma comunidade quilombola do sertão da Bahia que fazem ou fizeram uso de psicotrópicos. Sob a perspectiva dos feminismos negros e anticoloniais, a partir de uma pesquisa de método qualitativo que utiliza as narrativas das mulheres com o intuito de pesquisar a partir da voz de quem vivência essa experiência. As análises foram realizadas a partir dos eixos: Determinantes associados à prescrição, efeitos do uso de medicamentos e estratégias de resistência. Os resultados apontam as condições de vida, sobrecarga de trabalho, feridas coloniais e violências domésticas como motivadores associado a prescrição, entre os efeitos do uso de medicamentos estão melhoria na qualidade do sono, mas também apatia, falta de motivação e amnésia, a coletividade, solidariedade entre as mulheres e os saberes ancestrais, como uso de ervas se apresentam como estratégias de resistência. Concluímos que a medicalização se apresenta como máscara para as iniquidades enfrentadas por mulheres quilombolas em contextos rurais e nos traz a necessidade de repensarmos políticas públicas de cuidado para as mulheres que considerem as singularidades e territorialidades.


  • Mostrar Abstract
  • The increasing use of psychotropic drugs in Brazil reveals a phenomenon that affects various layers of the population but is more pronounced among women with Common Mental Disorders, conditions intrinsically associated with living conditions such as domestic overload and social vulnerability, issues that are present in higher percentages among the Black population in Brazil. This study aims to investigate the life stories and experiences of Black women from a quilombo community in the backlands of Bahia who use or have used psychotropic drugs. This research was done from the perspective of Black and anti-colonial feminism, using a qualitative method that uses women's narratives to research from the voice of those who live this experience. The analyses were carried out based on the axes: determinants associated with prescriptions, effects of medication use, and resistance strategies. The results indicate living conditions, work overload, colonial wounds, and domestic violence as motivators associated with prescriptions. Among the effects of medication use are improved sleep quality, but also apathy, lack of motivation, and amnesia. Collectivity, solidarity among women, and ancestral knowledge, such as the use of herbs, are presented as resistance strategies. We conclude that medicalization presents itself as a mask for the inequities faced by quilombola women in rural contexts and brings us the need to rethink public care policies for women that consider their singularities and territorialities.

2
  • ALANNA SILVA DOS SANTOS
  • Correlação entre o engajamento em atividades prazerosas, qualidade de vida e sintomas depressivos na pessoa idosa em diferentes contextos

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • BRUNO ARAÚJO DA SILVA DANTAS
  • LUCIANA CARLA BARBOSA DE OLIVEIRA
  • Data: 28/04/2023

  • Mostrar Resumo
  • Com o aumento significativo da população idosa no Brasil, há uma preocupação crescente em relação à qualidade de vida (QV) desse público, que é vulnerável ao desenvolvimento de doenças biológicas e psíquicas. Por essa razão, torna-se fundamental a realização de pesquisas que identifiquem aspectos que promovam uma melhor QV e previnam enfermidades. O objetivo do presente estudo foi analisar a correlação entre os níveis de engajamento em atividades gratificantes, sintomatologia depressiva e QV em pessoas idosas atendidas nas Unidades Básicas de Saúde e Família (UBSF) e nas que participam da Universidade Aberta à Maturidade (UAMA). O estudo foi conduzido com uma amostra de 100 pessoas idosas, sendo 50 do grupo da UAMA e 50 do grupo da UBSF, com idade variando de 60 a 85 anos. O estudo é caracterizado como quantitativo, descritivo e correlacional. Os instrumentos utilizados foram: questionário sociodemográfico e clínico, Inventário de Depressão de Beck (BDI), WHOQOL-Old, The California Older Person's Pleasant Events Schedule – OPPES-BR e Questionário de Engajamento em Mídias Sociais (QEMS). As análises foram realizadas com o software R, utilizando estatísticas descritivas e inferenciais. Os resultados indicam que há uma correlação significativa (p<0,001) entre as variáveis depressão, atividades prazerosas e QV em pessoas idosas, evidenciando a inter-relação entre essas variáveis, bem como a influência do contexto socioeconômico. Conclui-se que as pessoas idosas que estão em um processo de educação continuada apresentam uma melhor QV, participam mais de atividades prazerosas e apresentam menos sintomas depressivos, enquanto o público idoso inserido em contexto de vulnerabilidade social manifestou sintomas depressivos alarmantes, percepção negativa da QV e menos frequência de atividades prazerosas.


  • Mostrar Abstract
  • With the significant increase in the elderly population in Brazil, there is a growing concern about the quality of life (QoL) of this group, which is vulnerable to the development of biological and psychological diseases. Therefore, it is essential to conduct research that identifies aspects that promote better QoL and prevent illnesses. The objective of this study was to analyze the correlation between levels of engagement in rewarding activities, depressive symptoms, and QoL in elderly people attending Basic Health Units and Family (UBSF) and those who participate in the Open University for Maturity (UAMA). The study was conducted with a sample of 100 elderly people, 50 from the UAMA group and 50 from the UBSF group, ranging in age from 60 to 85 years. The study is characterized as quantitative, descriptive, and correlational. The instruments used were: sociodemographic and clinical questionnaire, Beck Depression Inventory (BDI), WHOQOL-Old, The California Older Person's Pleasant Events Schedule – OPPES-BR, and Social Media Engagement Questionnaire (QEMS). The analyses were performed using R software, using descriptive and inferential statistics. The results indicate a significant correlation (p<0.001) between depression, enjoyable activities, and QoL in elderly people, showing the interrelationship between these variables, as well as the influence of the socioeconomic context. It is concluded that elderly people who are in a continuous education process present a better QoL, participate more in enjoyable activities, and have fewer depressive symptoms, while the elderly population inserted in a context of social vulnerability manifested alarming depressive symptoms, negative perception of QoL, and less frequency of enjoyable activities.

3
  • IURI ARAÚJO PIMENTEL
  • O CADÁVER NÃO ESTÁ EM SITUAÇÃO: COMPREENSÃO FENOMENOLÓGICA DE TESTEMUNHOS SOBRE PERDA DE ENTES QUERIDOS POR COVID-19

  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • JOANNELIESE DE LUCAS FREITAS
  • MELINA SEFORA SOUZA REBOUCAS
  • Data: 30/05/2023

  • Mostrar Resumo
  • Em 11 de março de 2020, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estarmos diante da primeira pandemia do século XXI. Diante da ameaça imposta pelo vírus à sobrevivência humana, medidas sanitárias foram adotadas em escala mundial a fim de desacelerar sua profusão e, assim, preservar o maior número de vidas possíveis. No Brasil, entretanto, o resultado foi trágico. Pouco mais de três anos após o início da pandemia, mais de 700 mil pessoas morreram em nosso país. Tão expressivo quanto o número de mortos, é o contingente de pessoas enlutadas pela morte de seus entes queridos. Aos sobreviventes, foram vedadas ou extremamente impactadas as elaborações dos ritos fúnebres, devido às altas taxas de contágio nos períodos mais agudos da pandemia. O objetivo do presente estudo versa por compreender a experiência de luto vivida por aqueles que perderam entes queridos em decorrência da covid-19. Esta pesquisa é um estudo fenomenológico-hermenêutico, inspirado na possibilidade interpretativa do Círculo Hermenêutico pensado por Heidegger, como já proposto por Azevedo & Dutra (2013). Foram entrevistadas três pessoas, sendo duas mulheres e um homem. A análise das entrevistas narrativas se deu pela compreensão e interpretação das experiências compartilhadas por nossos participantes. Os resultados desta pesquisa revelaram os sentidos atribuídos pelos participantes a experiência como enlutados. Nesta direção, as interpretações das narrativas apontam para vivências afinadas ao mundo pelas disposições fundamentais do temor e angústia, despertadas pela ameaça as suas existências e de parentes em virtude da pandemia. As narrativas acerca de suas experiências de enlutamento na pandemia desvelaram também vivências de incredulidade quanto a concretização da morte de seus familiares; oscilação entre os estados de aflição e esperança quanto à recuperação do parente durante a internação; impotência e desamparo ante a impossibilidade de estar ao lado do ente querido durante a internação, restando apenas o lugar de espera quanto aos boletins diários fornecidos pelos hospitais. Refletimos sobre o modo de ser-com aquele que morreu durante o velório, tendo em vista a presença dos protocolos sanitários durante todo evento. Espera-se que os resultados deste estudo contribuam para visibilidade de milhões de brasileiros cujo sofrimento existencial parece ser negligenciado, uma vez que, até o momento, não foram pensadas políticas propositivas voltadas aos cuidados a saúde mental daqueles que são, sem dúvidas, os enlutados da pandemia. 


  • Mostrar Abstract
  • The World Health Organization (WHO) declared on March 11th, 2020 that we were facing the first pandemic of the 21st century. Given the threat to the human survival imposed by the virus, sanitary measures were adopted in worldwide scale to reduce its spread and preserve the highest possible number of lives. In Brazil, however, the results have been tragic. A little more than three years after the beginning of the pandemic, more than 700,000 people died in your country. As high as the number of dead people is the contingent of mourners for their loved ones. These survivors had either a total prohibition or a huge impact on the funeral rites as the contagious rate was elevated in the worst moments of the pandemic. The objective of this study is to comprehend the mourning experience felt by those who lost their loved ones due to the covid-19. This Hermeneutic Phenomenological research is inspired on the possibility of interpretation from the Hermeneutic Circle thought by Heidegger, and seen in Azevedo & Dutra (2013). An interview was conducted with three people (two women and one man). The analysis of the narrative interviews was based both on the understanding and interpretation of the experiences shared by the participants. Results revealed the meanings attributed by the participants to the mourning experience. That being said, the interpretations of the narratives suggest personal experiences that include the fundamental aspects of the feelings of fear and anguish triggered by the threat to both their existence and to their relatives due to the pandemic. The narratives about their state of mourning in the pandemic also showed experiences of disbelief concerning the death of their relatives; variation between the states of affliction and hope towards the recovering of relatives during hospitalization; impotence due to the impossibility of being by the side of their loved ones during hospitalization, which made them to have to wait for the daily medical report provided by the hospital. The study states some reflections about the mode during the funeral of being-with the one who died, taking into account the presence of sanitary measures during the whole event. Hopefully, the results of this research will contribute to the visibility of millions of Brazilians whose existential suffering seems to be neglected considering that, until the present moment, social policies related to mental health caring have not been thought towards those that are, undoubtedly, the mourners from the pandemic.

4
  • HELENA GRAZYELLE DO NASCIMENTO OLIVEIRA
  • A recusa do cadafalso: uma análise sobre o papel das eleitas ao legislativo pelo estado potiguar

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • GILMARA JOANE MACEDO DE MEDEIROS
  • Data: 31/05/2023

  • Mostrar Resumo
  • Historicamente, as mulheres foram impedidas de ocupar os espaços públicos e políticos de poder, tendo que se organizar coletivamente para resistir a violações recorrentes. No que diz respeito à inserção das mulheres na política institucional no Brasil, houve o estabelecimento de uma vanguarda por parte das norte-rio-grandenses, pioneiras em exercer o voto e em serem eleitas a cargos políticos. Apesar de avanços na garantia de direitos, a presença feminina nos espaços políticos institucionais ainda é consideravelmente pequena, enquanto as violências sofridas são constantes. A dominação e exploração que subjuga as mulheres se fundamenta, conforme esta compreensão, na imbricação patriarcado-racismo-capitalismo. Definiu-se, assim, como objetivo central desta pesquisa, investigar em que medida a presença de mulheres eleitas pelo estado potiguar para o Poder Legislativo pode impactar a superação das estruturas que subjugam as mulheres. Norteada pelas lentes teóricas feministas e marxistas, definiu-se como procedimentos metodológicos o mapeamento das eleitas ao legislativo como deputada estadual, federal e senadora pelo Rio Grande do Norte, desde 1990 até 2018; a realização de entrevistas com base em roteiro semiestruturado; e a análise documental dos projetos de lei e ementas redigidos pelas eleitas identificadas no mapeamento. A análise das entrevistas resultou em três núcleos de significação: a) da experiência de ser-para, b) da experiência de ser mulher-política, c) da experiência de ser no legislativo. Identificou-se que a experiência material e subjetiva da mulher carrega em si as violências do ser-mulher na sociedade patricarcal-racista-capitalista. Conclui-se, portanto, que, para que a presença de mulheres no legislativo resulte em um enfrentamento direto às relações desiguais entre homens e mulheres, faz-se necessário que tais mulheres reconheçam as violências exercidas e se comprometam com uma atuação antipatriarcal, antirracista e anticapitalista.


  • Mostrar Abstract
  • Historically, women have been forbidden from occupying public and political spaces. As a result, it was necessary for them to build collective organisations in order to face and resist violations. In the context of the institutional politics in Brazil, the state of Rio Grande do Norte was home to women who were pioneers in acquiring the right to vote and in being elected for political office. Although there have been advances in guaranteeing women’s rights, their presence in political spaces remains considerably small, whilst the violences imposed to them remain frequent. The domination and exploration of women is based, within this understanding, in the imbrication amongst patriarchyracism-capitalism. Therefore, the main goal of this research was to investigate the measure in which the presence of women elected for the legislative in the state of Rio Grande do Norte might impact the overcoming of structures that submit women. Electing feminism and Marxism as main perspectives, it was determined as methodological procedures the mapping of women elected for legislative positions in the aforementioned state from 1990 until 2018, the applying of interviews based in a semi-structured guide, and the documental analysis of the bills and approved laws redacted by the elected politicians. The analysis of the interviews resulted in three meaning cores: a) the experience of existing-for, b) the experience of the political-woman, and c) the experience of being within legislative. It was identified that the material and subjective experience lived by women in politics carries the violences of being a woman in a patriarchal-racist-capitalist society. It was concluded that, for the presence of women in legislative to confront the unequal relations between genders, it is necessary that they recognise the violences to which they are constantly exposed and make a commitment to a political proceeding that is anti-patriarchy, anti-racism and anticapitalism.

5
  • CAMILA BARBOSA CAMPELO
  • ENTRE TELAS E CONEXÕES: UMA PROPOSTA DE CUIDADO ANTIMANICOMIAL NO CONTEXTO PANDÊMICO (2020 - 2023)

  • Orientador : MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • ANALICE DE LIMA PALOMBINI
  • SIMONE MAINIERI PAULON
  • Data: 07/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa se configura na intenção de rememorar e compartilhar experiências de Acompanhamento Terapêutico (AT) exercido de forma híbrida, com encontros virtuais e presenciais, no contexto do distanciamento social ocorrido no advento da pandemia do novo coronavírus e após. O encontro com dois convivas do Centro de Convivência e Cultura de Natal (CECCO), os quais chamamos de Inventores, Coragem e Viagem - numa referência a seus modos de estar no mundo - é a base que funda esta proposta construída em cooperação, espaço de convocação provocadora de deslocamentos e invenções, tendo em vista as outras vias de escuta mobilizadas para além do modelo da psicoterapia demandada inicialmente pelo serviço. Orientada pela teoria e prática do AT como clínica-política-antimanicomial, utilizouse como método a produção de narrativas cartográficas, a partir dos registros do vivido feitos em diários de campo nomeados Diários de Andanças, almejando explorar as possibilidades de reinvenção de uma clínica antimanicomial frente ao contexto pandêmico. As experiências de AT narradas apontam para a abertura dos espaços relacionais diante dos efeitos de intensificação do sofrimento trazidos pelo isolamento social e restrição do acesso aos serviços de saúde mental, falam da potência da invenção de novos modos de escuta da singularidade diante das prisões operadas pela medicalização e silenciamento do sofrimento. Neste exercício de coabitação do AT, surge a capacidade de delimitar o Outro e cavar lugar para o sujeito singular e se coloca na ordem do dia a urgência da luta pela efetivação da Rede de Atenção Psicossocial sucateada pelo sistema capitalista à serviço da lógica neoliberal. O contato do AT com a RAPS de Natal aparece como agente desinstitucionalizante, confirmando-se a necessidade de seu lugar permanente na rede, para além dos projetos universitários e conectado com as demandas urgentes dos trabalhadores da saúde da cidade.


  • Mostrar Abstract
  • The present research is based on the intention of remembering and sharing experiences of Therapeutic Accompaniment (TA) practiced in virtual and face-to-face meetings, during and after the advent of the pandemic crises. The meeting with two convivas of the Centro de Convivencia e Cultura de Natal (CECCO), that we named Inventores, Coragem and Viagem - in a reference to their ways of being in the world – is the foundation of this cooperative investigation, space of provocative summons of displacements and inventions, having in mind other ways of mobilized listening, beyond the psychotherapy model initially demanded by the service. Guided by the theory and practice of TA as a clinical-political-antiasylum, used the production of cartographic narratives as a method, based on the records of the lived made in field diaries, named Diários de Andanças, aiming to explore the possibilities of reinvention of an anti-asylum clinic in the pandemic context. The experiences of TA shared with the reader point to the opening of relational spaces in the face of the effects of intensification of suffering brought by social isolation and restriction of access to mental health services, and speak of the power of the invention of new ways of listening to the singularity before the prisons operated by the medicalization and silencing of suffering. The ability to delimit the Other and carve out a place for the singular subject, flourish through this exercise of cohabitation of the TA, which makes the struggle for the effectiveness of the Rede de Atenção Psicossocial, that was scrapped by the capitalist system in service of neoliberal logic, imperative by the day. The contact of the TA with the RAPS of Natal appears as a deinstitutionalizing agent, confirming the need for its permanent place in the mental healthcare network, beyond the university projects and connected with the urgent demands of the city's health workers.

6
  • IVAN GABRIEL SOUSA FEIJÓ
  • Cidade e Racismo: Uma Análise Sobre a Apropriação dos Espaços de Natal pela Juventude Negra

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • SORAYA SOUZA DE ANDRADE
  • Data: 07/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • Este Trabalho de Dissertação tem o objetivo geral de analisar o processo de apropriação do espaço na cidade do Natal, RN, pela juventude negra, e os seguintes objetivos específicos: 1) analisar os atravessamentos do fenômeno do racismo no processo de apropriação da cidade pela juventude negra; e 2) observar as intersecções entre raça e outros mediadores sociais no processo de apropriação do espaço da cidade. Optou-se por utilizar o conceito de Apropriação do Espaço por este conseguir abarcar os diversos processos que ocorrem entre a constituição dos seres humanos e os espaços por eles vividos, contemplando a identificação e a transformação dos sujeitos e espaços e sua dinâmica de interação ao longo do tempo. Como participantes do estudo, elegeu-se a juventude negra de Natal, RN, cuja amostra foi composta por 100 pessoas autodeclaradas pardas, pretas ou negras, com idade entre 18 e 24 anos, que residam na cidade de Natal. Esta pesquisa possui natureza exploratória, com delineamento do tipo transversal. Os dados foram coletados através de questionário construído de acordo com os objetivos da pesquisa, via formulário online, e analisados a partir do software SPSS e Iramuteq. Como resultados, foram encontrados aspectos relativos à apropriação do espaço pela juventude negra, sobretudo em relação a espaços públicos e semipúblicos da cidade. Verificou-se que a juventude negra de Natal se apropria do espaço urbano, porém, o racismo atravessa este processo, fazendo com que essas pessoas se sintam impedidas ou evitem frequentar determinados lugares.


  • Mostrar Abstract
  • This Dissertation aims to analyze the process of space appropriation in the city of Natal, RN, by the Black youth, with the following specific objectives: 1) to examine the intersections of racism in the process of city appropriation by Black youth; and 2) to observe the intersections between race and other social mediators in the process of city space appropriation. The concept of Space Appropriation was chosen because it can encompass the various processes that occur between the constitution of human beings and the spaces they inhabit, encompassing the identification and transformation of individuals and spaces, and their dynamic interaction over time. The study participants selected for this research are the Black youth of Natal, RN, meaning 100 self-declared Brown, Black, or African descent individuals between the ages of 18 and 24, residing in the city of Natal. This research has an exploratory nature with a cross-sectional design. Data was collected through a questionnaire developed in line with the research objectives, using an online form, and analyzed using SPSS and Iramuteq software. The results revealed aspects related to space appropriation by Black youth, especially concerning public and semi-public spaces in the city. It was observed that the Black youth in Natal appropriates urban space; however, racism permeates this process, causing these individuals to feel hindered or to avoid certain places.

7
  • JULIANA BEZERRA MOISÉS
  • Psicologia Ambiental no Brasil: Uma análise da produção do Grupo de Trabalhos da ANPEPP

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DAYSE DA SILVA ALBUQUERQUE
  • GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • Data: 05/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação buscou compreender a Psicologia Ambiental no Brasil a partir da produção do Grupo de Trabalho de Psicologia Ambiental (GT-PA) da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP). Para atingir esse objetivo, analisamos os registros dos anais referentes aos encontros do grupo, compreendidos entre 2000 e 2020, totalizando 11 documentos, de modo a evidenciar indicadores de seu desenvolvimento no país. No contexto brasileiro, a Psicologia Ambiental ganhou destaque com a criação do Grupo de Trabalho na ANPEPP, que tem funcionado como Colégio Invisível e promoveu a consolidação de redes de pesquisa, contribuindo para a disseminação de conhecimento e formação de novos pesquisadores na área. Como resultados, elencamos as principais características da área ao longo dos últimos vinte anos a partir das informações registradas nos anais, identificamos as principais carências detectadas pelos pesquisadores, em diferentes momentos, e quais as soluções apontadas por eles, bem como apontamos os indicadores de crescimento da área no país, propondo a sistematização de uma possível quarta e quinta fase da PA.


  • Mostrar Abstract
  • The present dissertation aimed to understand Environmental Psychology in Brazil based on the work of the Environmental Psychology Working Group (GT-PA) of the National Association of Research and Graduate Studies in Psychology (ANPEPP). To achieve this objective, we analyzed the records of the proceedings related to the group's meetings, spanning from 2000 to 2020, totaling 11 documents, in order to highlight indicators of its development in the country. In the Brazilian context, Environmental Psychology gained prominence with the creation of the Working Group in ANPEPP, which has functioned as an Invisible College and promoted the consolidation of research networks, contributing to the dissemination of knowledge and the training of new researchers in the field. As results, we listed the main characteristics of the field over the last twenty years based on the information recorded in the proceedings, identified the main deficiencies detected by researchers at different times, and outlined the solutions proposed by them. We also highlighted the indicators of the field's growth in the country, proposing the systematization of a possible fourth and fifth phase of Environmental Psychology.

8
  • NATALIA CAMPOS DA SILVA
  • Psicologia, socioeducação e racismo institucional: uma análise da atuação da profissional psicóloga nas medidas socioeducativas de meio aberto.

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • LUANA ISABELLE CABRAL DOS SANTOS
  • TADEU MATTOS FARIAS
  • Data: 05/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • O racismo é um fenômeno social de grande impacto, caracterizado pelo Conselho Federal de Psicologia - CFP (2017) como uma ideologia ampla, complexa, sistêmica e violenta, que permeia aspectos culturais, políticos, econômicos, éticos e subjetivos da vida das pessoas. Esta pesquisa se concentra no racismo estrutural, explorando o papel das(os) psicólogas(os) nas instituições do sistema socioeducativo.  Embora possamos identificar uma crescente contribuição da Psicologia na temática das relações raciais, ainda são pouco difundidas nos espaços de atuação, tornando esta pesquisa uma importante atualização desse campo do saber-fazer. O objetivo geral desta pesquisa é analisar a atuação de psicólogas no enfrentamento do racismo no sistema socioeducativo de meio aberto em Natal/RN. Os objetivos específicos incluem (1) a identificação de referenciais teóricos e técnicos, (2) a análise das perspectivas sobre o racismo estrutural, (3) a compreensão da contribuição para a reprodução/enfrentamento do racismo. O estudo adota uma abordagem qualitativa e baseia-se na metodologia de pesquisa-ação, com o materialismo histórico e dialético como base teórica. O estudo foi realizado no Centro de Referência Especializado em Assistência Social - CREAS Oeste, em Natal/RN. Os dados foram coletados por meio de observação participante, diários de campo, análise de relatórios informativos e multidisciplinares, bem como círculos de cultura freirianos com as quatro psicólogas que integram as equipes de Medidas Socioeducativas (MSE). A análise dos dados levou à identificação de dois principais núcleos de significação: 1. Racismo, vulnerabilidade socioeconômica e ausência do Estado e 2. Racismo, crime organizado e contexto de violência. Esses núcleos foram formados com base nos indicadores e pré-indicadores coletados durante os círculos de cultura. Os resultados revelam a complexidade dos desafios enfrentados pelas psicólogas no sistema socioeducativo brasileiro. As participantes da pesquisa reconhecem a presença do racismo estrutural em seu trabalho diário, enfatizando a necessidade de intervenções socialmente engajadas para combate-lo e a promoção de ações mais efetivas no contexto das medidas socioeducativas. Esses achados destacam a importância de uma formação contínua e abrangente para melhorar o conhecimento e a ação nesse campo.


  • Mostrar Abstract
  • Racism is a social phenomenon of great impact, characterized by the Federal Council of Psychology - CFP (2017) as a broad, complex, systemic and violent ideology, which permeates cultural, political, economic, ethical and subjective aspects of people's lives. This research focuses on structural racism, exploring the role of psychologists in institutions of the socio-educational system. Although we can identify a growing contribution from Psychology to the theme of racial relations, they are still little disseminated in the areas of activity, making this research an important update in this field of know-how. The general objective of this research is to analyze the role of psychologists in confronting racism in the open socio-educational system in Natal/RN. The specific objectives include (1) the identification of theoretical and technical references, (2) the analysis of perspectives on structural racism, (3) the understanding of the contribution to the reproduction/confrontation of racism. The study adopts a qualitative approach and is based on action research methodology, with historical and dialectical materialism as a theoretical basis. The study was carried out at the Specialized Reference Center for Social Assistance - CREAS Oeste, in Natal/RN. Data were collected through participant observation, field diaries, analysis of informative and multidisciplinary reports, as well as Freirean culture circles with the four psychologists who are part of the Socio-Educational Measures (MSE) teams. Data analysis led to the identification of two main cores of meaning: 1. Racism, socioeconomic vulnerability and absence of the State and 2. Racism, organized crime and context of violence. These nuclei were formed based on the indicators and pre-indicators collected during the culture circles. The results reveal the complexity of the challenges faced by psychologists in the Brazilian socio-educational system. The research participants recognize the presence of structural racism in their daily work, emphasizing the need for socially engaged interventions to combat it and the promotion of more effective actions in the context of socio-educational measures. These findings highlight the importance of continuous and comprehensive training to improve knowledge and action in this field.

Teses
1
  • VICTOR HUGO BELARMINO LIMA
  • A EXPERIÊNCIA URBANA DE HOMENS GAYS AFEMINADOS NA CIDADE

  • Orientador : MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO SANTANA DE PAIVA
  • LÁZARO BATISTA DA FONSECA
  • MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
  • MARCELA DIMENSTEIN
  • TADEU MATTOS FARIAS
  • Data: 09/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • A afeminação gay é ainda um tema acadêmico que tem recebido pouca atenção no contexto brasileiro, ou seja, a maior parte dos estudos não se propõe a investigar a afeminação e os elementos a ela associados como uma categoria analítica indispensável em estudos de revisão e/ou empíricos, sobretudo quando se considera o recorte temático da experiência urbana desses sujeitos. Considerando essa lacuna, esta pesquisa objetivou investigar a experiência urbana de homens gays afeminados nos espaços da cidade. Para isso, aplicou-se um formulário eletrônico junto a 240 participantes autoidentificados gays, o qual estava composto por 51 questões de múltipla escolha, organizadas em torno de três eixos (cotidiano, sociabilidade e isolamento social). Dentre os 240 participantes, 43 sujeitos consentiram participar da segunda etapa da pesquisa, que consistiu na aplicação do SRQ-20. Dentre os 43 participantes, 8 sujeitos autoidentificados gays afeminados foram entrevistados, compondo a terceira etapa da pesquisa. A quarta, e última, etapa da pesquisa consistiu em um Grupo de Conversa com 5 participantes autoidentificados gays afeminados. Encontrou-se que, no geral, as experiências urbanas homossexuais são atravessadas por violências, discriminações e preconceitos, reverberando em medo de circular pela cidade. Desvelou-se que, seja em espaços públicos ou privados, seja dentro ou fora da comunidade LGBTQIA+ há a imposição do padrão cis-hetero-homo-normativo. Tal imposição insere de forma mais precária os gays afeminados nos espaços urbanos, visto que esses escapam ainda mais às expectativas sociais normativas e aos ordenamentos urbanos. Contudo, ser gay afeminado não implica em passividade diante dessas opressões, já que o medo encontra resistência nas apropriações individuais e coletivas pela comunidade LGBTQIA+, suscitando contra-usos nos diversos espaços da cidade que ocupam.


  • Mostrar Abstract
  • Gay effeminacy is still an academic topic that has received little attention in the Brazilian context, that is, most studies do not propose to investigate effeminacy and the elements associated with it as an indispensable analytical category in review studies and/or empirical, especially when considering the thematic profile of the urban experience of these subjects. Considering this gap, this research aimed to investigate the urban experience of effeminate gay men in city spaces. For this, an electronic form was applied to 240 self-identified gay participants, which consisted of 51 multiplechoice questions, organized around three axes (everyday life, sociability and social isolation). Among the 240 participants, 43 subjects consented to participate in the second stage of the research, which consisted of applying the SRQ-20. Among the 43 participants, 8 self-identified gay effeminate subjects were interviewed, composing the third stage of the research. The fourth, and last, stage of the research consisted of a Conversation Group with 5 self-identified gay effeminate participants. It was found that, in general, homosexual urban experiences are crossed by violence, discrimination and prejudice, reverberating in fear of moving around the city. It was revealed that, whether in public or private spaces, whether inside or outside the LGBTQIA+ community, there is the imposition of the cis-hetero-homonormative standard. This imposition places effeminate gays in a more precarious way in urban spaces, since they escape even more normative social expectations and urban planning. However, being effeminate gay does not imply passivity in the face of these oppressions, since fear finds resistance in individual and collective appropriations by the LGBTQIA+ community, giving rise to counter-uses in the various spaces of the city they occupy.

2
  • JULIANA MOREIRA DA SILVA ANDRADE
  • Análise clínica da atividade em atendimento psicológico individual

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • YVES CLOT
  • CLAUDIA OSORIO DA SILVA
  • FLAVIO FERNANDES FONTES
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MARIA ELIZABETH ANTUNES LIMA
  • Data: 01/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho afeta consideravelmente a saúde mental das pessoas em todo o mundo. Paradoxalmente, há lacunas e incoerências importantes em teorias e práticas no campo da saúde mental e trabalho, sobretudo críticas a abordagens psicologizantes e individualistas em intervenções no enquadre individual. Partindo de uma psicologia do trabalho clínica e histórico-desenvolvimental, objetivamos definir uma possibilidade teórico-metodológica de análise clínica da atividade, que contribua como subsídio teórico-técnico na produção de dispositivos de atendimento psicológico individual ao trabalhador, articulando desenvolvimento da saúde e desenvolvimento do próprio trabalho. Considerando a metodologia clínica em análise da atividade, realizamos: a) análise de uma experiência clínica, fundamentada em Clínica da Atividade, de atendimento psicológico individual com demandas do trabalho; b) produção e análise de diálogos entre psicólogos sobre suas práticas em saúde e trabalho; c) integração de resultados; d) elaboração da proposta metodológica. Os resultados indicaram diversos contextos, determinantes e configurações que circunscrevem as práticas individuais em psicologia com demandas do trabalho; apontaram como desafio principal das práticas, superar o isolamento, a culpabilização e a vitimização dos trabalhadores com problemas ou adoecidos pelo trabalho; confirmaram as lacunas teórico-técnicas em psicologia; apontaram as abordagens mais próximas de teorizações sobre o trabalho como atividade e a prática de análise desta, como as que mais colaboraram para a saúde das pessoas atendidas. Concluímos com a apresentação de princípios, processos, esquemas conceituais e norteadores operacionais, implicados na função psicológica (e social) do trabalho, configurando-os numa proposta clínico-desenvolvimental que relaciona desenvolvimento da atividade própria ao desenvolvimento da saúde, além de formas de agir pelo, com e para o social (coletivo) via atividade.


  • Mostrar Abstract
  • Working activity greatly affects the mental health of people around the world. Paradoxically, there are important gaps and inconsistencies in theories and practices in the field of mental health and work, especially criticisms of psychological and individualistic approaches in interventions in the individual frame. Starting from a psychology of clinical and historical-developmental work, we aimed to define a theoretical-methodological possibility of clinical analysis of the activity, which contributes as a theoretical-technical support in the production of individual psychological care devices to the worker, articulating health development and development of the work itself. Considering the clinical methodology in activity analysis, we performed: a) analysis of a clinical experience, based on Activity Clinic, of individual psychological care with work demands; b) production and analysis of dialogues between psychologists about their practices in health and work; c) integration of results; d) preparation of the methodological proposal. The results indicated several contexts, determinants and configurations that circumscribe individual practices in psychology with work demands; pointed out as the main challenge of practices, overcoming isolation, blaming and victimizing workers with problems or sick endos by work; confirmed the theoretical-technical gaps in psychology; pointed out the approaches closer to theorizations about work as an activity and the practice of its analysis, such as those that most contributed to the health of the people attended. We conclude with the presentation of principles, processes, conceptual schemes and operational guiding, involved in the psychological (and social) function of work, configuring them in a clinical-developmental proposal that relates the development of the activity itself to the development of health, as well as ways of acting by, with and for the social (collective) via activity.

3
  • ANTÔNIO LEONARDO FIGUEIREDO CALOU
  • “A gente mal nasce e começa a morrer”: Micropolíticas do desejo de morte e práticas de resistência em trajetos homossexuais”

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • ADRIANO AZEVEDO GOMES DE LEON
  • EDER AMARAL E SILVA
  • MICHELE DE FREITAS FARIA DE VASCONCELOS
  • RENATA MARINHO PAZ
  • Data: 14/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • Conceituadas por Gilles Deleuze e Félix Guattari, as micropolíticas se caracterizam como políticas produtoras da subjetividade que se constituem por um conjunto de forças ativas e reativas que irão produzir o desejo e, por conseguinte, os sujeitos em sua operação desejante. Divergente da lógica psicanalítica, sobre a qual o desejo seria produto de faltas inconscientes, a micropolítica o evidencia como formado por múltiplos, instáveis e coprodutores agenciamentos semióticos de singularização e subjetivação, que como máquina no encaixe de suas engrenagens e no atrito de suas peças, ordenam e conduzem a produção do sujeito desejante. Apoiada nas rizomáticas entradas dessa conceituação, esta pesquisa busca defender que se o desejo é produzido por agenciamentos e esses se engendram numa coprodução de forças ativas e reativas, de afirmação e negação, é possível considerar que existam agenciamentos que conduzem e produzem nos sujeitos desejos de morte, desejos autodestrutivos, nos quais toda uma política de subjetivação vista nos movimentos de reação, os induziriam. Essa indução se daria por meio das normatividades que se caracterizam como regimes da vida e que tem na morte, sua tecnologia de poder/controle. Apostando que o desejo de morte é produzido pelas políticas da vida normativa, entende-se que tudo que diverge dela – as diferenças – tende a sofrer com suas capturas. São, portanto, as expressões da diferença, as vidas vulneráveis à normatividade que mais sofreriam com impedimento da produção de seus modos singulares de vida. Considerando as teorias de Michel Foucault, Deleuze e Guattari sobre a homossexualidade ser diferença produtora, elegemos a vida homossexual e as representações de sexo e gênero como meio para compreender a produção desse desejo, bem como das forças que resistem a ele. Diante disso, o objetivo desta tese consiste em acompanhar a produção micropolítica do desejo de morte em trajetos homossexuais e mapear os agenciamentos e práticas que resistem a ela. Como entrada metodológica, percebeu-se que a atribuição das micropolíticas do desejo de morte demandava dispositivos e métodos próprios que precisaram ser pensados. Surge a percepção do trajeto, que através das leituras de Bergson por Lapoujade e Deleuze, entendeu-se como uma duração-meio, um espaço-tempo de encontros e acontecimentos que suscitam sempre um passado-presente e/ou um presente-passado que estão explicitamente implicados, se coproduzindo. Esse aspecto temporal dos trajetos mostrou dois caminhos para análise: o etnográfico dos afetos e o cartográfico dos estranhamentos, fazendo nascer a etnocartografia dos trajetos. O trajeto que tem em si espontaneidade e imprecisão, acontece por toda parte colocando o pesquisador a pensar o que de seus códigos poder-se-ia decifrar, por esse motivo, entende-se ser uma pesquisa multissituada, não tendo uma espacialidade na representação de territórios que identificam sujeitos, grupos e culturas. Dessa forma, a etnocartografia que se dá pelos trajetos homossexuais são vistos, nesta pesquisa, por diversos enunciados (histórias de vida, poesia, música, cinema, autobiografias, ações, performances, formação de instituições, espaços demarcados por representações de sexo e gênero etc.) e são etnocartografados por um conjunto de dispositivos, sem se limitar a nenhum deles. Esta tese intenta produzir meios que procuram pensar a produção do desejo de morte e as práticas que resistem a ele, acompanhando os trajetos homossexuais, para trazer reflexões que contribuam com novos dispositivos de análise antropopsicossociológica, utilizados num plano ético-estético-político de expansão da vida.


  • Mostrar Abstract
  • Theory conceived by Gilles Deleuze and Félix Guattari, micropolitics are characterized as policies that produce subjectivity that are constituted by a set of active and reactive forces that will produce desire and, therefore, subjects in their desiring operation. Divergent from the psychoanalytic logic, on which desire would be the product of unconscious faults, micropolitics shows it as formed by multiple, unstable and co-producing semiotic assemblages of singularization and subjectivation, which, as a machine in the fitting of its gears and in the friction of its parts, order and lead the production of the desiring subject. Supported by the rhizomatic entries of this theory, this research seeks to defend that if the desire is produced by assemblages and these are engendered in a co-production of active and reactive forces, of affirmation and denial, it is possible to consider that there are assemblages that lead and produce in the subjects desires of death, self-destructive desires, in which a whole policy of subjectivation seen in the reactionary movements would induce it, through the normativities that are set as a regime of life, and, which has in death, its technology of power/control. Betting that the death wish is produced by the politics of normative life, it is understood that everything that diverges from it – the differences – tends to suffer from its capture. They are, consequently, the expressions of difference, the lives vulnerable to normativity that would suffer the most from the impediment of the production of their unique ways of life. Considering the theories of Michel Foucault, Deleuze and Guattari about homosexuality being a producing difference, we chose homosexual life and the representations of sex and gender as a means to understand the production of this desire, as well as the forces that resist it. In view of this, the objective of this thesis is to follow the micropolitical production of the death wish in homosexual paths and map the assemblages and practices that resist them. As a methodological input, it was noticed that the attribution of the micropolitics of the death wish demanded devices and methods that needed to be thought about. The perception of the path emerges, which, through the readings of Bergson by Lapoujade and Deleuze, was understood as a duration-means, a space-time of encounters and events that always give rise to a past-present and/or a present-past that are explicitly implicated, co-producing. This temporal aspect of the paths showed two paths for analysis: the ethnographic of affections and the cartographic of estrangements, giving rise to the ethnocartography of the paths. The path that has in itself spontaneity and imprecision, happens everywhere, putting the researcher to think about what of their codes could be deciphered, for this reason, it is understood to be a multi-situated research, not having a spatiality in the representation of territories that identify subjects, groups and cultures. In this way, the ethnocartography that takes place through homosexual paths is seen, in this research, by several statements (life stories, poetry, music, cinema, autobiographies, actions, performances, formation of institutions, spaces demarcated by representations of sex and gender, etc.) and are ethnocartographed by a set of devices, without being limited to any of them. This thesis intends to produce means that seek to think about the production of the death wish and the practices that resist it, following the homosexual paths, to bring reflections that contribute with new devices of anthropopsycho-sociological analysis, used in an ethical-aesthetic-political plan of expansion of the life.

4
  • RODOLPHO LUIZ ARAÚJO CORTEZ
  • THE INFLUENCE OF GAME-BASED DESIGN ELEMENTS ON LEARNING PERFORMANCE IN DIGITAL LEARNING ENVIRONMENTS

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • CHARLES ANDRYE GALVAO MADEIRA
  • ROGER AZEVEDO
  • TACIANA PONTUAL DA ROCHA FALCÃO
  • Data: 31/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • In the last ten years, the use of game-based learning has increased significantly and the main arguments for the implementation of games as an educational tool are based on their potential to foster learning outcomes via their capability to increase engagement and motivation, as well as to enhance learner experience. However, additional (game) elements embedded in learning materials might distract learners and/or divert attention away from the essential content to be learned and thus impair learning and/or performance – such distractors are often referred to as seductive details. As such, a careful balance of game elements and instructional features is necessary not to hinder learning when using games. In this vein, this study aims at investigating the influence of game elements present in a digital game-based environment on the users’ performance and learning, as well as on engagement, motivation, and emotions. Overall, the study has three stages, and initially, a pre-post training study comparing a game-based to a non-game-based training condition on fraction magnitude revealed that participants improved their fraction magnitude understanding from pretest to posttest and their improvement did not differ significantly between groups. However, during the training, participants in the game-based condition responded more accurately but were slower than those in the non-game-based condition suggesting that game elements might increase participants’ cognitive engagement and result in a speed-accuracy trade-off. In the second stage, a comparison between a game-based and a non-game-based group intervention was implemented with a pre and post-self-reported survey measuring motivation, emotions, and engagement. The learning content was changed for a pairing association of symbols and numbers to exclude prior knowledge biases. The results showed that game elements affect both participant attrition and engagement during the interaction with the task. Participants with low self-efficacy were particularly prone to study dropout in the absence of game elements. Game elements further affect both learning efficacy and efficiency and mediation analysis revealed that task attractivity partially mediated the effect of game elements on learning performance. To deeply understand the dynamics of the use of game elements in learning, a multimodal data collection study was conducted and revealed that game elements are not harmful for learning. The same study evidenced that a game-based learning task can engage learners more than an equivalent task with no game elements involved as well as increase self-efficacy and self-interest. Hence, the use of game-based learning approaches is recommended considering their capacity to change learners’ perspectives towards learning environments.


  • Mostrar Abstract
  • In the last ten years, the use of game-based learning has increased significantly and the main arguments for the implementation of games as an educational tool are based on their potential to foster learning outcomes via their capability to increase engagement and motivation, as well as to enhance learner experience. However, additional (game) elements embedded in learning materials might distract learners and/or divert attention away from the essential content to be learned and thus impair learning and/or performance – such distractors are often referred to as seductive details. As such, a careful balance of game elements and instructional features is necessary not to hinder learning when using games. In this vein, this study aims at investigating the influence of game elements present in a digital game-based environment on the users’ performance and learning, as well as on engagement, motivation, and emotions. Overall, the study has three stages, and initially, a pre-post training study comparing a game-based to a non-game-based training condition on fraction magnitude revealed that participants improved their fraction magnitude understanding from pretest to posttest and their improvement did not differ significantly between groups. However, during the training, participants in the game-based condition responded more accurately but were slower than those in the non-game-based condition suggesting that game elements might increase participants’ cognitive engagement and result in a speed-accuracy trade-off. In the second stage, a comparison between a game-based and a non-game-based group intervention was implemented with a pre and post-self-reported survey measuring motivation, emotions, and engagement. The learning content was changed for a pairing association of symbols and numbers to exclude prior knowledge biases. The results showed that game elements affect both participant attrition and engagement during the interaction with the task. Participants with low self-efficacy were particularly prone to study dropout in the absence of game elements. Game elements further affect both learning efficacy and efficiency and mediation analysis revealed that task attractivity partially mediated the effect of game elements on learning performance. To deeply understand the dynamics of the use of game elements in learning, a multimodal data collection study was conducted and revealed that game elements are not harmful for learning. The same study evidenced that a game-based learning task can engage learners more than an equivalent task with no game elements involved as well as increase self-efficacy and self-interest. Hence, the use of game-based learning approaches is recommended considering their capacity to change learners’ perspectives towards learning environments.

5
  • FELIPE CAZEIRO DA SILVA
  • NARRATIVAS DO COTIDIANO NO USO DE ANTIRRETROVIRAIS PARA O HIV: DO CORPO BIOMEDICALIZADO AO SUJEITO DA EXPERIÊNCIA

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • KÁTIA BONES ROCHA
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • Data: 10/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • O surgimento dos antirretrovirais e o posterior desenvolvimento da Terapia Antirretroviral (TARV) são registrados na literatura científica como Highly Active Antiretroviral Therapy (HAART). Tais antirretrovirais (ARV), decorrentes dos avanços científico-tecnológicos nas últimas quatro décadas da pandemia da aids, configuraram-se como importantes aliados para o tratamento do ainda incurável HIV, aumentando a expectativa de vida e melhorando a qualidade de vida das pessoas que têm acesso e fazem adesão ao tratamento. Todavia, também não se eliminaram alguns efeitos adversos destas drogas causando diversos desconfortos, além de trazer à tona as relações de poder, biopolíticas e necropolíticas do tratamento. Assim, esta tese segue uma linha de apresentação não tradicional de tese e apresenta três estudos em torno da investigação de narrativas sobre o HIV/aids e uso cotidiano de antirretrovirais na perspectiva dos usuários destes medicamentos, seja para tratamento ou prevenção (PrEP). Buscou ainda, compreender suas significações, dificuldades, implicações, negociações e prescrições médicas experimentadas com a HAART/TARV na contemporaneidade de modo a permitir investigar seus “eventos adversos” que não são apenas fisiológicos, mas também externos e sociopolíticos quando carregaram uma colonialidade que se mantém ao longo dos anos como apresentado no primeiro estudo que foi ancorado numa revisão narrativa de literatura (RNL). Em continuação, o segundo trabalho realizado através de um estudo de caso com um usuário que vive com HIV, acompanhado por mim no SAE, demonstra os impactos do diagnóstico e os aspectos psicológicos mobilizados em um sujeito negro. O imaginário social da aids discutido no trabalho anterior é pano de fundo para a subjetividade desse usuário que, ao enfrentar dificuldades com o diagnóstico e efeitos adversos da medicação, revela questões de saúde mental que não são apenas individuais, mas coletivas. Solicita, portanto, que as intervenções também sejam coletivas a qual foi referenciado para acompanhamento em grupo numa ONG de HIV/aids. Por fim, o último estudo, coração desta tese, tratou-se de uma pesquisa qualitativa com utilização de questionário e entrevistas com 12 homens gays sendo 6 que utilizam ARV para tratamento do HIV e 6 que utilizam ARV para prevenção (PrEP) no Serviço de Assistência Especializada (SAE), localizado na Policlínica Gouveia de Barros em Recife-PE. Buscamos trazer, neste estudo, como os aspectos psicossociais que envolvem o uso da medicação antirretroviral do HIV/aids atravessam a experiência do usuário nesse campo. O que aproxima e o que diferencia aqueles que usam ARV para tratamento dos que usam para prevenção. Neste sentido, pretendeu-se reconhecer os embates discursivos entre os saberes biomédico/farmacológico/psicológico/vivencial, ou seja, as determinações da indústria farmacêutica e da medicina e as experiências construídas ao logo dos usos dos ARV (produção de estratégias, formas de uso, efeitos entre outras questões). Ou seja, a partir deles, questionar qual o lugar da medicação antirretroviral na vida de pessoas que vivem com HIV ou se previnem dele. Em conjunto, esses manuscritos buscaram constituir um pequeno programa de pesquisa relacionado ao uso de antirretrovirais numa perspectiva do sujeito experimental. Como se evidencia nos três manuscritos, o trabalho assume uma perspectiva de saber localizado situando a colonialidade do HIV como categoria analítica para o exercício reflexivo para as respostas em saúde no que tange a pandemia, sempre atual, de HIV/aids.


  • Mostrar Abstract
  • The emergence of antiretrovirals and the subsequent development of Antiretroviral Therapy (ART) are recorded in the scientific literature as Highly Active Antiretroviral Therapy (HAART). Such antiretrovirals (ARV), resulting from scientific-technological advances in the last four decades of the AIDS pandemic, have become important allies for the treatment of the still incurable HIV, increasing life expectancy and improving the quality of life of people who have it. access and adhere to treatment. However, some adverse effects of these drugs were also not eliminated, causing various discomforts, in addition to bringing to light the power relations, biopolitics and necropolitics of the treatment. Thus, this thesis follows a non-traditional thesis presentation line and presents 3 studies around the investigation of narratives about HIV/AIDS and the daily use of antiretrovirals from the perspective of users of these drugs, whether for treatment or prevention (PrEP). It also sought to understand its meanings, difficulties, implications, negotiations and medical prescriptions experienced with HAART/ART in contemporary times in order to allow the investigation of its “adverse events” that are not only physiological, but also external and sociopolitical when they carried a coloniality that became maintains over the years as presented in the first study that was anchored in a narrative literature review (RNL). In continuation, the second work carried out through a case study with a user living with HIV, accompanied by me in the SAE, demonstrates the impacts of the diagnosis and the psychological aspects mobilized in a black subject. The social imaginary of aids discussed in the previous work is the background for the subjectivity of this user who, when facing difficulties with the diagnosis and adverse effects of the medication, reveals mental health issues that are not only individual, but collective. Therefore, he requests that the interventions also be collective, which was referred to for group follow-up in an HIV/AIDS NGO. Finally, the last study, the heart of this thesis, was a qualitative research using a questionnaire and interviews with 12 gay men, 6 using ARV for HIV treatment and 6 using ARV for prevention (PrEP) in the Health Care Service. Specialized Assistance (SAE), located at Policlínica Gouveia de Barros in Recife-PE. In this study, we sought to show how the psychosocial aspects that involve the use of antiretroviral medication for HIV/AIDS cross the user's experience in this field. What brings together and what differentiates those who use ARVs for treatment from those who use them for prevention. In this sense, it was intended to recognize the discursive clashes between the biomedical/pharmacological/psychological/experiential knowledge, that is, the determinations of the pharmaceutical industry and medicine and the experiences built over the use of ARVs (production of strategies, forms of use, effects, among other issues). That is, from them, questioning the place of antiretroviral medication in the lives of people living with HIV or preventing it. Together, these manuscripts sought to constitute a small research program related to the use of antiretrovirals from the perspective of the experimental subject. As evidenced in the three manuscripts, the work assumes a perspective of localized knowledge, situating the coloniality of HIV as an analytical category for the reflective exercise for health responses regarding the ever-present pandemic of HIV/AIDS.

6
  • ANDRESSA VERAS DE CARVALHO
  • DISPUTAS DISCURSIVAS EM TORNO DA NOMEAÇÃO QUILOMBOLA

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • ROSEANE AMORIM DA SILVA
  • JULIANA DA SILVA NÓBREGA
  • SAULO LUDERS FERNANDES
  • JORGE LUIZ CARDOSO LYRA DA FONSECA
  • Data: 18/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese versa sobre a produção discursiva em torno da nomeação quilombola. O

    reconhecimento de sujeitos e comunidades quilombolas têm sido marcado por disputas que

    envolvem especialmente a questão da demarcação de terras e regularização fundiária no Brasil

    e os grandes projetos desenvolvimentistas. Defendemos que as discursividades construídas em

    torno da categoria quilombola a partir dos diferentes posicionamentos assumidos concorrem

    para (re)produzir diferentes versões acerca dessa categoria. Para isso, a partir da Análise Crítica

    do Discurso, analisamos documentos de domínio público enquanto incidentes críticos que

    permitiram visualizar a controvérsia produzida em torno do reconhecimento de sujeitos e

    comunidades quilombolas, identificando vozes, posicionamentos e repertórios mobilizados. Foi

    possível identificar duas matrizes discursivas: 1) histórica/arqueológica; e 2)

    plural/heterogênea. A primeira, que reforça a historiografia oficial e contribui para o

    apagamento das trajetórias das comunidades negras no pós-abolição, é defendida

    principalmente por grupos contrários à demarcação de terras, geralmente ligados ao

    agronegócio e ao latifúndio. Essa matriz retroalimenta o racismo e fortalece a estrutura social

    de exclusão e desigualdades vivida pelas comunidades quilombolas. Já para a emergência da

    segunda matriz, foi importante a atuação política de comunidades negras rurais, em diálogo

    com antropólogos(as), e a construção de um movimento social quilombola, o que favoreceu a

    produção de um novo léxico a partir de noções como grupo étnico, uso comum da terra e

    território. Essa matriz reconhece a diversidade de experiências em torno da ideia de quilombo,

    enfrentando o silenciamento histórico vivido pelas comunidades e permitindo a criação de

    políticas públicas voltadas para a garantia de direitos e emancipação social.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis approaches with the discursive production around the quilombola nomination. The

    recognition of quilombola subjects and communities has been marked by disputes that involve

    especially the issue of land demarcation and land tenure regularization in Brazil and the large

    developmental projects. We argue that the discursivities built around the quilombola category

    from the different positions taken on contribute to (re)produce different versions of this

    category. For this, from the Critical Discourse Analysis, we analyzed public domain documents

    as critical incidents that allowed us to visualize the controversy produced around the recognition

    of Quilombola subjects and communities, identifying voices, positions and mobilized

    repertoires. It was possible to identify two discursive matrices: 1) historical/archaeological; and

    2) plural/heterogeneous. The first, which reinforces the official historiography and contributes

    to the erasure of the trajectories of black communities in the post-abolition period, is mainly

    defended by groups opposed to land demarcation, generally linked to agribusiness and large

    estates. This matrix feeds back racism and strengthens the social structure of exclusion and

    inequalities experienced by quilombola communities. As for the emergence of the second

    matrix, the political action of rural black communities, in dialogue with anthropologists, and

    the construction of a quilombola social movement, which favored the production of a new

    lexicon based on notions such as group ethnicity, common land use and territory. This matrix

    recognizes the diversity of experiences around the idea of a quilombo, facing the historical

    silencing experienced by communities and allowing the creation of public policies aimed at

    guaranteeing rights and social emancipation.

7
  • JULLYANNE ROCHA SÃO PEDRO
  • É navegando que se faz a navegação:  travessias desinstitucionalizantes em busca da ilha desconhecida

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • LANNUZYA VERÍSSIMO E OLIVEIRA
  • LUIS ANTONIO DOS SANTOS BAPTISTA
  • MARISTELA DE MELO MORAES
  • SANDRA RAQUEL SANTOS DE OLIVEIRA
  • Data: 21/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • A Reforma Psiquiátrica brasileira elaborou novos paradigmas acerca da loucura através de um projeto de desinstitucionalização, entretanto, o cuidado voltado para as pessoas em sofrimento psíquico que entraram em conflito com a lei, os ditos “loucos criminosos”, é pensado pela via da internação fechada e de longa permanência, chamada de “medida de segurança”. O manicômio judiciário, Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico, é o lugar responsável pelo cumprimento da execução da medida de segurança detentiva, a qual pode perdurar em caráter perpétuo, haja vista a sua não previsão legal acerca de limite máximo temporal. No cenário necropolítico, as arbitrariedades e abusos das práticas de encarceramento em instituições totais fazem com que a condição do “louco criminoso” possa ser considerada mais grave com relação às outras populações encarceradas, por vulnerabilidades tantas que fazem parte da realidade das pessoas em sofrimento psíquico no Brasil. A privação da liberdade, a ausência de autonomia e de sociabilidades e a violação dos direitos humanos, ferem a proposta da Reforma Psiquiátrica, por isso é necessário desinstitucionalizar a medida de segurança. Desse modo, este estudo surge dos seguintes questionamentos: Quais seriam os fluxos e obstáculos que poderiam se apresentar durante a construção de um política de desinstitucionalização da medida de segurança no estado do Rio Grande do Norte? Como articular a viabilização da construção e da efetivação dessa política? Esta pesquisa tem como objetivo geral discutir o processo de institucionalização da medida de segurança no estado do Rio Grande do Norte quanto aos seus aspectos históricos, políticos e institucionais. Como objetivos específicos, temos: a) acompanhar o cumprimento da medida de segurança, observando as rotinas institucionais e as práticas em saúde mental; b) conhecer os fluxos e possíveis obstáculos para a desinstitucionalização da medida de segurança; e c) construir e propor estratégias que visem a elaboração de uma política de atenção ao sujeito em sofrimento psíquico submetido à medida de segurança. Trata-se de estudo qualitativo realizado através de dois procedimentos metodológicos: a) pesquisa documental em jornais da época da criação do manicômio judiciário em Natal; b) pesquisa de intervenção cartográfica institucionalista, realizada entre os anos de 2019 e 2022. Quanto à intervenção, utilizamos os seguintes recursos: encontros de capacitação, oficinas de fotografia e a produção de um filme-documentário. Participaram da intervenção: profissionais que trabalham e pessoas que se encontram cumprindo medida de segurança na Unidade Psiquiátrica de Custódia e Tratamento; profissionais que atuam na rede de atenção psicossocial; operadores do direito e pesquisadores. A imagem é ato e as imagens fotográficas da tese são fragmentos de resistência histórica capturadas em tempos de governo fascista e retrocessos da política antimanicomial. O uso das imagens, nuas e intoleráveis, revela os horrores da prisão de “loucos criminosos”, em pleno funcionamento. Espera-se que as discussões realizadas a partir dos dispositivos desinstitucionalizantes construídos na tese possibilitem a abertura do saber e a partilha do sensível na ordem do visível, fazendo aparecer o manicômio judiciário em cenários que não tinha visibilidade, trazendo a luta e o lugar ocupado pelos corpos em sofrimento psíquico em conflito com a lei. Nesse sentido, a pesquisa da tese contribui para o movimento da luta antimanicomial no estado do Rio Grande do Norte, principalmente para a Política Antimanicomial do Poder Judiciário, processo de desinstitucionalização da medida de segurança atualmente em curso, deflagrado por legislações federais e estaduais, publicadas no início do ano de 2023.


  • Mostrar Abstract
  • The Brazilian Psychiatric Reform developed new paradigms about madness through a deinstitutionalization project, however, the care aimed at people in psychological distress who came into conflict with the law, the so-called “criminally insane”, is thought of through closed and long-term hospitalization, called a “safety measure”. The forensic asylum, Custody and Psychiatric Treatment Hospital, is the place responsible for complying with the execution of the detention security measure, which can last in perpetuity, given its lack of legal provision regarding the maximum time limit. In the necropolitical scenario, the arbitrariness and abuses of incarceration practices in total institutions mean that the condition of the “criminally insane” can be considered more serious in relation to other incarcerated populations, due to so many vulnerabilities that are part of the reality of people in psychological distress in Brazil. The deprivation of liberty, the absence of autonomy and sociability and the violation of human rights, hurt the proposal of the Psychiatric Reform, therefore it is necessary to deinstitutionalize the security measure. Thus, this study arises from the following questions: What would be the flows and obstacles that could arise during the construction of a policy of deinstitutionalization of the security measure in the state of Rio Grande do Norte? How to articulate the viability of the construction and implementation of this policy? The general objective of this research is to discuss the process of institutionalization of the security measure in the state of Rio Grande do Norte regarding its historical, political and institutional aspects. As specific objectives, we have: a) monitoring compliance with the security measure, observing institutional routines and practices in mental health; b) know the flows and possible obstacles for the deinstitutionalization of the security measure; and c) build and propose strategies aimed at the elaboration of a policy of attention to the subject in psychic suffering submitted to the security measure. This is a qualitative study carried out through two methodological procedures: a) documentary research in newspapers from the time of the creation of the forensic asylum in Natal; b) institutionalist cartographic intervention research, carried out between the years 2019 to 2022. As for the intervention, we used the following resources: training meetings, photography workshops and the production of a documentary film. Participants in the intervention were professionals who work and people who are complying with a security measure at the Psychiatric Unit for Custody and Treatment; professionals working in the psychosocial care network; law operators and researchers. The image is an act and the photographic images of the thesis are fragments of historical resistance captured in times of fascist government and setbacks of the anti-asylum policy. The use of images, naked and intolerable, reveals the horrors of the prison of “criminal madmen”, in full operation. It is hoped that the discussions carried out from the deinstitutionalizing devices constructed in the thesis will allow the opening of knowledge and the sharing of the sensitive in the visible order, making the judicial asylum appear in scenarios that had no visibility, bringing the struggle and the place occupied by the bodies in psychological distress in conflict with the law. In this sense, the thesis research contributes to the movement of the anti-asylum struggle in the state of Rio Grande do Norte, mainly to the Anti-Asylum Policy of the Judiciary, a process of deinstitutionalization of the currently ongoing security measure, triggered by federal and state legislation, published in early 2023.

8
  • JOHN ELTON COSTA DOS SANTOS
  • Mística-minoritária: a experiência religiosa de garotos transexuais

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MARLOS ALVES BEZERRA
  • ADRIANO AZEVEDO GOMES DE LEON
  • LAURA MOUTINHO
  • MARCOS ROBERTO VIEIRA GARCIA
  • Data: 22/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • No contexto atual, de acirramento da intolerância e conservadorismo, frente à questão de identidades de gênero e sexualidades, a incursão de homens transexuais em congregações religiosas cria rupturas nas relações de poder, saber e subjetivação. Desse modo, a presente tese propõe como questão de pesquisa: é possível, para homens transexuais religiosos, outra experiência subjetiva fora do quadro de regulação imposta pelas religiões? No campo de estudos de gênero e religião, a tese se situa nos estudos sobre a experiência religiosa e tem como objetivo geral analisar essa experiência a partir da vivência religiosa de garotos transexuais. O estudo busca se aproximar de uma perspectiva interdisciplinar por meio de uma composição de métodos etnográficos e cartográficos, utilizando-se dos recursos de busca e mapeamento de práticas religiosas nos sites de algumas igrejas inclusivas, participação em eventos promovidos por igrejas, e entrevistas com garotos transexuais; e ainda pelo diálogo entre diferentes campos de saberes: filosofia, psicologia, psicanálise, antropologia e etc. A tese propõe o conceito de mística-minoritária para a análise da experiência religiosa de homens transexuais. Para isso, usamos os conceitos de “produção de consumidores” e de “mística” de Michel de Certeau, de “cuidado de si” de Michel Foucault e de “devir-minoritário” Gilles Deleuze e Félix Guattari. Por meio deste estudo chegamos a algumas conclusões: as religiões se constituem a partir de teologias e doutrinas cis-hetero-normativas, sejam elas de origem judaico-cristã, espírita kardecista ou afro-ameríndias; há por parte da população LGBT a reinvenção de novas práticas religiosas, elementos que apontam para a produção de vida; apesar dos preconceitos, da exclusão, da discriminação e dos assassinatos que expressam um desejo de eliminação dessa população; no cotidiano das vidas de garotos transexuais constata-se uma produção criativa e inventiva de religiosidades que se constituem por meio de uma ética da liberdade, do cuidado de si, do enfrentamento e de resistência.


  • Mostrar Abstract
  • In the current context of increased intolerance and conservatism regarding gender identities and sexualities, the incursion of transsexual men into religious congregations creates ruptures in the relations of power, knowledge and subjectivation. Thus, this thesis proposes as a research question: is it possible for religious transsexual men to have another subjective experience outside the framework of regulation imposed by religions? In the field of gender and religion studies, the thesis is situated in studies on religious experience and its general objective is to analyze this experience from the religious experience of transgender boys. The study seeks to approach an interdisciplinary perspective through a composition of ethnographic and cartographic methods, using the resources of search and mapping of religious practices on the websites of some inclusive churches, participation in events promoted by churches, and interviews with transgender boys; and also by the dialogue between different fields of knowledge: philosophy, psychology, psychoanalysis, anthropology and etc. The thesis proposes the concept of mystical-minority for the analysis of the religious experience of transgender men. For this, we use the concepts of "consumer production" and "mysticism" by Michel de Certeau, "care of the self" by Michel Foucault and "becoming-minority" Gilles Deleuze and Félix Guattari. Through this study we have reached some conclusions: religions are constituted from cis-hetero-normative theologies and doctrines, whether of Judeo-Christian, Kardecist Spiritist or Afro-American origin; there is on the part of the LGBT population the reinvention of new religious practices, elements that point to the production of life; despite prejudice, exclusion, discrimination and murders that express a desire to eliminate this population; in the daily lives of transgender boys, there is a creative and inventive production of religiosities that are constituted through an ethic of freedom, self-care, confrontation and resistance.

9
  • NARA FERNANDES LÚCIO
  • “FILHAS DO MENOR CHUVISCO”: UM ESTUDO SOBRE AS ADOLESCENTES PARAIBANAS CRIMINALIZADAS POR TRÁFICO DE DROGAS

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA STÉFANNI SOARES DE ARAÚJO
  • FERNANDA CAVALCANTI DE MEDEIROS
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • REBECKA WANDERLEY TANNUSS
  • Data: 23/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo analisa os processos de criminalização, anteriores ao cumprimento da medida socioeducativa, que incidem sobre as adolescentes apreendidas por ato infracional análogo ao tráfico de drogas, na capital paraibana. Mais especificamente, identifica as principais características socioeconômicas e demográficas das adolescentes envolvidas em atos infracionais relacionados ao tráfico de drogas na capital paraibana; investiga as principais particularidades do controle penal exercido sobre essas adolescentes paraibanas; discute a perspectiva do tráfico de drogas como uma forma de exploração do trabalho infantil, analisando seus efeitos nas trajetórias de vida das adolescentes; e, por fim, analisa as articulações entre as informações dos processos judiciais, de apuração de ato infracional, das adolescentes paraibanas e as principais produções e teorias desenvolvidas no encontro entre o marxismo, o feminismo e a criminologia, buscando compreender as dinâmicas sociais relacionadas no envolvimento de adolescentes com o tráfico de drogas. Para alcançar esses objetivos, realizamos uma revisão bibliográfica sobre a relação histórica entre crime e mulher/adolescente, bem como a respeito do tráfico e proibicionismo das drogas. Em seguida, analisamos os processos judiciais dos atos infracionais cometidos pelas adolescentes em todo o estado paraibano, entre 2010 e 2020. Os dados foram categorizados e analisados a partir das compreensões produzidas nos encontros e desencontros entre o feminismo e o marxismo, bem como com os principais fundamentos da criminologia crítica fundamentada no materialismo histórico. Com esse estudo, esperamos nos aprofundar na compreensão do controle que é direcionado a essas adolescentes e fornecer elementos para subsidiar a transformação dessa realidade, instrumentalizando uma ação crítica dos profissionais no âmbito da adolescência e juventude.


  • Mostrar Abstract
  • This study analyzes the criminalization processes, that precede the realization of the socio- educational measure, which affect adolescents apprehended for drug trafficking, in the capital of Paraíba. More specifically, it identifies the main socioeconomic and demographic characteristics of adolescents involved in offenses related to drug trafficking in the capital of Paraíba; investigates the main particularities of the exercise of penal control over these adolescents from Paraíba; discusses the perspective of drug trafficking as a form of exploitation of child labor, analyzing its effects on the life trajectories of adolescents; and, finally, analyzes the articulations between the information from the judgment processes, the investigation of an infraction, of adolescents from Paraíba and the main productions and theories evolved in the encounter between marxism, feminism and criminology, seeking to understand the social dynamics related to the involvement of adolescents in drug trafficking. To achieve these goals, we conducted a literature review on the historical relationship between crime and women/adolescents, as well as on drug trafficking and prohibition. Then, we analyze the processes of infractions committed by adolescents throughout the state of Paraíba, between 2010 and 2020. The data were categorized and analyzed based on the understandings produced in the encounters and disagreements between feminism and Marxism, as well as with the main foundations of critical criminology based on historical materialism. With this study, we hope to deepen our understanding of the control that is directed at these adolescents and provide elements to support the transformation of this reality, instrumentalizing a critical action by professionals in the context of adolescence and youth.

10
  • ANDERSON DE ANDRADE SILVA
  • MOBILIDADE URBANA E GÊNERO: EFEITOS NO ACESSO E PERMANÊNCIA DE MULHERES NO ENSINO SUPERIOR

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • VICTOR HUGO BELARMINO LIMA
  • MARIA APARECIDA DE FRANCA GOMES
  • PAULA FREIRE SANTORO
  • Data: 24/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • A cidade é entendida como uma forma particular de organizar o espaço natural, atrai e reúne indivíduos,
    constrói não só intervenções espaciais, mas principalmente formas específicas e complexas de
    sociabilidades. O urbano se estabelece em uma relação dialógica entre o construído e o vivido, a partir
    da apropriação dos seus usuários e, consequentemente, contextualiza os processos de subjetivação neles
    presentes. Neste cenário, algumas categorias podem servir de lente para análise da cidade. Uma que
    desponta é a categoria de gênero, justamente por abrigar em si os marcos sociais que definem as
    diferenças entre homens e mulheres, bem como por denunciar uma relação desigual e hierarquizada de
    poder. A organização do espaço urbano não escapa aos imperativos produzidos nas relações dicotômicas
    de gênero, a cidade também é um meio para reproduzir essas diferenças. Neste contexto, a mobilidade
    urbana torna-se um catalizador desses aspectos, podendo limitar, segregar ou impedir a circulação na
    cidade de alguns grupos sociais. Considerando a magnitude dos estudos que possuem a mobilidade
    urbana como seu campo de investigação, metodologicamente propomos um recorte e analisaremos a
    mobilidade urbana especificamente de mulheres universitárias, regularmente matriculadas em cursos
    presenciais. Consideramos o ensino superior como um espaço em disputa, em que a circulação pela
    cidade é uma necessidade e está associada à questão do acesso e permanência dessas estudantes. Desse
    modo, objetivamos analisar a mobilidade urbana de mulheres universitárias e seus efeitos no acesso e
    permanência no ensino superior, utilizando a perspectiva interseccional, na busca de compreender a
    relação entre a mobilidade e a permanência ou evasão de mulheres no ensino superior. A pesquisa foi
    realizada na cidade do Natal/RN, com mulheres de 18 anos ou mais, regularmente matriculadas em
    Instituição de Ensino Superior da Cidade. Como ferramentas de pesquisa, utilizamos um questionário
    eletrônico como primeira aproximação do público-alvo e, em um segundo momento, realizou-se um
    Grupo Focal que teve o uso do método photovoice com elemento norteador. Como resultados analisados,
    destacamos a importância da mobilidade urbana para as estudantes, os dados produzidos reforçam a
    ideia de que a mobilidade é um fator condicionante no acesso e permanência no ensino superior.

  • Mostrar Abstract
  • The city is understood as a particular way of organizing the natural space, it attracts and brings together
    individuals, it builds not only spatial interventions, but mainly specific and complex forms of sociability.
    The urban is established in a dialogical relationship between what is constructed and what is experienced,
    based on the appropriation of its users and, consequently, contextualizes the subjectivation processes
    present in them. In this scenario, some categories can serve as a lens for analyzing the city. One that
    stands out is the category of gender, precisely because it contains the social frameworks that define the
    differences between men and women, as well as for denouncing an unequal and hierarchical relationship
    of power. The organization of urban space does not escape the imperatives produced in dichotomous
    gender relations, the city is also a means to reproduce these differences. In this context, urban mobility
    becomes a catalyst for these aspects, being able to limit, segregate or prevent the movement of some
    social groups in the city. Considering the magnitude of the studies that have urban mobility as their field
    of investigation, methodologically we propose a cut and we will analyze the urban mobility specifically
    of university women, regularly enrolled in face-to-face courses. We consider higher education as a
    disputed space, in which circulation around the city is a necessity and is associated with the question of
    access and permanence of these students. Thus, we aim to analyze the urban mobility of university
    women and its effects on access to and permanence in higher education, using an intersectional
    perspective, in an attempt to understand the relationship between mobility and the permanence or
    evasion of women in higher education. The research was carried out in the city of Natal/RN, with women
    aged 18 or over, regularly enrolled in a Higher Education Institution in the city. As research tools, we
    used an electronic questionnaire as a first approximation of the target audience and, in a second moment,
    a Focus Group was carried out that had the use of the photovoice method as a guiding element. As
    analyzed results, we highlight the importance of urban mobility for students, the data produced reinforce
    the idea that mobility is a conditioning factor in access and permanence in higher education.
11
  • MAURICIO CIRILO DA COSTA NETO
  • Tonalidades de experiências de dissidentes de sexualidade e de gênero e experimentações do cuidado em saúde mental na atenção psicossocial: cartografia bicha.

  • Orientador : MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELIPE DE BAÉRE CAVALCANTI D'ALBUQUERQUE
  • JADER FERREIRA LEITE
  • MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
  • MARCO JOSE DE OLIVEIRA DUARTE
  • MOISES ROMANINI
  • Data: 25/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem o objetivo de cartografar as tonalidades de experiências de sujeitos dissidentes de sexualidades e de gêneros e as interpelações e/ou questionamentos que colocam para a produção do cuidado em saúde mental em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade de Natal-RN. Os participantes da pesquisa são 14 pessoas que se autodeclaram como pertencentes da comunidade LGBTQIA+ e 61 trabalhadores e estagiários de CAPS. Foram utilizados dispositivos grupais de pesquisa-intervenção, a saber, o Grupo de Apoio Psicossocial à População LGBTQIA+ e as Oficinas de Experimentação com trabalhadores de CAPS. Os analisadores produzidos com o Grupo de Apoio Psicossocial dizem respeito às dinâmicas familiares, às situações de violência vivenciadas, ao exercício da religiosidade/espiritualidade e à fluidez das identidades. No trabalho com as oficinas, os analisadores indicam a não identificação da orientação sexual e da identidade de gênero como efeitos da cisheteronormatividade, a invisibilização de pessoas LGTBQIA+ nos CAPS, o caráter paradoxal da Política de Saúde LGBT+, que apesar de implantada, não foi devidamente implementada em termos de práticas de gestão e de atenção em saúde, os processos de patologização no cotidiano do CAPS e a dimensão ético-política do cuidado em saúde mental diante da alteridade. Desse modo, cartografaram-se os efeitos da cisheteronormatividade na captura de subjetividades e do cuidado em saúde mental e as linhas de fuga que se expressam em atitudes, gestos e práticas de cuidado mais singulares e situados, ao passo que se produziram experimentações de cuidado antimanicomial e interseccional com sujeitos dissidentes e educação permanente em saúde acerca da saúde mental da população LGTBQIA+ com as equipes de Atenção Psicossocial.  Conclui-se que o cuidado em saúde mental necessita incorporar a atitude ético-política de tonalizar, visibilizar e expressar as múltiplas experiências de sexualidades e de gêneros, aí incluídas as dos profissionais de saúde.


  • Mostrar Abstract
  • This study aims to map the shades of experiences of dissident subjects of sexualities and genders and the interpellations and/or questions they pose for the production of mental health care in Psychosocial Care Centers (CAPS) in the city of Natal-RN. The research participants are 14 people who self-declare as belonging to the LGBTQIA+ community and 61 CAPS workers and interns.Group research-intervention devices were used, namely the Psychosocial Support Group for the LGBTQIA+ Population and the Experimentation Workshops with CAPS workers. The analyzers produced with the Psychosocial Support Group concern family dynamics, situations of violence experienced, the exercise of religiosity/spirituality and the fluidity of identities. In the work with the workshops, the analyzers indicate the non-identification of sexual orientation and gender identity as effects of cisheteronormativity, the invisibilization of LGTBQIA+ people in CAPS, the paradoxical character of the LGBT+ Health Policy, which, although implemented, has not been properly implemented in terms of management and health care practices, the processes of pathologization in the daily life of CAPS and the ethical-political dimension of mental health care in the face of otherness.Thus, the effects of cisheteronormativity on the capture of subjectivities and mental health care were mapped, as well as the lines of escape that are expressed in more singular and situated attitudes, gestures and care practices, while experiments of antimanicomial and intersectional care with dissident subjects and permanent health education on the mental health of the LGTBQIA+ population with Psychosocial Care teams were produced.  It is concluded that mental health care needs to incorporate the ethical-political attitude of toning, making visible and expressing the multiple experiences of sexualities and genders, including those of health professionals.

12
  • MICHELLE LUISE SOARES DA SILVA
  • A Escola e a formação de conceitos pró-ecológicos: Uma investigação no Instituto Federal do Rio Grande do Norte

  • Orientador : GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • FERNANDA FERNANDES GURGEL
  • LUCIANA DE MEDEIROS
  • KARLA PATRÍCIA MARTINS FERREIRA
  • MARIA INES GASPARETTO HIGUCHI
  • Data: 25/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • As ações humanas sobre o meio ambiente afetam os ecossistemas e põem em risco as gerações futuras, tendo motivado pesquisadores e políticos à debaterem a sustentabilidade ambiental. Neste contexto, a tese se apoia em conhecimentos da Psicologia Ambiental (PA) e da Educação Ambiental (EA), tendo como tema a contribuição do ambiente escolar para a formação de conceitos pró-ecológicos por estudantes do ensino médio. Ele foi desenvolvido com base em duas perguntas de partida: Como promover e ampliar a responsabilidade socioambiental dos estudantes e fomentar comportamentos pró-ecológicos? De que maneira aliar PA e EA em programas institucionais voltados para a formação do sujeito ecológico? Diante dessas questões defende-se como hipóteses que: (i) os estudantes trazem consigo conhecimentos prévios que precisam ser compreendidos e ressignificados pela escola; (ii) estratégias de ensino que aliem o conhecimento científico ao conhecimento do cotidiano dos estudantes podem propiciar a substituição e/ou a aquisição de conceitos pró-ecológicos; (iii) a junção da prática educativa da EA formal aos conhecimentos da interação pessoa-ambiente advindos da PA pode alimentar recomendações para a atuação da escola nesse campo. Diante disso, o principal objetivo da pesquisa foi compreender a função do ambiente escolar na formação/apropriação de conceitos pró-ecológicos e na conscientização socioambiental dos estudantes. O trabalho empírico aconteceu no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) unidade de São Gonçalo do Amarante. Metodologicamente foi realizada uma investigação qualitativa-quantitativa com uso de abordagem multimétodos, por meio de questionários, entrevistas e realização de rodas de conversa. Como resultados, o estudo traça um diagnóstico que revela percepções e comportamentos dos estudantes em relação à temática ambiental e a posição dos professores diante dos obstáculos enfrentados na formação dos estudantes enquanto sujeitos ecológicos. Finalizando a tese são delineadas possíveis contribuições da PA e da EA para o enfrentamento dos principais problemas detectados no estudo..


  • Mostrar Abstract
  • Human actions on the environment affect ecosystems and put future generations at risk, having motivated researchers and politicians to debate environmental sustainability. In this context, the thesis is based on knowledge from Environmental Psychology (EP) and Environmental Education (EE), having as its theme the contribution of the school environment to the formation of pro-ecological concepts by high school students. It was developed based on two starting questions: How to promote and expand students' socio-environmental responsibility and foster pro-ecological behaviors? How to combine EP and EE in institutional programs aimed at the formation of the ecological subject? In view of these questions, the hypotheses are that: (i) students bring with them previous knowledge that needs to be understood and re-signified by the school; (ii) teaching strategies that combine scientific knowledge with students' everyday knowledge can provide the replacement and/or acquisition of pro-ecological concepts; (iii) the combination of formal EE educational practice with knowledge of person-environment interaction arising from EP can feed recommendations for school performance in this field. Therefore, the main objective of the research was to understand the role of the school environment in the formation/appropriation of pro-ecological concepts and in the socio-environmental awareness of students. The empirical work took place at the Federal Institute of Rio Grande do Norte (IFRN) unit of São Gonçalo do Amarante. Methodologically, a qualitative-quantitative investigation was carried out using a multimethod approach, through questionnaires, interviews and conversation circles. As results, the study traces a diagnosis that reveals students' perceptions and behaviors in relation to the environmental theme and the position of teachers in the face of obstacles faced in the formation of students as ecological subjects. The thesis concludes by outlining possible contributions of EP and EE to address the main problem detected in study.

13
  • GUILHERME PAIM MASCARENHAS
  • MERCADORES DE ÁGUA: ALIENAÇÃO E ATIVIDADE DE TRABALHO NOS CAMINHÕES-PIPA DO SEMIÁRIDO DO ALTO OESTE POTIRGUAR

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • FERNANDA FERNANDES GURGEL
  • FRANCISCO PABLO HUASCAR ARAGÃO PINHEIRO
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • TATIANA DE LUCENA TORRES
  • Data: 28/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • O que um caminhão-pipa carrega além de água? Para responder a esta pergunta, é necessário considerar que, além de ser uma expressão de um quadro mais amplo de formação social no semiárido, os trabalhadores dos caminhões-pipa, foco deste estudo, participam deste modo de reprodução social e demonstram as manifestações da alienação do trabalho na região. Assim, o objetivo geral desta tese é analisar como a alienação do trabalho no contexto do semiárido do Alto Oeste Potiguar afeta a atividade dos trabalhadores de caminhões-pipa. Os objetivos específicos são: a) Examinar de que modo o processo de territorialização do semiárido se expressa no real da atividade e em seus impedimentos; b) Compreender as possibilidades de desenvolvimento do poder de agir, portanto, da dimensão de saúde, diante do estranhamento do trabalho e da objetificação do trabalhador; c) Avaliar as contradições da proposta desenvolvimental do instrumental teórico-metodológico da Clínica da Atividade diante do trabalho alienado. A abordagem da atividade dos trabalhadores de caminhões-pipa ocorreu tanto por meio de uma análise histórica do processo de territorialização do semiárido, quanto por meio de uma análise das condições de trabalho nas últimas duas décadas na microrregião estudada. Além disso, o instrumento teórico-metodológico da Clínica da Atividade foi utilizado para acessar a atividade de trabalho dos participantes. Foram entrevistados três trabalhadores que entregam água na microrregião estudada, com duas entrevistas realizadas acompanhando a entrega de água em áreas rurais e urbanas. Os resultados preliminares indicam que o estranhamento resultante da alienação do trabalho aparece durante a análise da atividade dos participantes. No entanto, verificou-se que a possibilidade de manejar esses estranhamentos requer uma reconsideração dos operadores teóricos da clínica da atividade, a fim de incorporar não apenas a teoria dialética de suas raízes histórico-culturais, mas também o propósito de superar positivamente a exploração do trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • What does a water truck carry besides water? To answer this question, it is necessary to consider that, in addition to being an expression of a broader social formation in the semi-arid region, the workers of the water trucks, the focus of this study, participate in this mode of social reproduction and demonstrate the manifestations of work alienation in the region. Thus, the general objective of this thesis is to analyze how work alienation in the context of the semi-arid region of Alto Oeste Potiguar affects the activity of water truck workers. The specific objectives are: a) To examine how the process of territorialization of the semi-arid region is expressed in the reality of the activity and its hindrances; b) To understand the possibilities of developing the power to act, therefore, the dimension of health, in the face of work estrangement and worker objectification; c) To evaluate the contradictions of the developmental proposal of the theoretical-methodological instrument of Activity Clinic in the face of alienated work. The approach to the activity of water truck workers occurred both through a historical analysis of the process of territorialization of the semi-arid region, and through an analysis of working conditions in the last two decades in the studied microregion. In addition, the theoretical-methodological instrument of Activity Clinic was used to access the work activity of the participants. Three workers who deliver water in the studied microregion were interviewed, with two interviews conducted accompanying the delivery of water in rural and urban areas. Preliminary results indicate that the estrangement resulting from work alienation appears during the analysis of the participants' activity. However, it was found that the possibility of managing these estrangements requires a reconsideration of the theoretical operators of Activity Clinic, in order to incorporate not only the dialectical theory of its historical-cultural roots but also the purpose of positively overcoming the exploitation of work.

14
  • FÁBIO HENRIQUE ALMEIDA DANTAS
  • A história de resistência e construção do movimento LGBTI+ no Sertão Potiguar.

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • PATRICIA RAKEL DE CASTRO SENA
  • RENAN HONÓRIO QUINALHA
  • THIAGO FELIX PINHEIRO
  • Data: 29/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Os imperativos do patriarcado, atravessados pela lógica do capitalismo, constitui-se por atribuir uma série de poderes e privilégios para os homens cisgêneros em detrimento das mulheres e pessoas LGBTI+. Esse sistema ganha novas configurações de acordo com o contexto histórico, social e econômico que se estabelece. É preciso considerar que, em se tratando de pessoas LGBTI+, e especificamente das travestis e transexuais, que subvertem as normas da cisgeneridade, essas relações sejam ainda mais acirradas, sofrendo a expressão mais desumana da “questão social”. Desse modo, em resistência a esse contexto de exploração e opressão, diversas formas de enfrentamento se articulam; dentre elas, os movimentos sociais organizados, que se manifestam como uma refração das contradições do modo de produção capitalista em resposta às desigualdades sociais. Esses coletivos se movimentam para representar os interesses dessas populações, com destaque para o Movimento LGBTI+, que nasce no Brasil no fim da década de 1970, ainda em enfrentamento ao regime autocrático burguês. Atualmente, o ativismo se manifesta de diversos modos, se ampliando para os recônditos do país, descentralizando dos grandes centros urbanos e capitais dos estados e marcam sua trajetória de lutas, construindo agendas com reivindicações diversas relacionadas à cidadania, direitos sociais, políticas públicas e o combate à homotransfobia, heterossexismo e demais modos de opressão e exploração. Portanto, este trabalho pretende analisar o surgimento e atuação do movimento LGBTI+ no Sertão Potiguar sob a perspectiva da resistência e luta das/dos suas/seus fundadoras/es. Esse cenário de pesquisa é marcado por uma região com heranças do coronelismo/clientelismo, pelos estigmas da seca, pobreza e vulnerabilidades sociais. Assim, o trabalho visa analisar, sob uma perspectiva etnográfica, o contexto do surgimento, atuação, e as relações produzidas pelos coletivos nesse tecido social. O delineamento da pesquisa se desenvolveu nas seguintes etapas, a saber: a primeira etapa tratou-se da imersão no cotidiano das produções do movimento organizado para compreender o contexto de surgimento, sua dinâmica de funcionamento, principais pautas, construção de agendas e ações; na segunda etapa, foram realizadas entrevistas sob a ferramenta de história oral temática com as fundadoras do movimento para melhor detalhamento de como essas trajetórias de vida se encontram com a militância nesse território geográfico. Percebeu-se que os coletivos surgiram mediante contexto de onda conservadora e crise sanitária ocasionada pela pandemia e se organizaram, a princípio, com a tentativa de reparar a violência histórica a que foram submetidas as travestis e transexuais, mas puderam avançar de modo significativo no diálogo com o poder público e demais instituições sociais nesse território do Sertão Potiguar.


  • Mostrar Abstract
  • The imperatives of patriarchy, crossed by the logic of capitalism, are constituted by attributing a series of powers and privileges to cisgender men to the detriment of women and LGBTI+ people. This system gains new configurations according to the historical, social and economic context that is established. It is necessary to consider that, when dealing with LGBTI+ people, and specifically transvestites and transsexuals, who subvert the norms of cisgenderism, these relationships are even more intense, suffering the most inhuman expression of the “social issue”. Thus, in resistance to this context of exploitation and oppression, various forms of confrontation are articulated; among them, organized social movements, which manifest themselves as a refraction of the contradictions of the capitalist mode of production in response to social inequalities. These collectives move to represent the interests of these populations, with emphasis on the LGBTI+ Movement, which was born in Brazil in the late 1970s, still in confrontation with the autocratic bourgeois regime. Currently, activism manifests itself in different ways, expanding to the country's corners, decentralizing from large urban centers and state capitals and marking its trajectory of struggles, building agendas with diverse demands related to citizenship, social rights, public policies and the combating homotransphobia, heterosexism and other forms of oppression and exploitation. Therefore, this work intends to analyze the emergence and performance of the LGBTI+ movement in the Sertão Potiguar from the perspective of the resistance and struggle of its/its founders. This research scenario is marked by a region with legacy of coronelismo/clientelismo, by the stigmas of drought, poverty and social vulnerabilities. Thus, the work aims to analyze, from an ethnographic perspective, the context of the emergence, performance, and relations produced by the collectives in this social fabric. The research outline was developed in the following steps, namely: the first step was the immersion in the everyday productions of the organized movement to understand the context of emergence, its operating dynamics, main guidelines, construction of agendas and actions; in the second stage, interviews were conducted using the thematic oral history tool with the founders of the movement to better detail how these life trajectories meet militancy in this geographic territory. It was noticed that the collectives emerged in the context of a conservative wave and the health crisis caused by the pandemic and were organized, at first, in an attempt to repair the historical violence to which transvestites and transsexuals were subjected, but were able to advance significantly in dialogue with the government and other social institutions in this territory of the Sertão Potiguar.

     

15
  • JENAIR ALVES DA SILVA
  • Juvenicídio e Acesso à Justiça no Nordeste: Atravessamentos de Raça, Classe e Gênero nas Narrativas de Famílias de Vítimas do Estado.

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ENEDINA DO AMPARO ALVES
  • ADRIANA EIKO MATSUMOTO
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • VERONICA MARIA FERREIRA
  • Data: 29/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • A violência letal tem sido a maior causa de morte de jovens no Brasil. A juventude de 15 a 29 anos, negra, pobre, do sexo masculino, e nordestina, representam a maioria das vítimas de homicídio no país. Após a morte desses jovens, são as famílias enlutadas, em sua maior parte constituída por mulheres e pessoas negras, que passam a lidar com o Sistema de Justiça Criminal no processo de investigação, julgamento e responsabilização. Analisar os atravessamos de classe, raça e gênero vigentes nas narrativas e práticas produzidas no processo de busca por acesso à justiça, memória e verdade pelas famílias de jovens vítimas de homicídios e pelos movimentos sociais que as apoiam, foi o objetivo deste trabalho. A pesquisa teve como inspiração o método Materialista Histórico Dialético, portanto considerou que as pessoas e suas histórias têm centralidade no processo de produção do conhecimento, além da análise interseccional fundamental para compreensão de como as estruturas sociais sustentaram e complexificaram a realidade. Esse trabalho organizou-se a partir de duas frentes de estudo em que foi realizado (1) sistematização e análise de dados públicos sobre homicídios de jovens no Nordeste, (2) análise das narrativas das mulheres, mães/familiares de jovens vítimas do Estado sobre o acesso à justiça no Nordeste. As narrativas e práticas de movimentos sociais que apoiam as famílias de jovens vítimas de homicídio foram ouvidas e consideradas no processo de escolha dos casos e aproximação da realidade, tendo como foco da pesquisa os estados da Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte. Como resultado, além de levantar componentes específicos para cumprimento do objetivo da pesquisa, o presente trabalho também buscou promover reflexões acerca da violência contra a juventude nordestina como uma expressão do sistema que orquestra de modo intencional o juvenicídio no Brasil e que se utiliza do racismo, do capitalismo e das opressões de gênero como sustentação, engrenagens e tecnologias das políticas de produção de morte.


  • Mostrar Abstract
  • Lethal violence has been the main cause of death among young people in Brazil. People aged 15 to 29, black, poor, male, and from the Northeast, represent the majority of homicide victims in the country. After the death of these young men, the bereaved families, mostly made up of women and black people, are the ones who have to start dealing with the Criminal Justice System in the process of investigation, judgment, and accountability. Analyzing the crossings of class, race, and gender in the narratives and practices produced in the process of seeking access to justice, memory, and truth by the families of young victims of homicides and by the social movements that support them, was the objective of this work. The research was inspired by the Dialectical and Historical Materialism method, considering that people and their stories are central to the process of knowledge production, in addition to the fundamental intersectional analysis for understanding how social structures sustain and complexify reality. This study was divided into two main fronts: (1) collection and analysis of public data on homicides of young people in the Northeast and (2) analysis of the narratives of women, mothers/relatives of young victims of the State, about access to justice in the region North East. The narratives and practices of social movements that support the families of young homicide victims were considered in the case selection process and in understanding the reality, focusing on the states of Bahia, Ceará and Rio Grande do Norte. The results not only identify specific elements to achieve the objective of the research but also seek to provoke reflections on violence directed at Northeastern youth, as a manifestation of a system that intentionally perpetuates "juvenicide" in Brazil, using racism, capitalism, and gender oppression as pillars, mechanisms and tools of policies that promote death.

16
  • CELINA ANGELIA DOS REIS
  • “ACHADOS DE ELETROENCEFALOGRAFIA, EYE-TRACKING E PERFIL NEUROPSICOLÓGICO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO”

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIA BERLIM DE MELLO
  • FABRICIO LIMA BRASIL
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • NAYARA SILVA ARGOLLO VIEIRA
  • NELSON TORRO ALVES
  • Data: 30/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é uma desordem de neurodesenvolvimento que emerge nos primeiros anos, caracterizado por déficits sociais e comportamentais, incluindo estereotipias e interesses diferenciados. Há também fragilidades cognitivas, como déficits intelectuais e adaptativos, além de disfunções executivas, atencionais e de comunicação. Sua fisiopatologia permanece inconclusiva e o diagnóstico se baseia na história clínica e observação criteriosa. A incidência do TEA é alta, crescendo após revisões de critérios diagnósticos e valorização da intervenção precoce. Avaliações clínicas sistemáticas são fundamentais para diagnóstico e avaliações neuropsicológicas ajudam a graduar comprometimento e mapear perfis cognitivos, notadamente em funções executivas, atenção, linguagem, teoria da mente e perfil intelectual. Esta tese visou avaliar a associação de recursos como ferramenta suplementar para a detecção do TEA. O estudo incluiu 34 crianças (17 com TEA e 17 sem), de 4 a 12 anos, emparelhadas por idade e gênero (15 meninos e 2 meninas em cada grupo). O grupo TEA foi dividido em três níveis de suporte: I (7 crianças), II (6 crianças) e III (4 crianças), além de três níveis intelectuais: abaixo da média (8 crianças), média (6 crianças) e acima da média (3 crianças). Ambos os grupos foram submetidos a estímulos faciais com expressões do tipo feliz, neutra e raiva, com simultâneo registro de eletroencefalograma e eyetracking. Os dados de distribuição das ondas cerebrais por faixas de frequência obtidas pela eletroencefalografia quantitativa (qEEG) e o perfil de rastreamento ocular pelo eye-tracking foram comparados entre os grupos, considerando diferenças estatisticamente significativas (p < 0,05). Os resultados revelaram discrepâncias em mais de um parâmetro do rastreamento visual de rostos humanos em crianças com TEA, variando conforme o tipo de face apresentada. Houve diferenças notáveis na sequência de exploração facial, na quantidade de pontos percorridos, no tempo total e na primeira fixação na região dos olhos, bem como na velocidade do movimento ocular. Entre outras diferenças, o grupo TEA apresentou menor atenção, maior velocidade e diferença no sequenciamento do movimento ocular ao explorar a região dos olhos. Os achados do qEEG também destacaram um padrão distinto na atividade elétrica cerebral das crianças com TEA, dependendo do tipo de face apresentada. Ritmos mais lentos foram observados nas regiões anteriores durante faces felizes, enquanto ritmos mais rápidos ocorreram nas áreas anteriores para faces neutras e nas posteriores para faces com expressão de raiva. A conclusão foi que há variações no padrão de rastreamento ocular e nas faixas de frequências da atividade elétrica cerebral em crianças com TEA quando expostas a estímulos emocionais. Ao integrar esses achados com o perfil clínico neurocognitivo, eyetracking e qEEG, é possível a sugestão de um protocolo para rastreamento e análise de crianças com TEA. A utilização de associação de ferramentas para detectar sinais de alerta e confirmar diagnósticos de TEA em tempo menor tende a agilizar o diagnóstico precoce e a subsequente implementação de intervenções


  • Mostrar Abstract
  • Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder that emerges in early years, characterized by social and behavioral deficits, including stereotypies and specific interests. There are also cognitive weaknesses, such as intellectual and adaptive deficits, along with executive, attentional, and communication dysfunctions. Its pathophysiology remains inconclusive, and diagnosis is based on clinical history and careful observation. The incidence of ASD is high, increasing after revisions of diagnostic criteria and recognition of early intervention. Systematic 3 clinical assessments are crucial for diagnosis, and neuropsychological evaluations help grade impairment and map cognitive profiles, notably in executive functions, attention, language, theory of mind, and intellectual profile. This thesis aimed to assess the association of resources as a supplementary tool for ASD detection. The study included 34 children (17 with ASD and 17 without), aged 4 to 12, matched for age and gender (15 boys and 2 girls in each group). The ASD group was divided into three levels of support: I (7 children), II (6 children), and III (4 children), along with three levels of intellect: below average (8 children), average (6 children), and above average (3 children). Both groups were exposed to facial stimuli with happy, neutral, and angry expressions, with simultaneous recording of electroencephalogram (EEG) and eye-tracking. Data on distribution of brain waves by frequency bands obtained through quantitative EEG (qEEG) and the eye-tracking gaze profile were compared between groups, considering statistically significant differences (p < 0.05). Results revealed discrepancies in more than one parameter of visual tracking of human faces in children with ASD, varying depending on the presented face type. Notable differences were observed in the facial exploration sequence, the number of points traversed, total time, and initial fixation on the eye region, as well as eye movement speed. Among other differences, the ASD group exhibited lower attention, higher speed, and differences in eye movement sequencing when exploring the eye region. qEEG findings also highlighted a distinct pattern in the brain's electrical activity of children with ASD, depending on the presented face type. Slower rhythms were observed in anterior regions during happy faces, while faster rhythms occurred in anterior areas for neutral faces and posterior areas for faces expressing anger. The conclusion was that there are variations in eyetracking patterns and frequency bands of brain electrical activity in children with ASD when exposed to emotional stimuli. By integrating these findings with the neurocognitive clinical profile, eyetracking, and qEEG, it is possible to suggest a protocol for tracking and analyzing children with ASD. The use of combined tools to detect warning signs and confirm ASD diagnoses in less time tends to expedite early diagnosis and subsequent intervention implementation.

17
  • DANIEL RANGEL CURVO
  • O DESENVOLVIMENTO DO PODER DE SER AFETADO: SUJEITO E LIBERDADE A PARTIR DO TRABALHO NO CONSULTÓRIO NA RUA - UMA MIRADA VIGOTSKIANA

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LAVINIA LOPES SALOMÃO MAGIOLINO
  • ANA LUIZA BUSTAMANTE SMOLKA
  • CÁSSIO ADRIANO BRAZ DE AQUINO
  • FLAVIO FERNANDES FONTES
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • Data: 30/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Essa tese busca compreender sobre as relações que se estabelecem entre a vida afetiva de profissionais do Consultório na rua (serviço da Atenção Básica do SUS focada no cuidado com a população em situação de rua) e as características próprias das atividades de trabalho relacionadas. Pensaremos tal relação entre atividade e afeto desses profissionais como uma perspectiva privilegiada para pensarmos aspectos técnico-operativos e ético-políticos desses profissionais de uma política social brasileira. Sendo uma pesquisa exploratória em Psicologia, acabamos por realizar um importante trabalho de resgate das propostas metodológicas vigotskianas e, o que tornou-se mais um centro da pesquisa, as noções de sujeito e liberdade vigotskianas por meio do conceito spinozano de poder ou potência de ser afetado. Nesse sentido, acreditamos ter conseguido organizar algumas de suas propostas e contribuir com a restauração da psicologia desenvolvimento por esse psicólogo revolucionário.  Foi com tal arcabouço que, por meio de um questionário nacional e dois encontros virtuais com pessoas que já trabalharam no Consultório na rua, buscamos fornecer elementos sobre a vida afetiva, técnico-operativa e ético-política desses profissionais. O que nos parece possível considerar pelo que vimos é que tais profissionais vivem um importante processo de disputa pelas formas com que se deve exercer o cuidado e que, dada as formas de gestão pública e vínculo empregatício, os profissionais mais comprometidos com um cuidado voltado à liberdade acabam mais adoecidos ou, como eles dizem, "amordaçados". Percebemos, nesse sentido, uma importante disputa entre um conhecimento que percebe o outro em sua inteireza, respeitando e aprendendo com a diferença, buscando um cuidado para além do aspecto curativo, mas que possa fortalecer a população em situação de rua como um sujeito político. Tal perspectiva que aproximamos de uma clínica ampliada, é contraposta e sufocada por uma perspectiva mais mecanicista e burocratizada, marcada por uma clínica ambulatorial e curativa. Tal perspectiva, segundo vimos, chegou com mais força nesse serviço recentemente e vem, pouco a pouco, apagando a antiga história das formas de trabalhar por um cuidado mais amplo e libertário. 


  • Mostrar Abstract
  • This thesis seeks to understand about the relationships that are established between the affective life of professionals of the Office on the street (service of the Primary Care of the SUS focused on the care of the homeless population) and the characteristics of the related work activities. We will think of this relationship between activity and affection of these professionals as a privileged perspective to think about technical-operative and ethical-political aspects of these professionals of a Brazilian social policy. Being an exploratory research in Psychology, we ended up carrying out an important work of rescuing the Vygotskian methodological proposals and, what became another center of the research, the notions of Vygotskian subject and freedom through the Spinozan concept of power or potency of being affected. In this sense, we believe we have managed to organize some of his proposals and contribute to the restoration of developmental psychology by this revolutionary psychologist. It was with such a framework that, through a national questionnaire and two virtual meetings with people who have already worked in the Office on the street, we sought to provide elements about the affective, technical-operative and ethical-political life of these professionals. What seems possible to consider from what we have seen is that these professionals live an important process of dispute over the ways in which care should be exercised and that, given the forms of public management and employment bond, the professionals most committed to a care focused on freedom end up sicker or, as they say, "gagged." We perceive, in this sense, an important dispute between a knowledge that perceives the other in its entirety, respecting and learning from the difference, seeking a care beyond the curative aspect, but that can strengthen the population in street situation as a political subject. This perspective, which we approach to an expanded clinic, is opposed and suffocated by a more mechanistic and bureaucratized perspective, marked by an outpatient and curative clinic. Such a perspective, as we have seen, has come with more force in this service recently and has been, little by little, erasing the old history of the ways of working for a broader and more libertarian care.

18
  • RAFAEL FRANCISCO BRAZ
  • “EMOÇÕES, SENTIMENTOS, VIVÊNCIAS E ROMANCES: ARTICULAÇÕES ENTRE PSICOLOGIA E LITERATURA DA IDADE MÉDIA À CONTEMPORANEIDADE”

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SAULO SANTANA DE AGUIAR
  • CLARA MAYARA DE ALMEIDA VASCONCELOS
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • SUELI MEIRA LIEBIG
  • Data: 01/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • Muito antes de Sigmund Freud desenvolver a psicanálise, muitos filósofos e escritores discutiram sobre o tema do amor. Suas histórias, lendas, mitos, sonetos, odes sobre este tema embargavam o pensamento destes homens que desabrocharam o desejo do amante de possuir seu objeto de desejo: o amado. Ao observamos a expressão do amor e nas culturas, constata-se que este sentimento transpassa o tempo, imerso em contextos históricos, sociais e culturais, traveste-se de elegância a cada época e assume diferentes roupagens, mas mantém a força avassaladora de proporcionar vivências, as quais nem a morte os detém. Para tanto, objetivo principal desta Tese é investigar como o amor foi refratado em romances que marcaram épocas históricas, a partir dos operadores teóricos das emoções, sentimentos e vivências. Metodologicamente, a abordagem adotada é de cunho qualitativo, a partir da concepção Materialista Histórico e Dialética e à luz da psicologia Histórico-Cultural. Sendo assim, o estudo desta Tese foi desenvolvido a partir da trama entre a filosofia de Spinoza (2017), Shopenhauer (2011) e Bauman (2004) referente às questões dos afetos, da relação metafísica do amor e da liquidez da fragilidade dos laços humanos referente ao sentimento do amor;  da psicologia de Vigotski (1998, 1999a, 1999b, 2004, 2007 e 2009), notadamente a partir dos construtos de emoção e vivência (perejivânie) e; da neurobiologia das emoções e sentimentos a partir das contribuições de Damásio (2003, 2011, 2012, 2015 e 2018), Fisher (1995, 2010 e 2015) e Pinto (2017). A análise nos mostra que ao desenvolvemos estudos que analisam e interpreta a relação da Psicologia à Literatura em consonância as histórias dos amores eternos compreenderam o universo da psique que aprece refratada pelo imaginário de um artista através das experiências das personagens, assim, criando um perfil da própria identidade, mergulhando nas dores, angustias fobias, traumas, nas relações interpessoais e histórico-cultural de cada época. Logo, buscamos compreender a si mesmo e as coisas que a cerceamos para questionar as amarras do ser humano, traçando, portanto, o novo paradigma para encarar as mazelas da vida, indo de encontro com os padrões pós-modernos e as amarras do cotidiano e suas fragilidades nos laços afetivos na forma de amar.


  • Mostrar Abstract
  • Long before Sigmund Freud developed psychoanalysis, many philosophers and writers had been discussed the topic of love. Their stories, legends, myths, sonnets, odes on this theme had choked the thoughts of these men who blossomed the desire of the lover to possess his object of desire: the beloved. When we observe the expression of love and in cultures, it appears that this feeling transcends time, immersed in historical, social and cultural contexts, disguises itself with elegance in each era and assumes different guises, but maintains the overwhelming force of providing experiences , which not even death holds them back. Therefore, the aim of this Thesis is to investigate how love was refracted in novels that has marked historical times, from the theoretical operators of emotions, feelings and experiences. Methodologically, the approach adopted in this research is of a qualitative nature, based on the Historical Materialist and Dialectic conceptions, under Historical-Cultural Psychology. Therefore, the study of this Thesis was developed from the plot between the philosophy of Spinoza (2017), Schopenhauer (2011) and Bauman (2004) referring to the issues of affections, the metaphysical relationship of love and the liquidity of the fragility of human bonds referring to the feeling of love; from Vygotsky's psychology (1998, 1999a, 1999b, 2004, 2007 and 2009), notably from the constructs of emotion and experience (perezhivanie); from the neurobiology of emotions and feelings according to the contributions by Damásio (2003, 2011, 2012, 2015 and 2018), Fisher (1995, 2010 and 2015) and Pinto (2017). The analysis shows us that when we develop studies that analyze and interpret the relationship between Psychology and Literature in line with the stories of eternal love, we understand the universe of the psyche that appears refracted by the imagination of an artist through the experiences of the characters, thus creating a profile of the own identity, delving into the pain, anxieties, phobias, traumas, interpersonal and historical-cultural relationships of each era. Therefore, we seek to understand ourselves and the things that we restrict in order to question the constraints of the human being, tracing, therefore, the new paradigm to face the ills of life, going against post-modern standards and the constraints of everyday life and their weaknesses in affective bonds in the way of loving.

19
  • ANNA CAROLINA VIDAL MATOS
  • A dialética da redução de danos como projeto ético-político para outro projeto societário

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • FABÍOLA XAVIER LEAL
  • CRISTINA MARIA BRITES
  • MARIA INES GANDOLFO CONCEIÇÃO
  • Data: 29/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese é um ensaio teórico e visando analisar as práxis da Redução de Danos (RD) no que se refere às possibilidades para a construção de um projeto ético-político emancipatório. Partimos da concepção que a “questão das drogas” pode e deve ser vista como multifacetada ao longo da trajetória humana. Cada conjuntura, no que diz respeito à forma de abordar socialmente a questão, reflete transformações que vão sendo permeadas por várias nuances durante o tempo. Dentro da complexa relação de determinações que rodeiam esse fenômeno, podemos perceber que, dentro do modo de produção capitalista (MPC), as drogas adquirem o status de mercadoria, tornando-se assim um fenômeno que gera consequências no contexto da modernidade e, seus elementos estruturais e sua ideologia se fortalecem por meio da ideologia proibicionista. Essa ideologia está tão articulada com a reprodução da ordem social presente, que pode ser identificada mesmo durante governos que se propuseram a expressar os interesses da classe trabalhadora e dos grupos subjugados e oprimidos por essa ordem. A RD é historicamente uma linha estratégica de construção de cuidado e um lugar teórico-prático a ser disputado que é atravessado pelas conjunturas históricas. Por sua vez, também é possível identificar um processo de esvaziamento teórico e um excesso de pragmatismo em muitas interpretações e atuações sobre e com a RD, o que nos remete da necessidade a aproximação teórica de cunho crítico. Nesta tese, partimos da teoria social marxiana e da tradição marxista como base para nossas reflexões e análises. Contudo, sabemos que mesmo tal tradição, não teve historicamente uma relação unívoca no debate sobre as drogas. Nesse sentido, percebemos que, dentro da perspectiva marxista, ao longo de sua história, em vários dos seus discursos e análises teóricas, houve um afastamento da temática, por diversas motivações como, por exemplo, interpretações superficiais e simplórias desta determinação das drogas, ou mesmo um moralismo sobre a classe trabalhadora e seus horizontes revolucionários. Busca-se trazer para discussão, como as práticas de RD, mesmo que com ideias e concepções antiproibicionistas e de cunho progressista, muitas vezes continuam ligadas a uma expressão de gestão de controle da classe trabalhadora, expressando, em última instância, interesses das classes dominantes. Consequentemente, acabam se filiando à reprodução do MPC. Isso não nega contribuições que o debate e as práticas de RD trouxeram e ainda trazem, especialmente para enfrentar uma questão tão permeada de ideologia, preconceito e violência. Contudo, uma leitura crítica é fundamental para contribuir para um campo mais efetivo que possa desvelar a raiz da “questão das drogas” como problemática contemporânea. Em suma, a tese aqui defendida é a de que a RD pode e deve ser um instrumento de análise e transformação das relações sociais e, para tanto, é necessário que possamos dialogar com a trajetória até aqui desenvolvida, mas também, que consiga se expressar como projeto ético-político filiado ao projeto de transformação radical da realidade. Ou seja, sob pena de ser absorvida pela própria estrutura que visa combater, a agenda de uma RD, além de antiproibicionista, precisa ser anticapitalista.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis is a theoretical essay and aims to analyze the praxis of Harm Reduction (HR) with regard to the possibilities for the construction of an emancipatory ethical-political project. We start from the conception that the “drug issue” can and should be seen as multifaceted throughout the human trajectory. Each situation, with regard to the way of socially approaching the issue, reflects transformations that are permeated by various nuances over time. Within the complex relationship of determinations that surround this phenomenon, we can see that, within the capitalist mode of production (CMP), drugs acquire the status of commodity, thus becoming a phenomenon that generates consequences in the context of modernity and, its structural elements and their ideology are strengthened through prohibitionist ideology. This ideology is so closely linked to the reproduction of the present social order that it can be identified even during governments that set out to express the interests of the working class and groups subjugated and oppressed by this order. HR is historically a strategic line of care construction and a theoretical-practical place to be disputed that is crossed by historical conjunctures. In turn, it is also possible to identify a process of theoretical emptying and an excess of pragmatism in many interpretations and actions about and with HR, which reminds us of the need for a critical theoretical approach. In this thesis, we start from Marxian social theory and the Marxist tradition as the basis for our reflections and analyses. However, we know that even this tradition has not historically had a univocal relationship in the debate on drugs. In this sense, we realize that, within the Marxist perspective, throughout its history, in several of its speeches and theoretical analyses, there was a departure from the theme, for various reasons such as, for example, superficial and simplistic interpretations of this determination of drugs, or even a moralism about the working class and its revolutionary horizons. The aim is to bring to discussion how HR practices, even with anti-prohibitionist and progressive ideas and conceptions, often remain linked to an expression of management control of the working class, ultimately expressing the interests of the dominant classes. Consequently, they end up joining the reproduction of the CMP. This does not deny the contributions that the HR debate and practices brought and still bring, especially to face an issue so permeated with ideology, prejudice and violence. However, a critical reading is essential to contribute to a more effective field that can reveal the root of the “drug issue” as a contemporary problem. In short, the thesis defended here is that HR can and should be an instrument for analyzing and transforming social relations and, to this end, it is necessary that we can dialogue with the trajectory developed so far, but also that it can express itself as an ethical-political project affiliated with the project of radical transformation of reality. In other words, under penalty of being absorbed by the very structure it aims to combat, the agenda of a RD, in addition to being anti-prohibitionist, needs to be anti-capitalist.

2022
Dissertações
1
  • DANIEL CORCINO FONSECA MIRANDA
  • Cultura, território e cidadania: um estudo sobre as políticas culturais na cidade de Natal

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIULIANA D'EL REI DE SÁ KAUARK
  • GUSTAVO MARTINELI MASSOLA
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • Data: 21/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo investiga as políticas de fomento e financiamento à cultura em Natal à luz da cidadania cultural e da sua distribuição espacial, considerando seu impacto para as relações pessoa-ambiente nos territórios da cidade. Empreende-se uma discussão a partir do panorama histórico sobre desigualdades socioespaciais no Brasil, em consonância com a conceituação de espaço, território e cidadania do geógrafo Milton Santos, cidadania cultural da filósofa Marilena Chauí e o conceito de apropriação do espaço pela ótica da Psicologia Ambiental. Nesse sentido, as políticas culturais são um exemplo concreto de como o Estado pode agir de modo a ampliar (ou desestimular) a cidadania concretizada em territórios, auxiliando (ou não) no incentivo da apropriação comunitária via equipamentos e expressões culturais e artísticas. Especificamente, Natal é caracterizada por diferenças notáveis entre suas zonas administrativas em relação às condições socioeconômicas e de oferta de espaços públicos de cultura. Porém, os estudos locais já realizados não discutem a questão da distribuição territorial igualitária dessas políticas culturais. Realizou-se uma pesquisa documental, que investigou e georreferenciou os projetos aprovados por 6 seleções públicas (editais) de fomento direto entre 2016-2019. Os mapas indicaram a existência de concentração de projetos realizados no centro histórico e em bairros da zona leste e sul: a espacialização dessas iniciativas reafirmaram desigualdades socioespaciais históricas existentes na capital potiguar. Na segunda etapa metodológica, elaborou-se um painel de especialistas que integrou entrevistas semiestruturadas com 11 agentes do setor cultural com histórico de atuação na cidade. A partir da análise temática realizada, aponta-se para a urgência de se realizar um mapeamento sobre as práticas e redes culturais já existentes nos territórios natalenses. Isso auxiliará na requalificação e atualização de políticas culturais no campo do fomento e da formação de agentes culturais, a fim de desenvolver ações voltadas à cidadania cultural via apropriação de ambientes culturais.


  • Mostrar Abstract
  • This study investigates cultural policies in Natal from the perspective of cultural citizenship and its spatial distribution, considering its impact on people-environment relations in the city&#39;s territories. A discussion is undertaken based on the historical panorama of socio-spatial inequalities in Brazil, in line with the conceptualization of space, territory and citizenship of the geographer Milton Santos, cultural citizenship of the philosopher Marilena Chauí and appropriation of space of Environmental Psychology. Thus cultural policies are a concrete example of how the State can act to expand (or discourage) citizenship materialized in territories, helping (or not) to encourage community appropriation through cultural and artistic equipment and expressions. Specifically, Natal is characterized by notable differences between its administrative zones in terms of socioeconomic conditions and provision of public spaces for leisure and culture. However the local studies on cultural policies do not discuss the issue of equal territorial distribution of cultural projects. A documentary research investigated and mapped 6 public selections between 2016-2019 and the maps indicated cultural projects’ concentration in the historic center (notably Cidade Alta) and south neighborhoods. So the spatialization of cultural policies reasserts historical socio-spatial inequalities of Natal. In the second methodological stage a expert panel integrated semi-structured interviews with 11 cultural agents. The thematic analysis points to the urgency of mapping the cultural practices and networks that already exist in Natal. This will assist the requalification and updating of cultural policies and the training of cultural agents in order to develop cultural citizenship through actions of appropriation of cultural environments.

2
  • LORENA SILVA MARQUES
  • MODOS DE VIDA DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA: DISPUTAS E RUPTURAS NO COTIDIANO DA CIDADE, EM PETROLINA-PE

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • ANTÔNIO VLADIMIR FÉLIX DA SILVA
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • Data: 08/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Neste estudo, propomo-nos a refletir sobre a ocupação do espaço da cidade pela população em situação de rua, discutindo sobre este fenômeno para além do lugar de carência e privação. Considera-se a possibilidade de reinvenção de territórios físicos e existenciais que a população de rua anuncia, ao deslocar as construções identitárias instituídas nas relações que ditam o universo do trabalho e da casa. A pesquisa foi realizada na cidade de Petrolina/PE e tomou contornos a partir do objetivo geral de investigar os modos pelos quais a população de rua reinventa a si e ao território no espaço da cidade. Teve como objetivos específicos 1 - Caracterizar os modos de vida da população de rua em seu cotidiano na cidade; 2 - Discutir as relações estabelecidas entre a população de rua com o espaço da cidade no contexto da pandemia da Covid-19; 3 - Conhecer a relação da população de rua com os dispositivos da rede de saúde e outras redes; 4 - Mapear saberes e práticas de resistência tecidas pela população de rua na relação com o território. Para isso, aproximamo-nos da etnografia e da cartografia enquanto métodos, utilizando-me da observação participante/participação observante por meio do acompanhamento das atividades do Consultório na Rua, por aproximadamente seis meses, no período de julho a dezembro de 2020, compondo a partir disso diários de campo utilizados para a tessitura das análises que se desenrolaram dessa experiência. A partir dessas reflexões, foram construídos 3 eixos analíticos em que teoria e campo se interseccionam, trazendo experimentações vivenciadas no território, sendo estes 1- População de Rua e a normatização do espaço citadino, 2- População de rua e cotidiano: disputas e rupturas em uma cidade do sertão nordestino, 3 - Políticas públicas e reinvenções do cuidado na cidade: redes e cotidiano da População de Rua em Petrolina-PE. Conhecemos, assim, como a cidade influencia a conformação da população de rua e sua ordenação em uma cidade do sertão pernambucano, ao tempo em se refletiu sobre como a população de rua também produz a cidade, por meio da subversão de sentidos normatizados, a partir de invenções que povoam o cotidiano e que buscam atender as necessidades e desejos desse público. Refletiu-se também sobre as práticas das políticas públicas voltadas para a população de rua em Petrolina, discutindo-se possibilidades de que estas não se reduzam à estruturação dos serviços enquanto dispositivos de controle.


  • Mostrar Abstract
  • In this study, we propose to reflect on the occupation of city space by the homeless population, discussing this phenomenon beyond the place of need and deprivation. The possibility of reinventing physical and existential territories that the homeless population announces is considered, by displacing the identity constructions instituted in the relationships that dictate the universe of work and home. The research was carried out in the city of Petrolina/PE and took shape from the general objective of investigating the ways in which the street population reinvents itself and the territory in the space of the city. Its specific objectives were: 1 - To characterize the ways of life of the homeless in their daily lives in the city; 2 - Discuss the relationships established between the homeless population and the city space in the context of the Covid-19 pandemic; 3 - Know the relationship of the homeless population with the devices of the health network and other networks; 4 - Map knowledge and resistance practices woven by the homeless population in relation to the territory. For this, we approach ethnography and cartography as methods, using participant observation/observer participation by monitoring the activities of Consultório na Rua, for approximately six months, from July to December 2020, composing the from this, field diaries used for the weaving of the analyzes that unfolded from this experience. From these reflections, 3 analytical axes were constructed in which theory and field intersect, bringing experiences lived in the territory, being these 1- Street Population and the normatization of the city space, 2- Street population and daily life: disputes and ruptures in a city in the northeastern hinterland, 3 - Public policies and reinventions of care in the city: networks and daily life of the Street Population in Petrolina-PE. We know, therefore, how the city influences the conformation of the homeless population and its ordering in a city in the Pernambuco hinterland, while reflecting on how the homeless population also produces the city, through the subversion of standardized meanings, from of inventions that populate everyday life and that seek to meet the needs and desires of this audience. It was also reflected on the practices of public policies aimed at the homeless in Petrolina, discussing possibilities that these are not reduced to the structuring of services as control devices.

3
  • IASMIN SHARMAYNE GOMES BEZERRA
  • FEMINILIDADES SERTANEJAS E VIDAS MEDICALIZADAS: ESCRITAS DE SI E NARRATIVAS DE MULHERES NO SERTÃO SERIDOENSE

  • Orientador : ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MARILIA SILVEIRA
  • Data: 15/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Com essa pesquisa, questiono a produção do sofrimento psíquico de mulheres do sertão nordestino e como os seus corpos se relacionam com a medicalização da vida, a partir da criação de um grupo de gestão autônoma da medicação – GAM, que se intitulou como GAM-Mulheres. Identifico o sujeito universal de alguns feminismos, centrado na mulher eurocêntrica, branca, intelectualizada e heterossexual, como insuficiente e limitante para compreender a condição social e política de mulheres sertanejas nordestinas. Assim, desenvolvo a ideia do que chamo de feminilidades sertanejas, para situar os modos de viver dessas mulheres no contexto sertanejo seridoense. Percebo a medicalização de mulheres como efeito da colonialidade na sociedade brasileira, mostrando que os saberes médico-psiquiátricos possuem um grande legado de apropriação dos seus corpos perante os signos da loucura, refletidos sobre as heranças dos/das traumas/feridas coloniais em suas vidas (Kilomba, 2019, Fanon, 2020). A partir de questões como essas, objetivo discutir os modos de subjetivação de mulheres sertanejas em sofrimento psíquico e medicalizadas, na cidade de Currais Novos - RN. Como objetivos específicos pretendo: (a) identificar quais os efeitos, sentidos e percepções da medicalização na vida das mulheres em uma cidade do sertão nordestino; (b) discutir como as questões de raça, classe gênero e território compõem o sofrimento psíquico de mulheres sertanejas; (c) discutir a experiência de mulheres sertanejas com trabalhos afetivos e sexuais, à exemplo do trabalho materno e doméstico, e (d) identificar como essas experiências se relacionam ao seu sofrimento psíquico. Este estudo se constitui como uma cartografia tecida por meio de narrativas das mulheres. Defendo a escrita corporificada e encarnada de mulheres, como um modo de superarmos o academicismo sustentado pela escrita de homens brancos, elitizados e eurocêntricos, na tentativa de afirmar um conhecimento científico que se baseia pela ética e pela experiência de saberes situados historicamente. (Haraway, 2009; Collins, 2019).  As participantes desta cartografia foram mulheres de diferentes raças, classes, gerações, sexualidades e territórios distintos da cidade na qual a experiência aconteceu. Algumas mulheres são negras, mas a maioria é de pele clara. Trabalham como domésticas, cuidadoras de idosos, cozinheiras, assistentes de serviços gerais, pesquisadoras, empresárias locais. São mães, viúvas, divorciadas, vivem em relacionamentos heterossexuais monogâmicos ou são solteiras, se identificam como heterossexuais e como bissexuais. A análise das narrativas de si das mulheres foi concluída, com base na proposta metodológica de Butler (2015) e Rago (2013), construídas por meio de diários cartográficos e das gravações em áudio, que ficaram como arquivos dos encontros do grupo GAM-Mulheres. Os resultados analisados discutem: 1) quem são as mulheres medicalizadas no sertão seridoense; 2) os efeitos biopolíticos do uso de psicofármacos nos corpos e nas vidas das mulheres; 3) como as experiências com o trabalho doméstico, o papel materno e o casamento, pautados em valores coloniais, patriarcais e machistas, contribuem para o processo de sofrimento psíquico dessas mulheres.


  • Mostrar Abstract
  • With this research, I question the production of psychic suffering of women from the northeastern, backlands and how their bodies relate to the medicalization of life, from the creation of an autonomous medication management group - GAM, which was called GAM-Mulheres. I identify the universal subject of some feminisms, centered on Eurocentric, white, intellectualized and heterosexual women, as insufficient and limiting to understand the social and political condition of northeastern sertaneja women. Thus, I develop the idea of what I call sertaneja femininities, to situate the ways of living of these women in the sertanejo context of Serido. I perceive the medicalization of women as an effect of coloniality in Brazilian society, showing that medical-psychiatric knowledge has a great legacy of appropriation of their bodies in the face of the signs of madness, reflected on the inheritance of colonial traumas/wounds in their lives (Kilomba, 2019, Fanon, 2020). Based on questions such as these, I aim to discuss the modes of subjectivation of country women in psychological distress and medicalized, in the city of Currais Novos - RN. As specific objectives, I intend to: (a) identify the effects, meanings and perceptions of medicalization in the lives of women in a city in the northeastern hinterland; (b) discuss how issues of race, class, gender and territory make up the psychological suffering of women in the countryside; (c) discuss the experience of country women with affective and sexual work, such as maternal and domestic work, and (d) identify how these experiences relate to their psychological suffering. This study is constituted as a cartography woven through women's narratives. I defend the embodied and incarnated writing of women as a way of overcoming the academicism sustained by the writing of white, elitist and Eurocentric men, in an attempt to affirm a scientific knowledge that is based on ethics and the experience of historically situated knowledge. (Haraway, 2009; Collins, 2019). The participants in this cartography were women of different races, classes, generations, sexualities and different territories of the city in which the experience took place. Some women are black, but most are fair-skinned. They work as maids, caregivers for the elderly, cooks, general service assistants, researchers, local businesswomen. They are mothers, widows, divorced, living in monogamous heterosexual relationships or are single, identifying as heterosexual and as bisexual. The analysis of the women's self-narratives was concluded, based on the methodological proposal of Butler (2015) and Rago (2013), built through cartographic diaries and audio recordings, which remained as archives of the meetings of the GAM-Mulheres group. The analyzed results discuss: 1) who are the medicalized women in the backlands; 2) the biopolitical effects of psychotropic drug use on women's bodies and lives; 3) how experiences with domestic work, the maternal role and marriage, based on colonial, patriarchal and sexist values, contribute to the process of psychological suffering of these women.

4
  • YURI FREIRE DE ALMEIDA
  • O trabalho dos motoristas de ônibus: precarização, ideologias e lutas

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PATRICIA DIAS SALES
  • CÁSSIO ADRIANO BRAZ DE AQUINO
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • Data: 21/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa investiga o papel das ideologias nos processos de resistência contra a precarização do trabalho empreendidos pelos motoristas de ônibus do transporte público municipal de Natal/RN. A partir de um quadro teórico-referencial marxista e fundamentado na Psicologia histórico-cultural, esta pesquisa busca compreender mais do que a precarização do trabalho, procura, mais especificamente, entender a maneira como os trabalhadores lutam e resistem a esse fenômeno. Os motoristas de ônibus passam por um processo paulatino de transformação das suas condições de trabalho desde o início dos anos 2000, quando se adota, no Brasil, o sistema de bilhetagem eletrônica. Tal sistema permite a automatização da atividade de cobrador de ônibus, o que redundou em demissão em massa desses profissionais e em acúmulo de tarefas por parte dos motoristas. Esse processo, que foi predominantemente paulatino, passou por uma grande radicalização durante a crise pandêmica relativa ao novo coronavírus, a partir do ano de 2020. Entretanto, os trabalhadores de todo o Brasil e, mais especificamente, de Natal, se mobilizaram para resistir. Dentro desse contexto, se valendo de entrevistas semiestruturadas, 11 motoristas de ônibus foram interlocutores desta pesquisa. A partir dos sentidos manifestados nessas entrevistas, foi possível identificar quais ideologias orientavam as ações dos sujeitos ante os conflitos relativos à precarização. As ideologias identificadas foram três: ideologia do trabalho assalariado clássico; ideologia da luta coletiva; e ideologia salvacionista. O que se pode concluir a partir dessas ideologias, é que os trabalhadores possuem uma visão crítica a respeito da precarização e percebem a necessidade de mudanças. Essas mudanças, porém, são vistas como de responsabilidade de terceiros, muito embora os trabalhadores também tomem, de maneira desmotivada e desconfiada, atitudes diretas.


  • Mostrar Abstract
  • This research investigates the role of ideologies in the processes of resistance against the precariousness of work undertaken by bus drivers in Natal/RN. From a Marxist theoretical-referential framework and based on historical-cultural psychology, this research seeks to understand more than the precariousness of work, it seeks, more specifically, to understand the way in which workers fight and resist this phenomenon. Bus drivers have undergone a gradual process of transformation of their working conditions since the early 2000s, when the electronic ticketing system was adopted in Brazil. Such a system allows the automation of the bus collector activity, which resulted in mass dismissal of these professionals and in the accumulation of tasks by the drivers. This process, which was predominantly gradual, underwent a major radicalization during the pandemic crisis related to the new coronavirus, from the year 2020. However, workers from all over Brazil and, more specifically, from Natal, mobilized to resist. Within this context, using semi-structured interviews, 11 bus drivers were interlocutors in this research. Based on the meanings expressed in these interviews, it was possible to identify which ideologies guided the subjects' actions against precariousness. The ideologies identified were three: ideology of classical labor; ideology of collective struggle; and salvationist ideology. What can be concluded from these ideologies is that workers have a critical view of precariousness and perceive the need for changes. These changes, however, are seen as the responsibility of third parties, even though workers also take unmotivated and suspicious direct attitudes.

5
  • MARIA VANESSA MORAIS DA SILVA
  • Além do arco-íris: tentativa de suicídio entre a população LGBTI+, uma compreensão fenomenológico-hermenêutica

  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • ELZA MARIA DO SOCORRO DUTRA
  • JOANNELIESE DE LUCAS FREITAS
  • Data: 22/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • As taxas de suicídio ao redor do mundo se diferenciam a partir de aspectos culturais, regionais e sociodemográficos, bem como a forma que estas mortes são registradas e a extrema subnotificação. Apesar de seus altos índices, o suicídio ainda é visto como tabu, e que para alguns grupos ele é um fenômeno também invisibilizado. A Organização Mundial da Saúde identifica alguns grupos em situação de maior vulnerabilidade para o risco de suicídio. A população LGBTI+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Intersexo) tem sido apontada com maior propensão a ideações e tentativas de suicídio do que seus pares heterossexuais. Esse fato é associado a diferentes fatores como o preconceito, discriminação, violência e estigma social. Esta pesquisa tem como objetivo refletir e compreender a experiência de pessoas LGBTI+ que tentaram suicídio, a partir da perspectiva fenomenológico-hermenêutica norteada pela ontologia heideggeriana. Foram entrevistadas duas pessoas que tentaram suicídio, uma mulher lésbica e um homem gay. A análise das entrevistas narrativas se deu pela compreensão e interpretação das experiências dos participantes e as afetações da pesquisadora, tendo como inspiração o círculo hermenêutico heideggeriano. Os resultados deste estudo evidenciam os sentidos de querer morrer para pessoas LGBTI+. Nessa direção, as interpretações das narrativas demonstram vivências de sofrimento, medo, incompreensão, violência, fuga de si mesmo, opressão, uma vida sem lugar, uma existência sem pertencimento e o matar-se como possibilidade de não mais viver neste mundo. Refletimos sobre o nosso horizonte histórico e como é o habitar para essa população, bem como a resistência diária para permanecer existindo. Espera-se que os resultados da pesquisa possam contribuir para ampliar a discussão sobre a saúde mental e suicídio da população LGBTI+ e lançar luz sobre as problemáticas vivenciadas por essa população na sociedade brasileira, colaborando também para pensar, tensionar e construir políticas públicas afirmativas.


  • Mostrar Abstract
  • Suicide rates around the world differ based on cultural, regional and sociodemographic aspects, as well as the way these deaths are recorded and the extreme underreporting. Despite its high rates, suicide is still seen as taboo, and for some groups it is also an invisible phenomenon. The World Health Organization identifies some groups most vulnerable to the risk of suicide. The LGBTI+ population (Lesbians, Gays, Bisexuals, Transvestites, Transsexuals, Intersex) has been identified as being more prone to suicidal ideation and attempts than their heterosexual peers. This fact is associated with different factors such as prejudice, discrimination, violence and social stigma. This research aims to reflect and understand the experience of LGBTI+ people who have attempted suicide, from a phenomenological-hermeneutic perspective guided by the Heideggerian ontology. Two people who attempted suicide were interviewed, a lesbian woman and a gay man. The analysis of the narrative interviews was based on the understanding and interpretation of the participants' experiences and the researcher's affectations, having as inspiration the Heideggerian hermeneutic circle. The results of this study show the meanings of wanting to die for LGBTI+ people. In this direction, the interpretations of the narratives demonstrate experiences of suffering, fear, misunderstanding, violence, escape from oneself, oppression, a life without place, an existence without belonging and killing oneself as a possibility of no longer living in this world. We reflect on our historical horizon and what it is like to inhabit for this population, as well as the daily resistance to remain in existence. It is hoped that the research results can contribute to broaden the discussion on mental health and suicide of the LGBTI+ population and shed light on the problems experienced by this population in Brazilian society, also collaborating to think, tension and build affirmative public policies.

6
  • BEATRIZ PINHEIRO DE MELO
  • Os sentidos do trabalho para adolescentes explorados pelo tráfico de drogas

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MARIA DE FÁTIMA PEREIRA ALBERTO
  • Data: 27/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Compreendido enquanto realidade global, a exploração do trabalho infantil se mostra um fato histórico que acompanha o desenvolvimento das sociedades e do mundo do trabalho, não sendo abandonada pelo atual estágio do capitalismo que se beneficia desta força de trabalho para sua constante reprodução. Nesse cenário, o tráfico de drogas configura um espaço de constante fluxo laboral para crianças e adolescentes, empregados na venda, transporte e até mesmo produção das drogas que abastecem o mercado nacional e mundial. O objetivo dessa pesquisa é analisar os sentidos do trabalho para adolescentes, em cumprimento de medida socioeducativa, explorados pelo tráfico de drogas. Para isso, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, posteriormente transcritas na íntegra de 9 adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa com algum histórico relacionado ao tráfico de drogas. A análise dos dados foi realizada por meio do método de núcleos de significação. Foram construídos 4 núcleos: 1. O tráfico como trabalho: Contradições do ser trabalhador; 2. Sexo, drogas e violência”: trabalho infantil, adultização e consumismo; 3. Violência como mediadora de conflitos no trabalho e fora dele; 4. O desejo de sair (ou não) do tráfico e os planos futuros: Trabalhar por dinheiro x trabalhar por prazer. Em um contexto de negação de direitos, o que que é combatido pelo Estado capitalista recebe atributos positivos na consciência dos jovens. Ao mesmo tempo que o tráfico é combatido pela sociedade, ele contribui enormemente à reprodução do capital, mesmo que, aparentemente, o Estado busque eliminá-lo. E essa contradição do sistema chega de forma também contraditória na consciência desses jovens, que tem no tráfico a fonte de sobrevivência, mas também a produção de morte. 


  • Mostrar Abstract
  • Understood as global reality, child labor exploitation shows a fact that accompanies the development of societies and the historical world of work, not being childish by the current stage of capitalism that benefits from that workforce for its constant reproduction. In this scenario, drug trafficking configures a space of constant work place for children and adolescents, employed in the sale, transport and even production of drugs that supply the national and world market. The objective of this research is to analyze the meanings of work for adolescents, in socio-educational measures, exploiters for drug trafficking. For this, was used semi-structured interviews, later transcribed in full, with 9 adolescents in socio-educational measures with some history related to drug trafficking. Data analysis was performed using the method of “meaning cores”. Four cores were built: 1. Traffic as work: Contradictions of being a worker; 2. “Sex, drugs and violence”: child labor, adultization and consumerism; 3. Violence as a mediator of conflicts at work and outside of it; 4. The desire to leave (or not) drug trafficking and future plans: Working for money vs. working for pleasure. In a context of denial of rights, positive attributes are built in the consciousness of young people even being fought by the capitalist state. At the same time that trafficking is fought by society, it contributes enormously to the reproduction of capital, even if the State seeks to eliminate it. And this attempt by the system also arrives in a contradictory way in the conscience of these young people, who are involved in the trafficking for survive, but it also can leaves than to death.

7
  • CÁSSIO CLAYTON MARTINS ANDRADE
  • PROJETOS DE VIDA DE JOVENS RURAIS ESTUDANTES DO IFRN

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • FERNANDA FERNANDES GURGEL
  • MARCELO MOREIRA CEZAR
  • Data: 29/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho versa sobre os projetos de vida de jovens oriundos/as de comunidades rurais que estudam no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e os possíveis determinantes que influenciam a construção desses projetos. Para tal, utilizamos os conceitos de juventudes e juventudes rurais, a partir de cinco pontos como faixa etária; geração; período da vida, cultura e representação social, e o conceito de projetos de vida, considerado um conjunto de idealizações do que deseja realizar no futuro. Foi solicitado que realizassem fotografias de acordo com os eixos norteadores “auto retrato”, “onde moro”, “projetos de vida” e “IFRN”, para, posteriormente, serem discutidas em grupos de discussão realizados de forma virtual. Os dados foram analisados à luz da perspectiva das práticas discursivas e indicaram que os jovens participantes se posicionam como multifacetados, com características estimulantes e limitantes que atravessam todos os âmbitos de sua vida, como a construção dos seus projetos de vida. O meio rural aparece como local que não atende as exigências acadêmicas para a realização dos planos pessoais, mas que, por desenvolver uma relação de pertencimento, passa a ser considerado como fazendo parte de seus projetos de vida. O IFRN é entendido como uma oportunidade para mudança de vida, devido ao grupo de fatores que apresenta como possibilidades de atividades e de reflexões, estimulando as subjetividades de cada estudante.


  • Mostrar Abstract
  • This work deals with the life projects of young people from rural communities who study at the Federal Institute of Rio Grande do Norte (IFRN) and the possible determinants that influence the construction of these projects. For this purpose, we used the concepts of youth and rural youth, from five different points like age group; generation; current period of life, culture and social representation, and the concept of life projects, considered a set of idealizations of what they want to accomplish in the future. They were asked to take photographs according to some guidelines such as “self-portrait”, “where I live”, “life projects” and “IFRN” so further be debated in virtual discussion groups. The data were analyzed from the perspective of discursive practices and indicated that the young participants position themselves as multifaceted, with stimulating and limiting characteristics that cross all areas of their lives, such as the construction of their life projects. The rural environment presents itself as a place that does not meet the academic requirements for carrying out personal plans, but which, by developing a relationship of belonging, it’s now considered as part of their life projects. The IFRN is understood as a life changing opportunity, because of the range of factors that it presents as possible activities and reflections, stimulating the subjectivities of each student.

8
  • MANUELLA BILA DE MELO
  • COMPREENSÕES FENOMENOLÓGICO-EXISTENCIAIS ACERCA DA EXPERIÊNCIA DO SUICÍDIO NA INFÂNCIA: "E EXISTE?"

  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • SYMONE FERNANDES DE MELO
  • MARIA JÚLIA KOVÁCS
  • Data: 19/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • O suicídio na infância é um fenômeno invisibilizado e atravessado por diversos tabus, dentre eles o mito da infância feliz, que vê essa fase da vida como marcada apenas por alegria, sonhos, leveza, e isenta de dores e sofrimentos. Na contramão desse entendimento, a presente dissertação de mestrado tem como objetivo compreender a experiência do suicídio infantil, a partir das narrativas de crianças que expressaram ideação ou tentativas de suicídio. Metodologicamente, esta pesquisa se ancora na fenomenologia hermenêutica heideggeriana, utilizando como possibilidade interpretativa o Círculo Hermenêutico heideggeriano. Partindo disso, os momentos interpretativos dos encontros com as crianças aconteceram por meio da escrita narrativa do encontro com a criança e do diário de afetação produzido pela pesquisadora a respeito das suas compreensões sobre os encontros. O diário marca o caminho que é o próprio método e é a ele que a pesquisadora retorna para ter como apoio na escrita dos textos analíticos, o próprio diário já sinaliza o caminho interpretativo na pesquisa. Assim, no momento posterior aos encontros, iniciou-se a análise do material registrado, que envolveram as anotações da pesquisadora e as produções realizadas pela criança. Diante disso, foi adotado um modo fenomenológico-hermenêutico de fazer pesquisa. Os resultados apresentam trechos dos quatro encontros ocorridos com duas crianças participantes, de 10 e 11 anos, aqui chamadas de Hermione e Wendy. As meninas desvelaram em seus discursos histórias que traziam a solidão como marca de um tempo e narrativas atravessadas por violências e conflitos. Frente à inospitalidade de um mundo com muitas convocações em torno dos modos de ser esperados e a dificuldade em encontrar familiaridade e pertencimento, a existência tornava-se fardo e a morte apresentava-se na trama de significados como um caminho na lida com o sofrimento.


  • Mostrar Abstract
  • Childhood suicide is an invisible phenomenon and crossed by several taboos, among the misthe my thof a happy childhood that believes that this phase of life is marked only by joys, dreams and lightness, free from pain and suffering. Thus, this article, theres ultof a master's thes is, aim stounder stand the experience of child suicide from the narratives of children who expressed suicidal idea tionor attempts. Methodologically, this research is anchored in Heidegger´s Hermeneutical Circle as interpretetive possibility. In this work, we will present excerpts from the meetings that took place with two participating children, who brought in their speeches unveilings of stories that brought loneliness as a mark of a time and narratives crossed by violence and conflicts, in the face of the inhospitableness of a world where existence became burden and death presenteditself in the web of meanings as a way to deal with suffering.

9
  • DÉBORA CRISTINA GUERRA DE ARAÚJO VALE
  • Experiência de ser criança com TDAH: Compreensão hermenêutica-heideggeriana

  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • SYMONE FERNANDES DE MELO
  • ANA MARIA MONTE COELHO FROTA
  • Data: 26/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • A temática da criança desatenta surgiu desde o século XX, e, embora não se tenha descoberto uma causa biológica, elas ainda são diagnosticadas como um déficit por não corresponderem a determinado modelo de desempenho escolar, e os cuidados dispensados objetivam curar ou melhorar o TDAH. Entretanto, confortando tal entendimento, a fenomenologia desponta como outra possibilidade de compreender o que seria atenção. Este conceito seria, na ótica heideggeriana, um modo do Dasein de estar na verdade, uma temporalidade existencial do ser-aí, enquanto possibilidades de habitar seu horizonte histórico. Assim, demorar-se-ia de maneira própria ou imprópria, atento ou disperso de si mesmo. Como é a experiência de viver como criança a partir de um lugar que fora determinado pelo diagnóstico? Se a atenção é um aspecto global do TDAH, como elas se percebem enquanto cobradas por algo que as “falta”? Para aproximarmo-nos a experiência do vivido, estruturamos nossa pesquisa em quatro encontros: dois encontros com os participantes e dois com seus pais. Utilizamos o método fenomenológico, inspirado na hermenêutica heideggeriana, e abordamos os participantes através da hora do jogo lúdica com o recurso expressivo da caixa de areia. O brincar é prerrogativa do Dasein enquanto criança, e como convite da hora do jogo, utilizamos a caixa de areia a partir de uma leitura fenomenológica. Este caminho fomentou os diálogos acerca de seu diagnóstico, com criação de cenários e expressão de seu ser criança com TDAH. Quanto à interpretação, ela foi feita pelo transcrito no diário de afetações, e para interpretá-lo nos inspiramos noo círculo heideggeriano, o qual desvela o modo como somos compreensão, e que, para a pesquisa foi adaptado porpor Azevedo (2013), Maux (2014). Assim, participaram deste estudo, duas crianças de 7 e 9 anos diagnosticadas e em tratamento para o TDAH, cujos mundos aparecem por via da interdição e brincadeiras com regras excessivas por parte de seus cuidadores. Os seus projetos de vida atravessam-se pelo entendimento de seus cuidadores de forma substitutiva e impessoal. Compreendeu-se que suas existências desvelaram-se a partir de um ser-criança-com-TDAH-em-tratamento. Pensamos que, enquanto o sentido de ser for meramente dado, o desatino dos sofrimentos psíquicos nessas crianças serão representações biologizantes, esquecendo-se do fenômeno originário do sentido do ser-aí do Dasein nestas crianças.


  • Mostrar Abstract
  • The theme of inattentive children has emerged since the 20th century, and, although a biological cause has not been discovered, they are still diagnosed as a deficit because they do not correspond to a certain model of school performance, and the care provided aims to cure or improve ADHD. However, supporting this understanding, phenomenology emerges as another possibility to understand what attention would be. This concept would be, in the Heideggerian perspective, a way for Dasein to be in the truth, an existential temporality of being-there, as possibilities of inhabiting its historical horizon. Thus, he would linger in a proper or improper way, attentive or dispersed from himself. How is the experience of living as a child from a place that was determined by the diagnosis? If attention is a global aspect of ADHD, how do they perceive themselves as being charged for something that “lacks” them? To approach the lived experience, we structured our research in four meetings: two meetings with the participants and two with their parents. We used the phenomenological method, inspired by the Heideggerian hermeneutics, and we approached the participants through the playful game hour with the expressive resource of the sandbox. Playing is a prerogative of Dasein as a child, and as an invitation to play time, we use the sandbox from a phenomenological perspective. This path fostered dialogues about her diagnosis, with the creation of scenarios and expression of her being a child with ADHD. As for the interpretation, it was made by the transcript in the affectation diary, and to interpret it we were inspired by the Heideggerian circle, which reveals the way we are understanding, and which, for the research, was adapted by Azevedo (2013), Maux ( 2014). Thus, two children aged 7 and 9 years diagnosed and undergoing treatment for ADHD participated in this study, whose worlds appear through interdiction and games with excessive rules by their caregivers. Their life projects are crossed by the understanding of their caregivers in a substitutive and impersonal way. It was understood that their existences were revealed from a being-child-with-ADHD-in-treatment. We think that, as long as the sense of being is merely given, the madness of psychic suffering in these children will be biologizing representations, forgetting the original phenomenon of the sense of Dasein's being-there in these children.

10
  • DANIELE VITORIA LIMA DA SILVA
  • ENTRE A CASA E A RUA: O COTIDIANO DE MIGRANTES UNIVERSITÁRIOS EM TEMPOS PANDÊMICOS

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • ROBERTA CARVALHO ROMAGNOLI
  • Data: 26/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho é fruto de minha desterritorialização, reterritorialização e territorialização como pessoa migrante. Minha implicação nasce na minha primeira migração, a primeira de mais duas que vieram a seguir, e desemboca no desejo de pesquisar sobre o efêmero cotidiano citadino, tomando como público-alvo migrantes universitários que, assim como eu, vieram para Natal/RN. Considerando a migração enquanto processo que redefine as relações de territorialidade da pessoa com o lugar em que ela habita, compondo um novo território material e existencial, esta pesquisa almeja conhecer o impacto da pandemia da COVID-19 no cotidiano desses migrantes universitários, tendo como objetivos específicos: retratar o cotidiano de migrantes universitários, em casa e na rua; e conhecer quais formas de enfrentamento estão sendo utilizadas por esses sujeitos para lidar com a pandemia cotidianamente. Para isso, os métodos escolhidos foram a cartografia e a etnografia virtual. As experiências dos/das coprodutores/as da pesquisa são apresentadas por meio de fotografias registradas por eles e elas e por narrativas coproduzidas, integrando a fotoescrevivência como metodologia. Para tanto, alguns percursos de análise foram seguidos, são eles: Migração; Relação com a cidade de Natal; e Relação com a Universidade; tendo como tema transversal a pandemia do novo COVID-19. Como resultados, percebeu-se que a desterritorialização e a reterritorialização são categorias irreparáveis para compreender a mobilidade espacial e existencial das pessoas. O tracejar de linhas moleculares e de fuga foram essenciais para que esses migrantes conseguissem se reterritorializar e, sobretudo, para resistir a tempos pandêmicos e de crises.


  • Mostrar Abstract
  • This work is fruit of my deterritorialization, reterritorialization and territorialization as migrant person. My implication is born on my first migration, the first one of two more that follows, and flows the wish to research the ephemeral daily life of the city, taking migrant college students as target public, like myself, which came to Natal/RN. Considering the migration while a process which redefine territory relations of a person with her dwelling space, composing new existential and material territory, this research aims to know the COVID-19’s impact on daily life of migrant college students by having as specifics objectives: portray the migrant college student’s daily lives at home and in the streets; and know which coping ways are being used by to deal with the pandemic daily. For that, the chosen methods were the cartography and the virtual ethnography. The research co-producers’ experiences are presented by their co-produced photographs and narratives, integrating the fotoescrevivência as methodology. Therefore, some analytics categories were followed, they are: Migration; relation with Natal city; Relation with university; by having as transversal theme the new COVID-19’s pandemic. As results, it was noticed that deterritorialization and territorialization are unstoppable to comprehend the people’s space and existential mobility. The molecular and scape line’s tracing was essential for these migrant people could reterritorialize and, specially, to resist crisis and pandemic times.

11
  • MARIA ISABEL MEDEIROS MARIZ
  • MIGRAÇÃO DE RETORNO: UM ESTUDO SOBRE PESSOAS MIGRANTES E OS SEUS MÚLTIPLOS TERRITÓRIOS

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA SOARES DA SILVA
  • LEONARDO VICTOR DE SÁ PINHEIRO
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • Data: 29/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste estudo foi investigar a migração de retorno, no contexto nordestino brasileiro, a fim de conhecer quais as implicações psicossocioambientais desse processo na experiência da pessoa migrante. Migrar é um acontecimento social, emocional, político e histórico. A população tende a migrar para territórios onde a economia tem grande poder atrativo. A exemplo disso existe o fluxo das cidades pequenas, com contexto próximo das ruralidades, em direção às cidades grandes, onde está a alta concentração de bens e serviços. Para tal objetivo, o estudo utilizou abordagem qualitativa. A coleta de dados ocorreu de forma presencial, através de entrevistas semiestruturadas, tendo como base a autobiografia ambiental, focando na história de vida das pessoas. O grupo de participantes foi escolhido tendo como base os seguintes critérios: pessoas que vivem numa cidade de porte pequeno, com mais de 30 anos, que viveram em outras regiões do país, diferentes do Nordeste, por pelo menos 1 ano. Ao todo, foram realizadas 9 entrevistas, e o grupo de participantes é composto por 5 homens e 4 mulheres, com idade entre 35 e 68 anos. Os dados foram analisados de forma indutiva, com base na Teoria Fundamentada. Com isso, ocorreu inicialmente a transcrição das falas mais relevantes, segundo o propósito do estudo, e posteriormente, foi realizada a codificação inicial e especializada dos dados. Os resultados evidenciam que a principal motivação de saída da cidade de origem é a procura por trabalho, o que torna esta uma categoria central no estudo. Já a motivação do retorno varia entre violência, alto custo de serviços básicos, conflitos familiares, entre outros. Eles mostram também a relevância da relação entre as pessoas e os ambientes. O fluxo migratório das pessoas entrevistadas ocorreu em diferentes décadas, o que agrega particularidades a cada experiência.


  • Mostrar Abstract
  • The objective of this study was to investigate the process of return migration, in the Brazilian context, in order to know what are the implications of this psychosocial-environmental process in the experience of the migrant person. Migration is a social, emotional, political and historical event. The population tends to migrate to territories where the economy has great attractive power. An example of this is the flow from small towns, with a context close to ruralities, towards large cities, where there is a high concentration of goods and services. For this purpose, the study used a qualitative approach. The collection of environmental data in person, through semi-structured interviews, based on the autobiography of people's lives, focusing on people's life stories. The group of participants was chosen based on the following people: people who live in a small city, over 30 years old, who lived in other regions of the country, other than the Northeast, for at least 1 year. In all, 9 interviews were carried out, and the group of participants is composed of 5 and 4 women, aged between 35 and 68 years. Data were analyzed inductively, based on Grounded Theory. Thus, the initial statements were initially carried out, according to the purpose of the study, and later, the initial classification and specialized data were carried out. The results show that the main search for motivation to study the city of origin is what makes this a job category. The other relatives of the return vary between violence, basic services, conflicts, among others. They also show the relationship of the relationship between and the greetings. The flow of people interviewed was migratory in different decades each, which adds specificities to an experience.

12
  • ANA CLARA DANTAS DOS SANTOS
  • A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE SOLO PARA MULHERES USUÁRIAS DO CENTRO DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA SOCIAL

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • SILVANA MARA DE MORAIS DOS SANTOS
  • TABITA AIJA SILVA MOREIRA
  • Data: 06/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalhou buscou compreender como mulheres usuárias de um Centro de Referência em Assistência Social experienciam a maternidade solo. O estudo privilegiou as famílias monoparentais que, no presente trabalho, associam-se ao termo mãe solo, tendo em vista que essa mulher se responsabiliza sozinha pelos papéis parentais, bem como pelo domicílio e pela manutenção do núcleo familiar. Importante destacar que são famílias compostas primordialmente por mulheres, o que pode ser explicado a partir dos papéis sociais de gênero, os quais são delineados pela herança patriarcal e pela divisão sexual do trabalho em intersecção com outros marcadores sociais como raça e classe, e que historicamente impuseram a mulher à centralidade nas tarefas domésticas e de cuidado com os filhos. Considerando esse cenário, o objetivo geral deste estudo foi compreender a experiência de ser mãe solo para mulheres usuárias de um Centro de Referência em Assistência Social na cidade de Natal/Rio Grande do Norte. Como objetivos específicos, elencamos: a) analisar as histórias de vida dessas mulheres e como os marcadores de gênero, raça, classe, território incidem sobre as suas experiências como mães solo; b) investigar as estratégias de sobrevivência produzidas no cotidiano das mulheres. A pesquisa foi desenvolvida junto ao CRAS Ponta Negra, sendo utilizadas entrevistas narrativas semiestruturadas com quatro mulheres as quais discorreram sobre suas histórias de vida e experiências como mães solo.  Os dados foram analisados à luz da perspectiva feminista interseccional e foram elencados quatro eixos de análise: Trabalho e renda, família, maternidade e relações comunitárias. A partir da nossa pesquisa foi possível identificarmos que essas mulheres assumem sozinhas os cuidados com os filhos, se desdobrando para conseguir dar conta de conciliar as atividades de maternagem com as atividades domésticas e o trabalho, que são, em geral, informais e precarizados. Além disso, são mulheres que dependem dos benefícios do governo para conseguir garantir a quantia mensal suficiente para o sustento do seu lar. A pesquisa confirmou ainda o peso desigual da maternidade e da paternidade, visto que as mães solo apontam a omissão paterna no provimento financeiro e na parte de cuidados. O estudo elencou a necessidade de que sejam pensadas políticas públicas que beneficiem diretamente a mãe solo por meio da geração de renda e empregos, além da criação de espaços de socialização de cuidados para os filhos, como as creches.


  • Mostrar Abstract
  • The present work sought to understand how women users of a Social Assistance Reference Center experience solo motherhood. The study focused on single-parent families that, in the present work, are associated with the term single mother, given that this woman is the only responsible for parental roles, as well as for the home and maintenance of the family nucleus. It is important to highlight that they are families composed primarily of women, which can be explained from the social gender roles, which are delineated by the patriarchal heritage and the sexual division of labor in intersection with other social markers such as race and class, and that historically imposed the central role of women in household chores and child care. Considering this scenario, the general objective of this study was to understand the experience of being a single mother for women who use a Reference Center for Social Assistance in the city of Natal/Rio Grande do Norte. As specific objectives, we list: a) to analyze the life stories of these women and how the markers of gender, race, class, territory affect their experiences as single mothers; b) investigate the survival strategies produced in women's daily lives; The research was developed together with CRAS Ponta Negra, using semi-structured narrative interviews with four women who spoke about their life stories and experiences as single mothers. The data were analyzed by the perspective of the intersectional feminist perspective and four axes of analysis were listed: Work and income, family, motherhood and community relations. From our research, it was possible to identify that these women take care of their children alone, doing what is possible to be able to reconcile mothering activities with domestic activities and work, which are, in general, informal and precarious. In addition, they are women who depend on government benefits to be able to guarantee the monthly amount sufficient to support their home. The research also confirmed the unequal weight of maternity and paternity, since single mothers point out the father's omission in the financial provision and in the care part. Furthermore, the study highlighted the need to think about public policies that directly benefit the single mother through the generation of income and jobs, in addition to creating spaces for socializing care for children, such as day care centers.

13
  • GABRIEL DE NASCIMENTO E SILVA
  • ESCOLARIZAÇÃO BÁSICA NA EJA: ENSINO-APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO DE JOVENS E ADULTOS TRABALHADORES

  • Orientador : HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÁRITA PORTILHO DE LIMA
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MARIA DA APRESENTACAO BARRETO
  • Data: 06/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade peculiar da formação escolar básica, destinada àqueles alunos que não tiveram acesso ou condições de continuar os estudos na idade esperada, sobretudo os trabalhadores. O retorno tardio à escola e a condição de aluno-trabalhador demandam novas leituras sobre os processos de ensino-aprendizagem, pois ocorre em um período do desenvolvimento onde as atividades laborais figuram como mais significativas na vida do estudante, requerendo assim uma atenção especial com a organização da atividade pedagógica. Nessa perspectiva, essa pesquisa buscou revelar as contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para o campo da EJA, bem como analisar a organização das práticas pedagógicas nesta modalidade. As estratégias metodológicas adotadas foram: a revisão integrativa de dissertações e teses brasileiras que investigam a EJA à luz da Psicologia Histórico-Cultural e a realização de entrevistas semiestruturadas com três professores atuantes na modalidade da EJA. As análises empreendidas estão pautadas na Psicologia Histórico-Cultural, em sua base Materialista Histórico-Dialética, especialmente no que diz respeito a periodização do desenvolvimento humano e suas implicações à organização do ensino. Observamos, com a revisão, a recenticidade dessa discussão e produção dispersa. As temáticas abordadas foram: sentidos e significados atribuídos a escolarização; práticas docente e recursos pedagógicos utilizados; políticas educacionais; e, desenvolvimento das funções psicológicas superiores. Com as entrevistas, evidenciamos a insuficiente apropriação das teorias do desenvolvimento e da aprendizagem adulta, decorrente de uma formação docente que negligencia o estudo sobre a EJA, resultando em práticas pedagógicas incoerentes. Desse modo, concluímos que o processo de ensino-aprendizagem na EJA mediado pelas atividades de estudo e trabalho permanece pouco explorado e carente de proposições. Defendemos que o conhecimento sobre a lógica da periodização histórico-cultural do desenvolvimento, sobretudo o entendimento do trabalho enquanto atividade principal na idade adulta, pode contribuir para o planejamento e organização da atividade pedagógica na EJA.


  • Mostrar Abstract
  • Youth and Adult Education (EJA) is a peculiar type of basic schooling, aimed at those students who didn’t have access or conditions to continue their studies at the expected age, especially workers. The late return to school and the condition of student-worker demand new readings on the teaching-learning processes, because it occurs in a period of development where the work activities figure as more significant in the student's life, thus requiring special attention to the organization of the pedagogical activity. In this perspective, this research tried to reveal the contributions of the Cultural-Historical Psychology for the EJA field as well as to analyse the organisation of the pedagogical practices in this modality. The methodological strategies adopted were: integrative review of Brazilian dissertations and thesis that investigate the EJA in the light of the Cultural-Historical Psychology and the accomplishment of semi-structured interviews with three teachers acting in the modality of EJA. The analyses undertaken are based on the Cultural-Historical Psychology, in its Historical-Dialectical Materialist base, especially regarding the periodization of the human development and its implications to the teaching organization. We observed, with the review, the recentness of this discussion and disperse production. The themes approached were: senses and meanings attributed to schooling; teaching practices and pedagogical resources used; educational policies; and, development of the higher psychological functions. With the interviews, we evidenced the insufficient appropriation of the theories of development and adult learning, resulting from a teaching training that neglects the study about EJA, resulting in incoherent pedagogical practices. Thus, we conclude that the teaching-learning process in EJA mediated by study and work activities remains little explored and lacking propositions. We defend that the knowledge about the cultural-historical periodization logic of development, especially the understanding of work as the main activity in adulthood, may contribute to the planning and organization of the pedagogical activity in EJA.

14
  • STERPHANY LIZE DA SILVA LIMA
  • A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA UFRN NO CONTEXTO DO DESMONTE

  • Orientador : HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MÔNICA RAFAELA DE ALMEIDA
  • Data: 08/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O ensino superior brasileiro é estruturado, historicamente, com base em relações de desigualdade quanto à inserção e permanência dos estudantes, de modo que as elites são privilegiadas em detrimento da classe trabalhadora, sendo essa uma característica da sociabilidade capitalista. Os anos 2000 representaram um período favorável às políticas de expansão e inclusão neste nível de ensino, são frutos desse período o FIES, ProUni, REUNI, a Lei de Cotas e o PNAES. Esse conjunto de políticas fortaleceu o ensino superior no país, e trouxe consigo a diversificação do público que frequentava as IES brasileiras. A ampliação das instituições e a reserva de vagas não se mostrou suficiente para cumprir o objetivo de democratizar esse nível de ensino, o que levou o governo a fazer investimentos em ações de apoio à permanência dos estudantes nas universidades. No entanto, a partir de 2016, esse cenário de democratização começou a sofrer ameaças, sendo finalmente comprometido com a promulgação da Emenda Constitucional 95/2016, que limita os gastos públicos com educação e saúde até o ano de 2036, de modo que compromete o repasse de verbas do PNAES para as instituições. Este estudo teve como objetivo revelar a configuração da assistência estudantil no contexto de desmonte para os estudantes de graduação da UFRN. Para tanto, partimos do método da psicologia histórico-cultural, que orientou a execução de todo o processo de pesquisa. Primeiramente realizamos um levantamento a respeito da história do ensino superior brasileiro; buscamos informações institucionais da UFRN; nos dedicamos a uma observação de campo e por fim aplicamos um questionário on-line junto aos estudantes de graduação da instituição aptos a serem assistidos pelo PNAES. Na primeira parte deste trabalho, discutimos categorias e conceitos importantes para situar o nosso posicionamento acerca do tema estudado; em seguida detalhamos o método e a metodologia da pesquisa; por fim, apresentamos os resultados e discussão. Os resultados apontam para a importância da assistência estudantil como recurso para a permanência dos estudantes na UFRN, embora não seja suficiente para suprir as suas necessidades; também foi possível observar que há uma insegurança dos discentes quanto a continuidade da assistência ofertada nesse contexto de desmonte das políticas educacionais;  além disso, os estudantes revelam que essa insegurança vem dos cortes de verbas aliado à gestão do PNAES na instituição. Outros resultados, dignos de nota, são referentes à importância da assistência estudantil no período da pandemia e no desempenho acadêmico dos discentes.


  • Mostrar Abstract
  • Brazilian higher education is historically structured on the basis of unequal relations regarding the insertion and permanence of students, so that the elites are privileged to the detriment of the working class, which is a characteristic of capitalist sociability. The 2000s represented a favorable period for policies of expansion and inclusion at this level of education; the bear fruits of this period are the FIES, ProUni, REUNI, the Quota Law and the PNAES. This set of policies strengthened higher education in the country, and brought with it the diversification of the public that attended Brazilian higher education institutions. The institution's expansion and the reservation of places was not enough to fulfill the goal of democratizing this level of education, which led the government to invest in actions to support the permanence of students in universities. However, from 2016, this scenario of democratization began to suffer threats, being finally compromised with the enactment of the Constitutional Amendment 95/2016, which limits public expenditure on education and health until the year of 2036, in a way that compromises the transfer of funds from PNAES to institutions. This study aimed to reveal the configuration of student assistance in the context of dismantlement for undergraduate students at UFRN. For this purpose, we started with the method of historical-cultural psychology, which guided the execution of the entire research process. First, we carried out a survey about the history of Brazilian higher education; we searched institutional information from UFRN; we dedicated ourselves to a field observation and, finally, we applied an online questionnaire to the institution's undergraduate students that were able to be assisted by the PNAES. In the first part of this work, we discussed categories and important concepts to situate our position on the studied theme; then we detailed the research method and methodology; at last, we presented the results and discussion. The results indicates the importance of student assistance as a resource for the permanence of students at UFRN, although it is not enough to supply their needs; it was also possible to observe that there is uncertainty among students regarding the continuity of the assistance offered in this context of dismantlement of educational policies; in addition, the students revealed that this insecurity comes from the cuts in funds combined with the management of the PNAES in the institution. Other noteworthy results refer to the importance of student assistance during the pandemic and the academic performance of students.

15
  • MARIA EMANUELLY RODRIGUES MARTINS
  • CORPOS-ESCRITA DE MULHERES NEGRAS E A RELAÇÃO COM OS TERRITÓRIOS QUE HABITAM

  • Orientador : RAQUEL FARIAS DINIZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • TATIANA MINCHONI
  • TAYANE ROGERIA LINO
  • Data: 16/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O território é um elemento ativo que reflete as dinâmicas desenvolvidas e estruturantes da sociedade. Dessa forma, a utilização, a ocupação e a apropriação do território se dá de forma diferenciada pelos corpos que o habitam. Deste modo, este trabalho objetivou investigar a relação que mulheres negras moradoras de zonas urbanas estabelecem com os territórios que habitam por meio de suas produções escritas. Efetuou-se uma discussão sobre a apropriação de forma diferenciada pelos corpos femininos e negros com base na nos conceitos de divisão racial do lugar por Lélia Gonzaléz, a divisão do espaço por meio das classes com Milton Santos e a importância do marcador de raça nessa relação entre corpo, identidade e território por meio da Beatriz Nascimento. Como também, explanou-se a importância dos territórios virtuais, visto o contexto pandêmico no qual o trabalho foi desenvolvido. Ademais, construiu-se uma discussão sobre o papel da escrita na vida das mulheres negras e como essa escrita é sempre permeada por um lugar. Na etapa metodológica, realizaram-se entrevistas semiestruturadas, de forma virtual, com as 9 participantes selecionadas, todas mulheres negras e escritoras moradoras de zonas urbanas. A partir das análises, foi possível constatar a vinculação positiva das participantes com espaços, sendo este processo fortemente influenciado pela raça. No entanto, apontaram para a necessidade de contestar as condições materiais que são oferecidas para efetivar essa apropriação do espaço, que partem de diversas esferas como condições de mobilidade urbana e desinvestimento nas políticas culturais, ponto este de fundamental importância para as participantes. Este trabalho auxilia assim na produção de questionamentos sobre quais condições são oferecidas as mulheres negras para que ocupem as cidades e seus corpos e produções de vida sejam vistos, incidindo diretamente na produção de cidadania e no direito à cidade.


  • Mostrar Abstract
  • The territory is an active element that reflects the developed and structuring dynamics of society. Thus, the use, occupation and appropriation of the territory takes place in a differentiated way by the bodies that inhabit it. Hence, this work aims to investigate the relationship that black women living in urban areas establish with the territories they inhabit through their written productions. A discussion was carried out on how different is space appropriation by female and black bodies. This debate was substantiated by the Lélia Gonzalez concepts of racial division of place, Milton Santos’ discussion on social class spatial segregation, and the importance of the race marker in this relationship between body, identity and territory brought by Beatriz Nascimento. As well, the importance of virtual territories was explained, given the pandemic context in which this work has been developed. In addition, a discussion was built on the role of writing in the lives of black women and how their writing is always permeated by a place. In the methodological stage, semi-structured virtual interviews were carried out with the 9 selected participants. They are all black women writers living in urban areas. From the analyses, it was possible to verify the positive connection between participants and spaces. Such process was strongly influenced by race. However, they pointed to the need to contest the material conditions that are offered to effect this appropriation of space, which come from different spheres such as conditions of urban mobility and disinvestment in cultural policies. Both points were of fundamental importance for the participants. Thus, this work helps in the production of questions about what conditions are offered to black women so that they occupy cities in such a way that their bodies and life productions are seen, which directly affects the production of citizenship and their right to the city.

16
  • WAMBERTO DA SILVA MEDEIROS
  • BRINCAR O CUIDADO, SONHAR A PESQUISA: UM CAMINHAR COM A GESTÃO AUTÔNOMA DA MEDICAÇÃO E COM A REDUÇÃO DE DANOS

  • Orientador : MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • MICHELE DE FREITAS FARIA DE VASCONCELOS
  • Data: 16/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Pretende-se cartografar as práticas de Cuidado de Si de pessoas que consomem drogas e compartilham vivencias em um Centro de Atenção Psicossocial álcool e outras drogas (Caps-ad), em uma cidade do interior do estado de Pernambuco. Nesse ambiente, onde o pesquisador se inseriu como residente em Saúde Mental pela Universidade de Pernambuco (UPE), foi realizado um grupo inspirado na Gestão Autônoma da Medicação (GAM), entre os meses de maio e novembro de 2019. A experiência foi registrada em diários de campo que incorporaram tanto os acontecimentos no interior do grupo, quanto suas reverberações em outros espaços do serviço e da cidade, além de sonhos do pesquisador, que permitiram outras perspectivas do campo. Os sonhos tomados como acontecimento, método de conhecimento e pensamento, como meio político, possibilitaram o desenrolar da pesquisa. Colocados lado a lado com o vivido no campo em estado de vigília, se fizeram elementos importantes, ao ponto de certas ideias desse trabalho terem sido literalmente sonhadas. Para atualizar a experiência e analisar seus ecos retornamos ao contexto estudado e realizamos entrevistas de manejo cartográfico com pessoas que compuseram o grupo, durante o mês de dezembro de 2021. Os diários, sonhários e entrevistas nos serviram de material nutriz para a composição de narrativas que se desdobram em temas analisadores que pretendemos discutir, quais sejam: Processos de desinstitucionalização; liames droga-medicamento - Gestão Autônoma da Medicação e Redução de Danos; Cuidado de si e dos outros na pesquisa e na GAM. Conclui-se que a Gestão Autônoma da Medicação, quando alinhada à flecha ético-política da Redução de Danos, apresenta caminhos potentes para produzir resistências diante dos processos de medicalização da vida dos que consomem drogas, ampliando e legitimando saberes, com efeitos de autonomia e incremento do Cuidado de Si.


  • Mostrar Abstract
  • This research intends to map Self Care practices of drug users who share experiences among each other in a Psychological Care Center for alcohol and other drugs (Caps-ad), in a small city in the Brazilian state of Pernambuco. In this environment, where the researcher entered as a resident in Mental Health from the  University of Pernambuco (UPE), a group inspired by Autonomous Medication Management (AMM) was held between May and November of 2019. The experience was registered in field diaries, with both the events from the group’s meetings and their reverberations in other spaces of the Center and the city, in addition to the researcher’s dreams, which allowed other perspectives of the field. The dreams taken as an event, a method of knowledge, and thought as a political means, enabled the development of the research. They were placed, side by side, with what was lived in the “awake study field”, becoming elements of such importance that there was a point in which certain ideas of this work were literally dreamed. In order to update the experience and analyze its echoes, we returned to the Center and carried out cartographic interviews with the people from the group, in December, 2021. The field diaries, “dream diaries”, and interviews served as resources for the composition of narratives that unfold into analyzing themes, which we intend to discuss, namely: Deinstitutionalization processes; Drugs-Medicine links – Autonomous Medication Management and Harm Reduction; Self care and care for others in the research, and AMM. It is concluded that the Autonomous Management of Medication, when aligned with the ethical-political arrow of Harm Education, presents strong means to produce resistance in the face of the medicalization processes of the lives of those who consume drugs, expanding and legitimizing knowledge, with effects of autonomy and increase in Self Care.

17
  • CLARA SHAYANA REGIS RAULINO
  • CORPO, GESTAR, PARIR: SOBRE|VIVÊNCIAS MATERNAS

  • Orientador : MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA SUY SESARINO KUSS
  • KARYNNA MAGALHÃES BARROS DA NOBREGA
  • MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • Data: 29/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • As maternidades pairam sobre discursos construídos historicamente, por diferentes saberes que perpassam o laço social, nos quais apesar de avanços significativos sobre conquistas de direitos das mulheres e das mães, ainda são impostos ideais normativos, por vezes violentos, não respeitando a singularidade de cada uma de construir seu próprio caminho materno. Despertada pelo que cerca as questões, diante das escutas no setting analítico o qual exerço, acompanhei durante nove meses um grupo de pré-natal coletivo o qual buscava desconstruir os ideais impostos, partilhando de experiências singulares e do que delas poderiam vir a fazer encontro com para a produção de cada maternidade. Além disso, guiada pela escuta dentro do consultório, bem como das produções da cultura sobre reportagens, filmes, documentários, músicas, busquei, guiada pela psicanálise, escutar mulheres-mães sobre as suas vivências, e assim, deslocar um sofrimento que parece constante entre elas, para possibilidades de inscrição enquanto mãe, que será particular a cada uma. Nos capítulos, teci considerações sobre este corpo entre o feminino e o masculino, o controle, o feminino na psicanálise; também escrevo sobre o parto, o passado que ressoa nas marcas das violências obstétricas hoje, o parto como acontecimento. Então, relato sobre o tornar-se mãe no período pandêmico que foi concomitante a essa pesquisa, e a inscrição de um lugar enquanto mãe. As mulheres-mães as quais tive contato relatam sofrimentos no controle, sejam nos corpos, no parto, na nomeação enquanto querer ou não a maternidade, ou seja, no seu desejo. Todavia, espaços como o grupo, a clínica, escritas-denúncias como este trabalho, vão fazendo furos nos ideais impostos, na vida de mulheres e suas inscrições subjetivas.


  • Mostrar Abstract
  • Motherhood hovers over historically constructed discourses, by different knowledge that permeate the social bond, in which, despite significant advances in the achievement of women's and mothers' rights, normative ideals, sometimes violent, are still imposed, not respecting the uniqueness of each one. to build your own maternal path. Awakened by what surrounds the issues, in the face of listening in the analytical setting which I exercise, I followed for nine months a collective prenatal group which sought to deconstruct the imposed ideals, sharing unique experiences and what they could come to do with meeting for the production of each maternity ward.In addition, guided by listening within the office, as well as cultural productions on reports, films, documentaries, music, I sought, guided by psychoanalysis, to listen to women-mothers about their experiences, and thus, to displace a suffering that seems constant between them, for possibilities of inscription as a mother, which will be particular to each one. In the chapters, I made considerations about this body between the feminine and the masculine, the control, the feminine in psychoanalysis; I also write about childbirth, the past that resonates in the marks of obstetric violence today, childbirth as an event. Then, I report on becoming a mother, the pandemic period that was concomitant to this research, and the inscription of a place as a mother.The women-mothers I had contact with reported suffering in control, whether in bodies, in childbirth, in naming while wanting or not wanting motherhood, that is, in their desire. However, spaces such as the group, the clinic, denouncement-writings such as this work, are making holes in the imposed ideals, in the lives of women and their subjective inscriptions.

18
  • FRANCIELE ALVES DOS SANTOS
  • TRILHANDO “CAMINHOS DE VOLTA”: O QUE SE APRENDE AO ANDAR NA FRONTEIRA

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • FERNANDA VIEIRA DE SANT'ANNA
  • Data: 27/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • A negação da nossa ancestralidade pela colonização é uma ferida que poucas de nós temos acessado o direito de cuidar. Há séculos a historiografia local determinou o desaparecimento do indígena potiguar, o que reflete o genocídio dos povos originários do Rio Grande do Norte. Diante desta e outras pistas para a pesquisa me aproximei da indígena Guayumi Potyguara e da sua experiência de retomada étnica, propondo como objetivo geral: Compreender o processo de autoreconhecimento de uma mulher indígena e sua relação com as suas experiências de vida. E, como objetivos específicos: a) resgatar com a interlocutora sua história de vida pensando seu corpo-território no processo de autorreconhecimento como mulher indígena; e, b) analisar o seu processo de constituição como mulher indígena e os efeitos na vida desta, nas relações de gênero nos âmbitos familiar e comunitário. Apostamos na hibridização de metodologias outras com a perspectiva ética-política da decolonialidade, esta não é apenas um conceito ou uma definição, mas uma opção de vida, definida por ação e engajamento. Utilizamos as seguintes ferramentas: diários de campo; entrevistas narrativas; passeio pelo acervo de memórias fotográficas e produções desta mulher; e, escrevivências minhas. Buscamos tecer narrativas políticas que abarquem as dimensões do seu processo de autorreconhecimento, do seu corpo-território e os efeitos na sua vivência como mulher indígena. As narrativas foram inicialmente redigidas por mim, mas lidas e modificadas após a leitura de Guayumi, construindo uma metodologia em forma de círculo, remetendo às cotidianas formações indígenas que organizam tanto os espaços, os torés, os espaços de decisão, até suas cosmovisões. A questão da identidade indígena é complexa, já que diz de processos subjetivos e também coletivos. No entanto, podemos perceber que ao contrário do que temos dado por identidade como algo que é estático, típico da modernidade, a identidade para é muito mais um fluxo, movimento e transformação.. Afinal, todas nós fazemos parte desse organismo vivo que é a terra, somos esse corpo-território.


  • Mostrar Abstract
  • The denial of our ancestry by colonization is a wound that few of us have accessed the right to care for. Centuries ago, local historiography determined the disappearance of the Potiguar indigenous, which reflects the genocide of the native peoples of Rio Grande do Norte. In view of this and other clues for the research, I approached the Guayumi Potyguara indigenous woman and her experience of ethnic recovery, proposing as a general objective: To understand the process of self-recognition of an indigenous woman and her relationship with her life experiences. And, as specific objectives: a) to rescue with the interlocutor her life story, thinking about her body-territory in the process of self-recognition as an indigenous woman; and, b) analyze her process of constitution as an indigenous woman and the effects on her life, on gender relations in the family and community spheres. We bet on the hybridization of other methodologies with the ethical-political perspective of decoloniality, this is not just a concept or a definition, but a life option, defined by action and engagement. We use the following tools: field diaries; narrative interviews; tour of the collection of photographic memories and productions of this woman; and, my writings. We seek to weave political narratives that encompass the dimensions of her self-recognition process, her body-territory and the effects on her experience as an indigenous woman. The narratives were initially written by me, but read and modified after reading Guayumi, building a methodology in the form of a circle, referring to the daily indigenous formations that organize both spaces, towers, decision-making spaces, even their cosmovisions. The question of indigenous identity is complex, since it deals with subjective as well as collective processes. However, we can see that contrary to what we have given by identity as something that is static, typical of modernity, the identity for is very one more flow, movement and transformation.. After all, we are all part of this living organism that is the earth, we are this body-territory.

19
  • HIGOR GONÇALVES DE MELO
  • DIVERSIDADE SEXUAL E EXPERIÊNCIAS URBANAS: UM ESTUDO NA CIDADE DO NATAL/RN

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA PERUCCHI
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • TADEU MATTOS FARIAS
  • Data: 03/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Nós, pessoas LGBTQIAPN+, passamos por diversos tipos de violências e mortes nas nossas experiências de vida, muitas vezes mesmo antes de reconhecermos as nossas sexualidades. Seja em casa, no local de estudo, no trabalho ou nas ruas somos vítimas frequentes da LBTQIAPN+fobia e precisamos criar estratégias que promovam melhor qualidade de vida, liberdade e, principalmente, tornar nossa causa visível e garantir direitos para nossa comunidade. Considerando a rua como um dos lugares mais hostis para com as nossas vidas, há, portanto, a procura e disputa por espaços na cidade onde possam existir um reconhecimento com outras pessoas da comunidade LGBTQIAPN+, sociabilização e também a criação de sensação de pertencimento, e que podem torna-se espaços de luta e resistência política. Desta forma, perguntamos: de quais modos a população LGBTQIAPN+, historicamente invisibilizada, tornam possíveis as múltiplas expressões e performatividades de gênero e sexualidade dentro de um determinado contexto urbano?  O objetivo geral deste trabalho é analisar as experiências de pessoas LGBTQIAPN+ no que se refere aos modos como (re)transformam espaços da cidade tornando-os possíveis de suas múltiplas expressões de gênero e sexualidade. Já os objetivos específicos consistem em: A) Explorar a socioespacialidade que envolve a experiência das pessoas LGBTQIAPN+ na criação, ocupação, invenção e manutenção dos espaços na cidade; e B) Analisar a performatividade das pessoas LGBTQIAPN+ nos espaços da cidade em busca de visibilização, reconhecimento e valorização dos seus corpos. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário virtual autoaplicado, amplamente divulgado nas redes sociais, em que pessoas da comunidade LGBTQIAPN+, maiores de 18 anos e moradoras de Natal, Rio Grande do Norte, foram convidadas a participar. Os resultados apontam que, mesmo com a diversidade existente dentro da comunidade LGBTQIAPN+, nossos corpos compartilham vários sentimentos no que diz respeito ao performar nossa identidade de gênero e sexualidade na cidade, como a busca por espaços de sociabilidade que sejam seguros e que promovam algum acolhimento aos corpos LGBTQIAPN+ que habitam na cidade, identificação de elementos que se destaquem no espaço ocupado para que desta forma as pessoas o reconheçam e sejam reconhecidas dentro da comunidade e especificidades para rejeição de determinados espaços da cidade, por exemplo. Os dados apontam também que os espaços de socialização LGBTQIAPN+ foram cooptados pela lógica de mercado e, sendo assim onde, a priori, eram para serem espaços de inclusão, dado o marcador de identidade de gênero e sexualidade compartilhadas, os espaços também se tornam excludentes por fatores como raça, classe social, local de moradia, dentre outros que, quando interseccionalizados operam na possibilidade, ou não, no acesso aos espaços da cidade. Por fim, os resultados mostram que as performatividades LGBTQIAPN+ exercidas na cidade podem provocar rupturas no padrão da norma cisheteronormativa e, deste modo, tornar a cidade um lugar efetivamente para todas as pessoas, fazendo com que o performar LGBTQIAPN+ seja transformador e, portanto, político do e no espaço urbano.


  • Mostrar Abstract
  • We, from the LGBTQIAPN+ community, go through many types of violence and death during our life experience, and very often, even before we get to recognize our sexuality. Whether it is at home, school, place of work or on the streets, we are frequent victim of LBTQIAPN+fobia and we need  to create strategies that promotes quality of life, freedom and mainly, make our cause visible and guarantee rights for our community. Considering the street as one of the most hostile places towards our lives, there is, therefore, a search and dispute for spaces in the city where there can be recognition with other people from the LGBTQIAPN+ community, socialization and also the creation of a sense of belonging, and that can become spaces of fight and political resistance. In this way, we ask: in what ways does the LGBTQIAPN+ community, historically made invisible, make possible the multiple expressions and gender performativities and sexuality within a given urban context? The main objective of this work is to analyze the experiences of LGBTQIAPN+ people in regard to the ways in which they (re)transform spaces in the city, making them possible for their multiple expressions of gender and sexuality. The specific objectives consist of: A) Exploring the socio-spatiality that involves the experience of LGBTQIAPN+ people in the creation, occupation, invention and maintenance of spaces in the city; and B) To analyze the performativity of LGBTQIAPN+ people in the spaces of the city in search of visibility, recognition and appreciation of their bodies. The data collection was realized by  a self-applied virtual questionnaire, widely disseminated on social midia, in which people from the LGBTQIAPN+ community, over 18 years of age and residents of Natal, Rio Grande do Norte, were invited to participate. The results show that, even with the diversity that exists inside the LGBTQIAPN+ community, our bodies share several feelings in regard to performing our gender identity and sexuality in the city, such as the search for spaces of sociability that are safe and that promote some welcoming to LGBTQIAPN+ bodies that inhabit the city, identification of elements that stand out in the occupied space so that people recognize it and be recognized within the community and specificities for rejection of certain spaces in the city, for example. The data also point out that the LGBTQIAPN+ socialization spaces were co-opted by the market logic and, therefore, where, before, they were supposed to be spaces of inclusion, given the marker of shared gender identity and sexuality, the spaces also become excluding because of factors such as race, social class, place of residence, among others that, when intersectionalized, operate on the possibility, or not, of access to city spaces. Finally, the results show that the LGBTQIAPN+ performativities carried out in the city can cause ruptures in the standard of the cisheteronormative norm and, in this way, make the city an effective place for all people, making the LGBTQIAPN+ perform transformative and, therefore, political. of and in urban space.

20
  • MATEUS FELIPE OTAVIANO PEDRO
  • MASCULINIDADES E AS PRÁTICAS DE CUIDADOS EM TEMPOS DE PANDEMIA DE COVID-19

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • JORGE LUIZ CARDOSO LYRA DA FONSECA
  • Data: 04/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Quando nos deparamos com cenário pandêmico de COVID-19 vivenciado por todo o mundo,

    desde o começo de 2020 até 2022 estivemos submetidos a rearranjos relacionais, seja no

    trabalho, nas relações sociais e familiares, para podermos superar as dificuldades impostas para

    preservação da vida, no qual foi necessário fazer o que se convencionou chamar de

    distanciamento social para não propagação do vírus. Frente ao contexto de maior exposição de

    homens ao vírus para sustentar o lugar do trabalhador e da necessidade de estar em casa para

    que o vírus não se propague, surge uma problemática que conflita com a masculinidade do

    homem como sujeito público, sendo necessário estar no ambiente privado. Nesse sentido,

    objetivamos compreender como homens brasileiros lidaram com práticas de cuidado em tempo

    de pandemia de COVID-19. Tendo como referencial metodológico as práticas discursivas,

    utilizamos desta ferramenta para análise de entrevistas feitas com homens participantes de um

    grupo terapêutico virtual gratuito. Concluímos que no cenário pandêmico, esses homens se

    depararam com maior convívio entre familiares e consequentes problemáticas relacionadas ao

    espaço doméstico, que reverberaram em situações conflitantes e angustiantes, expressando

    necessidade de ressignificação do olhar para si e na relação com o outro. Espaços como o grupo

    terapêutico e a atenção para a saúde mental foram marcados como essenciais para auxiliar nessa

    mudança público-privado, assinalando a importância de espaços de escuta e fala para homens,

    como espaços de cuidado e ressignificação das masculinidades e desinvestimentos de práticas

    machistas e patriarcais.


  • Mostrar Abstract
  • In faced with the COVID19 pandemic, scenario experienced around the world since the

    beginning of 2020 to 2022, we were needed from rearrangements, at work, in social

    relationships and familiar, to overcome the imposed difficulties for the life preservation, what

    we conventionally call social distancing to prevent the spread of the virus. Faced with the

    context of exposure of men to the virus to support the worker's place and the need to be at home

    for virus containment, a problematic environment arises that does conflict with the masculinity

    of man as a public, and it is necessary to be in a private place. Therefore, we aim to understand

    how Brazilian men dealt with care practices during the COVID-19 pandemic. Using discursive

    practices as a methodological framework, we analyze interviews with men participating in a

    free virtual therapeutic group. We conclude that in pandemic scenario, with the greater

    conviviality of these men with their families, the greater the problems of domestic spaces, such

    as conflicting and distressing situations, and greater thought about themselves and their

    relationship with the other were required…Spaces such as the therapeutic group and mental

    health care were marked as essential to help deal with this public-private change, highlighting

    the importance of spaces for listening and speaking for men, as spaces for care and resignification of masculinities and disinvestment of men-sexist and patriarchal practices.

21
  • RAFAEL SILVA DOS SANTOS
  • A juventude que ousa lutar: os sentidos subjetivos da participação política de jovens do MST no Coletivo Nacional de Juventude.

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • LEANDRO AMORIM ROSA
  • MARIA LAIS DOS SANTOS LEITE
  • Data: 08/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • A juventude do MST passou a construir instância organizativa em 2005 com a criação do Coletivo Nacional de
    Juventude através das marchas, encontros e seminários onde a participação de jovens era massiva. O coletivo
    foi constituído através dos movimentos sociais e sindicais rurais brasileiros e internacionais organizados na Via
    Campesina. Os contextos rurais constituem subjetividades expressas nas bandeiras de luta do movimento,
    explicitadas nas palavras de ordem “Juventude que ousa lutar, constrói o poder popular”. Objetivamos analisar
    os sentidos subjetivos da participação política de jovens atuantes no Coletivo Nacional de Juventude do MST,
    especificamente: a) identificar os efeitos da participação política no cotidiano da juventude do coletivo; b)
    compreender os sentidos subjetivos que jovens do Coletivo Nacional de Juventude atribuem à sua participação
    política; e c) descrever as estratégias de enfrentamento empregadas em cada espaço de atuação da juventude
    frente aos desafios presentes em seus contextos socioculturais. Buscamos traçar um percurso metodológico
    ancorado na abordagem histórico-cultural em interface com a Teoria da Subjetividade de inspiração
    construtivo-interpretativa e a Pesquisa Militante. Participaram da pesquisa três jovens com idade de 21, 23 e 27
    anos, sendo dois homens e uma mulher, todos negros e indicadas/os por dirigentes nacionais do coletivo.
    Como instrumentos utilizamos um formulário sociodemográfico e a técnica Fotovoz, utilizada como recurso
    autofotográfico na qual a/o participante observou sua realidade, a interpretou e articulou em forma de fotografia
    como resposta a três perguntas geradoras: O que me levou a lutar? Quais desafios enfrento no meu cotidiano?
    Como é ser jovem de luta no MST? Após o envio das fotos foram marcadas reuniões individuais para a
    realização de conversas para explicação das interpretações pessoais sobre cada fotografia, resultando em um
    procedimento dialógico aberto que proporcionou uma conversação híbrida, partindo de novas indagações que
    emergiam no diálogo e também de um guia semiestruturado de perguntas auxiliares. Foi realizada uma análise
    categorial, para identificar a relevância dos acontecimentos relatados para os processos subjetivos da/dos
    participantes e os objetivos do estudo. As/Os jovens sentem que a participação política não se dissocia da
    noção que têm de si mesmas/os, se constituem subjetivamente como jovens militantes, agregando os
    princípios e valores construídos pelo movimento que compõem seus sentidos subjetivos. A mudança para os
    acampamentos com as famílias, participação em encontros dos Sem Terrinha, marchas, reuniões e o contato
    com outras pessoas na mesma situação foram cruciais para o desenvolvimento de suas subjetividades. O
    cotidiano da juventude é atrelado às dinâmicas da militância, do trabalho rural, universidade e formações
    promovidas pelo movimento. Apresentam desafios e contradições internas, como a dificuldade de mobilizar a
    categoria e o êxodo rural. Ao mesmo tempo consideram que a amizade e vínculos afetivos podem ser potentes
    para o trabalho de mobilização da juventude. A construção de sentidos subjetivos sobre ser jovem Sem Terra
    está voltada a prática das tarefas do coletivo e do movimento como um todo, demonstrando que ser é fazer. É
    perceptível um sentimento de “dívida” com as gerações anteriores, no que tange a dar continuidade às suas
    lutas. Ao mesmo tempo, os jovens constroem novos caminhos para o movimento a partir de uma participação
    política ativa nas diversas instâncias organizativas. Acreditam que a participação política no Coletivo Nacional
    de Juventude pode favorecer o desenvolvimento pessoal e ser compreendido como um ciclo formativo que
    influencia as trajetórias de vida da/dos seus militantes por proporcionar vivências em diversos espaço de
    atuação política do MST.


  • Mostrar Abstract
  • The youth of the MST began to build an organizational instance in 2005 with the creation of the National Youth Collective through marches, meetings and seminars where the participation of youth was massive. The collective was constituted through the Brazilian and international rural social and union movements organized in Via Campesina. The rural contexts, constitute subjectivities expressed in the movement's struggle banners, explicit in the slogans "Youth who dare to fight, build popular power". We aim to analyse the subjective meanings of the political participation of young people active in the National Youth Collective of the MST, specifically: a) to identify the effects of political participation on the daily life of the youth of the collective; b) to understand the subjective meanings that young people from the National Youth Collective attribute to their political participation; and c) to describe the coping strategies employed in each space of action by the youth to face the challenges present in their sociocultural contexts. We sought to trace a methodological path anchored in the cultural-historical approach in interface with the Theory of Subjectivity of constructive-interpretative inspiration and Militant Research. Three young men and women aged 21, 23 and 27 participated in the research, two men and one woman, all black and indicated by national leaders of the collective. As instruments we used a sociodemographic form and the Photovoice technique, used as an autophotographic resource in which the participant observed her/his reality, interpreted it and articulated it in the form of a photograph as an answer to three questions: What led me to fight? What challenges do I face in my daily life? What is it like to be a young fighter in the MST? After the photos were sent, individual meetings were scheduled for conversations to explain the personal interpretations of each photograph, resulting in an open dialogic procedure that provided a hybrid conversation, based on new questions that emerged in the dialogue and also on a semi-structured guide of auxiliary questions. A categorical analysis was carried out to identify the relevance of the events reported for the subjective processes of the participants and the objectives of the study. Young people feel that political participation is not dissociated from the notion they have of themselves, they constitute themselves subjectively as militant youths, aggregating the principles and values constructed by the movement which make up their subjective meanings. The move to the encampments with the families, participation in meetings of the Little Landless, marches, meetings and contact with other people in the same situation were crucial for the development of their subjectivities. The daily life of youth is tied up with the dynamics of militancy, rural work, university and training promoted by the movement. They present challenges and internal contradictions, such as the difficulty in mobilizing the category and the rural exodus. At the same time, they consider that friendship and affective bonds may be powerful for the work of mobilizing the youth. The construction of subjective meanings about being young Sem Terra is focused on the practice of the tasks of the collective and of the movement as a whole, demonstrating that to be is to do. There is a perceptible feeling of "debt" to previous generations with regard to continuing their struggles. At the same time, young people build new paths for the movement from an active political participation in the diverse organizational instances. They believe that political participation in the National Youth Collective may favour personal development and be understood as a formative cycle that influences the life trajectories of its militants by providing experiences in the various spaces of political action of the MST.

22
  • DEYSE CRISTINA VALENÇA GUEDES
  • ITINERÁRIOS TERAPÊUTICOS EM BUSCA DO BEM VIVER: SAÚDE MENTAL NA COMUNIDADE INDÍGENA “MENDONÇA DO AMARELÃO” (RN)

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • ANA CAROLINA RIOS SIMONI
  • BRUNO SIMÕES GONÇALVES
  • Data: 29/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho assume como objetivo construir interlocuções junto aos Potiguara Mendonça da Comunidade do Amarelão (João Câmara/RN), visando compreender os itinerários terapêuticos relativos à "saúde mental” que se produzem entre seus moradores e moradoras. Para tanto, é um estudo qualitativo e exploratório que se ampara nos estudos decoloniais, atentando à necessidade de aproximação aos conhecimentos alvo de invisibilização mediante o colonialismo. Lançamos mão, nessa esteira, de uma compreensão de saúde mental que se ampara no princípio ético-político do bem viver - sumak kawsay no Kíchwa, suma Qamaña no Aymara - que suscita a compreensão do humano enquanto parte de uma comunidade ampla em que as pessoas não apenas se relacionam umas com as outras, mas com os elementos da natureza, o território, a espiritualidade, em uma relação interdependente. Partindo dessa leitura, uma “saúde mental” indígena se torna possível por um alinhamento dos projetos de bem viver das pessoas e comunidades. Os itinerários terapêuticos, por sua vez, permitem relacionar dispositivos de cuidado formais e informais que se sucedem nos caminhos dos sujeitos no lidar com a saúde, de forma a direcionar visibilidade à pluralidade de saberes que acessam as pessoas e comunidades. Utilizamos como instrumentos de pesquisa questionário sociodemográfico, entrevistas semiestruturadas e a elaboração de diários de campo. Participaram do estudo 7 moradores e moradoras do Amarelão (RN) com idade maior que 18 anos e reconhecidos – pela comunidade ou pelos agentes de saúde do território – enquanto pessoas que passam ou passaram por situações que afetam sua saúde mental. Os achados do estudo demonstram uma não inserção da comunidade na SESAI, de modo que a atenção em saúde é estabelecida via SUS. Notamos também uma incorporação de diversos campos de saber nos itinerários dos participantes, que acessaram dispositivos como ESF, hospitais psiquiátricos e CAPS. Ao mesmo tempo, relatam a incorporação de práticas de atuação de curadores da comunidade, bem como a utilização dos chamados "remédios do mato", ligados aos saberes ancestrais do povo Mendonça. As compreensões de bem viver produzidas suscitam uma complementaridade, reciprocidade e relacionalidade que engloba vínculos comunitários e relações com a terra tecidas pelos participantes. Longe de uma generalização que deve ser estendida à totalidade do povo Mendonça, as compreensões que aqui surgem apontam possíveis caminhos de bem viveres tecidos dentro do Amarelão.


  • Mostrar Abstract
  • The present work assumes as objective to build interlocutions with the Potiguara Mendonça from the Amarelão Community (João Câmara/RN), aiming at understanding the therapeutic itineraries related to "mental health" that are produced among its inhabitants. To do so, this is a qualitative and exploratory study that is supported by decolonial studies, paying attention to the need to approach knowledge that has been invisibilized by colonialism. In this vein, we make use of an understanding of mental health that is based on the ethical-political principle of the good life - sumak kawsay in the Kíchwa, suma Qamaña in the Aymara - which raises the understanding of the human being as part of a broad community in which people not only relate to each other, but also to the elements of nature, the territory, and spirituality, in an interdependent relationship. From this reading, an indigenous "mental health" becomes possible through an alignment of the projects of good living of people and communities. The therapeutic itineraries, in turn, allow us to relate formal and informal care devices that follow in the paths of the subjects in dealing with health, in order to give visibility to the plurality of knowledge that access people and communities. We used as research tools a sociodemographic questionnaire, semi-structured interviews, and field diaries. Seven male and female residents of Amarelão (RN), over the age of 18 and recognized - by the community or by the territory's health agents - as people who are going through or have gone through situations that affect their mental health, participated in the study. The findings of the study show a non-insertion of the community in the SESAI, so that health care is established via SUS. We also noticed an incorporation of various fields of knowledge in the itineraries of the participants, who accessed devices such as ESF, psychiatric hospitals, and CAPS. At the same time, they report the incorporation of practices of community healers, as well as the use of the so-called "bush remedies", linked to the ancestral knowledge of the Mendonça people. The understandings of the good life produced give rise to a complementarity, reciprocity, and relationality that encompasses community bonds and relationships with the land woven by the participants. Far from a generalization that should be extended to the totality of the Mendonça people, the understandings that emerge here point to possible paths of well-living woven within Amarelão.

23
  • RONILDO TEIXEIRA COUTINHO
  • Educação em Saúde e Educação Permanente em Saúde na Deficiência Intelectual: produção científica, capacitação e proposta de intervenção

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIA BERLIM DE MELLO
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • LAURA CAROLINA LEMOS ARAGÃO
  • Data: 29/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Deficiência Intelectual (DI) é um Transtorno de Neurodesenvolvimento caracterizado por déficits funcionais no comportamento adaptativo e inteligência. A Educação em Saúde (ES) e Educação Permanente em Saúde (EPS) são paradigmas fundamentais para a compreensão de ações no campo das Políticas Públicas em Saúde no país. O objetivo da presente pesquisa é analisar a ES e EPS como estratégias de cuidado em Saúde para pessoas com DI. Os objetivos específicos são 1) analisar a produção científica sobre Educação em Saúde para pessoas com DI no cenário nacional, 2) analisar a inserção do eixo da DI nos Planos Estaduais de Educação Permanente em Saúde (PEEPS), 3) Mapear contribuições da Neuropsicologia, em termos de intervenção, com a descrição de um serviço direcionado a crianças e adolescentes com DI e 4) Elaborar proposta de intervenção para adolescentes com DI. Metodologia: A pesquisa subdivide-se em três estudos. O primeiro é revisão integrativa da literatura com pesquisa documental, em que foram identificados estudos descritivos, antigos, com baixa operacionalização conceitual e poucas propostas de intervenção no eixo da ES e baixa frequência de diretrizes específicas para DI com pouca previsão orçamentária no eixo da EPS. O segundo é um estudo teórico-descritivo em identificou como principais alvos terapêuticos no Funcionamento Sensório-motor, Linguagem, Atenção, Funções Executivas e Funcionamento Socioemocional com ênfase em atividades concretas e mediadas por Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e como principais ações de intervenção a psicoeducação e intervenções no auxílio dos Planos de Ensino Individualizado e nos Projetos Terapêuticos Singulares. O terceiro é uma proposta de intervenção, desenvolvida a partir do modelo da multidimensional, biopsicossocial e hierárquico da CIF construída a parte de protocolos de intervenção e materiais técnicos sobre a DI e que foi pensado para contemplar como alvo terapêutico os três eixos do Comportamento Adaptativo, habilidades sociais, conceituais e práticas, bem como os subcomponentes de Atividade/Participação da CIF. 


  • Mostrar Abstract
  • Intellectual Disability (ID) is a Neurodevelopmental Disorder characterized by functional deficits in adaptive behavior and intelligence. Health Education (ES) and Permanent Health Education (EPS) are fundamental paradigms for understanding actions in the field of Public Health Policies in the country. The objective of the present research is to analyze ES and EPS as health care strategies for people with ID. The specific objectives are 1) to analyze the scientific production on Health Education for people with ID in the national scenario, 2) to analyze the insertion of the ID axis in the State Plans for Permanent Education in Health (PEEPS), 3) To map contributions from Neuropsychology, in terms of intervention, with the description of a service aimed at children and adolescents with ID and 4) Elaborate an intervention proposal for adolescents with ID. Methodology: The research is divided into three studies. The first is an integrative literature review with documental research, in which descriptive, old studies were identified, with low conceptual operationalization and few intervention proposals in the ES axis and low frequency of specific guidelines for ID with little budget forecast in the EPS axis. The second is a theoretical-descriptive study that identified as main therapeutic targets in Sensory-Motor Functioning, Language, Attention, Executive Functions and Socioemotional Functioning with emphasis on concrete activities and mediated by Information and Communication Technologies (ICTs) and as main actions of intervention to psychoeducation and interventions in support of Individualized Teaching Plans and Singular Therapeutic Projects. The third is an intervention proposal, developed from the multidimensional, biopsychosocial and hierarchical model of the ICF, built on the basis of intervention protocols and technical materials on ID and which was designed to contemplate as a therapeutic target the three axes of Adaptive Behavior, social, conceptual and practical skills, as well as the ICF Activity/Participation subcomponents.

24
  • CLÁUDIO MIRANDA PAIVA PEREIRA PINTO
  • ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL PARA O PORTUGUÊS (BRASIL) DO INSTRUMENTO (CANHELP LITE) CAREGIVER QUESTIONNAIRE

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALESSANDRA DO NASCIMENTO CAVALCANTI
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MARIA AURELINA MACHADO DE OLIVEIRA
  • Data: 29/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O cuidado destinado aos pacientes e aos familiares que enfrentam situações de adoecimento que colocam o paciente em grande risco vem ganhando notoriedade frente à complexidade que envolve este evento. O papel do cuidador, seja ele familiar ou não, nesse processo vem sendo cada vez mais evidenciado. Avaliar sua satisfação se mostrou um importante passo para a compreensão não apenas do impacto do fenômeno como também permitindo avaliar a qualidade da assistência ofertada. Um obstáculo que permeia esta temática é a carência de trabalhos relevantes ou instrumentos que possam auxiliar nesta avaliação na literatura brasileira. Objetivo: O presente trabalho se propôs mediante a escassez de instrumentos na literatura brasileira de instrumentos com propostas semelhantes, a realizar a adaptação transcultural para o português brasileiro do instrumento canadense Canadian Health Care Evaluation Project (CANHELP Lite) Caregiver Questionnaire, que conta com 23 itens para avaliar a satisfação de familiares e/ou cuidadores de pacientes em cuidados paliativos. Metodologia: Estudo do tipo quantitativo com corte transversal, em que se realizoua equivalência conceitual e deitens,semântica e operacional entre o instrumento original e a versão brasileira; e a equivalência de mensuração. Resultados: Evidenciou-se uma satisfatória equivalência conceitual e de itens entre o instrumento original e das retrotraduções. Na etapa de avaliação da equivalência de mensuração foram avaliados 115 por meio de Análise descritiva, Teste de Person, Teste t de Student e do teste ANOVA. Quando analisado por meio do Alfa de Cronbach, foi obtido o valor acima de 0,80 de consistência interna para os itens do (CANHELP Lite), índice satisfatório que encoraja o uso do instrumento produzido na etapa seguinte de validação. Conclusão: Apesar das limitações que cercaram o estudo, os resultados obtidos mostram uma boa confiabilidade do instrumento.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The care for patients and family members who face illness situations that put the patient at great risk has been gaining notoriety in view of the complexity involved in this event. The role of the caregiver, whether a family member or not, in this process has been increasingly evident. Assessing their satisfaction proved to be an important step towards understanding not only the impact of the phenomenon, but also allowing the assessment of the quality of care offered. An obstacle that permeates this theme is the lack of relevant works or instruments that can help in this evaluation in the Brazilian literature. Objective: The present study proposed, due to the scarcity of instruments in the Brazilian literature of instruments with similar proposals, to carry out the cross-cultural adaptation into Brazilian Portuguese of the Canadian Health Care Evaluation Project (CANHELP Lite) Caregiver Questionnaire, which has 23 items to assess the satisfaction of family members and/or caregivers of patients in palliative care. Methodology: A quantitative cross-sectional study, in which conceptual and item, semantic and operational equivalence was performed between the original instrument and the Brazilian version; and measurement equivalence. Results: There was a satisfactory conceptual and item equivalence between the original instrument and the back-translations. In the evaluation stage of measurement equivalence, 115 were evaluated using descriptive analysis, Person's test, Student's t test and ANOVA test. When analyzed using Cronbach's Alpha, a value above 0.80 of internal consistency was obtained for the (CANHELP Lite) items, a satisfactory index that encourages the use of the instrument produced in the next validation step. Conclusion: Despite the limitations that surrounded the study, the results obtained show a good reliability of the instrument.

25
  • JONAS RAYFE VASCONCELOS DA SILVA
  • A ESCUTA DO DELÍRIO: DIÁLOGOS ENTRE A PSICANÁLISE E A SAÚDE MENTAL

  • Orientador : MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
  • MÁRCIO MARIATH BELLOC
  • ZAETH AGUIAR DO NASCIMENTO
  • Data: 02/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Trata-se de um estudo a respeito dos efeitos da escuta do delírio psicótico para a construção de processos de desinstitucionalização. O discurso delirante provoca reações antagônicas, tanto de estranheza frente a dimensão enigmática da linguagem nas psicoses, quanto de fascínio em desejar saber como o delírio se constitui para cada sujeito e o que pode operar aquele que o escuta. Na atividade de escuta aos sujeitos psicóticos, que historicamente são silenciados como uma técnica de tratamento, interrogo sobre o que pode acontecer quando o delírio é escutado e quais os efeitos que se produzem nos modos de cuidar. A interrogação que baseia esta pesquisa é: como a escuta de sujeitos psicóticos, em seus discursos ditos delirantes, pode ousar a construção de processos de desinstitucionalização? Nesta perspectiva, analisamosos efeitos da escuta do delírio como verdade singular de um sujeito. A pesquisa teve como base a orientação do método psicanalítico. O campo de pesquisa foi o Hospital Geral Dr. João Machado, componente da Rede de Atenção Psicossocial do RN, que historicamente é conhecido como uma instituição psiquiátrica, com atenção à crise em saúde mental e possibilidade de internação. Utilizei o dispositivo clínico-metodológico denominado escuta-flânerie articulada com diários das experiências do campo problemático e a ferramenta de construção do caso clínico. A aposta de trabalho com delírio não foi de confrontá-lo, buscando certa adaptação do sujeito ao discurso compartilhado, mas de levar em conta sua força reconstrutiva na estabilização psicótica, bem como a capacidade de formar laço social e tecer caminhos que apontem saídas da clausura. No trabalho da desinstitucionalização, em suas itinerâncias pelos territórios, tratou-se de delirarousando andar pelos caminhos indicados por aquilo que estava fora dos sulcos, fora dos caminhos retos da razão manicomial. Portanto, escutou-se o delírio para delirar um lugar no mundo junto com os sujeitos.


  • Mostrar Abstract
  • This is a study about the effects of listening to psychotic delusion for the construction of deinstitutionalization processes. Delusional speech provokes antagonistic reactions, both of strangeness in the face of the enigmatic dimension of language in psychoses, and of fascination in wanting to know how delusion is constituted for each subject and what can operate the one who listens to it. In the activity of listening to psychotic subjects, who are historically silenced as a treatment technique, I ask about what can happen when delusion is heard and what are the effects that are produced in the ways of caring. The question that underlies this research is: how can listening to psychotic subjects, in their so-called delusional speeches, dare to build processes of deinstitutionalization? In this perspective, we analyze the effects of listening to delusion as a singular truth of a subject. The research was based on the orientation of the psychoanalytic method. The field of research was the General Hospital Dr. João Machado, component of the Psychosocial Care Network of RN, which is historically known as a psychiatric institution, with attention to the mental health crisis and the possibility of hospitalization. I used the clinical-methodological device called listeningflânerie articulated with diaries of experiences in the problematic field and the clinical case construction tool. The focus of work with delusion was not to confront it, seeking a certain adaptation of the subject to the shared discourse, but to take into account its reconstructive force in psychotic stabilization, as well as the ability to form social bonds and weave paths that point out of the cloister. . In the work of deinstitutionalization, in its itinerancies through the territories, it was about delirious, daring to walk along the paths indicated by what was outside the furrows, outside the straight paths of the asylum reason. Therefore, the delirium was listened to delirious about a place in the world together with the subjects.

26
  • DAYANA CRISTINA SALES DA SILVA
  • IMPACTOS DA PANDEMIA DA COVID-19 NO AMBIENTE DE LITERACIA FAMILIAR EM CRIANÇAS DE ESCOLAS PÚBLICAS

  • Orientador : CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • DANIELLE FERREIRA GARCIA
  • Julia Beatriz Lopes Silva
  • Data: 02/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • A pandemia da COVID-19 aumentou as dificuldades para a educação básica da rede
    pública de ensino do Brasil, abrindo um abismo no processo de alfabetização e práticas de leitura, tanto
    no âmbito familiar quanto no escolar, na população de baixa renda. O reflexo disso foram crianças em
    casa sem acesso às atividades escolares, mesmo após dois anos de pandemia. O ensino remoto, proposto
    durante o isolamento, não conseguiu alcançar a todos, devido às crianças em vulnerabilidade social não
    terem acesso a um computador ou smartphone e à rede de internet. Embora o tempo compartilhado com
    a família possa ter aumentado com o isolamento social, a qualidade desse tempo usado para hábitos de
    literacia familiar não pode ser garantida, pois muitos destes pais sequer sabem como proporcionar tais
    oportunidades aos seus filhos. A partir desse pressuposto, o trabalho em questão utiliza como
    fundamentação teórica a neuropsicologia histórico-cultural postulada pelos trabalhos de Luria e das
    contribuições de Vygotsky para o estudo da linguagem e sua mediação simbólica. O objetivo geral foi
    analisar o impacto da pandemia nas práticas de literacia familiar para aprendizagem da leitura e escrita
    em crianças de escolas públicas entre 6 e 11 anos de idade. A metodologia parte de um estudo
    quantitativo, a partir de um corte transversal, realizado em escolas da rede pública municipal de ensino.
    O público-alvo foram 28 pais ou responsáveis por crianças entre 6 e 11 anos de idade. Foi utilizado a
    versão brasileira do questionário COVID-19 HELP, contendo questões sobre práticas de literacia
    familiar. Resultados obtidos: a variável analisada situação profissional da mãe demonstrou que uma
    parcela da amostra passou da condição de trabalhando em tempo integral fora de casa, para
    desempregado, quando considerado antes e após a COVID-19 afetar a região. O segundo dado
    significativo foi o item números de livros digitais para adultos, no qual houve uma queda significativa
    no acesso a livros digitais destes pais e/ou moradores adultos da casa durante a pandemia. Conclusão:
    Foi possível observar que o período de Pandemia não ocasionou impacto significativo para as práticas
    de literacia familiar o que sugere que, apesar de o isolamento social propiciar aos cuidadores maior
    tempo com suas crianças, a disponibilidade e qualidade desse tempo para práticas de literacia não foi
    garantida. Este resultado, considerando que se trata de uma população de baixa renda, retrata
    severamente as condições de vulnerabilidade que esta população está inserida e retrata uma dura
    realidade do país, na qual um alto percentual da população é analfabeta ou não possui hábitos de leitura.


  • Mostrar Abstract
  • the pandemic COVID -19 has made basic education in the public school system in Brazil
    even more difficult and has opened a chasm in literacy and reading practices in the population, both in
    the family and in school. low income. This is reflected in the fact that children did not have access to
    school activities at home even after two years of the pandemic. Distance learning, which was proposed
    during the isolation, could not reach all of them because the vulnerable children did not have access to
    a computer or smartphone and to the Internet. Although the time shared with the family may have
    increased with social isolation, the quality of this time used for family literacy cannot be guaranteed,
    since many of these parents do not even know how to provide such opportunities to their children. Based
    on this assumption, the present work uses as its theoretical foundation the historical-cultural
    neuropsychology postulated by Luria's works and Vygotsky's contributions to the study of language and
    its symbolic mediation. The general objective was to analyze the impact of the pandemic on family
    practices for learning to read and write among children between 6 and 11 years old in public schools.
    The methodology was based on a quantitative study with transversal sectioning conducted in schools of
    the urban public education network. The target population was 28 parents or guardians of children
    between 6 and 11 years old. The Brazilian version of the COVID-19 HELP questionnaire was used,
    which includes questions about family literacy practices. Results: The variable that analyzed the
    mother's occupational situation showed that part of the sample moved from full-time employment
    outside the home to unemployment, considering the region before and after COVID -19. The second
    significant item was "number of adult digital books", where there was a significant decrease in access to
    digital books by these parents and/or adult household members during the pandemic. Conclusion: It was
    found that the pandemic did not have a significant impact on family literacy practices, suggesting that
    while social isolation provided caregivers with more time with their children, the availability and quality
    of that time for literacy practices did not. Being a low-income population, this finding is a clear indication
    of the vulnerability of this population and shows the harsh reality of the country where a high percentage
    of the population is illiterate or lacks reading habits.

27
  • MANUELLA FERNANDA MEDEIROS GUEDES
  • PROGRAMA DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: A REDE DE EDUCAÇÃO
    PÚBLICA DE NATAL/RN EM QUESTÃO

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • JULIANO BECK SCOTT
  • Data: 12/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste estudo foi analisar os limites e potencialidades de um programa de prevenção à violência contra a mulher desenvolvido na rede pública de educação do estado do RN. Denominado “Programa Maria da Penha vai à Escola” (PROMAPE), é fruto da lei 10.330/2018, que, ancorada na Lei Maria da Penha, dispõe sobre o fomento do debate sobre a igualdade de gênero e noções básicas sobre a LMP na educação, a fim de prevenir a violência contra a mulher. No RN, entre 2011 e 2020, 1.050 mulheres foram mortas no Estado por causas proxy para feminicídio, ou seja, por condutas violentas letais intencionais das quais 83% das vítimas tinham entre 15 e 49 anos e 76,2% eram mulheres negras. Esses dados resultam de uma sociedade estruturalmente patriarcal-racista-capitalista, que imprime determinações, que se desdobram em desigualdades, opressões e violências sobre a vida de meninas e mulheres. Para tanto, foram elencados como objetivos específicos: a) caracterizar o programa, b) investigar as implicações de sua implementação e desenvolvimento nas escolas e c) problematizar sua contribuição, junto aos(às) representantes escolares envolvidos(as), que experienciaram a intervenção dos programas e junto aos(às) coordenadores(as) à frente de seu desenvolvimento. No tocante ao método, foram realizadas duas etapas: documental e de entrevistas. Desta forma, foram realizadas 9 entrevistas semiestruturadas e individuais, com os coordenadores do PROMAPE e com representantes escolares das escolas-alvo do programa. A análise dos dados está apoiada no materialismo histórico-dialético, incorporado à perspectiva feminista marxista, que possibilita uma análise crítica sobre as relações sociais e a desnaturalização das diversas opressões a que estão submetidas as mulheres. Os resultados estão organizados em categorias agrupadas em três eixos de discussão: percepções sobre a violência contra a mulher, as expressões da violência e a escola, e a experiência do programa de prevenção à violência contra a mulher na rede estadual de educação. Os resultados demonstram que a violência contra meninas e mulheres é um fenômeno que atravessa a educação e a escola e se reproduz neste contexto de múltiplas formas. Apesar dessa expressão, há ainda um desconhecimento acerca do papel da educação frente aos casos de violência, bem como da própria rede de proteção e atendimento e de procedimentos externos. Verificou-se que, apesar do contexto neoconservador, discussões que envolvem a violência contra a mulher como estratégia de enfrentamento e prevenção já eram realizadas pelas escolas antes da intervenção do PROMAPE. Por sua vez, os resultados também indicaram que ainda são necessárias melhorias no Programa, para que possibilitem uma efetiva prevenção à violência, visto que ainda tem alcance e intervenções limitadas. Desta forma, compreende-se que o programa, apesar de fundamental para a prevenção à violência e para os processos de conscientização, não consegue efetivamente enfrentar a violência, visto que não alcança as bases da estrutura social patriarcal-racista-capitalista. Conclui-se que o PROMAPE, pode ser uma possibilidade para prevenir a violência contra a mulher, especialmente por sua intervenção ser realizada no âmbito da educação, entretanto, pressupõe alterações na sua estrutura, alcance e proposta metodológica, para que promova mudanças efetivas, sem desconsiderar sua limitação intrínseca de resposta à complexidade da violência contra a mulher. 


  • Mostrar Abstract
  • The purpose of this study was analyze the boundaries and potentialities of program to prevent violence against women developed on estadual educational instance of RN. Denominated “Programa Maria da Penha vai à Escola” (Maria da Penha goes to school program) (PROMAPE), which is from the law 10.330/2018, that aligned with Law Maria da Penha, has about the debate about gender equality and basic notion of LMP on education, in order to prevent violence against women. In RN, between 2011 and 2020, 1.050 women were killed in the State because of femicide, in other words, for lethal intentional violent conduct, which 83% of victims were between 15 and 49 years old and 76,2% were black women. These datas result from a society structurally patriarchal-racist-capitalist, that prints determinations of inequality, oppression and violences on women’s and younger’s life. Therefore, were selected specific purposes: a) character the program, b) investigate the implications of implementation and development at schools and c) problematize it contribution, next to scholars representatives envolved, that experienced the program interventions and next to coordinators whose developed. About method, were advanced 2 phases: documental and interviewing. Thus, were produced 9 interviews semi-structured and individuals, with PROMAPE coordinators and scholars representatives of target school of the program. The analysis of data is  supported on materialism historic-dialect, incorporated to a feminist Marxist perspective, that possibilities the critical analysis about social relations and denaturalization of several oppressions that women are submitted. The results are organized in categories grouped on three axes discussion: perceptions of violence against woman, expression of violence and the school, and the experience of the program of violence against woman prevention on the estadual network of education. The results demonstrate that violence against young girls and women is a phenomenon though education and the school, and reproduces on this context in many ways. Despite this expression, there is still a unfamiliarity about the role of education in front of the violence cases, as well as the protection network itself and treatment, and external procedures. It was verified that, despite the conservative context, discussions that envolves violence against woman as strategies of confrontation and prevention have already been carried out by schools before the PROMAPE intervention. On the other hand, the results indicate also, that still necessary improvements on the program, to enable effective prevention to violence, since still have limited reach and interventions. This way, it is understood that the program, although fundamental for the prevention of violence and for the consciousness process, can not effectively confront the violence, since do not achieve the bases of social structure patriarchal-racist-capitalist. It is concluded that PROMAPE, can be one possibility to prevent violence against woman, specially for it intervention being realized in the education field, however, presupposes structural modifications, reach and methodological proposal, to promote effective changes, without disregard it limitation intrinsic of answer to the complexity violence against woman.

Teses
1
  • IVAN FARIAS BARRETO
  • Processos de alcoolização e atenção psicossocial em uma comunidade indígena potiguar

  • Orientador : MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
  • JAMES FERREIRA MOURA JUNIOR
  • JOAO PAULO SALES MACEDO
  • TELMO MOTA RONZANI
  • ZULMIRA AUREA CRUZ BOMFIM
  • Data: 01/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • O uso de bebidas alcoólicas por povos indígenas brasileiros relaciona-se com uma série de fatores históricos, psicossociais e de saúde que demandam providências urgentes na minimização dos agravos relacionados. No estado do Rio Grande do Norte (RN) não foram encontrados estudos sobre essa temática, indicando a existência de uma lacuna, na qual esse trabalho contribui para melhor entendimento da questão. O principal objetivo da tese é analisar os processos de alcoolização e a organização dos serviços de atenção à saúde em uma comunidade indígena do RN. Para tanto, foram realizadas três revisões teóricas que analisaram: 1) a construção das políticas públicas de saúde e a organização dos serviços de atenção psicossocial para povos indígenas brasileiros; 2: os processos de alcoolização entre povos indígenas na América Latina; 3) o uso prejudicial de bebidas alcoólicas por povos indígenas no Brasil. Além desses, foi empreendida uma pesquisa de campo a partir de entrevistas semiestruturadas com indígenas e profissionais de saúde que atuam na comunidade. Os resultados foram apresentados em dois capítulos que indicam que a ingestão de álcool tem sido percebida como um fenômeno naturalizado e está associada a diversos problemas sociais e de saúde. Além disso, a escassez de recursos humanos e a insuficiente infraestrutura da rede de atenção têm prejudicado a organização das ações de atenção psicossocial na comunidade, potencializando os riscos de agravamento da saúde mental de indígenas mais vulneráveis.


  • Mostrar Abstract
  • The use of alcoholic beverages by Brazilian indigenous peoples is related to a series of historical, psychosocial and health factors that demand urgent measures to minimize related problems. In the state of Rio Grande do Norte (RN), no studies were found on this topic, indicating the existence of a gap, in which this work contributes to a better understanding of the issue. The main objective of the thesis is to analyze the processes of alcoholization and the organization of health care services in an indigenous community of RN. Therefore, were carried out three theoretical reviews that analyzed: 1) the construction of public health policies and the organization of psychosocial care services for Brazilian indigenous peoples; 2: alcoholization processes among indigenous peoples in Latin America; 3) the harmful use of alcoholic beverages by indigenous people in Brazil. In addition to these, a field research was undertaken based on semi-structured interviews with indigenous people and health professionals who work in the community. The results were presented in two chapters which indicate that alcohol intake has been perceived as a naturalized phenomenon and it is associated with several social and health problems. Furthermore, the lack of human resources and the insufficient infrastructure of the care network have hindered the organization of psychosocial care actions in the community, increasing the risks of worsening the mental health of the most vulnerable indigenous people.

2
  • KÁTYA DE BRITO E SILVA FREIRE
  • PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA PSICOLOGIA SOBRE OS CONTEXTOS RURAIS NA AMÉRICA LATINA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • CLARICE REGINA CATELAN FERREIRA
  • FERNANDO PABLO LANDINI
  • JOAO PAULO SALES MACEDO
  • Data: 23/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Os contextos rurais constituem um novo campo de investigação da Psicologia latino-americana. Assim, alguns desafios têm perpassado essa aproximação, destacando-se as lacunas teóricas a respeito da categoria rural. Diante disso, objetivou-se investigar como a produção científica da Psicologia tem se aproximado dos contextos rurais na América Latina, por meio de uma revisão integrativa da literatura. Foram analisados artigos científicos na forma de estudos empíricos sobre o tema escritos por psicólogos/as latino-americanos/as. As buscas foram realizadas por meio do Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA), sendo utilizado o termo “Psicologia” e o descritor booleano and para os termos, “zona rural” e “população rural”, nos idiomas português, inglês e espanhol, e nas seguintes bases de dados: PubMed, PsycINFO, Redalyc, Scielo, PEPSI e LILACS. No final, chegou-se a um total de 89 artigos. Os principais resultados demonstram que a produção cientifica da Psicologia na América Latina sobre os contextos rurais é recente e ainda encontra-se concentrada dentro de poucos países. Além disso, constatou-se a predominância de termos e expressões que definem rural pelo sentido físico-geográfico. Destaca-se que são poucas as reflexões sobre a categoria rural sendo a Psicologia Social a área que mais produz sobre o tema e reflete sobre essa categoria. Apesar de algumas lacunas, observou-se um esforço da Psicologia em apresentar as especificidades dos contextos rurais, o que pode abrir um importante espaço de análise, discussão e proposição de práticas contextualizadas. Conclui-se que, para que a Psicologia possa contribuir efetivamente no campo dos contextos rurais, é urgente a problematização dos aspectos teóricos sobre rural, entendendo que se trata de uma categoria de reflexão teórica e não apenas um local de realização das pesquisas. É necessário que a Psicologia se posicione com clareza e mostre em que e como pode contribuir para o entendimento e a transformação dos contextos rurais latino-americanos.


  • Mostrar Abstract
  • Rural contexts constitute a new field of research in Latin American psychology. Thus, some challenges have permeated this approach, highlighting the theoretical gaps regarding the rural category. Therefore, the objective was to investigate how the scientific production of Psychology has been approaching rural contexts in Latin America, through an integrative literature review. Scientific articles were analyzed in the form of empirical studies on the subject written by Latin American psychologists. The searches were carried using the Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyzes (PRISMA), using the term “Psychology” and the Boolean descriptor and for the terms, “rural area” and “rural population”, in Portuguese, English and Spanish, and in the following databases: PubMed, PsycINFO, Redalyc, Scielo, PEPSI and LILACS, which resulted in 89 articles. The main results demonstrate that the scientific production of Psychology in Latin America on rural contexts is recent and is still concentrated within some countries. In addition, there was a predominance of terms and expressions that define rural by the physical-geographical sense. It is noteworthy that there are few reflections on the rural category, with Social being the area that produce the most on the theme and reflect on this category. Despite some gaps, there was still an effort by Psychology to present the specificities of rural contexts, which can open an important space for analysis, discussion and proposition of contextualized practices. It is concluded that, so that Psychology can contribute effectively in the field of rural contexts, it isurgent to problematize the theoretical aspects about rural, understanding that it is a category of theoretical reflection and not just a place where research is carried out. It is necessary for Psychology to position itself clearly and show where and how it can contribute to the understanding and transformation of rural Latin American contexts.

3
  • DEBORA SUNALY LEITE DA SILVA
  • CLASSE HOSPITALAR EM ONCOLOGIA PEDIÁTRICA: ARTICULAÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA A INCLUSÃO SOCIAL

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • LAURA CAROLINA LEMOS ARAGÃO
  • PRISCILA MAGALHAES BARROS FELINTO
  • ROBERTA CERES ANTUNES MEDEIROS DE OLIVEIRA
  • Data: 24/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Conforme a legislação vigente a educação é um direito pétreo garantido pela Constituição Federal de 1988, sendo deveres do Estado a sua garantia sem qualquer distinção. No entanto, diversas circunstâncias podem interferir na frequência escolar de crianças/adolescentes, e dentre elas, destacam-se as situações em decorrência do adoecimento e internação. Porém, para essas crianças, o direito educacional permanece e passa a ser ofertado através das denominadas Classes Hospitalares (CH). No cenário do adoecimento na infância, o câncer desponta como uma das patologias que mais acometem a criança e tem prevalência e reflexos significativos, decorrentes principalmente do tratamento, em sua qualidade de vida, sendo a leucemia linfoide aguda (LLA) o tipo de câncer mais comum nessa população. Na última década, estudos apontam para a existência de déficits neuropsicológicos significativos em crianças sobreviventes da LLA. Nesse contexto de atenção às demandas educacionais referentes às condições de tratamento deste grupo clínico, a presente pesquisa teve como objetivo geral caracterizar a política da classe hospitalar em oncologia pediátrica no estado do Rio Grande do Norte, a partir da apresentação de quatro estudos interdependentes: (1) A política da classe hospitalar na oncologia pediátrica do estado do RN: trajetória e perfil; (2) Desafios e potencialidades da classe hospitalar do RN no contexto da oncologia pediátrica: representações e vivências dos professores; (3) Concepções sobre a neuropsicologia e suas contribuições na prática da classe hospitalar oncológica pediátrica; e (4) Caderno informativo e prático (Volumes 1 e 2) apresentando sobre a criança com leucemia linfoide aguda (LLA) e suas implicações no processo de aprendizagem. A pesquisa caracteriza-se como de cunho qualitativo exploratório, realizada através da análise de documentos e entrevista semiestruturada individual com 9 os professores da classe hospitalar oncológica pediátrica do estado do Rio Grande do Norte – RN. Os resultados oriundos dos estudos ressaltam a importância das contribuições da neuropsicologia escolar para a prática da equipe educacional das CH em contexto de oncologia pediátrica, tendo em vista que o suporte educacional especializado para este grupo clínico, contribui também como forma interventiva para possíveis dificuldades educacionais que acometem essa população. Espera-se com tais resultados contribuir para a construção de novos sentidos para a prática docente nas CH, repercutindo em termos da qualidade da educação ofertada ao público clínico da oncologia pediátrica e, consequentemente, sobre a qualidade de vida de crianças e adolescentes.


  • Mostrar Abstract
  • According to current legislation, education is a stony right guaranteed by the Federal Constitution of 1988, and the State&#39;s duties are its guarantee without any distinction. However, several circumstances can interfere with the school attendance of children/adolescents, and among them, situations resulting from illness and hospitalization stand out. However, for these children, the educational right remains and is now offered through the so-called Hospital Classes (CH). In the scenario of childhood illness, cancer emerges as one of the pathologies that most affect children and has a significant prevalence and consequences, mainly resulting from treatment, in their quality of life, with acute lymphoid leukemia (ALL) being the most common type of cancer. common in this population. In the last decade, studies point to the existence of significant neuropsychological deficits in children surviving ALL. In this context of attention to educational demands regarding the treatment conditions of this clinical group, the present research had the general objective of characterizing the policy of the hospital class in pediatric oncology in the state of Rio Grande do Norte, based on the presentation of four interdependent studies: (1) The policy of the hospital class in pediatric oncology in the state of RN: trajectory and profile; (2) Challenges and potential of the RN hospital class in the context of pediatric oncology: representations and experiences of teachers; (3) Conceptions about neuropsychology and its contributions in the practice of the pediatric oncology hospital class; and (4) Informative and practical booklet (Volumes 1 and 2) presenting the child with acute lymphoblastic leukemia (ALL) and its implications in the learning process. The research is characterized as an exploratory qualitative nature, carried out through the analysis of documents and individual semi-structured interviews with 9 professors of the pediatric oncology hospital class in the state of Rio Grande do Norte - RN. The results from the studies highlight the importance of the contributions of school neuropsychology to the practice of the educational team of CH in the context of pediatric oncology, considering that the specialized educational support for this clinical group also contributes as an intervention to possible educational difficulties that affect this population. These results are expected to contribute to the construction of new meanings for teaching practice in CH, impacting in terms of the quality of education offered to the clinical public of pediatric oncology and, consequently, on the quality of life of children and adolescents.

4
  • MATEUS ESTEVAM MEDEIROS COSTA
  • Trabalho e riscos de adoecimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU): contribuições da ergonomia da atividade

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • FLAVIO FERNANDES FONTES
  • MÁRIO CÉSAR FERREIRA
  • REGINA HELOISA MATTEI DE OLIVEIRA MACIEL
  • Data: 24/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • O Serviço de atendimento do Móvel de Urgência (SAMU) é uma importante porta de entrada no Sistema Único de Saúde (SUS) e o principal componente da Política Nacional de Atenção às Urgências (PNAU). Diante da pandemia de COVID-19, o atendimento nas urgências vem aumentado, repercutindo, diretamente, no trabalho realizado pelo SAMU. O presente estudo avaliou o trabalho e os riscos de adoecimento do SAMU durante a pandemia de COVID-19, alicerçado no arcabouço teórico da ergonomia da atividade. Para tanto, esta tese ficou estruturada em três estudos, sendo duas revisões de literatura e um estudo empírico quantitativo. O primeiro estudo de revisão objetivou caracterizar a produção científica sobre a ergonomia da atividade brasileira, enfocando e sistematizando os locais onde os estudos foram realizados, os construtos explorados, os métodos adotados e os principais resultados encontrados. A base de dados consultada foi o Periódicos Capes, via a Comunidade Acadêmica Federada (CAFe) e após o processo de inclusão e exclusão, foram selecionados 42 artigos para a revisão de literatura. Geralmente, os estudos são intervenções de natureza qualitativa, que ocorreram na região sudeste e centro-oeste, a categoria profissional mais estudada são os docentes. O principal meio de divulgação é a revista Laboreal e a Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. Na síntese temática de similaridade emergiram categorias que exploram os aspectos referentes ao trabalho e saúde, a qualidade de vida, as ergodisciplinas e os dispositivos metodológicos em ergonomia da atividade, evidenciando, assim, a diversidade e, paralelamente, as peculiaridades da ergonomia da atividade brasileira. Por sua vez, a segunda revisão literatura desta tese (PROSPERO: CRD42019125250), teve como objetivo analisar a produção científica sobre o trabalho do SAMU. As bases de dados consultadas no primeiro momento foram SciELO, PePSIC e o Periódico CAPES. Em seguida, foi consultada a BVS que congrega as bases de BDENF; IBECS; Index-Psi; LILACS e MEDLINE. Os descritores empregados foram SAMU e atendimento pré-hospitalar (Emergency Medical Services) e Trabalho (Work). A amostra desta revisão foi 49 artigos. A produção científica analisada caracteriza-se por averiguar a relação entre saúde e trabalho do SAMU, mas, ainda ancorados na perspectiva biomédica hegemônica. Boa parte dos estudos foi realizada no nordeste e sudeste. A maioria das pesquisas foi publicada no ano de 2017 e em periódicos de enfermagem. São estudos descritivos e/ou exploratórios, que tomaram os profissionais de enfermagem como amostra, em que averiguaram o estresse ocupacional através da aplicação de questionários. Na síntese temática de similaridade foram emergidas quatro categorias: Trabalho da equipe de enfermagem; Percepção do processo de trabalho e relações de poder; Condições de trabalho e risco de adoecimento; e, Métodos e intervenção. Para efetivação dos componentes do serviço pré-hospitalar do SUS, se faz necessário potencializar a integração e articulação tão fragilizada entre o SAMU e demais estabelecimentos de saúde. Os trabalhadores do pré-hospitalar móvel, são constantemente afrontados com a falta de materiais e o número insuficiente de ambulâncias, o que compromete a qualidade do serviço. Sendo, de fundamental importância, a elaboração de estratégias e novos protocolos que venham a condizer com a realidade de trabalho. Por fim, o terceiro estudo avaliou o contexto de trabalho e os riscos de adoecimento do SAMU durante a pandemia de COVID-19. A amostra foi constituída por 169 trabalhadores, distribuídos em 16 estados brasileiros. Foram aplicadas, neste estudo, a Escala de Avaliação do Contexto de Trabalho, Escala de Custo Humano no Trabalho e Escala de Avaliação de Danos Relacionados ao Trabalho. Os resultados encontrados apresentam níveis críticos a graves. As relações socioprofissionais, as condições de trabalho e custo cognitivo são os fatores que mais influem sobre o trabalho. Os resultados obtidos sugerem providências imediatas a curto e médio prazo, que visem eliminar ou diminuir os riscos de adoecimento presentes nesse ofício profissional.


  • Mostrar Abstract
  • The present study evaluated the work and the risks of illness of the Mobile Emergency Care Service (SAMU) before and during the Covid-19 pandemic in Brazil. It is configured as a literature review and quantitative theoretical-empirical study, based on the ergonomics of the activity. Thus, this thesis was structured in three articles - two literature reviews and a quantitative study. The first study aimed to characterize the scientific production on the ergonomics of Brazilian activity, focusing and systematizing the places where the studies were carried out, the constructs explored, the methods adopted and the main results found. The database consulted was Periódicos Capes, via the Comunidade Acadêmica Federada (CAFe) and after the inclusion and exclusion process, 42 articles were selected for the literature review. Generally, the studies are interventions of a qualitative nature, which took place in the Southeast and Midwest regions, the most studied professional category being teachers. The main means of dissemination are the journal Laboreal and the Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. In the thematic synthesis of similarity, categories emerged that explore aspects related to work and health, quality of life, ergodisciplines and methodological devices in activity ergonomics, thus evidencing the diversity and, in parallel, the peculiarities of the ergonomics of the Brazilian activity. . In turn, the second literature review of this thesis (PROSPERO: CRD42019125250), aimed to analyze the scientific production on the work of SAMU. The databases consulted at first were SciELO, PePSIC and the CAPES Periodical. Then, the VHL that brings together the bases of BDENF was consulted; IBECS; Index-Psi; LILACS and MEDLINE. The descriptors used were SAMU and atenção pré-hospitalar (Emergency Medical Services) and Trabalho (Work). The sample of this review was 49 articles. The scientific production analyzed is characterized by investigating the relationship between health and work at SAMU, but still anchored in the hegemonic biomedical perspective. A good part of the studies was carried out in the northeast and southeast, and a good part was concentrated in the state of Minas Gerais. Most of the researches were published in the year 2017 and in nursing journals. These are descriptive and/or exploratory studies, which took nursing professionals as a sample, in which they investigated occupational stress through the application of questionnaires. In the thematic synthesis of similarity, four categories emerged: Nursing team work; Perception of the work process and power relations; Working conditions and risk of illness; and, Methods and intervention. In order to implement the components of the pre-hospital service of the SUS, it is necessary to enhance the integration and articulation that is so fragile between the SAMU and other health establishments. Mobile pre-hospital workers are constantly faced with the lack of materials and the insufficient number of ambulances, which compromises the quality of the service. Being, of fundamental importance, the elaboration of strategies and new protocols that come to match the reality of work. Finally, the third article evaluated the work context and the risks of illness at SAMU in the face of the COVID-19 pandemic. The sample consisted of 169 workers, distributed among 16 Brazilian states. In which the Escala de Avaliação do Contexto de Trabalho, Escala de Custo Humano no Trabalho e Escala de Avaliação de Danos Relacionados ao Trabalho. The results found elude to critical to severe levels. Socio-professional relationships, working conditions and cognitive cost are the factors that most influence work. Thus, the results suggest immediate measures in the short and medium term, aimed at eliminating or reducing the risks of illness present in this work.

5
  • WELISON DE LIMA SOUSA
  • A POPULAÇÃO DE RUA EM SEUS MODOS DE VIDA, MULTIPLICIDADES E SINGULARIDADES NO CARIRI CEARENSE

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • JADER FERREIRA LEITE
  • VERONICA MARIA FERNANDES DE LIMA
  • CARLOS EDUARDO ESMERALDO FILHO
  • LÁZARO BATISTA DA FONSECA
  • Data: 13/05/2022

  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa, interessa-nos pensar como um fenômeno global, a população de rua, se singulariza na região do Cariri Cearense. Temos o objetivo geral de analisar as singularidades e multiplicidades dos modos de vida da população em situação de rua do Cariri Cearense; e, de modo específico: Descrever os elementos históricos que estão presentes na produção da população de rua nessa região e como eles se atualizam numa história do presente; Conhecer modos de vida da população de rua do Cariri no processo de produzir e ser produzida pela cidade; Identificar os impactos da pandemia da covid-19 junto à população em situação de rua do Cariri. Do ponto de vista metodológico, realizamos um trabalho de orientação etnográfica, no qual nos utilizamos da observação participante e itinerante, conversas no cotidiano e registros em diário de campo, que resultaram na construção de dois eixos de análise: o que há de comum na população de rua no Cariri e em outros lugares, na condição de trabalhadores(as), desempregados(as), migrantes e usuários de drogas; o que há de singular nessa população, própria da região, que são as figuras dos beatos, romeiros e remanescentes do Hospital Psiquiátrico Casa de Santa Teresa. Diante da pandemia do coronavírus, fizemos uma pesquisa com reportagens, em que buscamos traçar um panorama das ações feitas em relação à população de rua e covid-19 na região do Cariri. Encontramos no Cariri figuras singulares da população de rua que existem por sua relação com a cidade, num duplo movimento de produzi-la e de serem produzidas por ela. Quanto à pandemia, identificamos que muitas ações voltadas para a população de rua foram realizadas pela sociedade civil, e não por políticas públicas. O Estado foi negligente nas suas ações ou no modo como as executou, mas tivemos uma rede de solidariedade, que produziu outros modos de cuidar. 


  • Mostrar Abstract
  • In this research, we seek to think about how a global phenomenon, the people living in the streets, is singularized in the region of Cariri, in the Brazilian state of Ceará. Our general goal is to analyze the singularities and multiplicities concerning the lifestyle of the people living in the streets, in Cariri, Ceará, and, especifically, to describe the historical elements that are present in the production of the people living in the streets, in this region and how they are maintained in a history of the present; to comprehend the lifestyle of the people living in the streets, of Cariri in the process of producing and being produced by the city; to identify the impacts of the COVID-19 pandemic on the people living in the streets of Cariri. From the methodological point of view, we carried out an ethnographic orientation work, from which we made use of participant and itinerant observation, daily life conversations, and field diary records, which resulted in the construction of two axes of analysis: what is common in the Cariri people living in the streets and elsewhere, as workers, unemployed people, migrants, and drug users; what is unique about this population, typical of the region, which are the figures of the blessed, pilgrims, and remnants of the Casa de Santa Teresa Psychiatric Hospital. In the face of the COVID-19 pandemic, we carried out a research with reports, in which we sought to outline the actions taken in relation to the people living in the streets that exist through their relationship with the city, in a double movement of producing it and being produced by it. As for the pandemic, we identified that many actions aimed at the people living in the streets were carried out by civil society; not by public policies. The State was negligent in its actions or in the way it performed them, but we had a solidarity network that produced other ways of taking care of this population.

6
  • MARIA LAIS DOS SANTOS LEITE
  • PRODUÇÃO DE SENTIDOS SOBRE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AGRICULTORAS(ES) FAMILIARES DO DISTRITO ARAJARA EM BARBALHA-CE

  • Orientador : JADER FERREIRA LEITE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JADER FERREIRA LEITE
  • MARIA DA GRAÇA SILVEIRA GOMES DA COSTA
  • VICTORIA RÉGIA ARRAIS DE PAIVA
  • SUELY SALGUEIRO CHACON
  • YLDRY SOUZA RAMOS QUEIROZ PESSOA
  • Data: 20/05/2022

  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho abordamos os cotidianos, modos de vida e os sentidos produzidos por agricultoras(es) familiares em relação à vida nos contextos rurais, à agricultura familiar e às Políticas Públicas para Agricultura Familiar (PPAF) implantadas na Região do Cariri, território situado no Estado do Ceará, Nordeste do Brasil. Estabelecemos como foco do estudo a produção discursiva de agricultoras(es) familiares em contextos rurais e enquanto objetivo geral: compreender os sentidos produzidos por agricultoras(es) familiares em relação às políticas públicas para agricultura familiar implantadas na Região do Cariri. Delineamos como objetivos específicos: I. Analisar os posicionamentos discursivos da legislação relacionada à agricultura familiar no Brasil; II. Investigar as concepções de rural presentes no grupo investigado; III. Caracterizar as principais práticas produtivas nas unidades familiares; IV. Identificar permanências e rupturas nos modos de vida de agricultoras(es) familiares. A pesquisa no campo-tema foi desenvolvida em dois eixos. O primeiro, de 2018 a 2020, foi dedicado a documentos oficiais relacionados à agricultura familiar e às políticas públicas do setor no Brasil, utilizando a análise de documentos de domínio público. O segundo, realizado em todo o período de doutoramento, e especialmente entre os anos de 2020 e 2021, com a produção de dados em campo por meio de observações e conversas no cotidiano e a realização de entrevistas com sujeitas(os) que têm dedicado suas vidas às atividades agrícolas familiares, à liderança de suas comunidades e que ao longo desse processo participaram de PPAF destinadas ao setor. As entrevistas ocorreram em três comunidades rurais que integram o Distrito Arajara, no município de Barbalha, na Região do Cariri cearense. Destacamos como principais resultados de nossa análise, as seguintes linhas argumentativas: 1. A nomeação ‘agricultura familiar’ visa agregar atrizes/atores de contextos rurais e urbanos em torno de um único termo, aproximando diferentes(as) produtoras(es) para além da agricultura; 2. As PPAF implantadas no Brasil agem como catalisadoras de mudanças sociais nos contextos rurais. 3. Os discursos que circulam – e também se reatroalimentam, entres as(os) moradoras(es), técnicas(os) e acadêmicas(os), as observações e decisões políticas, das quais destacamos as políticas públicas – afetam e atualizam os cotidianos e modos de vida nos contextos rurais. As(os) interlocutoras(es) registraram em nossas trocas discursivas a centralidade que atribuem ao trabalho, a relevância das relações de proximidade com a família e suas comunidades e o valor simbólico da agricultura. Sobre as políticas públicas, as famílias destacaram com pesar a redução dos recursos de programas como Programa de Aquisição de Alimentos – PAA e Programa Nacional de Alimentação Escolar – Pnae, que contribuem com a segurança alimentar e nutricional de beneficiários(as) de entidades socioassistenciais e educacionais e oportunizam ainda para elas(es) uma melhoria da renda e de condições de trabalho. Elas(es) se posicionam positivamente em relação ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf. Por fim, apontamos que a continuidade do programa de concessão de crédito desarticulada de outras PPAF é insuficiente para valorização e manutenção desta categoria social.


  • Mostrar Abstract
  • In this work we approach the daily life, ways of life and the meanings produced by family farmers in relation to life in rural contexts, family farming and Public Policies for Family Agriculture (Políticas Públicas para Agricultura Familiar – PPAF) implemented in the Cariri region of Ceará. We established as a focus of the study the discursive production of family farmers in rural contexts and as a general objective: to understand the meanings produced by family farmers in relation to public policies for family farming implemented in the Cariri Region. We outline specific objectives: I. To analyze the discursive positions of the legislation related to family agriculture in Brazil; II. Investigate the conceptions of rural present in the investigated group; III. Characterize the main productive practices in family units; IV. Identify continuities and ruptures in the ways of life of family farmers. The research was developed in two axes. The first, from 2018 to 2020, is dedicated to the analysis of official documents related to family farming and public policies for the sector in Brazil using the analysis of documents in the public domain. The second, carried out throughout the doctoral period, and especially between 2020 and 2021, with the production of data in the field through observations and conversations in everyday life, and interviewing subjects who have dedicated their lives to family farming activities, to the leadership of their communities and that throughout this process they participated in PPAF aimed at the sector. The interviews took place in three rural communities that make up the Arajara District, in the municipality of Barbalha, in the Cariri Region of Ceará. As the main results of our analysis, we highlight the following lines of argument: 1. The name 'family agriculture' aims to aggregate actresses/actors from rural and urban contexts around a single term, bringing together different producers beyond agriculture; 2. The PPAFs implemented in Brazil act as catalysts for social change in rural contexts. 3. The discourses that circulate - and also feed back, among the residents, technicians and academics, the political observations and decisions, of which we highlight public policies - affect and update the daily lives and ways of life in rural contexts. The interlocutors registered in our discursive exchanges the centrality they attribute to work, the relevance of close relationships with the family and their communities and the symbolic value of agriculture. Regarding public policies, families regretfully highlighted the reduction in resources from programs such as the Food Acquisition Program (Programa de Aquisição de Alimento – PAA) and the National School Feeding Program (Programa Nacional de Alimentação Escolar – Pnae), which contribute to the food and nutritional security of beneficiaries of social assistance entities, education, and also provide opportunities for them to improve their income and working conditions. They position themselves positively in relation to the National Program for Strengthening Family Agriculture (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf). Finally, we point out that the continuity of the credit granting program disconnected from other PPAF is insufficient for the valorization and maintenance of this social category.

7
  • GABRIEL MIRANDA BRITO
  • EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE INTERNAÇÃO: NOTAS SOBRE A PRIVAÇÃO DE LIBERDADE DE ADOLESCENTES NO BRASIL

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CYNTHIA BISINOTO EVANGELISTA DE OLIVEIRA
  • GIOVANE ANTONIO SCHERER
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • NELSON GOMES DE SANT'ANA E SILVA JUNIOR
  • Data: 15/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Com o objetivo de analisar as maneiras pelas quais a medida socioeducativa de internação se constitui como um instrumento de criminalização, redução das vulnerabilidades ou reforço de uma posição estigmatizante, a presente tese se debruça a respeito de quatro problemáticas contemporâneas relacionadas aos adolescentes institucionalizados em unidades de internação. São elas: a conexão entre os mecanismos de gestão penal da miséria e o avanço do neoliberalismo no Brasil; a relação entre adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa e grupos criminosos denominados facções; a política proibicionista de drogas como um eixo fundamental do processo de criminalização da pobreza; e os limites e possibilidades ofertados pelas medidas socioeducativas privativas de liberdade, analisando de que forma elas podem contribuir para a criação de instrumentos que possibilitem a ruptura com a trajetória infracional. Como resultados, destaca-se, em primeiro lugar, que há, em vigor no Brasil, um Estado de exceção penal-necropolítico, isto é, uma forma estatal caracterizada pela gestão do refugo da sociedade de mercado por meio de mecanismos penais – nos quais a privação de liberdade se insere – e pela produção direta e indireta da morte. Ademais, observa-se que o avanço do ideário neoliberal e a reorganização da direita brasileira no período posterior ao golpe de 2016 contribuem para a intensificação das tecnologias punitivas e genocidas orquestradas pelo Estado ou desenvolvidas com o seu aval. Nesse sentido, um dos alicerces Estado de exceção penal-necropolítico está materializado na Lei nº 11.343/2006, que opera como um instrumento ineficaz no que diz respeito aos seus objetivos declarados – isto é, reduzir o consumo, o comércio e a circulação de substâncias ilícitas –, mas eficaz em funções não declaradas, como servir de instrumento para a criminalização e execução sumária de sujeitos pobres e negros que ocupam os setores mais pauperizados da classe trabalhadora brasileira. No que concerne à relação entre adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de internação e facções criminosas, o desenvolvimento de uma investigação de caráter qualitativo em duas unidades socioeducativas do Rio Grande do Norte possibilitou a construção de três modelos típicos-ideais para compreender o fenômeno: a vinculação discursiva, a vinculação territorial e a vinculação efetiva. Desse modo, observa-se que subjacente à narrativa de “adolescentes faccionados” existem distintas formas de vinculação e diferentes razões para que elas ocorram. Além disso, este trabalho também aponta que, ainda que haja um esforço por parte do sistema socioeducativo em considerar aspectos pedagógicos e não apenas punitivo-repressivos na sua operacionalização, a socioeducação se encontra ancorada em um beco sem saída: objetivar ajustar o desviante sem considerar que o crime e o infrator são produtos das relações sociais nas quais o indivíduo se insere. Assim, por mais que o sistema socioeducativo assuma, em um plano teórico, uma postura progressista, continua a funcionar de maneira semelhante ao conjunto das demais políticas penais, ou seja, como um mecanismo encarregado de estocar fisicamente sujeitos, em sua maioria, pobres e negros. Diante do exposto, é possível inferir que o sistema socioeducativo se encontra assentado em uma contradição fundamental, que o impossibilita de oferecer ao adolescente as condições necessárias para que ele possa romper com a trajetória infracional, tendo em vista que a produção e a reprodução do delito estão mais relacionadas com a maneira como a sociedade se organiza do que com o caráter, a índole ou moral dos indivíduos. Todavia, a fim de contribuir para a construção de uma socioeducação que possa cooperar, ainda que minimamente, para a redução das vulnerabilidades dos adolescentes, a presente tese apresenta a escuta ativa e a recusa do etnocentrismo como pressupostos metodológicos a serem considerados no trabalho com adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis aims to analyze how the socio-educative measure of detention constitutes an instrument of criminalization, reduction of vulnerabilities, or reinforcement of a stigmatizing position. For this purpose, this work focuses on four contemporary questions related to teenagers institutionalized in juvenile detention houses. They are: the connection between the mechanisms of penal management of misery and the development of neoliberalism in Brazil; the relationship between adolescents undergoing socio-educative measures and criminal groups known as factions; the prohibitionist drug policy as a fundamental axis of the process of criminalization of poverty; and the limits and possibilities offered by the socio-educative deprivation of liberty measures, analyzing how they can contribute to the creation of tools that allow breaking the infraction trajectory. The main conclusions show that, in the first place, there is, in force in Brazil, a penal-necropolitical State of exception, that is, a state form characterized by the management of the refuse of the market society through penal mechanisms - in which deprivation of liberty is inserted – and by the direct and indirect production of death. Furthermore, it is observed that the advance of neoliberal ideology and the reorganization of the Brazilian right-wing in the period after the 2016 coup d&#39;État contributed to the intensification of punitive and genocidal technologies orchestrated by the State or developed with its endorsement. In this respect, one of the foundations of the penal-necropolitical State of exception is embodied in Law nº 11.343/2006, which operates as an ineffective instrument concerning its declared objectives - that is, to reduce consumption, trade, and circulation of substances. illegal – but effective in undeclared functions, such as serving as an instrument for the criminalization and summary execution of poor and black people, who occupy the most impoverished sectors of the Brazilian working class. As regards the relationship between adolescents who are serving a socio-educative internment measure and criminal factions, qualitative research in two socio-educational units in Rio Grande do Norte made it possible to build three ideal-typical models to understand the phenomenon: discursive binding, territorial binding, and effective binding. It is observed that behind the narrative of “factionalized teenagers” there are manifold forms of binding and multiple reasons for them to occur. In addition, this work also points out that, although there is an effort on the part of the socio-educative system to consider pedagogical aspects and not just punitive-repressive aspects in its operationalization, socio-education is anchored in a dead end: aiming to adjust the deviant without considering that the crime and the criminal are products of the social relations in which the individual is inserted. Thus, even if the socio-educative system assumes, on a theoretical level, a progressive posture, it continues to function in a similar way to the set of other penal policies, i. e., as a mechanism for physically storing people, mostly poor and black. Hence, the socio-educative system is based on a fundamental contradiction, which makes it impossible to offer adolescents the necessary conditions to break the deviant trajectory, considering that the production and reproduction of the crime are more related to how society organizes itself than the individual attributes. However, to foment to the construction of a socio-education that can contribute to the reduction of adolescents' vulnerabilities, this thesis presents active listening and the refusal of ethnocentrism as theoretical-methodological principles to be considered in working with adolescents incarcerated in socio-educative houses.

8
  • REBECKA WANDERLEY TANNUSS
  • O CORPO COMO CAMPO DE BATALHA: ANÁLISES SOBRE O TRANSPORTE DE DROGAS FEMININO PARA O SISTEMA PRISIONAL

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • LUDMILA CERQUEIRA CORREIA
  • MARIA NAZARÉ ZENAIDE
  • RENATA MONTEIRO GARCIA
  • Data: 27/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • O sistema prisional brasileiro tem apresentado nas últimas décadas números alarmantes no tocante ao encarceramento de mulheres, evidenciado no crescimento em 442% entre os anos de 2000 e 2021. O processo de criminalização tem sido predominantemente direcionado às mulheres negras, jovens, pobres e de baixa escolaridade, além de ter uma expressividade nos delitos relacionados ao tráfico de drogas. Estes dados relacionam-se não só à uma maior inserção dessas mulheres no mercado de drogas ilegal nos últimos anos, mas especialmente à participação feminina em atividades de maior vulnerabilidade e exposição, tornando-as mais suscetíveis à ação da política criminal, como é o caso das mulheres que realizam o transporte de drogas, nomeadas frequentemente por “mulas”. Diante disto, o objetivo desta pesquisa consistiu em analisar os processos de criminalização que incidem sobre mulheres presas e condenadas por transporte de drogas ilícitas aos presídios. Para tanto, foi realizada uma pesquisa documental, desenvolvida a partir da análise de 23 acórdãos do STF e do STJ, selecionados até o ano de 2021, acerca de mulheres que foram presas transportando drogas para presídios no Brasil. A análise dos dados foi realizada a partir do referencial teórico da Criminologia Crítica. Os resultados encontrados apontam que as mulheres presas em questão eram, majoritariamente, rés primárias, realizavam o transporte de drogas em suas partes íntimas para unidades masculinas, eram mães ou companheiras, foram presas durante o procedimento de revista íntima, portavam pouca quantidade de droga e estavam cumprindo prisão provisória. No que se refere às narrativas do sistema de justiça, ficaram evidenciadas divergências entre os argumentos utilizados pelas instâncias inferiores, nos quais compareceram discursos voltados para uma suposta periculosidade feminina e a justificativa da prisão dessas mulheres sob o argumento de defesa da ordem pública, e aqueles proferidos pelos tribunais superiores, que apesentaram discursos mais progressistas e garantistas no sentido de uma defesa pelo afastamento da prisão preventiva e pela compreensão de que as mulheres que transportam drogas para presídios não estavam vinculadas a organizações criminosas. Foi possível constatar também que o número de decisões que chegam aos tribunais superiores é ínfimo diante do índice de mulheres encarceradas por tráfico de drogas no país. Podemos concluir que o corpo das mulheres que transportam drogas para presídios se constitui como um território de disputas, um verdadeiro campo de batalhas, entre as instâncias legais e ilegais de controle. Ademais, os discursos proferidos pelo sistema de justiça se configuram como parte destes mecanismos de controle, e ainda que os tribunais superiores se apresentem como progressistas diante da realidade atual de encarceramento feminino, há muito a ser percorrido no que se refere ao aprisionamento de mulheres pelo crime de tráfico de drogas. Diante do exposto, esperamos que o estudo propicie reflexões críticas no sentido de romper com os discursos e práticas punitivistas, promovendo uma perspectiva feminista crítica em que se pense um outro lugar para as mulheres.


  • Mostrar Abstract
  • The Brazilian prison system has shown alarming numbers in recent decades regarding the incarceration of women, evidenced by the growth of 442% between the years 2000 and 2021. The criminalization process has been predominantly directed at black, young, poor and low-educated women, in addition to being expressive in drug-related crimes. These data are related not only to a greater insertion of these women in the illegal drug market in recent years, but especially to female participation in activities of greater vulnerability and exposure, making them more susceptible to the action of criminal policy, as is the case of women who transport drugs, often referred to as “mules”. Given this, the objective of this research was to analyze the criminalization processes that affect women arrested and convicted for transporting illegal drugs to prisons. To this end, a documentary research was carried out, based on the analysis of 23 decisions of the STF and STJ, selected until the year 2021, about women who were arrested transporting drugs to prisons in Brazil. Data analysis was performed from the theoretical framework of Critical Criminology. The results found indicate that the aforementioned women arrested were, mostly, primary defendants, who carried drugs in their private parts to male units, mothers or partners, arrested during the intimate search procedure, carried a small quantity of drugs, and who were in pre-trial detention. With regard to the narratives of the justice system, divergences were evidenced between the arguments used by the lower courts, in which there were speeches aimed at supposed female dangerousness and the justification of the arrest of these women under the argument of defense of public order, and those pronounced by the higher courts, that presented more progressive and guarantor speeches in the sense of defending the removal of preventive detention and by the understanding that women who transport drugs to prisons were not linked to criminal organizations. It was also possible to verify that the number of decisions that reach the superior courts is minimal compared to the rate of women incarcerated for drug trafficking in the country. It can be concluded that the body of women who transport drugs to prisons is constituted as a territory of disputes, a real battleground, between legal and illegal control instances. Furthermore, the speeches given by the justice system are configured as part of these control mechanisms, and even though the higher courts present themselves as progressive in the face of the current reality of female incarceration, there is much to be covered with regard to the imprisonment of women for the crime of drug trafficking. Given the above, the study is expected to provide critical reflections in order to break with punitive discourses and practices, promoting a critical feminist perspective that thinks of another place for women.

9
  • ALESSANDRA DO NASCIMENTO CAVALCANTI
  • Adaptação transcultural para o português do Patient Dignity Inventory no contexto do nordeste brasileiro

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MARLOS ALVES BEZERRA
  • MARIA AURELINA MACHADO DE OLIVEIRA
  • REMERSON RUSSEL MARTINS
  • RODRIGO DA SILVA MAIA
  • Data: 30/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Organização Mundial de Saúde (OMS) conceitua o câncer como sendo, uma terminologia genérica para um grupo vasto de doenças que podem acometer quaisquer partes do corpo. Essa patologia é a segunda principal causa de morte no mundo, em que uma em cada seis mortes estão relacionadas à doença. Diante disso, o cuidado dispensado a esses pacientes requer a identificação precoce, objetivando-se, sobretudo o alívio do sofrimento e em alguns casos, a remissão da doença. Ante dos achados na literatura, várias estratégias têm sido utilizadas para identificar o sofrimento de pacientes oncológicos, nesse sentido foi produzido o instrumento Patient Dignity Inventory (PDI). Esse inventário tem como objetivo fornecer uma medida de sofrimento relacionado à dignidade e serve como uma ferramenta de triagem para avaliar uma ampla gama de questões relatadas que influenciam o senso de dignidade. Objetivo: Realizar adaptação transcultural do instrumento Patient Dignity Inventory (PDI) do inglês para o português brasileiro. Método: Trata-se de uma pesquisa de desenho metodológico quantitativo, transversal e analítico. Foi realizada equivalências conceitual, de itens, semântica, operacional e de mensuração entre o instrumento original e o adaptado. Além disso, verificou-se as propriedades psicométricas do instrumento na nova realidade contextual. Resultados: A pesquisa foi realizada com 125 pacientes adultos, em sua maioria mulheres (78,4%), acima de 45 anos (54,4%), no Hospital Universitário Onofre Lopes (29,6%) e na Liga Contra o Câncer (70,4%)). Foram coletadas informações através do questionário sociodemográfico, do inventário de dignidade Patient Dignity Inventory – PDI e do instrumento de qualidade de vida WHOQOL-Bref. Foram realizadas análises descritivas e comparativas para todas as variáveis, com nível de significância de 5%. Para verificação dos aspectos de validade de constructo foi realizada análise fatorial exploratória (AFE) e análise fatorial confirmatória (AFC), apresentando matriz de correlação de 5 fatores, em relação a confiabilidade de escore geral do inventário foi analisada a partir do Alfa de Cronbach, demonstrando 0,93 de resultado. No que concerne da distribuição fatorial, o PDI se comportou de forma satisfatória, apresentando 5 fatores assim como o instrumento original, mas com itens ocupando diferentes dimensões. As validades de critério e convergente também foram verificadas através de correlações de Pearson e MANOVA respectivamente. No processo de análise também foi identificado que através da verificação das equivalências conceitual, de itens e semântica, produziu-se uma versão síntese do PDI. Em relação as equivalências operacional e de mensuração, foi elaborada uma versão síntese final e a versão que foi devidamente validada para o contexto brasileiro. Conclusão: O instrumento apresentou valores satisfatórios de consistência interna, bem como validade de critério e constructo, cumprindo com o objetivo que foi proposto. Desse modo, configura-se como um instrumento de triagem para os aspectos que se referem a dignidade dos pacientes oncológicos em ambiente ambulatorial e hospitalar na realidade do Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The World Health Organization (WHO) defines cancer as a generic terminology for a vast group of diseases that can affect any part of the body. This pathology is the second leading cause of death in the world, with one in six deaths related to the disease. Therefore, the care given to these patients requires early identification, aiming, above all, at the relief of suffering and, in some cases, the remission of the disease. In view of the findings in the literature, several strategies have been used to identify the suffering of cancer patients, in this sense the Patient Dignity Inventory (PDI) instrument was produced. This inventory aims to provide a measure of dignity-related suffering and serves as a screening tool to assess a wide range of reported issues that influence a sense of dignity. Objective: To carry out a cross-cultural adaptation of the Patient Dignity Inventory (PDI) instrument from English to Brazilian Portuguese. Method: This is a quantitative, transversal and analytical methodological design research. Conceptual, item, semantic, operational and measurement equivalence were performed between the original and the adapted instrument. In addition, the psychometric properties of the instrument in the new contextual reality were verified. Results: The research was carried out with 125 adult patients, mostly women (n=98; 78.4%), over 45 years old (54.4%), at the University Hospital Onofre Lopes (29.6%) and at the League Against Cancer (70.4%)). Information was collected through the sociodemographic questionnaire, the Patient Dignity Inventory – PDI and the WHOQOL-Bref quality of life instrument. Descriptive and comparative analyzes were performed for all variables, with a significance level of 5%. To verify the aspects of construct validity, exploratory factor analysis (EFA) and confirmatory factor analysis (CFA) were carried out, presenting a correlation matrix of 5 factors, in relation to the reliability of the general score of the inventory, it was analyzed from the Cronbach's Alpha, demonstrating 0.93 result. Regarding the factor distribution, the PDI behaved satisfactorily, presenting 5 factors as well as the original instrument, but with items occupying different dimensions. Criterion and convergent validities were also verified through Pearson and MANOVA correlations, respectively. In the analysis process, it was also identified that through the verification of conceptual, item and semantic equivalences, a synthesis version of the PDI was produced. Regarding the operational and measurement equivalences, a final synthesis version was prepared and the version that was duly validated for the Brazilian context. Conclusion: The instrument presented satisfactory values of internal consistency, as well as criterion and construct validity, fulfilling the objective that was proposed. In this way, it is configured as a screening instrument for aspects that refer to the dignity of cancer patients in an outpatient and hospital environment in the reality of Brazil.

10
  • EMANUELLA CAJADO JOCA
  • A ESTÉTICA DO OPRIMIDO NA ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL NO BRASIL

  • Orientador : MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • ANTÔNIO VLADIMIR FÉLIX DA SILVA
  • FLÁVIA HELENA MIRANDA DE ARAÚJO FREIRE
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • Data: 25/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • A Estética do Oprimido é uma elaboração de Augusto Boal (1931-2009), teatrólogo brasileiro que sistematizou esta proposta artístico-política a partir das formulações com o Teatro do Oprimido, que consiste em uma metodologia de diálogo cênico problematizadora das relações sociais opressivas. A peculiaridade deste método consiste em três transgressões: 1- a divisão entre palco e plateia; 2- entre espetáculo e vida real; e 3- entre artistas e não-artistas. Nos anos 2000, na efetivação da Política Nacional de Saúde Mental brasileira (PNSM) o Ministério da Saúde (MS) estabeleceu parceria com o Centro de Teatro do Oprimido do Rio de Janeiro (CTO-RJ) para formar trabalhadores da saúde no uso dessa metodologia. A pesquisa aqui proposta tem como objetivo geral analisar os usos da Estética do Oprimido na Atenção à Saúde Mental no Brasil. Tendo os seguintes objetivos específicos: a) identificar os atores sociais que utilizam ou utilizaram o Teatro do Oprimido como instrumento de atenção à saúde mental; b) descrever atividades desenvolvidas nas Políticas de Saúde Mental com esta perspectiva estética; c) compreender as produções subjetivas do trabalho em saúde a partir do pensamento teórico-prático de Augusto Boal; d) promover a reflexão crítica do uso da Estética/Teatro do Oprimido para o cuidado em saúde; e) construir referencial teórico-prático acerca da Estética no Oprimido no campo da Saúde Mental. Tem como referencial epistemológico o pensamento de Augusto Boal, que busca o fortalecimento cultural dos grupos e povos oprimidos, manipulados ou excluídos, construindo uma proposição para o desenvolvimento humano focado na análise dos conflitos sociais a partir dos atravessamentos e fluxos de intensidades produzidos na arte. Os procedimentos metodológicos adotados constam de intervenções através do uso de questionários on-line autoaplicáveis, disponibilizado nas redes sociais, e entrevistas individuais com profissionais da rede de saúde que utilizam ou utilizaram o Teatro do Oprimido como ferramenta de trabalho, além de gestores do projeto e ligados ao CTO-RJ, quando em parceria com MS. Os questionários autoaplicáveis foram analisados de forma descritiva e as entrevistas individuais propuseram uma conversação/relação dialógica entre pesquisadora-pesquisadas/os. A partir desses instrumentos foi possível delinear quatro temas geradores de análises: 1) Projeto Teatro do Oprimido na Saúde Mental; 2) CAPS e a Reforma Psiquiátrica; 3) Arte e Saúde Mental; 4) Percursos profissionais e o Teatro do Oprimido. Atuações com esta metodologia teatral foi observada na promoção e atenção à saúde mental e o que o processo de formação em Teatro do Oprimido na Saúde Mental favoreceu processos de criação do cuidado em liberdade preconizado na Reforma Psiquiátrica. O apoio ao trabalhador, através de supervisão, subsídios de materiais, suporte teórico-prático mostrou-se fundamental para a criação de práticas em saúde mental baseadas nos princípios e fundamentos da luta antimanicomial e da PNSM. A partir desta investigação foi possível compreender a Estético do Oprimido como precursora da Luta Antimanicomial, pensando uma analogia com suas transgressões ao teatro tradicional e com isso, verificando seus princípios antimanicomais, libertários e focados nos direitos humanos, para outra sociedade onde não cabem os manicômios, não cabe o modo manicomial.


  • Mostrar Abstract
  • The aesthetics of the Oppressed is an elaboration by Augusto Boal, a Brazilian playwright who systematized this artistic-political proposal from the formulations with the Theater of the Oppressed. This methodology consists of the scenic dialogue that problematizes oppressive social relations. The peculiarity of this method consists of three transgressions: 1- the division between stage and audience; 2 - between show and real life; 3 - between artists and non-artists. In the 2000s, with the implementation of the Brazilian National Mental Health Politic (PNSM), the Ministry of Health established a partnership with the CTO-RJ to train health workers in the use of this methodology. The research proposed here has the general objective of analyzing the use of Aesthetics of the Oppressed in Mental Health Care in Brazil. Specific objectives: a) to identify the social actors who use or have used the Theater of the Oppressed as an instrument of mental health care; b) describe activities developed in Mental Health Policies with this aesthetic perspective; c) discuss subjective productions of health work from the theoretical-practical thinking of Augusto Boal; d) promote critical reflection on the use of Aesthetics/Theatre of the Oppressed for health care; e) to build a theoretical-practical framework about Aesthetics in the Oppressed in the field of Mental Health. This study has as an epistemological reference the thought of Boal, which seeks to strengthen the culturally oppressed, manipulated or excluded groups and peoples, building a proposition for human development focused on the analysis of social conflicts from the crossings and flows of intensities produced in art. The methodological procedures adopted consist of interventions with self-administered online questionnaires, available on social networks, and individual interviews with professionals from the health network who use or have used the Theater of the Oppressed as a work tool, in addition to project managers and linked to the CTO-RJ, when in partnership with MS. The self-administered questionnaires were descriptively analyzed and the individual interviews proposed a dialogic conversation/relationship between researcher-researched. From these instruments, it was possible to outline four themes that generated analysis: 1) Project Theater of the Oppressed in Mental Health; 2) CAPS and the Psychiatric Reform; 3) Art and Mental Health; 4) Professional paths and the Theater of the Oppressed. Performances with this theatrical methodology were observed in the promotion and attention to mental health and that the training process in Theater of the Oppressed in Mental Health favored processes of creation of care in freedom advocated in the Psychiatric Reform.The support to the worker, through supervision, material subsidies, theoretical and practical support proved to be fundamental for the creation of mental health practices based on the principles and foundations of the anti-asylum fight and the PNSM. From this investigation it was possible to understand the Aesthetics of the Oppressed as a precursor of the Anti-asylum Struggle, thinking an analogy with its transgressions to the traditional theater and with that, verifying its anti-asylum principles, libertarian and focused on human rights, for another society where asylums do not fit , does not fit the asylum mode.

11
  • ERICKALINE BEZERRA DE LIMA
  • AUTOCRÍTICA DO ARTISTA: ALIENAÇÃO E VIVÊNCIA DA ARTE COMO TRABALHO

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • BETANIA MOREIRA DE MORAES
  • KATIA MAHEIRIE
  • PRISCILA MARQUES
  • Data: 29/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho humano é limitado em seu desenvolvimento potencial quando determinado pelas  amálgamas do capitalismo que tende a fragmentar a relação sujeito-trabalho, tornando-o alienado. No artista que reconhece a arte como trabalho, a alienação implica na geração da obra de arte que, ao ser moldada pelos interesses de consumo, torna-se instrumento para manutenção de alienações. Esta Tese objetiva analisar a vivência do(a) artista-trabalhador(a) e como os processos de alienação interferem no desenvolvimento do trabalho artístico conhecido, principalmente, pela dimensão criativa. A partir da Psicologia Histórico-cultural nos apropriamos da unidade sistêmica da Vivência (Perejivânie) para identificar o campo de referência do sujeito. Assim, realizamos: I) Intersecção teórica entre os conceitos de alienação-emancipação-vivência, em que se constatou uma interferência dialética, por ambos os constructos se darem na realidade cotidiana do sujeito.  II) Extraímos as categorias de análise: continuidade-descontinuidadeprodução-reprodução e individualidade-coletividade; III) Desenvolvemos a Autocrítica dirigida, arcabouço metodológico e interventivo, que demonstrou coerência com o campo investigado capaz de capturar as problemáticas e provocar processos de consciência nos sujeitos participantes. Então, analisamos a vivência de três artistas-trabalhadores(as) ativos(as) e com extensa carreira nas artes cênicas, submetidos às duas etapas da Autocrítica dirigida: entrevista semi-estruturada breve e confrontação artista-obra. Neste percurso localizamos os processos de alienação-emancipação no interior da vivência de cada um(a), verificando as mudanças, permanência e consequências das escolhas sobre si e os outros em relação direta com a realidade de seu trabalho. Compreende-se a ocorrência dos processos de emancipação — ainda que se configurem como transitórios, apresentam deslocamentos do estado alienante inicial permitindo novas experiências. Evidencia-se o caráter interventivo do método, enquanto vivência, ao suscitar processos de consciência sobre o trabalho e permitir o vislumbre de potenciais ações criativas.  Da proposta metodológica formalizou-se um material que abarca nossos objetivos, apresentando possibilidades analíticas de outras ordens, ressaltando assim, o alcance interdisciplinar da Autocrítica dirigida.


  • Mostrar Abstract
  • Human labor is limited in its potential development when determined by the amalgams of capitalism that tends to fragment the subject-labor relationship, making it alienated. In the artist who recognizes art as a work, alienation implies the generation of the work of art that, when shaped by consumer interests, becomes an instrument for maintaining alienations. This Thesis aims to analyze the experience of the artist-worker and how the processes of alienation interfere with the development of the artistic work known mainly by the creative dimension. From Historical-cultural Psychology we appropriate the systemic unit of Experience (Perejivânie) to identify the subject's reference field. Thus, we carried out: I) Theoretical intersection between the concepts of alienation-emancipation-experience, in which a dialectical interference was found, because both constructs take place in the daily reality of the subject. II) We extract the categories of analysis: continuity-discontinuity, production-reproduction and individuality-collectivity; III) We developed directed Self-criticism, methodological and interventional framework, which demonstrated coherence with the investigated field capable of capturing the problems and provoking processes of consciousness in the participating subjects. Then, we analyzed the experience of three active artists-workers with an extensive career in the performing arts, submitted to the two stages of directed Self-criticism: brief semi-structured interview and artist-work confrontation. In this route we locate the processes of alienation-emancipation within the experience of each one, verifying the changes, permanence and consequences of the choices about themselves and others in direct relation to the reality of their work. It is understood the occurrence of emancipation processes - although they are configured as transitory, they present displacements from the initial alienating state allowing new experiences. The interventional character of the method is evident, as an experience, by raising processes of awareness about work and allowing the glimpse of potential creative actions. From the methodological proposal, a material was formalized that encompasses our objectives, presenting analytical possibilities of other orders, thus emphasizing the interdisciplinary scope of directed Self-criticism.

12
  • ANNA VALESKA PROCOPIO DE MOURA MENDONCA
  • SABERES E FAZERES DE UMA PSICOLOGIA QUE CUIDA DO MORRER EM CUIDADOS PALIATIVOS

  • Orientador : GEORGIA SIBELE NOGUEIRA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNATALIA MENESES DE AMORIM GOMES
  • GEORGIA SIBELE NOGUEIRA DA SILVA
  • JOÃO BOSCO FILHO
  • LUCIANA CARLA BARBOSA DE OLIVEIRA
  • MARLOS ALVES BEZERRA
  • Data: 29/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Os Cuidados Paliativos (CP) configuram-se como uma abordagem que melhora a qualidade de vida dos pacientes (adultos e crianças) e suas famílias, em seus aspectos físicos, psicossociais e espirituais, na vivência de um processo de adoecimento grave e sofrimento. O psicólogo, integrante dessa equipe de cuidado, mostra-se como profissional necessário ao amparo emocional que essa experiência desperta seja durante o adoecer seja na proximidade da morte. Sabe-se que a temática da morte, presente no contexto dos CP, ainda desencadeia muitos desafios. Nos questionamos: Como se constrói um itinerário na formação para o saber fazer da Psicologia em CP, especialmente no lidar com o processo de morrer? Para alcançar tal indagação, tivemos como objetivo geral do nosso estudo: Compreender o processo de construção do saber fazer do psicólogo que atua nos Cuidados Paliativos em especial diante da terminalidade. Como específicos: (a)Investigar qual a preparação dos psicólogos para a prática do cuidado no processo de terminalidade em Cuidados Paliativos (CP); (b) Conhecer o significado da morte para os psicólogos que atuam em CP; (c) Identificar os sentimentos vivenciado pelos psicólogos no cuidar de pessoas no processo da morte em CP e após a morte ocorrer; (d) Conhecer quais os recursos/estratégias utilizadas pelos psicólogos para lidarem com as próprias emoções no processo de morte e de um possível enlutamento; (e) Investigar como os psicólogos abordam a espiritualidade/ religiosidade das pessoas que cuidam diante da morte em CP; (f) Identificar dificuldades/desafios/potencialidades para a realização do cuidar diante da morte em CP; (g) Identificar qual o papel atribuído pelos psicólogos no cuidar do processo de morte em CP. Foi realizado uma pesquisa com 12 psicólogos das Regiões do Brasil: Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-oeste que trabalham em CP. As estratégias metodológicas utilizadas foram a entrevista narrativa e cenas projetivas. A análise e interpretação das narrativas foi amparada pelos princípios hermenêuticos gadamerianos. Antes dos capítulos que dialogam com as narrativas dos colaboradores, temos um capítulo teórico: “Cuidados Paliativos: a história e uma disponibilidade de cuidar”. Seguimos com: “A preparação para lidar com a morte em Cuidados Paliativos” retrata as lacunas na formação acerca do conhecimento, evidencia que os pacientes mostram-se como grandes mestres na arte de ensinar sobre cuidar no fim de vida e constata a preparação constante nesse estar com o outro no processo de morte; “Quando o paciente morre: significados e vivências emocionais dos psicólogos nesse cuidar” aborda a morte pessoal transformações, ressignificações, lutos e a morte na vida profissional com seus medos, impotências, angústias, e gratidão; “Cuidando-se para cuidar: recursos e estratégias que amparam a prática dos psicólogos em fim de vida” revela o autocuidado através da terapia, meditação, música, exercícios, descanso e ficar com seus entes querido, o compartilhamento das vulnerabilidades entre a equipe e a espiritualidade e a amorosidade no cuidar enquanto recursos; “Cuidar no processo de morte em CP: dificuldades, sustentação e os caminhos para o saber fazer em psicologia” apresenta dificuldades quando não existe uma equipe exclusiva em CP, no lidar com a morte com dor e sofrimento, e o desafio da comunicação com a família. A compreensão do cuidar no fim como um espaço sagrado de atuação sustenta a prática deles diante dos papéis desejados para cuidar na proximidade da morte: saber ouvir, ter respeito a condição finita e escolhas do paciente, facilitar as expressões de despedidas, ressignificações, autonomia, dignidade e amenizar sofrimento espiritual e emocional do paciente e seus familiares. Para tal, precisam buscar a espiritualidade e encarar a própria mortalidade. A tese apresentada anuncia caminhos possíveis para a construção de um saber fazer da Psicologia diante da morte em Cuidados Paliativos.


  • Mostrar Abstract
  • Palliative Care (PC) is an approach that improves the quality of life of patients (adults and children) and their families, in their physical, psychosocial and spiritual aspects, in the experience of a process of severe illness and suffering. The psychologist, a member of this care team, is the professional that is needed for the emotional support that this experience awakens, either during the illness or in the proximity of death. It is known that the theme of death, present in the context of PC, still triggers many challenges. We ask ourselves: How does one build an itinerary in the training for the know-how of the Psychology in PC, especially in dealing with the dying process? To reach such inquiry, we had as general objective of our study: To understand the process of construction of the know-how of the psychologist who acts in Palliative Care in special facing the terminality. As specific objectives: (a) To investigate what is the preparation of psychologists for the practice of care in the process of terminality in Palliative Care (PC); (b) To know the meaning of death for psychologists who act in PC; (c) To identify the feelings experienced by psychologists in caring for people in the process of death in PC and after death occurs; (d) To know which resources/strategies are used by psychologists to deal with their own emotions during the process of death and possible bereavement; (e) To investigate how psychologists approach the spirituality/religiousness of the people they care for during the process of death in PC; (f) To identify difficulties/challenges/potentialities for the performance of care during the process of death in PC; (g) To identify the role attributed by psychologists in caring for the process of death in PC. A survey was carried out with 12 psychologists from the following regions of Brazil: North, Northeast, South, Southeast and Center-West who work in PC. The methodological strategies used were narrative interviews and projective scenes. The analysis and interpretation of the narratives were supported by Gadamerian hermeneutic principles. Before the chapters that dialogue with the collaborators' narratives, we have a theoretical chapter: "Palliative Care: the history and a willingness to care" We follow with: "The preparation to deal with death in Palliative Care" portrays the gaps in the formation about the knowledge, evidences that the patients show themselves as great masters in the art of teaching about caring at the end of life, verifies the constant preparation in this being with the other in the death process;  "When the patient dies: meanings and emotional experiences of psychologists in this care" approaches the personal death transformations, resignifications, mourning and death in professional life with its fears, impotence, anguish, and gratitude; "Caring for caring: resources and strategies that support the practice of psychologists at the end of life&quot; reveals self-care through therapy, meditation, music, exercise, rest, and staying with their loved ones, the sharing of vulnerabilities among the team and spirituality and loving care as resources; "Caring in the process of death in PC: difficulties, support, and the ways to know how to do in psychology" presents difficulties when there is no exclusive team in PC, in dealing with death with pain and suffering, and the challenge of communication with the family. The understanding of caring at the end as a sacred space of action supports their practice in face of the desired roles to care in the proximity of death: to know how to listen, to have respect for the finite condition and choices of the patient, to facilitate the expressions of goodbyes, re-significations, autonomy, dignity and to reduce spiritual and emotional suffering of the patient and their families. To do so, they need to search for spirituality and face their mortality. The presented thesis announces possible ways for the construction of a Psychology knowledge to do in front of death in Palliative Care.

13
  • RAQUEL ALVES SANTOS
  • Abordagem clínica da mobilização de competências na atividade de trabalho do docente/gestor

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDRÉA PUJOL
  • ANTONIO ALVES FILHO
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • JOSE NEWTON GARCIA DE ARAUJO
  • TATIANA DE LUCENA TORRES
  • Data: 09/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve como objetivo analisar e problematizar os processos de desenvolvimento, precarização e mobilização das competências na atividade do docente/gestor na gestão pública universitária. Os operadores teóricos foram propostos a partir da integração entre referenciais da psicologia do trabalho e da psicologia histórico-cultural preconizados pela Clínica da atividade e ancorados no debate sobre competências humanas, a partir de abordagem francófona. Tendo esse objetivo como porto de partida, foi possível recuperar e contribuir para o adensamento do debate teórico a respeito da noção de competência no contexto da psicologia do trabalho, partindo-se de uma visão individualista à perspectiva histórico-cultural, em que o desafio, num panorama de precarização social que o modelo da competência se propõe a enfrentar, foi o de ultrapassar a “lógica do posto de trabalho”. Do ponto de vista do método, realizamos três estudos com foco na análise das intervenções realizadas pela UFRN para a implementação da Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoas da Administração Pública Federal e na análise da atividade do docente/gestor a partir de entrevistas (semiestruturadas e de instrução ao sósia), aplicação de questionário e observação participante. Para tanto, delimitaram-se as atividades dos chefes de departamento como função de gestão definida para participar da pesquisa e utilizou-se a coanálise da atividade para interpretar os dados encontrados. Para isso, adotamos a pesquisa intervenção com 26 chefes de departamento da UFRN e 25 da Universidade Nacional de Córdoba (UNC)-Argentina, durante o período do doutorado sanduíche realizado neste país. Os resultados do primeiro estudo apontaram que: 1) os elementos que formam a atividade de gestão estão inscritos na tradição do ofício profissional (métier) docente, caracterizados pela ação do docente estando gestor; 2) a existência de uma falsa tríade (ensino-pesquisa-extensão), embasando o trabalho docente no contexto universitário brasileiro, mesmo que a atividade de gestão esteja caracterizada como uma das dimensões do trabalho docente, estabelecendo, então, uma “tétrade” (ensino-pesquisa-extensão-gestão); 3) a relação entre o prescrito e o real estabeleceu, no gênero profissional, a força exercida pelas atividades pertencentes à docência, porém com a especificidade de estar afiliado às atividades de gestão, caracterizadas por “obrigações” compartilhadas pelos/as chefes de departamento, regularmente, mesmo diante dos obstáculos e da organização prescrita do trabalho. e 4) o triplo papel e a configuração de multiatividade na tétrade do trabalho do/a chefe-de departamento. No segundo estudo buscou-se avaliar a interrelação existente entre as dimensão da atividade, interlocuções com o gênero profissional e saúde e trabalho. Este estudo permitiu compreender que a atividade de gestão se mostra como um artefato ou um dispositivo de mobilização subjetiva de afirmação da saúde/mal estar no trabalho, aqui compreendida como vinculada não somente a um projeto solitário de gestão, mas a uma ação concatenada, compartilhada, inscrita dentro de um mesmo gênero profissional de docentes e presentificada nesse modo de gerenciar tão peculiar. Por fim, no terceiro estudo, emergiu uma dialética entre a atividade e o ofício, demonstrada a partir da percepção de que as atividades dialógicas produzidas na instrução ao sósia retratavam ações familiares no exercício da função de chefia, contudo destituídas de uma referência a um coletivo de trabalho que funcionasse na atividade de gestão. Estamos nos referindo a uma provável fragilidade do gênero profissional, uma vez que isso implica a constituição das possibilidades de ação, implica um espaço comum, para além das estratégias individualizadas. Nesse sentido, esta dificuldade para construir ou manter um gênero profissional conduz a um empobrecimento do trabalho e ao sofrimento psicológico, situações que podem levar a ineficácia no trabalho e a sua precarização.


  • Mostrar Abstract
  • The present study aimed to analyze and problematize the processes of development, precariousness and mobilization of competences in the activity of the teacher/manager in public university management. The theoretical operators were proposed based on the integration between the references of work psychology and historical-cultural psychology advocated by the Clinic of Activity and anchored in the debate on human competences, from a francophone approach. Having this objective as a starting point, it was possible to recover and contribute to the densification of the theoretical debate regarding the notion of competence in the context of work psychology, starting from an individualistic vision to the historical-cultural perspective, in which the challenge, in a panorama of social precariousness that the competence model proposes to face, was to overcome the “workplace logic”. From the method point of view, we carried out three studies focusing on the analysis of the interventions carried out by UFRN for the implementation of the National Policy for the Development of Persons of the Federal Public Administration and on the analysis of the activity of the professor/manager from interviews (semi-structured and instruction to the double), application of a questionnaire and participant observation. Therefore, the activities of department heads were delimited as a management function defined to participate in the research and the co-analysis of the activity was used to interpret the data found. For this, we adopted the intervention research with 26 department heads from UFRN and 25 from the National University of Córdoba (UNC)-Argentina, during the period of the sandwich doctorate carried out in this country. The results of the first study pointed out that: 1) the elements that form the management activity are inscribed in the tradition of the teaching profession (métier), characterized by the teacher's action as a manager; 2) the existence of a false triad (teaching-research-extension), basing the teaching work in the Brazilian university context, even though the management activity is characterized as one of the dimensions of teaching work, thus establishing a “tetrad” ( teaching-research-extension-management); 3) the relationship between the prescribed and the real established, in the professional genre, the strength exerted by the activities belonging to teaching, but with the specificity of being affiliated with management activities, characterized by “obligations” shared by the department heads, regularly, even in the face of obstacles and the prescribed organization of work. and 4) the triple role and multi-activity configuration in the department head's work tetrad. In the second study, we sought to evaluate the interrelationship between the dimensions of the activity, interlocutions with the professional genre and health and work. This study made it possible to understand that the management activity is shown as an artifact or a device of subjective mobilization of health/illness at work, understood here as linked not only to a solitary management project, but to a concatenated, shared action. , inscribed within the same professional genre of teachers and present in this peculiar way of managing. Finally, in the third study, a dialectic between activity and occupation emerged, demonstrated from the perception that the dialogical activities produced in the instruction to the double portrayed family actions in the exercise of the leadership role, however devoid of a reference to a collective of work that functioned in the management activity. We are referring to a probable fragility of the professional genre, since this implies the constitution of possibilities for action, implies a common space, beyond individualized strategies. In this sense, this difficulty in building or maintaining a professional genre leads to an impoverishment of work and psychological suffering, situations that can lead to ineffectiveness at work and its precariousness.

14
  • EDUARDO BRENO NASCIMENTO BEZERRA
  • ENTRE A MORTE E A INVISIBILIDADE: UMA ANÁLISE DA ATIVIDADE DE PROFISSIONAIS DO SETOR FUNERÁRIO

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LANA VERAS DE CARVALHO
  • CÁSSIO ADRIANO BRAZ DE AQUINO
  • CLAUDIA OSORIO DA SILVA
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • THAÍS AUGUSTA CUNHA DE OLIVEIRA MÁXIMO
  • Data: 20/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • As mudanças ocorridas nos sentidos da morte associados às iniciativas de sua mercantilização ao longo do tempo possibilitaram o surgimento de diversas profissões que lidam diretamente com o corpo sem vida. Dentre esses profissionais se encontram os trabalhadores dos serviços funerários. Ao desenvolverem suas atividades em contato com cadáveres em seus mais variados estados, esses profissionais têm que lidar a todo o momento com o descrédito, os preconceitos e os estigmas associados às suas profissões. Desse modo, essa tese teve como objetivo geral investigar a atividade de trabalho de profissionais que lidam diretamente com a morte, tendo esses trabalhadores como sujeitos ativos no processo de análise de sua atividade. Para tanto, foi conduzida uma pesquisa de cunho clínico-qualitativa, à luz das contribuições teórico-metodológicas da Clínica da Atividade, com agentes funerários (Estudo 1), tanatopraxistas (Estudo 2) e sepultadores/coveiros (Estudo 3), trabalhadores de um grande grupo funerário privado, com atuação em dois estados do nordeste brasileiro. A construção de dados se deu através da observação dos contextos de trabalho, entrevista semiestruturada individual e entrevista em grupo mediada pela utilização da técnica de Instrução ao Sósia. O estudo 1 nos levou a compreensão de que o fazer dos agentes funerários é muito mais do que lidar meramente com o corpo sem vida, demandando desses trabalhadores alto grau de habilidades socioemocionais, sobretudo para lidar e prestar apoio às famílias enlutadas. Frente às imprevisibilidades e impedimentos presentes nas rotinas de trabalho, cada agente funerário desenvolve estratégias próprias para a realização de seu trabalho, estiliza seu fazer profissional, mas tem aqueles modos de agir que são compartilhados com os demais trabalhadores do mesmo oficio, o que permite a construção do modo coletivo do agir profissional. O estudo 2 demonstrou que o trabalho dos tanatopraxistas vai além da conservação de cadáveres, abrangendo cuidados suplementares em relação aos corpos sem vida, o que contribui para a diminuição da dor de amigos e familiares. Os tanatopraxistas mobilizam muito de si para realizar um trabalho bem feito, sobretudo nos atendimentos em que os corpos se encontram muito deteriorados, fator que contribui para revitalizar sua atividade, amplamente marcada por alto grau de invisibilidade social, riscos no trabalho e, portanto precarização. No estudo 3 verificamos que para além dos sepultamentos, as exumações de cadáveres são atividades que demandam muito investimento físico e psíquico dos sepultadores/coveiros. Esses trabalhadores destacam a necessidade de ter coragem para encarar a realização desse trabalho altamente rechaçado pela sociedade. Entretanto, é por meio do trabalhar em conjunto, das relações interpessoais marcadas pelo uso do humor, dos acordos de cooperação entre eles e do acesso à memória coletiva e transpessoal desse ofício, que esses trabalhadores conseguem ressignificar os preconceitos vivenciados cotidianamente e dar conta do desenvolvimento de suas atribuições profissionais. Esperamos que os resultados obtidos nesses três estudos possam contribuir para a construção de novos sentidos para a prática profissional desses profissionais, repercutindo em termos de transformação e desenvolvimento do poder de agir desses trabalhadores, bem como na visibilidade dessas categorias profissionais tão essenciais em nossa sociedade.


  • Mostrar Abstract
  • Changes associated with the commodification of death allowed the emergence of several professions that deals directly with human corpses. Among these professionals are the funeral workers. As they develop their job activities, in contact with cadavers that could be in various states, these professionals have to deal with prejudices and stigmas associated with their work activity. Therefore, this thesis had as main objective investigate the work activity of professionals who deal directly with death, considering these workers as active subjects in the process of analyzing their own activity. Applying theoretical and methodological contributions of the Activity Clinic, clinical-qualitative research was conducted with funeral agents (Study 1), embalmers (Study 2) and gravediggers (Study 3), all workers of a large private funerary group from northeast Brazil. Data were constructed through the work activities observations, an individual semi-structured interview and a group interview mediated by the use of the Instructions to a double technique. Study 1 allowed us to understand that work activities of the funeral agents are much more than dealing with cadavers. These workers also need to have a high degree of socio-emotional skills, especially when dealing with grieving families and providing support. Considering that the work routines are unpredictability and there are impediments in performing their activities, each funerary agent develops its own strategies to cope. They stylize their manners to execute the work activities, but there are strategies shared between coworkers, which allows the construction of professional collectives’ approaches. The study 2 exposed that the work of embalmers goes beyond the preservation of cadavers, including supplementary care of the corpses. Which can contribute to reduce the pain of friends and family. Embalmers mobilize a lot of themselves to perform a job well done, especially with bodies that are very deteriorated. A factor that contributes to revitalize a work that is linked to a high degree of social invisibility, as well as risks and, therefore, precariousness. In the study 3, we found that in addition to burials, the exhumations are activities that require a lot of physical and psychic investment from gravediggers. These workers highlight the need to have courage to perform this work that is highly rejected by society. However, they manage to signify the prejudices suffered daily and execute their professional attributions by working together, developing interpersonal relationships marked by the use of humor. As well as, building cooperation agreements and accessing to collective and transpersonal memory of these attributions. We hope that the results obtained in these three studies can contribute to the construction of new meanings for the professional practices of these workers, reverberating in terms of transformation and development of the power to act, as well as in the visibility of these professional categories so essential in our society.

15
  • ÉLIDA FURTADO DO NASCIMENTO
  • EDUCAÇÃO E ADOLESCÊNCIA EXCLUÍDA NA ESCOLA NO CONTEXTO DO CAPITALISMO

  • Orientador : HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MARIA DA APRESENTACAO BARRETO
  • ANGELINA PANDITA PEREIRA
  • FAUSTON NEGREIROS
  • ZAIRA FÁTIMA DE REZENDE GONZALEZ LEAL
  • Data: 30/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa parte da necessidade de contribuir com as discussões a respeito do fenômeno da escolarização de adolescentes excluídos na escola via programa de aceleração da aprendizagem — Poronga. Trata-se da materialização do Programa Telecurso 2000 da Fundação Roberto Marinho implementado no Acre no período de 2002 a 2019. Toma-se o Projeto como expressão de educação compensatória para adolescentes, no contexto das reformas educacionais sob as características do neoliberalismo de Terceira Via e de mercadificação da educação. A partir de estudiosos da Psicologia Histórico-Cultural entende-se que educação formal é essencial ao processo de formação humana, porquanto espera-se que um programa educativo com vistas ao enfrentamento do insucesso escolar proporcione condições de ensino e de aprendizagem promotoras de desenvolvimento esperado na adolescência, caso não o faça contribui para promover uma dupla exclusão disfarçada de inclusão. Objetivou-se revelar e analisar os significados sociais que sustentam sentidos pessoais sobre o Poronga, sob o ponto de vista da educação de adolescentes. Delinearam-se como específicos: 1) investigar, a partir das condições objetivas de vida dos estudantes, possíveis aspectos definidores da exclusão escolar; 2) apreender os sentidos atribuídos ao processo educativo no Poronga, analisando as necessidades e motivos dos atores escolares em relação à participação no projeto e a realidade vivida; 3) acompanhar o movimento do processo de escolarização dos estudantes do Poronga na transição par ao Ensino Médio, a fim de entender de onde esses adolescentes estavam partindo e em que essa educação serviu para agregar ou atrofiar em termos do desenvolvimento esperado na adolescência. A pesquisa foi realizada em Cruzeiro do Sul-AC, com a participação de diferentes atores (duas professores do programa, duas coordenadoras pedagógicas, sete alunos do programa e seis responsáveis pelos alunos), por meio de questionário e entrevista. O levantamento dos dados revelou que o contexto socioeconômico de vida dos estudantes e familiares do Poronga é de extrema pobreza material e cultural, marcada pelo acesso a uma escola que nega o direto de aprender. Não obstante essa realidade, tanto os familiares quanto os estudantes significam positivamente a educação escolar, expressando significados sociais que reiteram a importância da escola. É essa contradição, plasmada na realidade do Projeto de correção de fluxo, que se busca problematizar no âmbito deste estudo.


  • Mostrar Abstract
  • This research is based on the need to contribute to discussions about the adolescents school exclusion phenomenon through Accelerated Learning Program - Poronga. That is the materialization of the Roberto Marinho Foundation's Telecurso 2000 Program, implemented in the state of Acre, Brazil, since 2002 to 2019. The Project is considered as an expression of compensatory education for adolescents, in the context of educational reforms under the characteristics of Third Way neoliberalism and the commodification of the education. According to Historical-Cultural Psychology authors, it is understood that formal education is essential to the human formation process, as it is expected that an educational program aimed at facing school failure provides teaching and learning conditions that promote the development of adolescents, and if they don’t, it contributes to promote a double exclusion disguised as inclusion. The main objective was to reveal and analyze the social meanings that support the personal meanings about Poronga, from the point of view of the education of adolescents. The specific objectives were: 1) to investigate, according with the conditions of the students' lives, possible aspects defined as school exclusion; 2) to capture the personal meanings attributed to the educational process in Poronga, analyzing the needs and motives of school people related to participation in the project and to their real lives; 3) to analyze the students schooling process in Poronga on the transition to high school, in order to understand where these adolescents were starting and in what this education is useful to aggregate or atrophy in terms of the adolescence expected development. The research was realized out in the city of Cruz do Sul-AC, with the participation of different actors (two teachers and seven program’s students, six responsible for the students), through two interviews. Data collection revealed that the socioeconomic context of students and their families in Poronga is one of extreme material and cultural poverty, marked by a school that denies the right of learning. Despite this reality, both family members and students signify positively school education, by expressing social meanings that reiterate the importance of school. This contradiction, present in the flow correction project, which is sought to be problematized within the scope of this study.

16
  • KARINA DANIELLY CAVALCANTI PINTO
  • ESTRESSE, BURNOUT E TRANSTORNO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO EM PROFISSIONAIS DE SAÚDE ATUANTES NO COMBATE AO SARS-COV-2

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALESSANDRA DO NASCIMENTO CAVALCANTI
  • ANTONIO ALVES FILHO
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MARIA AURELINA MACHADO DE OLIVEIRA
  • RODRIGO DA SILVA MAIA
  • Data: 04/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • A pandemia da COVID-19 se tornou uma das maiores crises humanitárias e de emergência em saúde pública mundial, trazendo repercussões psíquicas, sociais e econômicas. Para os profissionais da saúde, além das angústias compartilhadas com a população, ainda se depararam com complexos desafios no tocante a atuação na linha de frente, sendo reputada como um grupo vulnerável a alterações psíquicas. Considerando isto, buscou-se através de estudo transversal e correlacional, caracterizar: Estresse, Burnout e TEPT em profissionais da saúde que estão atuando na linha de frente na pandemia da SARS-CoV-2. Participaram 120 profissionais da equipe multidisciplinar, de dois hospitais públicos do Rio Grande do Norte, dos participantes, 53% atuavam do Hospital Municipal de Natal e 47% no Hospital Giselda Trigueiro. Para investigação, utilizou-se os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, Escala de Percepção de Estresse, Inventário de Burnout de Maslach e a Lista de Verificação de Transtorno de Estresse Pós-Traumático. A análise dos dados se fundamentou na estatística descritiva e inferencial. Os resultados apontaram níveis moderados de Estresse Percebido com média de 20.71. Considerando as dimensões de estresse (negativo e positivo) houve diferenças estatísticas, destacando uma maior pontuação para o estresse positivo, o qual favorece um melhor desempenho frente as situações de pressão. Em relação ao TEPT, 39,17% dos participantes enquadram-se nos casos prováveis para transtorno, considerando os critérios do DSM-5. Para esse constructo, os sintomas mais prevalentes foram os de revivescência do evento traumático. Na avaliação do Burnout, atendendo-se o critério de níveis elevados nas três dimensões, encontrou-se a prevalência da síndrome em 48,33% dos participantes. Considerando as dimensões de forma específica, as pontuações foram elevadas para Exaustão Emocional 49,17% e baixa Realização Pessoal 84,17%. Na Despersonalização 51,17% dos profissionais pontuaram escores médios e 48,33% altos. Quanto às correlações entre os construtos investigados, identificou-se correlações positivas entre Percepção de Estresse com Burnout e TEPT. E correlações negativas, entre a dimensão Realização Profissional com Despersonalização, TEPT e Percepção de Estresse. A atuação na linha de frente esteve associada a níveis consideráveis de Percepção de Estresse, TEPT e Burnout nos profissionais, indicando necessidade de intervenções voltadas ao cuidado psicoemocional.


  • Mostrar Abstract
  • The COVID-19 pandemic has become one of the biggest humanitarian and emergency public health crises in the world, bringing psychic, social and economic repercussions. For health professionals, in addition to the anguish shared with the population, they still faced complex challenges regarding front-line work, being reputed as a vulnerable group to psychic changes. Considering this, we sought, through a cross-sectional and correlational study, to characterize: Stress, Burnout and PTSD in health professionals who are working on the front lines of the SARS-CoV-2 pandemic. A total of 120 professionals from the multidisciplinary team from two public hospitals in Rio Grande do Norte participated, 53% of the participants worked at the Municipal Hospital of Natal and 47% at the Giselda Trigueiro Hospital. For investigation, the following instruments were used: sociodemographic questionnaire, Perception of Stress Scale, Maslach Burnout Inventory and Post-Traumatic Stress Disorder Checklist. Data analysis was based on descriptive and inferential statistics. The results showed moderate levels of Perceived Stress with an average of 20.71. Considering the dimensions of stress (negative and positive) there were statistical differences, highlighting a higher score for positive stress, which favors a better performance in the face of pressure situations. Regarding PTSD, 39.17% of the participants fit into the probable cases for the disorder, considering the DSM-5 criteria. For this construct, the most prevalent symptoms were those of reliving the traumatic event. In the evaluation of Burnout, meeting the criterion of high levels in the three dimensions, the prevalence of the syndrome was found in 48.33% of the participants. Considering the dimensions specifically, the scores were high for Emotional Exhaustion 49.17% and low Personal Fulfillment 84.17%. In Depersonalization, 51.17% of professionals scored medium and 48.33% high. As for the correlations between the investigated constructs, positive correlations were identified between Perceived Stress with Burnout and PTSD. And negative correlations, between the dimension Professional Achievement with Depersonalization, PTSD and Stress Perception. Working on the front line was associated with considerable levels of Perception of Stress, PTSD and Burnout in professionals, indicating the need for interventions aimed at psycho-emotional care.

17
  • ALEXANDRA CAVALCANTE DE FARIAS
  • O futuro importa: uma investigação exploratória da relação entre orientação de futuro e a percepção das
    mudanças climáticas
  • Orientador : JOSE DE QUEIROZ PINHEIRO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE DE QUEIROZ PINHEIRO
  • GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • RAQUEL FARIAS DINIZ
  • DAYSE DA SILVA ALBUQUERQUE
  • GUSTAVO MARTINELI MASSOLA
  • Data: 31/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • As mudanças climáticas (MCs), problema humano-ambiental que tem suas consequências aprofundadas a partir da ação humana, possuem para este estudo caráter de crise e, dada sua urgência, precisam ser pensadas medidas para sua mitigação no aqui e agora, com repercussões a posteriori. A percepção das mudanças
    climáticas (pMCs), como fora do nosso contexto imediato e local, pode gerar também um distanciamento com
    relação à percepção de risco e urgente necessidade de compromisso com ações de mitigação. Assim, deve-se
    pensar na relevância da orientação de futuro (OF) como uma variável atitudinal interna aos indivíduos, podendo
    ser associada ao compromisso pró-ecológico. Dessa forma, torna-se importante identificar se, ao nos
    responsabilizarmos pelas gerações ainda não nascidas, conseguimos nos implicar em ações de cuidado
    ambiental ou pelo menos promover e engajar nossos discursos em prol da sustentabilidade. Ao considerar esse
    contexto, este estudo pretende investigar a relação entre a percepção das mudanças climáticas e a orientação
    de futuro no formato da solidariedade com as gerações futuras, visando a entender a importância da orientação
    de futuro para integrar a percepção das mudanças climáticas. Os dois estudos que compuseram essa
    investigação exploratória, realizados com 113 e 12 participantes respectivamente, foram organizados a partir
    de duas diferentes técnicas: a produção de uma carta, (ainda que no primeiro estudo estivesse contida em um
    questionário) e uma entrevista semiestruturada. A análise de conteúdo abdutiva originou eixos temáticos que
    tratavam da pMCs e OF, que foram depois analisados a partir do olhar da relação entre ambos os conceitos. Os
    resultados demonstraram a importância de trabalhar a perspectiva temporal quando se trata do fenômeno das
    MCs, e que não só é possível estabelecer a ponte entre pMCs e OF, mas também compreender possíveis
    conceitos formadores dessa relação. O olhar da solidariedade com as gerações futuras reforça sua importância
    como conceito e a necessidade de considerar que o futuro importa e que são necessárias mudanças urgentes
    para a garantia de um ambiente ecologicamente equilibrado.

  • Mostrar Abstract
  • Climate change (CC), a human-environmental problem that has its profound consequences from human action,
    presents a crisis character for this study and given its urgency, measures of mitigation need to be thought in the
    here and now, with repercussions a posteriori. The perception of climate change (pMCs), as outside our immediate and local context, can also generate a distance from perception of risk and an urgent need of commitment to mitigation actions. Thus, the relevance of future orientation (FO) should be considered as an attitudinal variable internal to individuals, which can be associated with pro-ecological commitment. In this way, it becomes important to identify whether, by taking responsibility for the generations not yet born, we are able to involve ourselves in environmental care actions or at least promote and engage our discourses in favor of sustainability. Considering this context, this study intends to investigate the relationship between the perception of climate change and future orientation in the format of solidarity with future generations, aiming to understand the importance of future orientation to integrate the perception of climate change. The two studies that  composed this exploratory investigation, carried out with 113 and 12 participants respectively, were organized using two different techniques: the production of a letter (even though in the first study it was contained in the questionnaire) and a semi-structured interview. The abductive content analysis originated thematic axes that dealt with pMCs and OF and were then analyzed from the perspective of the relationship between both concepts. The results demonstrated the importance of working with a temporal perspective when it comes to the phenomenon of MCs, and that it is not only possible to establish a bridge between pMCs and OF, but also to understand possible concepts that form this relationship. The perspective of solidarity with future generations reinforces its importance as a concept and the need to consider that future matters and that urgent changes are needed to guarantee an ecologically balanced environment.
18
  • ANDRÉIA GARCIA DOS SANTOS
  • A história da Política de Assistência Social em Santa Maria/RS: entre o assistencialismo e a garantia de direitos.

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLÁUDIA MARIA PERRONE
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • KATIA MAHEIRIE
  • ROBERTA FIN MOTTA
  • SAMARA SILVA DOS SANTOS
  • Data: 01/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese investiga quais e como as determinações sócio-históricas, econômicas e políticas vêm produzindo impedimentos à implementação da Política de Assistência Social (AS) na esfera do Direito no Município de Santa Maria (SM), localizado na região central do Rio Grande do Sul (RS). Junto a isso, estabeleceram-se objetivos específicos: a) construir a historiografia da Política Municipal de Assistência Social de Santa Maria/RS (PMAS-SM) no período de 2006 a 2021; e b) Identificar como as(os) pesquisadores(as), trabalhadores(as) técnicos e demais indivíduos envolvidos(as) com a AS concebem a implementação da Política no Município; c) Verificar os atravessamentos conservadores e de militarização existentes na cidade de Santa Maria. Para o alcance dos objetivos, realizou-se pesquisa bibliográfica e documental por meio do acesso a documentos publicados em sites e páginas do facebook, que contemplou artigos, dissertações, teses, livros, reportagens em mídia eletrônica, pronunciamentos, leis municipais e trabalhos produzidos nas últimas décadas relativos à cidade de Santa Maria e a PMAS-SM e entrevistas semiestruturadas realizadas com indivíduos envolvidos com a AS. A análise dos dados coletados foi orientada pelo materialismo histórico-dialético articulado entre a totalidade, a contradição e a mediação. A pesquisa mostra a imposição de um conservadorismo na tessitura social de Santa Maria, metabolizado por uma moral burguesa que insiste em eclipsar a “questão social” e pautar a PMAS-SM na lógica caritativa, de benemerência e filantrópica. Importantes marcos vão se estruturando para a composição da PMAS-SM como uma política pública assentada na esfera do direito por meio da organização política dos(as) trabalhadores(as) defensores(as) da Política. Destaca-se, no entanto, a presença de elementos desagregadores, de desmobilização e adoecimento dos indivíduos diante das lutas realizadas em prol da Política. Por fim, problematiza-se os desdobramentos e as permanências da ação política e à intervenção do Estado, a desvelar forças sociais conservadoras e militarizadas presentes no município e na PMAS.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis investigates what are and how socio-historical, economic and political determinations have been producing impediments to the implementation of the Social Assistance Policy (AS) in the sphere of law in the municipality of Santa Maria (SM), located in the central region of Rio Grande do Sul (RS). Together with this, specific objectives were established: a) to build the historiography of the Municipal Social Assistance Policy of Santa Maria/RS (PMAS-SM) in the period from 2006 to 2021; and b) Identify how the researchers, technical workers and other individuals involved with the AS conceive the implementation of the Policy in the Municipality; c) Verify the conservative and militarization crossings existing in the city of Santa Maria. To achieve the objectives, we carried out: bibliographic and documentary research, through access to documents published on websites and facebook pages, which included articles, dissertations, thesis, books, reports in electronic media, pronouncements, municipal laws and works produced in recent decades related to the city of Santa Maria and the PMAS-SM and semi-structured interviews conducted with individuals involved with the AS. The analysis of the collected data was guided by historical-dialectical materialism: totality, contradiction and mediation. The research shows the imposition of a conservatism in the social tessitura of Santa Maria metabolized by a bourgeois moral who insists on eclipsing "the social question" and guiding the PMAS-SM in the charitable logic of benepoence and philanthropic. Important milestones are structured for the composition of the PMAS-SM as a public policy based on the sphere of law through the political organization of the workers defenders of the Policy. However, we highlight the presence of disaggregating elements, demobilization and illness of individuals in the face of struggles in favor of politics. Finally, we seek to problematize the consequences and permanence of political action and state intervention, to unattend conservative social forces present in the municipality and in the PMAS.

19
  • BIANCA GALVÁN TOKUO
  • APRISIONAMENTO DO SER-AÍ À TÉCNICA: NARRATIVAS DE SOFRIMENTO DEVIDO AO USO DO SMARTPHONE

  • Orientador : ELZA MARIA DO SOCORRO DUTRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELZA MARIA DO SOCORRO DUTRA
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • CYNARA CARVALHO DE ABREU
  • ANA ANDREA BARBOSA MAUX
  • ANA MARIA MONTE COELHO FROTA
  • Data: 10/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este é um estudo de inspiração na fenomenologia hermenêutica heideggeriana e teve por
    objetivo compreender os sentido da experiência de sofrimento de jovens e adultos devido ao
    uso dos smartphones. O sofrimento que aqui buscamos compreender foi aquele que atravessa
    a existência do Dasein. Contamos com a participação de duas colaboradoras. Devido à
    pandemia do Covid-19, as entrevistas foram realizadas de forma remota. As narrativas foram
    interpretadas a partir da circularidade hermenêutica, proposta por Martin Heidegger,
    considerando e contando com a afetação da pesquisadora em todo o percurso da pesquisa. Como
    resultados pudemos obervar que o modo de uso do smartphone desvela o modo de ser do
    próprio ser-aí, em seu caráter de correspondência e abertura ao mundo. Nossas colaboradoras
    revelaram o quanto a relação com seus smartphones vem trazendo prejuízos em suas
    existências, sentindo-se aprisionadas a esta relação, vivenciando dilemas existenciais para os
    quais nem sempre conseguem encontrar saída, por se verem regidas pela impessoalidade.
    Ademais, as mesmas demonstraram na relação com seus smartphones modos de
    correspondência às solicitações do mundo que caracterizam, não apenas um abandono de si
    mesmas e de seus projetos de ser-mais-próprias, mas também dificuldade em lidar com o débito
    de sua inexorável liberdadeA realização desta pesquisa promoveu reflexões a respeito dos
    modos como estamos utilizando os dispositivos móveis de comunicação e dos impactos em
    nossos modos de nos relacionarmos no mundo e com as pessoas que dele fazem parte.
    Esperamos que os achados desta pesquisa ampliem a compreensão sobre o sofrimento devido
    ao uso do smartphone e estimulem a realização de novos estudos que possam contribuir para
    um melhor aprofundamento a respeito deste fenômeno de nossa existência.


  • Mostrar Abstract
  • This is a study inspired by Heideggerian hermeneutical phenomenology and aimed to
    understand the meaning of the experience of suffering in young people and adults due to the
    use of smartphones. The suffering that we seek to understand here was the one that crosses the
    existence of Dasein. We have the participation of two collaborators. Due to Covid-19 pandemic,
    the interviews were carried out remotely. The narratives were interpreted from the hermeneutic
    circularity, proposed by Martin Heidegger, considering and counting on the researcher's
    affectation throughout the process of this research. As a result, we could observe that the way
    of using the smartphone reveals the way of being of Dasein, in its character of correspondence
    and openness to the world. Our collaborators revealed how the relationship with their
    smartphones has been harming their existence, feeling trapped in this relationship, experiencing
    existential dilemmas for which they cannot always find a way out, as they are ruled by
    impersonality. In addition, in the relationship with their smartphones, they showed ways of
    responding to the requests of the world that characterize not only an abandonment of themselves
    and their projects of property, but also difficulty in dealing with the debt of their inexorable
    freedom. The realization of this research promoted reflections about the ways in which we are
    using mobile communication devices and the impacts on our ways of relating to the world and
    to the people who are part of it. We hope that the findings of this research broaden the
    understanding of suffering due to the use of smartphones and stimulate the realization of new
    studies that can contribute to a better understanding of this phenomenon of our existence.

20
  • CAMILLA DANIELLE SILVA DE LIMA QUEIROZ
  • Quando o suicídio invade a instituição de ensino: a perda e o luto por suicídio na vivência de estudantes e educadores 

  • Orientador : GEORGIA SIBELE NOGUEIRA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GEORGIA SIBELE NOGUEIRA DA SILVA
  • MARLOS ALVES BEZERRA
  • SYMONE FERNANDES DE MELO
  • JOÃO BOSCO FILHO
  • TATIANI DAIANA DE NOVAES
  • Data: 28/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • O número de mortes violentas e prematuras entre adolescentes e jovens no Brasil e no mundo vem aumentando, sendo o suicídio a segunda causa de morte dos mesmos à nível mundial. Diante disso, invariavelmente a morte e o luto invadem o espaço escolar. Quando ocorre o suicídio de um estudante, o impacto é ainda maior, pois além de ser uma morte inesperada, violenta e estigmatizada, envolve uma pessoa jovem, gerando ainda mais comoção na comunidade escolar. O suicídio impacta não somente os mais próximos ao falecido, mas uma grande rede de pessoas que no continuum de sobrevivência estão entre os expostos, afetados e enlutados. Enlutados pelo suicídio possuem maiores chances de desenvolver um adoecimento emocional e a terem comportamentos suicidas, principalmente entre adolescentes e jovens, podendo favorecer o suicídio por contágio. Os educadores também são atingidos, mas não encontram espaços de acolhimento e ainda se sentem despreparados para lidar com seus alunos diante dessa situação de crise. Este estudo objetiva, portanto, compreender a vivência da perda e do luto entre estudantes e educadores, diante do suicídio de aluno (s), no contexto educacional. A metodologia utilizada foi a qualitativa com aporte teórico da hermenêutica gadameriana, por meio dos instrumentos: entrevista narrativa e cenas projetivas com os estudantes e educadores que passaram pela experiência de perder um estudante por suicídio entre 2011 e 2021. Foram realizadas 6 entrevistas com estudantes (matriculados e egressos), sobreviventes de suicídios diferentes, entre 17 e 22 anos, e com 3 professores, do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) de 3 campis distintos: Natal Central, Natal Cidade Alta e Parnamirim. A tese foi construída sob forma de artigos. O primeiro refere-se a uma revisão integrativa, intitulada “Luto por suicídio e posvenção na escola: uma revisão integrativa”, que buscou na literatura o conhecimento já produzido acerca do suicídio e do luto por suicídio na escola, na perspectiva de alunos e profissionais da educação, a partir de artigos nacionais e internacionais. Os resultados apontaram para a necessidade de se considerar a cultura, bem como as necessidades individuais dos sobreviventes ao se formular programas de posvenção na escola, além de políticas educacionais que assegurem a implementação prévia de planos de gerenciamento de crises. Verificou-se também diminuta produção de estudos que contemplassem os educadores e, no Brasil e na América Latina, uma lacuna expressiva em relação a essa temática. O segundo artigo “Quando o luto por suicídio invade a escola: o desamparo dos estudantes” identificou a significação da morte pelos estudantes como um fim inevitável, um recomeço na vida espiritual e uma possibilidade de ressignificar o viver. Já o significado do suicídio surgiu como uma escolha diante do desespero e da solidão e o não querer morer de fato; egoísmo e ausência de culpabilização; além de um resultado do contexto suicidante em que vivemos. Suas manifestações em relação ao impacto dessa perda se deram a nível intrapessoal (choque, alguns medos, ansiedade, tristeza, impotência, culpa e manifestações fisicas, cognitivas e comportamentais), interpessoal e transpessoal. Dentro do continuum de sobrevivência, os estudantes estiveram entre os expostos, afetados e enlutados por suicídio, demonstrando a necessidade de serem amparados pela instituição de ensino. O terceiro, “Luto por suicídio e posvenção na escola: as estratégias de enfrentamento dos estudantes e o cuidado que gostariam de receber”, identificou que o enfrentamento dos adolecentes/jovens se deu através de conversas com amigos, apoio da religiosidade, de forma solitária, com pouco e descontínuo suporte institucional. Ressaltaram o contexto suicidante que pode impulsionar o suicídio e, também, o contexto adoecedor após o impacto dessa morte, em que ficam divididos entre a própria dor e a necessidade de ser apoio para outros amigos, que aparentam estar sofrendo ainda mais. O quarto artigo intitulado “Quando o suicídio de um estudante invade a instituição de ensino: o luto invisibilizado dos educa(dores)” abordamos os impactos dos suicídios nos níveis inter, intra e transpessoal nos professores, evidenciando que, a depender de cada um dos suicídio, eles se encontram no continuum de sobrevivência entre os expostos, afetados e enlutados (a curto prazo). Porém, receberam pouco suporte relacionados a posvenção ao suicídio pela instituição, tornando-os invisibilizados em suas dores e despreparados para lidar com os estudantes sobreviventes. Por fim, o quinto artigo, “Quando o suicídio de estudante invade a instituição de ensino: enfrentamentos dos educa(dores) e posvenção” que discute o enfrentamento dos professores: a participação em ritual de despedida, ajuda de pares e, na falta de suporte social, o enfrentamento ocorreu de forma solitária. Identificamos ainda o despreparo institucional, o retorno ao trabalho sem o apoio necessário, a desarticulação da equipe multiprofissional e a ausência de rituais acerca do legado do estudante, fazendo com que seus lutos fossem invisibilizados. Concluimos ser imprescindível a formulação de programas prévios de posvenção do suicídio em ambientes educacionais, que contemplem estudantes e educadores, considerando suas especificidades e necessidades, próximos ou não dos falecidos, os aspectos culturais, além de sua localização dentro das categorias do continuum de sobrevivência, o que irá fundamentar as ações de cuidado e prevenção de comportamentos suicidas nos impactados pelo suicídio no contexto das instituições de ensino.


  • Mostrar Abstract
  • The number of violent and premature deaths among adolescents and young people in Brazil and in the world has been increasing, with suicide being the second leading cause of death for them worldwide. In view of this, death and mourning invariably invade the school space. When a student commits suicide, the impact is even greater, because in addition to being an unexpected, violent and stigmatized death, it involves a young person, generating even more commotion in the school community. Suicide impacts not only those closest to the deceased, but a large network of people who in the continuum of survival are among those exposed, affected and bereaved. Bereaved by suicide are more likely to develop emotional illness and to have suicidal behaviors, especially among adolescents and young people, which may favor suicide by contagion. Educators are also affected, but they do not find welcoming spaces and still feel unprepared to deal with their students in the face of this crisis situation. This study aims, therefore, to understand the experience of loss and grief among students and educators, in the face of student (s) suicide, in the educational context. The methodology used was qualitative with theoretical support of Gadamerian hermeneutics, through the instruments: narrative interview and projective scenes with students and educators who went through the experience of losing a student by suicide between 2011 and 2021. Six interviews were carried out with students ( enrolled and graduates), survivors of different suicides, between 17 and 22 years old, and with 3 teachers, from the Federal Institute of Rio Grande do Norte (IFRN) from 3 different campuses: Natal Central, Natal Cidade Alta and Parnamirim. The thesis was built in the form of articles. The first refers to an integrative review, entitled “Grief for suicide and postvention at school: an integrative review”, which sought in the literature the knowledge already produced about suicide and mourning by suicide at school, from the perspective of students and professionals. of education, from national and international articles. The results pointed to the need to consider the culture as well as the individual needs of survivors when designing postvention programs at school, as well as educational policies that ensure the prior implementation of crisis management plans. There was also a small production of studies that contemplated educators and, in Brazil and Latin America, a significant gap in relation to this theme. The second article “When mourning for suicide invades the school: the helplessness of students” identified the meaning of death by students as an inevitable end, a fresh start in spiritual life and a possibility of re-signifying living. The meaning of suicide, on the other hand, emerged as a choice in the face of despair and loneliness and not wanting to actually die; selfishness and lack of blame; as well as a result of the suicidal context in which we live. Its manifestations in relation to the impact of this loss occurred at the intrapersonal level (shock, some fears, anxiety, sadness, impotence, guilt and physical, cognitive and behavioral manifestations), interpersonal and transpersonal. Within the continuum of survival, students were among those exposed, affected and bereaved by suicide, demonstrating the need to be supported by the educational institution. The third, “Fighting suicide and postvention at school: the students’ coping strategies and the care they would like to receive”, identified that the adolescents/young people’s coping took place through conversations with friends, support from religiosity, in a solitary way. , with little and discontinuous institutional support. They highlighted the suicidal context that can drive suicide and also the sickening context after the impact of this death, in which they are torn between their own pain and the need to be support for other friends, who seem to be suffering even more. The fourth article entitled "When a student's suicide invades the educational institution: the invisible mourning of educators" we address the impacts of suicides at the inter, intra and transpersonal levels on teachers, showing that, depending on each of the suicide, they lie on the survival continuum between the exposed, affected, and bereaved (short term). However, they received little support related to suicide postvention by the institution, making them invisible in their pain and unprepared to deal with surviving students. Finally, the fifth article, “When student suicide invades the educational institution: confrontations of educators and postvention”, which discusses the confrontation of teachers: participation in a farewell ritual, help from peers and, in the absence of social support, the confrontation occurred in a solitary way. We also identified the institutional unpreparedness, the return to work without the necessary support, the disarticulation of the multiprofessional team and the absence of rituals about the student's legacy, making their mourning invisible. We conclude that it is essential to formulate previous suicide prevention programs in educational environments, which include students and educators, considering their specificities and needs, whether close to the deceased or not, cultural aspects, in addition to their location within the categories of the survival continuum, which will support the actions of care and prevention of suicidal behavior in those impacted by suicide in the context of educational institutions.

21
  • PRISCILA CRISTINE ANDRADE DE SOUSA
  • Relações entre Alto Potencial Intelectual, Funções Executivas e Criatividade em Crianças e Adolescentes 

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AMANDA DE LOURDES BERNARDO GUERRA
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MARIA JOSE NUNES GADELHA
  • PRISCILA MAGALHAES BARROS FELINTO
  • Data: 08/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Os estudos em indivíduos com alto potencial intelectual (API) destacam funcionamento

    intelectual marcado por ativação global e menos segregação do córtex. Portanto, vários

    autores problematizam o impacto de alguns processos cognitivos específicos na

    determinação da inteligência, dentre os quais se destacam, as funções executivas (FE) e

    a criatividade. O presente estudo pretende dar continuidade ao recente estudo

    desenvolvido por Felinto (2018) que evidenciou a sobreposição da criatividade e

    inteligência na população adolescente e a relação entre inteligência e memória de trabalho

    (MT) em jovens adultos com API. Isto posto, o objetivo desse estudo é analisar as relações

    entre o API, FE e criatividade no público infantojuvenil. A tese foi subdividida em três

    estudos: 1) Capítulo de Livro - Relações "Paradoxais” entre Altas

    Habilidades/Superdotação e Dislexia; 2) O valor preditivo do API nas FE e na criatividade

    em crianças; 3) Desempenho em MT e criatividade em crianças e adolescentes com API.

    Participaram desse estudo 38 crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 14 anos de

    escolas públicas e particulares da cidade de Natal/RN. Realizou-se procedimento de

    avaliação da inteligência, FE e criatividade com os participantes através de uma bateria

    de instrumentos neuropsicológicos e, em seguida, análises descritivas e inferenciais foram

    implementadas. No Estudo 1, foi abordado aspectos clínicos do perfil cognitivo

    assíncrono em crianças com dupla excepcionalidade; No Estudo 2, verificou-se

    correlações significativas e fortes entre a inteligência e tarefa de FE (efeito stroop) e

    verificou-se que a inteligência prevê o desempenho de crianças com API em tarefa de FE

    (efeito stroop). No Estudo 3, os resultados apontaram correlações significativas e fortes

    entre inteligência e criatividade, bem como diferença entre os grupos nas variáveis

    supramencionadas e em etapa específica do teste de MT. Diante disso, conclui-se que

    crianças e adolescentes com API apresentam características particulares para as FE e

    criatividade.


  • Mostrar Abstract
  • Studies in individuals with high intellectual potential (HIP) highlight intellectual

    functioning marked by global activation and less segregation of the cortex. Therefore,

    several authors problematize the impact of some specific cognitive processes in

    determining intelligence, among which, executive functions (EF) and creativity stand out.

    The present study intends to continue the recent study developed by Felinto (2018) that

    highlighted the overlap of creativity and intelligence in the adolescent population and the

    relationship between intelligence and working memory (WM) in young adults with HIP.

    That said, the aim of this study is to analyze the relationships between HIP, EF, and

    creativity in children and youth audiences. The thesis was subdivided into three studies:

    1) Book Chapter - "Paradoxical" Relationships between High Abilities/Giftdness and

    Dyslexia; 2) The predictive value of HIP on EF and creativity in children; 3) Performance

    in WM and creativity in children and adolescents with HIP. Thirty-eight children and

    adolescents, aged between 7 and 14 years, from public and private schools in the city of

    Natal/RN participated in this study. An assessment procedure of intelligence, EF, and

    creativity was carried out with the participants through a battery of neuropsychological

    instruments, and then descriptive and inferential analyses were implemented. In Study 1,

    clinical aspects of the asynchronous cognitive profile in children with twice

    exceptionality were addressed; In Study 2, significant and strong correlations were found

    between intelligence and EF task (stroop effect) and intelligence was found to predict the

    performance of children with HIP in EF task (stroop effect). In Study 3, the results showed

    significant and strong correlations between intelligence and creativity, as well as a

    difference between the groups in the variables mentioned above and in a specific step of

    the WM test. Given this, it is concluded that children and adolescents with HIP present

    particular characteristics for EF and creativity.

22
  • ALESSANDRA SILVA DE OLIVEIRA MARTINS
  • Discursos no trabalho análogo à escravidão: um estudo de caso de trabalhadores resgatados na cadeia produtiva da carnaúba/RN

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO PABLO HUASCAR ARAGÃO PINHEIRO
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • LUCIANO ALVARENGA MONTALVÃO
  • MARCO AURELIO DE MEDEIROS JORDÃO
  • Data: 14/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho buscou contribuir para a compreensão dos discursos do contexto de atividade de trabalho análogo à escravidão (TEA) de trabalhadores resgatados da  cadeia produtiva da carnaúba no Rio Grande do Norte (Brasil). Tal esforço interpretativo buscou apoio nos  aportes teóricos da psicologia histórico-cultural, clínicas do trabalho e diálogos com a tradição francófona de análise de discurso, e se desdobrou em três estudos: 1) Gênese, caracterização e do TEA; 2) binômio liberdade-servidão e resistências ao TEA; 3) Narrativas (auto)biográficas dos resgatados do TEA. Em termos de método a presente pesquisa se filia de] a uma abordagem qualitativa-interpretativa, fundada no procedimento do estudo de caso, utilizando as seguintes técnicas de coleta, tratamento e análise do material discursivo obtido: no estudo 1 realizou-se análise dialógica discursiva  do corpus documental obtido na operação de nº 62/2018 pelo  GEFM (Grupo Especial de Fiscalização Móvel), no estudo 2 foi realizada análise narrativa  do corpus teórico-bibliográfico e  no estudo 3 análise discursiva das narrativas (auto)biográficas (AADNA)  do corpus das entrevistas transcritas.. Os resultados apontaram para tensões existentes entre os discursos o patronal caracterizado pela prescrição, injunção e naturalização do crime de trabalho análogo ao de escravo, pouca responsabilização ético-moral e persistência do ciclo de escravização na biografia dos participantes,  e o discurso fiscalizatório, marcado pela narração argumentativa-expositiva-descritiva, em que o real é exposto em seus impedimentos, verificando-se ainda, o compromisso ético-dialógico com a desnaturalização e defesa do trabalho decente, livre e sustentável (estudo 1). Discursos sustentados, ainda, por um sujeito do discurso histórico-cultural afetado em seu devir-potência-ação  face às ilusões das paixões, do medo, dos afetos tristes responsáveis pela servidão (estudo 2) e por fim, narrativas (auto)biográficas perpassadas por histórias e memórias envoltas no TAE geracional e infantil,  marcado por afetos tristes e de sentido dual; reforçado por discursos individualizantes de pseudoliberdade, de “parceria” com as instância de escravização, de ausência por completo de contraditório, de sujeito objetificado, descartável, coisificado, massificado, de ausência de alteridade, de agendas civilizatórias apagadas, esvaziadas. Assim, há que se investir no poder de agir, na autoria do sujeito, no devir-potência, na transformação social.


  • Mostrar Abstract
  • The present work sought to contribute to the understanding of the discourses of the context of work activity analogous to slavery (TEA) of workers rescued from the carnauba production chain in Rio Grande do Norte (Brazil). Such an interpretative effort sought support in the theoretical contributions of historical-cultural psychology, work clinics and dialogues with the French-speaking tradition of discourse analysis, and unfolded in three studies: 1) Genesis, characterization and ASD; 2) binomial freedom-servitude and resistance to ASD; 3) (auto)biographical narratives of those rescued from TEA. In terms of method, this research adheres to] a qualitative-interpretative approach, based on the case study procedure, using the following techniques for collecting, processing and analyzing the discursive material obtained: in study 1, a dialogic discursive analysis was performed from the documentary corpus obtained in operation nº 62/2018 by the GEFM (Special Group for Mobile Inspection), in study 2 a narrative analysis of the theoretical-bibliographic corpus was carried out and in study 3 a discursive analysis of the (auto)biographical narratives (AADNA) of the corpus from the transcribed interviews. inspection discourse, marked by argumentative-expository-descriptive narration, in which the real is exposed in its impediments elements, verifying also the ethical-dialogical commitment with the denaturalization and defense of decent, free and sustainable work (study 1). Discourses supported, still, by a subject of the historical-cultural discourse affected in his becoming-power-action in the face of the illusions of passions, fear, sad affections responsible for servitude (study 2) and, finally, pervaded (auto)biographical narratives by stories and memories wrapped in the generational and children's TAE, marked by sad and dual meaning affections; reinforced by individualizing discourses of pseudo-freedom, of “partnership” with the instances of enslavement, of the complete absence of contradiction, of an objectified, disposable, objectified, massified subject, of absence of alterity, of erased, emptied civilizational agendas. Thus, it is necessary to invest in the power to act, in the authorship of the subject, in becoming-power, in social transformation.

23
  • SHEYLA SUZANDAY BARRETO SIEBRA
  • A coragem como anti-performance e o processo de significação do trabalho para professores de universidades públicas 

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ERIC HAMRAOUI
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • JOSÉ TEMÍSTOCLES FERREIRA JUNIOR
  • RAQUEL ALVES SANTOS
  • THAÍS AUGUSTA CUNHA DE OLIVEIRA MÁXIMO
  • Data: 20/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese apresenta reflexões sobre a coragem, como uma manifestação de anti-performance face as novas práticas de gestão neoliberal no contexto de universidades públicas. A coragem é um afeto que se define no tempo, a coragem é um devir corajoso, uma disposição de ser, e dessa forma, a ação corajosa necessita do pensamento e da criação da singularidade e da estilização como maneira de ser. As transformações ocorridas no funcionamento da instituição universitária brasileira são oriundas de uma nova conjuntura político-econômica, compreendida pela reforma do Estado, reestruturação dos modos de produção e gestão do trabalho com discursos e práticas neoliberais. No mundo do trabalho atual vivenciamos uma alta demanda por sujeitos performáticos que estejam sempre à disposição para produzir com maior eficiência e agilidade. A cultura da performance é entendida como um dispositivo que atua na regulação e controle dos corpos, produzindo os sujeitos desejáveis para a atual sociedade neoliberal. Essa nova demanda de um sujeito que esteja sempre à disposição para trabalhar mais e com mais agilidade requer uma intensificação do trabalho do professor e uma ampliação da sua atividade o que tem aumentado a precarização das condições de trabalho e impactado na saúde e subjetividade desses trabalhadores. Percebe-se que esta nova conjuntura é caracterizada por uma política de desmonte, de precarização das relações trabalhistas, de redução de espaços de diálogos e de planejamento coletivo, bem como de escassez de recursos financeiros que não se destinem à especulação. O desgaste do trabalhador e a precarização da sua subjetividade são elementos importantes deste processo, assim como a intensificação do trabalho e alta demanda de performance e eficácia, o que propicia o fenômeno denominado como precariedade subjetiva. Tal fenômeno pode ser descrito em termos da vivência de sofrimento dos assalariados estáveis quando são confrontados com exigências cada vez maiores no seu trabalho, vivência essa que reúne medo, ansiedade e insegurança de não atender a contento as demandas prescritas. Tais vivências abarcam ainda sentimentos de não dominar seu trabalho e precisar esforçar-se permanentemente para fazer face às demandas, sensação de isolamento, abandono e vulnerabilidade que afeta a auto-estima, aumentando a sensação de não fazer um trabalho bem feito ou de não estar seguro para assumir seu lugar no coletivo de trabalho. Assim, pensar os aspectos referentes à coragem e os sentidos significados do trabalho para professores de universidades públicas, torna-se ainda mais relevante neste momento em que a lógica individualista e o enfraquecimento dos coletivos de trabalho se tornam tão presentes. Para investigar o problema delimitado, foi adotado como referencial teórico deste estudo a Psicologia Social Histórico-Cultural, a partir do materialismo histórico-dialético da teoria marxista e dos estudos sobre desenvolvimento propostos por Vygotsky e os fundamentos filosóficos espinosistas sobre o conceito de coragem e potência de vida e ação. Nesta pesquisa, buscou-se ainda fazer algumas reflexões sobre o conceito de atividade, real da atividade e gênero profissional, desenvolvido pela Clínica da Atividade, que refere-se a algumas dimensões da vida coletiva do trabalho, como os antecedentes sociais da atividade, às regras coletivas da profissão que formam uma memória impessoal, fornecendo para o trabalhador modelos de agir, de começar e terminar uma atividade, e ainda, oferecendo recursos para enfrentar situações que são generalizadas num ofício. Como objetivo geral deste estudo buscou-se analisar a coragem como manifestação de anti-performance e o processo de significação do trabalho para professores de universidades públicas. Foram entrevistadas cinco professoras e um professor que desenvolvem suas atividades em três universidades federais públicas brasileiras. Como resultados percebeu-se como as formas de gestão atual afetam o agir do professor, a sua subjetividade e a sua identidade. O processo de significação do trabalho docente pode ser entendido como uma função social, uma forma de participar do percurso de vida dos alunos que transformam a sua própria história profissional e podem contribuir para transformar o contexto que estão inseridos. O desgaste percebido pelos professores em decorrência da intensificação do trabalho tem repercutido para a sua saúde mental e os afetos desenvolvidos na atividade docente tem diminuído sua potência de vida e ação. Dessa forma é importante refletir sobre como esse contexto tem afetado as instituições de ensino superior e pensar estratégias coletivas de enfrentamento a essa precariedade subjetiva a fim de que não se torne uma precariedade objetiva.


  • Mostrar Abstract
  • The present work seeks to understand the freedom-servitude binomial through the autobiographical narratives of the worker(s) rescued from work analogous to slavery in the carnauba production chain in Rio Grande do Norte, unfolding in three studies: the first analyzes the reasons for permanence, characterization and impediments to this work; the second investigates subjectivizing elements of the condition of servitude, mechanisms of resistance and emancipation; and the third analyzes the autobiographical narratives of those rescued from this work. Therefore, this research has an epistemic-methodical-theoretical affiliation convergent to the historical-dialectical materialist tradition revisited by the French tradition of discourse analysis, which considers history, ideology and language with methodological strategies that permeate the use of qualitative collection techniques , treatment and analysis of categorical, conjunctural and dialogic-discursive data (study 1), second-order documentary and/or statistical corpus and discursive analysis of the narrative-autobiographical corpus (study 3) of workers rescued by operation No. 62/2018/ RN, carried out by the GEFM (Special Mobile Inspection Group). The results pointed to existing tensions between the discourses and their textual materialities of the employer (characterized by the prescription, injunction and naturalization of the crime of work analogous to slavery, little ethical-moral accountability and persistence of the enslavement cycle) and the inspection discourse (marked by the argumentative-expository-descriptive narration), exposing the real of the work and its contradictions expressed in the impediments of this research, verifying the ethical-dialogical commitment in the utterances made, in the concrete acts and in its historical-cultural-social horizon of denaturalization and defense decent, free and sustainable work (study 1). However, the persistence of the cycle of enslavement in this production chain is corroborated by the condition of subjection (alienation-servitude), of alienated desire, of the fanciful ideological capture of a neoliberal utilitarian ethic (study 2) and of (auto)biographical narratives permeated by stories and memories surrounded by precarious generational work and material needs; for a work marked by sad and dual meaning affections; dead work reinforced by individualizing discourses of pseudo-freedom, of “partnership”, of the complete absence of the contradictory, of an objectified, disposable, objectified, massified subject, from absence of alterity, of erased, emptied civilizational agendas. Thus, it is necessary to invest in praxis-poesis, based on the authorship of the subject, in becoming-power, in micropolitics and in social transformation.

24
  • LETÍCIA RABOUD MASCARENHAS DE ANDRADE
  • Vivência/Perejivânie: Diversidade de Compreensões do Conceito e Articulação à Luz do Sistema Teórico de Vigotski

  • Orientador : HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOÃO BATISTA MARTINS
  • DANIELE NUNES HENRIQUE SILVA
  • EDUARDO MOURA DA COSTA
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • VERA LUCIA TREVISAN DE SOUZA
  • Data: 22/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • A identificação do conceito de vivência na teoria do desenvolvimento de Vigotski enquanto unidade dinâmica da consciência e unidade da relação personalidade e meio destaca a relevância de suas articulações ao sistema teórico do autor. No entanto, constata-se um cenário desafiador para a compreensão e integração do conceito referido na teoria de Vigotski em razão das dificuldades de tradução que o envolvem, plurissignificação no contexto da língua e cultura russas, bem como de sua obra, além das diversas articulações do conceito na teoria e seu caráter pouco desenvolvido, em razão da morte prematura de Vigotski. Tal cenário favorece a elaboração de diferentes concepções e interpretações sobre o conceito de vivência tendendo a compreensões parciais e fragmentadas. Diferentes pesquisadores notam o interesse crescente relativo ao conceito e o cenário diversificado e pouco integrado emergente, enfatizando a necessidade de sua articulação e integração. Diante disto, a presente tese busca articular e discutir as múltiplas compreensões atribuídas ao conceito de vivência no contexto da teoria do desenvolvimento de Vigotski em trabalhos que se debruçam sobre o tema. Foi feito um levantamento através do portal de periódicos da CAPES e Google Acadêmico das produções que se referiam ao conceito de vivência na teoria de Vigotski publicados até 2018, nos idiomas português, inglês, espanhol e francês, utilizando como descritores as diferentes nomenclaturas e traduções do termo vivência/perejivânie. Chegou-se a um total de 211 trabalhos, dos quais 45 foram analisados, tendo em vista seu foco de discussão voltado centralmente para o conceito de vivência. O processo de análise resultou na identificação de oito eixos de articulação (não-excludentes) das compreensões sobre o conceito, são eles: A vivência como função psicológica; A vivência como atividade; A vivência como unidade afetivo-cognitiva; A vivência como prisma refrator; A vivência como unidade do desenvolvimento humano; A vivência como unidade da consciência; A vivência como vivência dramática; A vivência como conceito versus fenômeno. Os resultados permitiram sintetizar as dimensões relativas às compreensões envolvidas no conceito de vivência, avançando no caminho de um entendimento mais integrado e abrindo espaço para o desenvolvimento das discussões efetuadas.


  • Mostrar Abstract
  • The recognition of the concept of perezhivanie in Vygotsky's theory of development as a dynamic unit of consciousness and a unit of the relation between personality and environment highlights the relevance of its articulations to the author's theoretical system. However, there is a challenging scenario for the understanding and integration of this concept in Vygotsky's theory due to its difficulties of translation, its multiple meanings in the context of the Russian language and culture, likewise in the author's work, in addition to the various articulations of the concept in the theory and its underdeveloped character given Vygotsky's premature death. This scenario contributes to the development of different conceptions and interpretations of the concept of perezhivanie, tending to partial and fragmented understandings. Different researchers recognize the growing interest in the concept and the emerging diversified and fragmented scenario, emphasizing the need for its articulation and integration. Given this situation, the thesis seeks to articulate and discuss the multiple understandings attributed to the concept of perezhivanie in the context of Vygotsky's theory of development in works that focus on the subject. A survey of the productions that referred to the concept of perezhivanie in Vygotsky's theory, published until 2018, was carried out through CAPES Journal Gate and Google Scholar in Portuguese, English, Spanish and French, using as descriptors the different nomenclatures and translations of the term perezhivanie. A total of 211 works were reached, of which 45 were analyzed in view of their focus of discussion centered on the concept of perezhivanie. The analysis process resulted in the identification of eight axes (non-excluding) of articulation of understandings about the concept: Perezhivanie as a psychological function; Perezhivanie as an activity; Perezhivanie as an affective-cognitive unity; Perezhivanie as a refracting prism; Perezhivanie as a unit of human development; Perezhivanie as a unit of consciousness; Perezhivanie as dramatic perezhivanie; Perezhivanie as a concept versus perezhivanie as a phenomenon. The results made it possible to synthesize the dimensions related to the understandings involved in the concept of perezhivanie, advancing towards a more integrated comprehension and giving way to the development of the discussions carried out.

25
  • JOEDER DA SILVA MESSIAS
  • O enfrentamento às tarefas alheias ao ofício à luz da Clínica da Atividade: posicionamentos inconformados, ambíguos e conformados

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • JADER FERREIRA LEITE
  • PEDRO FERNANDO BENDASSOLLI
  • ALDA KAROLINE LIMA DA SILVA
  • CAMILA COSTA TORRES
  • Data: 23/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve origem a partir de pesquisa de perspectiva clínico-qualitativa desenvolvida com
    técnicos em necropsia que atuavam em um Serviço de Verificação de Óbito (SVO). O embasamento
    teórico adotado foi a Clínica da Atividade e o processo de construção de dados foi mediado pelos
    seguintes recursos metodológicos: diário de campo; entrevistas semiestruturadas, realizadas
    individualmente; entrevistas de Instrução ao Sósia, realizadas em dupla. Dentre os resultados
    encontrados percebemos que os técnicos em necropsia eram convocados a realizar atribuições alheias
    ao ofício e que eles se relacionavam de modos distintos com as diferentes tarefas em questão, fato nos
    mobilizou a desenvolver os 3 (três) estudos aqui apresentados. Nesse sentido, o objetivo geral dessa
    tese foi desenvolver e ampliar análises de situações caracterizadoras de acúmulo de tarefas alheias ao
    ofício no fazer-profissional dos técnicos em necropsia, à luz do arcabouço teórico-conceitual da
    Clínica da Atividade. O estudo 01 trata-se discussão teórica sobre o acúmulo de funções, pautada nas
    contribuições da abordagem supracitada, aliadas a estudos que versam sobre modelos de gestão do

    trabalho que emergiram a partir das demandas do sistema neoliberal, em especial o toyotismo, que
    ampliou o processo de precarização do trabalho. Teve como objetivo central foi estabelecer a relação
    do acúmulo de tarefas alheias ao ofício com o processo de precarização das relações de trabalho,
    traçando conexões com operadores teóricos como: atividade, trabalho prescrito, trabalho realizado e
    real da atividade. A análise do contexto histórico-social realizada possibilitou perceber a relação do
    processo de superexploração do trabalho com ampliação e naturalização do acúmulo de funções/
    atribuições. O estudo 02 abordou o referido fenômeno a partir de operadores teóricos como: instâncias
    do ofício, estilo, gênero profissional, poder de agir e trabalho bem feito. As análises decorrentes deste
    estudo nos apontaram para o entendimento de que a submissão dos trabalhadores às atribuições alheias
    ao ofício fazia com que eles se apropriassem do gênero profissional de outros cargos, originando o que
    denominamos de gênero profissional invasivo. Nesse sentido, nosso objetivo foi estabelecer o diálogo
    entre o acúmulo de tarefas alheias ao ofício e um possível desenvolvimento do gênero profissional, em
    termos da produção de um gênero profissional invasivo. Quanto ao estudo 03, nosso objetivo foi
    caracterizar e discutir os diferentes posicionamentos dos trabalhadores com relação aos distintos
    acúmulos de tarefas alheias ao ofício. Conforme mencionado, identificamos 3 (três) categorias de
    enfrentamento às tarefas alheias ao ofício: os posicionamentos inconformados, quando o trabalhador
    demonstrava nítido incômodo; os posicionamentos ambíguos, quando demonstrava tanto o sentimento
    de incômodo quanto o de reconhecimento; e os posicionamentos conformados, quando se apropriavam
    das referidas tarefas de tal modo que as percebiam como pertencentes ao próprio ofício. Percebemos
    através destes estudos que o acúmulo de tarefas alheias ao ofício se revela cada vez mais frequente nos
    contextos de trabalho e que tem potencial nocivo à saúde do trabalhador, o que sinaliza para a
    necessidade de desenvolver ações efetivas no combate à superexploração do trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • The present study originated from a research from a clinical-qualitative perspective developed with
    necropsy technicians working in a Death Verification Service (SVO). The theoretical basis adopted
    was the Activity Clinic and the data construction process was mediated by the following
    methodological resources: field diary; semi-structured interviews, conducted individually; Instructional
    interviews to the Lookalike, conducted in pairs. One of the results found was to realize that the
    technicians in necropsy were submitted to several accumulations of functions/ attributions and that
    they were related in different ways with the different attributions unrelated to the craft to which they
    were called to perform. This finding mobilized us to develop the three (3) studies presented here,
    aiming to deepen the understanding of the phenomenon in question. In this sense, the general objective
    of this thesis was to develop and expand analyses of situations that characterize the accumulation of
    functions in the professional-doing of technicians in necropsy, in the light of the theoretical-conceptual
    framework of the Activity Clinic. Study 01 is a theoretical discussion about the accumulation of
    functions, based on the contributions of the aforementioned approach, allied to studies that deal with
    work management models that emerged from the demands of the neoliberal system, especially
    toyotism, which expanded the process of precarious work. The objective was to establish the
    relationship of the phenomenon accumulation of functions with the process of precariousness of work
    relationships, tracing connections with the theoretical operators: activity and real activity. The analysis
    of the historical-social context performed made it possible to perceive the relationship of the process of
    overexploitation of work with expansion and naturalization of the accumulation of functions/
    attributions. Study 02 addressed this phenomenon from theoretical operators such as: instances of the

    craft, style, professional gender, power to act and well-done work. The analyses resulting from this
    study pointed us to the understanding that the submission of workers to the attributions of others to the
    office caused them to appropriate the professional gender of other positions, originating what we call
    an outsider professional gender. In this sense, our objective was to dialogue on aspects related to the
    foreign professional gender, resulting from the accumulation of functions, and their possible impacts
    on workers&#39; health. Regarding study 03, our objective was to characterize and discuss the different
    positions of workers in relation to the different accumulations of functions/attributions. As mentioned,
    we identified three (3) categories of coping with the attributions unrelated to the profession: the
    nonconforming positioning, when the worker demonstrates clear discomfort; the ambiguous
    positioning, when it expresses both the feeling of discomfort and the feeling of recognition; and the
    conformed positioning, when they appropriate these attributions in such a way that they perceive them
    as belonging to the office itself. We noticed through these studies that the accumulation of
    functions/attributions is increasingly frequent in work contexts and that it has harmful potential to
    workers&#39; health, which signals the need to develop effective actions to combat overexploitation of
    work.

2021
Dissertações
1
  • MAÍSA DE OLIVEIRA MEIRA
  • A EXPERIÊNCIA DE DECISÃO EM JUÍZES FEDERAIS: PARA ALÉM DOS AUTOS


  • Orientador : ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANDREA BARBOSA MAUX
  • ANA KARINA SILVA AZEVEDO
  • SYMONE FERNANDES DE MELO
  • Data: 11/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa objetivou compreender a experiência da decisão do juiz federal de primeira instância a partir da narrativa de quem exerce a magistratura. A proposição de escuta dos juízes apresentou-se como outra possibilidade de aproximação entre a Psicologia, o Direito e o Judiciário, diferentemente da tradicional relação baseada em pareceres periciais que se estabeleceu entre esses campos do conhecimento. Os três colaboradores, dois juízes e uma juíza, foram selecionados dentre os magistrados da Seção Judiciária da Justiça Federal no Rio Grande do Norte e que exerciam a judicatura na Cidade do Natal. Este estudo configurou-se como uma pesquisa qualitativa de inspiração fenomenológica hermenêutica, com base na ontologia do filósofo Martin Heidegger. O intrumento de acesso ao vivido pelo colaborador da pesquisa, foi a entrevista narrativa. A compreensão e interpretação do fenômeno pesquisado deu-se a partir do círculo compreensivo de Heidegger. Os momentos da compreensão das narrativas foram: afetação pelo depoimento ouvido; transcrição do depoimento ouvido; identificação dos temas; diálogo entre as reflexões feitas a partir das etapas anteriores e a literatura. Ao perguntar aos juízes federais: “Como é para você o processso de decisão na sua atividade de trabalho?”. A questão suscitou respostas em virtude da condição humana do existir, anunciaram como cada juiz se sentia em jogo enquanto um existente no exercício da magistratura. E que em uma sentença também está em jogo angústia, vulnerabilidade existencial, vida e morte, o olhar dos pares, além da repercussão social de suas sentenças. As falas estavam relacionadas aos sentidos enraizados no mundo, falam do horizonte de pertencimento dos juízes, referiam os modos de relações e de articulação do juiz com o que lhe chegava no mundo. No encontro com o outro, o juiz se encontrava com o drama que também lhe pertence, que é ser a sua própria questão.


  • Mostrar Abstract
  • This research aimed to understand the experience of the decision of the federal judge of first instance from the narrative of those who exercise the magistracy. The proposal of listening to the judges was presented as another possibility of approximation between Psychology, Law and the Judiciary, unlike the traditional relationship based on expert opinions that was established between these fields of knowledge. The three collaborators, two judges and a judge, were selected from among the magistrates of the Judiciary Section of the Federal Justice in Rio Grande do Norte and who served in the judiciary in the City of Natal. This study was configured as a qualitative research with a phenomenological hermeneutical inspiration, based on the ontology of the philosopher Martin Heidegger. The instrument of access to what the research collaborator experienced was the narrative interview. The comprehension and interpretation of the researched phenomenon took place from Heidegger's understanding circle. The moments of understanding the narratives were: affected by the testimony heard; transcription of the testimony heard; identification of themes; dialogue between the reflections made from the previous steps and the literature. When asking federal judges: "What is the decision process like for you in your work activity?" The question elicited answers due to the human condition of existence, they announced how each judge felt at stake as one existing in the exercise of the judiciary. And that in a sentence there is also anguish, existential vulnerability, life and death, the look of peers, in addition to the social repercussion of their sentences. The speeches were related to the meanings rooted in the world, they speak of the horizon of belonging of the judges, they referred to the ways of relations and articulation of the judge with what arrived in the world. In the encounter with the other, the judge met with the drama that also belongs to him, which is to be his own question.

2
  • FELIPE BEZERRA DE ANDRADE
  •  O Youtube Como Aparelho Privado De Hegemonia: A Experiência Da Onda Conservadora No Brasil Contemporâneo

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • PEDRO HENRIQUE ANTUNES DA COSTA
  • Data: 12/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • A dinâmica do Estado Ampliado opera instituições que gerem a luta de classes continuamente através de um consenso estabelecido por uma Hegemonia. Tal dinâmica pode também ser alterada a partir das disputas que ocorrem no âmbito da Sociedade Civil e das demandas da reprodução do capital. Quando a reprodução é dificultada, ocorrendo uma crise econômica, ou a condição da luta de classes se altera, é possível que o consenso se desgaste, ocorrendo uma Crise de Hegemonia, momento no qual um novo consenso é estabelecido, mas não sem a resolução de disputas operadas pelos Aparelhos Privados de Hegemonia. O Brasil atravessa uma Crise deste tipo que eclodiu em junho de 2013, derrubando um consenso estabelecido desde o final da ditadura que se baseava em democracia e Direitos Humanos. Neste momento se popularizaram também as ferramentas virtuais, que foram rapidamente politizadas e transformadas em formas de organização e divulgação por diversos setores da direita, que às ocuparam de forma exitosa, com especial atenção para o Youtube. A partir disto, buscamos discutir sobre a função social do Youtube na crise de hegemonia que se estabeleceu no Brasil na derrocada do projeto socialdemocrata petista. Para isto analisamos 55 vídeos de 11 canais, separados em quatro grupos: “Homens de Fé”, “Liberais”, “Jornalistas” e “Patriarcas”, buscando analisar como estes canais representam projetos de sociedade e de que forma se deu a amalgama de tais projetos na onda conservadora qual no Brasil. Vimos que tal união perdeu força depois da vitória de Bolsonaro, mas que os diferentes setores ainda estão fortes separadamente, operando seus aparelhos privados de hegemonia e se reorganizando de acordo com as demandas do capital, que ditam todas as políticas estatais e, diante de sua crise estrutural, exige cada vez mais.


  • Mostrar Abstract
  • The dynamics of the Extended State operates institutions that continuously manage the class struggle through a consensus established by a Hegemony. Such dynamics can also be changed based on the disputes that occur within the scope of Civil Society and the demands for the reproduction of capital. When reproduction is hindered, starting an economic crisis, or the condition of the class struggle changes, it is possible that the consensus wears out, leading to a Hegemony Crisis, at which time a new consensus is established, but not without the resolution of disputes operated by the Private Devices of Hegemony. Brazil is going through a crisis of this kind that broke out in June 2013, overturning a consensus established since the end of the dictatorship that was based on democracy and human rights. At this time, virtual tools also became popular, which were quickly politicized and transformed into forms of organization and dissemination by various sectors of the right, which occupied them successfully, with special attention to Youtube. Based on this, we seek to discuss the social role of Youtube in the crisis of hegemony that was established in Brazil in the collapse of the PT socialist democratic project. For this, we analyzed 55 videos from 11 channels, separated into four groups: “Men of Faith”, “Liberals”, “Journalists” and “Patriarchs”, seeking to analyze how these channels represent projects of society and how the amalgamation of such projects in the conservative wave as in Brazil. We saw that such a union lost strength after Bolsonaro's victory, but that the different sectors are still strong separately, operating their private devices of hegemony and reorganizing themselves according to the demands of capital, which dictate all state policies and, in the face of their structural crisis, demands more and more.

3
  • JANDIRA DOS ANJOS ALENCAR DUARTE DE LIMA
  • Análise de Abordagens Interventivas em Psicologia para Crianças com Transtorno do Espectro Autista

  • Orientador : CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • EDIANA ROSSELLY DE OLIVEIRA GOMES
  • sylvia maria ciasca
  • Data: 18/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • O Transtorno do Espectro Autista (TEA) vem sendo muito pesquisado devido ao reconhecido aumento do número de casos, provavelmente associado à sua identificação precoce, e ainda, pelo uso de estratégias mais amplas de diagnóstico. Por possuir etiologia múltipla, nenhum modelo ou abordagem clínica, metodológica ou terapêutica poderia por si mesmo abranger a verdade. Ele se situa no cruzamento de numerosas abordagens clínicas. O objetivo do estudo consiste em analisar as abordagens interventivas na área de Psicologia utilizadas em crianças com TEA em instituições da cidade de Natal. Trata-se de estudo exploratório, transversal, sendo a amostra composta por conveniência. Foram selecionados oito profissionais de psicologia de três instituições referências em TEA da cidade de Natal/RN. O instrumento utilizado foi um questionário elaborado pela pesquisadora e para a análise foi utilizada a análise de conteúdo de Bardin (1977). Os resultados mostraram o delineamento prático a partir do referencial teórico escolhido que moldam as propostas de intervenção e o olhar para a criança com autismo. A partir delas foram encontradas três categorias: base teórica, intervenção e benefícios de cada proposta interventiva. O estudo pretendeu destacar a necessidade de promover espaços de discussão cientifica possibilitando diálogos e construção de uma diversidade de modos de conceber o transtorno assim como o reconhecimento da pluralidade que se apresenta em cada sujeito com o diagnóstico de TEA e para isso a importância de uma diversidade nos modos de conceber as intervenções permitindo contextos, também múltiplos, de acolhimento.


  • Mostrar Abstract
  • Autistic Spectrum Disorder (ASD) has been widely researched due to the recognized increase in the number of cases, probably associated with its early identification, and also, due to the use of broader diagnostic strategies. Because of its multiple etiology, no model, clinical, methodological or therapeutic approach is yet recognized as the only factor for improving child development. It can be found between numerous clinical approaches. The aim of the study is to analyze the interventional approaches in the area of Psychology used in children with ASD in institutions in the city of Natal. This is an exploratory, cross-sectional study, with the sample consisting of convenience. Eight psychology professionals were selected from three ASD reference institutions in the city of Natal / RN. The instrument used was a questionnaire prepared by the researcher and for the analysis, the content analysis by Bardin was used. The results showed the practical outline from the chosen theoretical framework that shapes the intervention proposals and the look at the child with ASD. From them, three categories were found: theoretical basis, intervention and benefits of each intervention proposal. The study aimed to highlight the need to promote spaces for scientific discussion, enabling dialogues and building a diversity of ways of conceiving the disorder, as well as the recognition of the plurality that appears in each subject with the diagnosis of ASD. For this, the importance of a diversity in the ways of conceiving interventions allowing contexts, also multiple, of welcoming individuals.

4
  • LARISSA FERREIRA DE MENEZES LAMBERT
  • IDEAL DE TRABALHO BEM FEITO, DEMANDAS E IMPEDIMENTOS NA CONCEPÇÃO DE ATIVIDADE DE TRABALHO DE PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO EM NATAL/RN

  • Orientador : JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • ANA KARINA MOUTINHO LIMA
  • Data: 19/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • Resumo em português: O presente projeto de pesquisa tem como domínio de interesse os desafios da
    prática docente como fonte de sofrimento e adoecimento, tendo em vista a
    responsabilidade envolvida na capacidade socialmente transformadora desse ofício. A
    atividade laboral do professor, como qualquer outra atividade laboral, contribui para a
    ruptura, construção, desconstrução e emancipação do sujeito. É uma atividade que tem
    significação psicossocial essencial, e deve ser considerada dentro do contexto social em que está sendo desenvolvida. Estabelece-se para a rede pública de ensino básico o desafio de assegurar a formação comum necessária para o exercício da cidadania, apoiando-se na democratização da educação. Caracterizada por atravessamentos da situação de precarização do trabalho docente, esta atividade compartilha o legado histórico de desvalorização da profissão, distância entre as prescrições contidas nos marcos de regulação da educação nacional e o trabalho que pode ser realizado diante das ferramentas disponíveis, o contexto de violência em que as escolas de periferias estão inseridas e o envolvimento com problemas sociais que caracterizam e contribuem para o agravamento da precarização da educação pública. Nesse contexto, o presente projeto de dissertação de mestrado elege como foco de interesse a atividade profissional do docente que atua no ensino fundamental da rede pública municipal de Natal/RN. A abordagem da atividade de trabalho em questão terá como quadro teórico de referência a perspectiva da Clínica da Atividade, que propõe a noção histórico cultural do sujeito compreendida por Vygotsky, destacando-se a importância do gênero profissional, uma vez que a atividade conjunta dos sujeitos com os outros pode ser considerada como a mola propulsora de uma história comum, e das trajetórias biográficas de cada indivíduo-trabalhador. Assume-se o desafio de se estabelecerem relações entre as instâncias de trabalho prescrito, real e bem feito, enfatizando a capacidade do indivíduo de agir coletivamente, frente a situações diversas em seu trabalho. O objetivo geral é analisar a atividade docente, investigando as prescrições existentes para este trabalho, o nível de atingimento dessas prescrições em contextos concretos de trabalho e o ideal de trabalho bem feito dos professores municipal de Natal/RN. A partir desse propósito, busca-se igualmente observar em que medida a distância apresentada entre trabalho prescrito e trabalho real impacta na concepção de trabalho bem feito considerando o contexto profissional aqui proposto para análise. O grupo de participantes a ser pesquisado será aquele que abarca o professor polivalente dos anos iniciais (1º ao 5º) do ensino fundamental, na zona urbana de Natal-RN, por ser uma etapa longa e crucial da educação básica, em que crianças passam por significativas mudanças nos aspectos físicos, cognitivos, afetivos e sociais, além da carga de relevância social da atividade desse profissional, comprometido com o processo de alfabetização e educação matemática e científica básicas como plataforma significativa da aprendizagem na trajetória escolar. A investigação proposta terá natureza descritiva e clínico-qualitativa a partir de três ferramentas propostas para a pesquisa: a) análise documental descritiva, b) aplicação da técnica da instrução ao sósia e c) aplicação de questionário sobre trabalho bem feito. Este trabalho buscará contribuir para o desencadeamento de um repensar crítico, com o potencial de transformação do sujeito-trabalhador em termos de avaliação e eventual ampliação de seu poder de agir, e concretização do ideal de trabalho bem feito da categoria profissional em análise.


  • Mostrar Abstract
  • Resumo em língua estrangeira:    This research project has as a domain of interest the challenges of teaching practice as a source of suffering and illness, in view of the responsibility involved in the socially transforming capacity of this office. The teacher's work activity, like any other work activity, contributes to the rupture, construction, deconstruction and emancipation of the subject. It is an activity that has essential psychosocial meaning, and should be considered within the social context in which it is being developed. The challenge of ensuring the common training necessary for the exercise of citizenship is established for the public primary school network, relying on the democratization of education. Characterized by crossing the  situation of precariousness of teaching work, this activity shares the historical  legacy of devaluation of the profession, distance between the prescriptions contained in the frameworks of regulation of nationaleducation and the work that can be performed in viewof the available tools, the context of violence in which the schools of the peripheries are inserted and the involvement with social problemas that characterize and contribute to the aggravation of the precariousness of public education. In this context, the present master's thesis project elects withthe focus of interest the professional activity of the professor who works in the teaching of the municipalpublic network of Natal/RN. The approach of the work activity in questão will have as theoretical framework of reference the perspective of the Atividad Clinicand, which proposes the cultural historical notion of the subject understood by Vygotsky,  highlighting the importance of the professional genre, since the joint activity of the subjects with others can be considered as the driving force of a common history, and of the biographical trajectories of each individual-worker. The challenge is  assumed to establish relationships between the prescribed, real and well-done work bodies,  emphasizing the  individual's ability to act collectively in the face of different situations in his work. The general objective is to analyze the teaching activity, investigating the existing prescriptions for this work, the level of achievement of these prescriptions in concrete work contexts and the ideal of work well done by the municipal teachers of Natal/RN. From this purpose, it is also sought to observe to what extent the distance presented between prescribed work and real work impacts on the conception of work well done considering the professional context  proposed here for analysis. The group of participants to be surveyedwill be the one thatincludes the  multipurpose teacher of the initial years (1st to 5th)  of elementary school, in the urban area of Natal-RN, because it is a long and crucial stage of basic education, in which children undergo significant changes inphysical, cognitive, affective and social aspects, in addition to the burden of social relevance d the activityofthis professional, committed to the process of literacy and basicmathematical and scientificducation as a significant platform for learning in the school trajectory. The proposed research will have a descriptive and clinical-qualitative nature from three tools proposed for the research: a) descriptive documental analysis, b) application  of the instruction technique to the lookalike and c) application of a questionnaire on well-done work. This work  will seek to contribute to the triggering of a critical rethinking, with the potential for  transformation of the subject-worker in terms of evaluation and eventual expansion of his power to act, and realization of the ideal of work well done of the professional category under analysis.

5
  • DEYZE DA SILVA FERREIRA
  • Mínimos para (sobre)viver: Discussão sobre as ações de atendimento às mulheres privadas de liberdade na região metropolitana de Natal-RN

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • GILMARA JOANE MACEDO DE MEDEIROS
  • JULIANO BECK SCOTT
  • Data: 24/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • O fenômeno do superencarceramento no Brasil, potencializado nas últimas décadas, expõe facetas cruéis do Sistema de Justiça Criminal, que estão ancoradas em ideologias cishétero-patriarcais-racistas-classistas. Tais ideologias legitimam e forjam um ideal social em prol da ordem punitiva com vistas à garantia do bem comum, enfatizando o combate à criminalidade materializada no estereótipo do “inimigo” (geralmente encarnado em pessoas negras, pobres e de origem periférica). Evidencia-se, assim, a importância de discutir as opressões de classe, raça e gênero, de forma imbricada, relacionando-as à seletividade penal. As mulheres privadas de liberdade têm somada aos estereótipos próprios do “Se mulher” a culpabilização que lhes é imposta em decorrência do delito cometido, já que não se pode desconsiderar o fato de que estar encarcerada ou ser egressa do sistema prisional brasileiro pressupõe a negação de uma série de direitos e o aprofundamento de condições vulneráveis. Dessa forma, faz-se importante trazer a discussão do Feminismo Marxista sobre as relações patriarcais de gênero imbrincadas às relações sociais de classe e raça. Somado a essas problematizações, traz-se ao debate o crescente sucateamento das unidades prisionais de norte a sul do país, além das degradantes condições em que se dá a privação de liberdade – sob denúncias de tortura, maus tratos, trabalhos forçados, precárias condições sanitárias e ausência de aparato (técnico-estratégico, humano e material) para o atendimento mínimo às exigências legais. Considerando tais problemáticas, este trabalho tem por objetivo discutir as ações de atendimento em educação, saúde e assistência religiosa destinadas às mulheres privadas de liberdade nas unidades prisionais femininas da região metropolitana de Natal-RN. Fazem parte desta pesquisa, como interlocutores do campo, dez pessoas, sendo nove mulheres e um homem, que estão ligadas a alguma área de atendimento às mulheres encarceradas nas unidades prisionais, sendo elas: equipe interna da unidade (2), equipe externa (3) e gestoras/es (5). Os procedimentos e instrumentos de coleta utilizados foram: a pesquisa documental online e em campo, quando foram realizadas entrevistas semiestruturadas. Os resultados demonstraram que as unidades prisionais femininas possuem uma estrutura física precária que impõem condições insalubres e, por conseguinte, cerceia a garantia de diversos direitos às mulheres. Além disso, constatou-se a insuficiência e a descontinuidade no atendimento nas três áreas analisadas, sem frequência, padronização, formação para as equipes e sem a garantia da universalidade do acesso das mulheres encarceradas às ações, havendo inclusive seletividade na definição de quem será ou não atendida e dependência de ações externas de cunho assistencial para manutenção das atividades. A situação das mulheres aprisionadas na região metropolitana de Natal-RN expõe o abismo que está colocado entre o formal, aquilo que é para ser feito, e o material, aquilo que realmente acontece, aguçando as ausências e se configurando como uma máquina estatal de reforço e ratificação de uma política de segurança pública genocida, com ranço racista que remonta à época escravagista, de extermínio daquelas/es que são marcadas/os pelo julgo da classe e da raça. É imprescindível, portanto, desvelar as condições de sobrevivência a que estão submetidas as mulheres encarceradas, evidenciando o quão mais opressor podem ser as legislações e instituições, pensadas por homens para homens, quando desconsideram as idiossincrasias e necessidades das mulheres.


  • Mostrar Abstract
  • The phenomenon of supercarceration in Brazil, which has been potentiated in recent decades, exposes cruel aspects of the Criminal Justice System, which are anchored in cishétero-patriarchal-racist-classist ideologies. Such ideologies legitimize and forge a social ideal in favor of the punitive order with a view to guaranteeing the common good, emphasizing the fight against criminality materialized in the stereotype of the “enemy” (usually incarnated in black, poor and peripheral people). Thus, it is evident the importance of discussing oppressions of class, race and gender, in a nested way, relating them to criminal selectivity. Women deprived of their liberty have added to the stereotypes typical of “If woman” the blame that is imposed on them as a result of the crime committed, since the fact that being imprisoned or being egressed from the Brazilian prison system cannot be ignored presupposes the denial of a series of rights and the deepening of vulnerable conditions. In this way, it is important to bring the discussion of Marxist Feminism about patriarchal gender relations intertwined with social relations of class and race. In addition to these problematizations, the debate raises the growing scrapping of prison units from north to south of the country, furthermore to the degrading conditions in which deprivation of liberty occurs - under allegations of torture, ill-treatment, forced labor, precarious sanitary conditions. and absence of apparatus (technical-strategic, human and material) for minimum compliance with legal requirements. Considering such problems, this work aims to discuss the actions of care in education, health and religious assistance for women deprived of their liberty in female prison units in the metropolitan region of Natal-RN. Ten people participated in this research, nine women and one man, who are linked to some area of assistance to women incarcerated in prison units, which are: internal unit staff (2), external staff (3 ) and managers (5). The collection procedures and instruments used were: documentary research online and in the field, when semi-structured interviews were conducted. The results showed that female prison units have a precarious physical structure that imposes unhealthy conditions and, therefore, limits the guarantee of several rights to women. In addition, there was an insufficiency and discontinuity of care in the three areas analyzed, with no frequency, standardization, training for the teams and without guaranteeing the universality of the access of incarcerated women to the actions, even with selectivity in the definition of who will be or unattended and dependence on external assistance actions to maintain activities. The situation of women imprisoned in the metropolitan region of Natal-RN exposes the chasm that is placed between the formal, what is to be done, and the material, what really happens, sharpening absences and becoming a state reinforcement machine and ratification of a genocidal public security policy, with racist rancidity that dates back to the slavery era, of extermination of those who are marked by the judgment of class and race. It is essential, therefore, to unveil the survival conditions to which incarcerated women are subjected, showing how much more oppressive laws and institutions can be, thought by men for men, when they disregard the idiosyncrasies and needs of women.

6
  • ANA CAROLINE DE LIMA SILVA FERREIRA
  • Entre a Proteção e a Responsabilização: Uma análise da atuação dos
    Centros de Referência da Assistência Social junto às famílias

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • JULIANO BECK SCOTT
  • MÔNICA RAFAELA DE ALMEIDA
  • Data: 24/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, a tentativa tardia de constituição de um Estado Social foi atropelada pelo
    neoliberalismo. As políticas sociais foram erigidas entre ações pontuais e compensatórias, a
    partir da herança histórica da abordagem da “questão social”, por meio da filantropia e da
    esfera privada. Apenas em 1988, após a reabertura política e com a pressão exercida pelos
    setores progressistas da sociedade civil, foi elaborada a Constituição Federal para assegurar
    direitos de cidadania à população. Ainda assim, somente em 1993 a Lei Orgânica de
    Assistência Social foi regulamentada, embora não tenha sido colocada integralmente em
    prática. A partir de 2003, com o governo do Partido dos Trabalhadores, esse campo obteve
    avanços políticos e jurídicos: os programas de transferência de renda foram unificados a partir
    do Programa Bolsa Família; a Política Nacional de Assistência Social foi regulamentada; o
    Sistema Único de Assistência Social constituído; os serviços socioassistenciais reorganizados
    por níveis de proteção; foram criados equipamentos públicos para o atendimento das famílias
    (os Centros de Referência de Assistência Social e os Centros de Referência Especializados de
    Assistência Social); o acesso às políticas sociais e aos programas de transferência de renda
    foram centralizados no Cadastro Único; o Serviço de Proteção e Atendimento à Família
    passou a integrar a rede de serviços de ação continuada da Assistência Social financiada pelo
    Governo Federal, a acontecer obrigatoriamente no CRAS e a ofertar ações de caráter
    individual e coletivo. Dessa forma, o acompanhamento às famílias passou a ser
    responsabilidade do Estado e a matricialidade sociofamiliar fundante na oferta de serviços. A
    mulher passou a ser eleita como “responsável familiar” tanto na Assistência Social quanto no
    PBF. Porém, dentro dos moldes de uma política referida à família, é preciso ressaltar que
    estas formas de intervenção têm como um de seus propósitos principais o cuidado
    intergeracional, ou seja, contar com o trabalho reprodutivo não pago. Assim, ao passo que a
    responsável familiar recebe o benefício do PBF, ela também se compromete a cumprir
    obrigações que reforçam os padrões culturais que mantêm a figura feminina vinculada aos
    papéis tradicionais de gênero. Com a expectativa de contribuir para este debate, a partir de
    uma visão crítica acerca da PNAS, esta dissertação buscou produzir uma análise sobre as
    práticas socioassistenciais voltadas para as mulheres e suas famílias, na Proteção Social
    Básica, com base no seguinte questionamento: a partir do trabalho social com grupos
    femininos desenvolvido no PAIF, em qual tendência se direcionam as atividades realizadas
    pela equipe técnica dos CRAS de Natal/RN: protetiva ou familista? Para responder a tal
    questão objetivou-se analisar como estas atividades são planejadas e operacionalizadas pela
    equipe técnica nos CRAS. Especificamente, buscou-se mapear e caracterizar as atividades
    desenvolvidas pelas equipes técnicas para o público feminino dos CRAS de Natal/RN; e
    analisar sob qual perspectiva teórica a equipe técnica se baseia para planejar e desenvolver
    estas atividades. Para tanto, realizou-se entrevistas semiestruturadas com oito participantes da
    equipe técnica dos CRAS de Natal/RN, que possuíam formação em psicologia ou serviço
    social. Essas informações foram sistematizadas e analisadas sob inspiração marxiana. Os
    resultados apontam principalmente para um descompasso entre a abordagem
    teórica/metodológica e a prática profissional; um distanciamento das relações entre a equipe
    técnica e as famílias e uma urgente necessidade de investimento em ações que executem a
    matricialidade sociofamiliar, visto que, majoritariamente, são as mulheres que acessam o
    CRAS e ocupam de fato o lugar de “referência familiar”. O que evidencia a mescla entre as
    tendências protetiva e familista na condução dos grupos ofertados.


  • Mostrar Abstract
  • In Brazil, the late attempt to establish a Social State was run over by neoliberalism. Social
    policies were built between punctual and compensatory actions, based on the historical
    heritage of the approach to the “social issue”, through philanthropy and the private sphere.
    Only in 1988, after the political reopening and the pressure from progressive sectors of civil
    society, it was drawn to the Federal Constitution to ensure citizenship rights to the population.
    Even so, it was only in 1993 that the Organic Law on Social Assistance was regulated,
    although it was not fully implemented. Since 2003, with the government of the Workers'
    Party, this field has made political and legal advances: income transfer programs were unified
    through the Bolsa Família Program; the National Social Assistance Policy was regulated; the
    Single Social Assistance System constituted; social assistance services reorganized by levels
    of protection; public equipment were created to serve families (the Social Assistance
    Reference Centers and the Specialized Social Assistance Reference Centers); access to social
    policies and income transfer programs were centralized in the Single Registry; the Family
    Protection and Assistance Service became part of the Social Assistance network of continuous
    action services financed by the Federal Government, which must take place at CRAS and
    offer individual and collective actions. Thus, accompaniment to families has become the
    responsibility of the State and the social and family matrix founding in the provision of
    services. The woman started to be placed as “responsible for the family” both in Social
    Assistance and in the PBF. However, within the framework of a policy related to the family, it
    must be emphasized that these forms of intervention have intergenerational care as one of
    their main purposes, that is, having unpaid reproductive work. Thus, while the family
    responsible receives the benefit of the PBF, she also undertakes to fulfill obligations that
    reinforce cultural standards that keep the female figure linked to traditional gender roles. With
    the expectation of contributing to this debate, from a critical view of PNAS, this dissertation
    sought to produce an analysis of socio-assistance practices aimed at women and their families,
    in Basic Social Protection, based on the following question: from social work with women&#39;s
    groups developed in the PAIF in which trend will direct the activities carried out by the
    technical team of CRAS in Natal / RN: protective or familist? To answer this question, the
    objective was to analyze how these activities are planned and operated by the technical team
    at CRAS. Specifically, we sought to map and characterize the activities developed by the
    technical teams for the female audience of the CRAS in Natal / RN; and analyze from which
    theoretical perspective the technical team is based to plan and develop these activities. To this
    end, semi-structured interviews were conducted with eight participants from the technical
    team of CRAS in Natal / RN, who had training in psychology or social work. This
    information was systematized and analyzed under Marxian inspiration. The results point
    mainly to a mismatch between the theoretical / methodological approach and professional
    practice; a distancing from the relationships between the technical team and the families and
    an urgent need for investment in actions that carry out social and family matriciality,
    considering that women are the majority to access CRAS and actually occupy the place of
    &quot;family reference&quot;. This shows the mixture between the protective and familial tendencies in
    the conduct of the groups offered.

7
  • JEAN ELYSON RODRIGUES BORGES
  • MOVIMENTOS SOCIAIS E PRÁTICAS DE RESISTÊNCIAS: ENFRENTAMENTO À LETALIDADE DE JOVENS EM UM TERRITÓRIO MARCADO POR VIOLÊNCIAS E LUTAS POPULARES

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • CANDIDA DE SOUZA
  • LUIZ FÁBIO SILVA PAIVA
  • Data: 10/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, somente no ano de 2017, 65.602 vidas foram brutalmente exterminadas, das quais 35.783 eram jovens. A região Nordeste concentrou as maiores taxas de letalidade infantojuvenil, fenômeno considerado como “nordestização dos homicídios”. O Ceará revelou o maior aumento de assassinatos da federação, com 5.433 vítimas, mais de 76% do segmento infantojuvenil. O legado de uma sociedade colonial e herdeira das diásporas e genocídios, negros ainda assombra e aciona mecanismos mortíferos racializando os homicídios no Estado com taxa de 87,3 negros para cada 100 mil habitantes (12,7 não negros). Na capital cearense, 2.141 pessoas tiveram suas vidas ceifadas, destas 71% eram homens negros ou pardos, pobres e habitantes de zonas urbanas periferizadas, como no caso dos cinco bairros que constituem a região denominada de Grande Bom Jardim (GBJ). Esse território, encontra-se historicamente manchado de sangue pelas lógicas “necropolítica” e neoliberal, alicerçadas por mecanismos que subjugam as vidas ao poder da morte, agudizam a criminalidade, violências e letalidade contra os corpos jovens racializados, considerados supérfluos ao capital e a dinâmica do consumo.Partindo desse debate, pretendemos tematizar e problematizar esse fenômeno, bem como, refletir sobre as formas pelas quais o poder político se apropria dessas vidas como objeto de gestão e operam à partir da produção e manutenção de mecanismos que “precarizam” e “apagam” alguns grupos considerados “matáveis” e “indignos de luto”. Tal leitura de cenário se encarna a partir das significações tecidas e vocalizadas pelas juventudes periféricas do GBJ, tendo como contraponto os movimentos sociais enquanto práticas de resistências que compõem o Fórum de Juventudes da maior articulação sócio-política do território, a Rede de Desenvolvimento Local, Integrado e Sustentável do GBJ (Rede DLIS). Esta Rede, composta por 25 entidades, constitui-se como espaço de resistência, incidência política e luta popular no território, contribuindo de forma articulada para o fortalecimento das ações de diagnóstico, planejamento e monitoramento de políticas públicas para garantia e efetivação de direitos humanos e enfrentamento da violência contra as juventudes. Destarte, partimos da seguinte pergunta de pesquisa: quais as principais práticas de resistências e lutas populares, implicadas e comprometidas estrategicamente com o enfrentamento à letalidade juvenil no Grande Bom Jardim? A partir disso, pretendemos, como objetivo geral: cartografar práticas de resistências dos(as) jovens que compõem o Fórum de Juventudes da Rede de Desenvolvimento Local, Integrado e Sustentável (Rede DLIS), criadas no território do GBJ, em Fortaleza, voltadas ao enfrentamento à letalidade de jovens. Tendo por objetivos específicos: conhecer trajetórias de vida de jovens que compõem o Fórum de Juventudes da Rede DLIS; compreender discursos/narrativas de jovens que compõem a Fórum de Juventudes da Rede DLIS acerca da dinâmica cotidiana de intensificação dos homicídios no território e os seus efeitos na produção de subjetividades; analisar a partir de quais estratégias o Fórum de Juventudes se articula a outros grupos locais, coletivos e entidades que compõem a Rede DLIS no enfrentamento à letalidade juvenil. Optamos pela pesquisa qualitativa sob a perspectiva da cartografia como estratégia metodológica de pesquisa-inter(in)venção, acompanhando as atividades desenvolvidas pelo Fórum de Juventudes e utilizando como ferramentas o diário de campo e as entrevistas semiestruturadas. Utilizamos como referenciais teóricos e epistemológicos os diálogos entre a Psicologia Social e autores(as) como Butler, Mbembe, Fanon, Foucault, Agamben, Gohn, Ammann, entre outros(as) que problematizam temáticas que interseccionam marcadores sociais de diferença produtores de violências e mortes, proporcionando uma leitura da construção social que é também cultural, histórica, política e psicossocial.



  • Mostrar Abstract
  • In Brazil, only in 2017, 65.602 lives were brutally exterminated, of which 35.783 were young. The Northeast region has concentrated the highest infant-juvenile rates, a phenomenon considered as “northeasternization of homicides”. Ceará showed the largest increase in murders in the federation with 5.134 victims, more than 76% of the juvenile segment. The legacy of a colonial society and heir of diasporas and genocides, black people still haunt and trigger deadly mechanisms racializing homicides in the state with a rate of 87,3 black people per 100 thousand inhabitants (12,7 non-blacks). In the capital of Ceará, 2.141 people had their lives mown, 71% of them were black or brown men, poor and inhabitants of peripheral urban areas, as in the case of the five neighbourhoods that constitute the region called Grande Bom Jardim (GBJ). This territory is historically bloodstained by the “necropolitical” and neoliberal logic, supported by mechanisms that subjugate lives to the power of death, exacerbate crime, violence and lethality against racialized young bodies considered superfluous to capital and the dynamics of consumption. Based on this debate, we intend to thematize and problematize this phenomenon, as well as reflect on the ways in which the political power appropriates these lives as an object of management and operate from the production and maintenance of mechanisms that “worse” and “erase” some groups considered “killable” and “unworthy of mourning”. Such a reading scenario is embodied from the meanings woven and vocalized by the GBJ peripheral youths, having as a counterpoint the social movements as resistance practices that make up the Youth Forum of the largest socio-political articulation in the territory, the GBJ’s Local, Integrated and Sustainable Development Network (DLIS Network). This Network, composed by 25 entities, constitutes itself as a space of resistance, political incidence and grassroot struggle in the territory, contributing in a coordinated manner, to strengthen the actions of diagnosis, planning and monitoring of public policies for guaranteeing and enforcing human rights such and facing violence against youth. Thus, we start from the following question of research: considering this scenario, what are the main practices of popular resistance and struggles, implicated and strategically committed to confronting youth lethality in Grande Bom Jardim? Based on that, we intend, as a general objective: to map resistance practices of young people who make up the Youth Forum of the Local, Integrated and Sustainable Development Network (DLIS Network), created in the territory of GBJ, in Fortaleza, aimed at confronting youth lethality. Having as specific objectives: knowing the life trajectories of young people who compound the DLIS Network Youth Forum; understanding discourses/narratives of young people who compose the DLIS Network Youth Forum about the daily dynamics of intensifying homicides in the territory and their effects on the production of subjectivities; analysing from which strategies the Youth Forum articulates itself with other local groups, collectives and entities that make up the DLIS Network in tackling youth lethality. We opted for a qualitative research from the perspective of cartography as a methodological research-inter(in)vention stratagey, following the activities developed by the Youth Forum and using the field jointly to the use of tools: field journal and the semi-structured interviews.We use the dialogs between Social Psychology and authors such as Butler, Mbembe, Fanon, Foucault, Agamben, Gohn, Ammann, among others that problematize themes that intersect social markers of difference that produce violence, providing a reading of the social construction that is also cultural, historical, political and psychosocial.

8
  • FIRMIANA CORREIA LIMA GUIMARÃES
  • A FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO CLÍNICO FENOMENOLÓGICO-EXISTENCIAL: O CULTIVO DE UM MODO DE SER-NO MUNDO

  • Orientador : ELZA MARIA DO SOCORRO DUTRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELZA MARIA DO SOCORRO DUTRA
  • SYMONE FERNANDES DE MELO
  • ANA MARIA MONTE COELHO FROTA
  • Data: 28/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • O processo de formação de psicólogos clínicos fenomenológico-existenciais é atravessado por desafios devido ao seu caráter artesanal e seu lugar dentro da Psicologia, enquanto uma clínica que não se propõe a curar ou ajustar, mas possibilitar um retorno ao poder-ser. O trabalho teve o objetivo de compreender a experiência da formação dos psicólogos clínicos fenomenológico- existenciais e o que acontece, para além da teoria, nesse processo, que consideramos como o cultivo de um modo de ser, visto que aprender a agir fenomenologicamente é algo que só se dá na vivência e que a ação clínica requer um pensamento meditante e um modo de habitar sereno frente às requisições da Era da técnica. Participaram da pesquisa quatro psicólogas com formação na área. A aproximação de suas experiências se deu pela narrativa, observando-se o seu caráter artesanal e dialógico. A compreensão se deu com base na ontologia heideggeriana e na proposição do círculo hermenêutico como inspiração para análise das narrativas, enfatizando o aspecto circular e não definitivo da compreensão. As narrativas revelaram que a afinação com as teorias e o desenvolvimento de um modo de ser fenomenológico passam pelas existências singulares de cada psicólogo, elas são impressas na escolha pelo caminho e no modo como se relacionam com ele. O modo de ser cultivado na formação ultrapassa o papel do profissional e toma toda a existência, sendo esse modo de presença próximo do artista, do poeta e do filósofo que, nas concepções heideggerianas, aponta para esses ofícios como aqueles que desvelam, na linguagem poética, o aceno do ser.



  • Mostrar Abstract
  • The process of training phenomenological-existential clinical psychologists is crossed by challenges due to its
    artisanal character and its place within Psychology, as a clinic that does not propose to heal or adjust, but
    allows a return to being-able. The research aimed to understand the experience of the formation of phenomenological-existential clinical psychologists and what happens, in addition to theory, in this process,
    which we consider as the cultivation of a way of being, since learning to act phenomenologically is something
    that it only happens in the experience and that the clinical action requires a meditative thought and a serene
    way of living in the face of the requirements of the Technological Era. Four psychologists trained in the area
    participated in the research. The approximation of their experiences took place through the narrative, observing
    their artisanal and dialogical character. The understanding was based on the Heideggerian ontology and the
    proposition of the hermeneutic circle as an inspiration for the analysis of the narratives, emphasizing the circular
    and not definitive aspect of understanding. The narratives revealed that the attunement with theories and the
    development of a phenomenological way of being goes through the unique existences of each psychologist,
    they are printed in the choice of the path and in the way they relate to it. The way of being cultivated in training
    goes beyond the role of the professional and takes on all existence, being this mode of presence close to the
    artist, the poet and the philosopher who, in Heidegger&#39;s conceptions, points to these crafts as those that unveil, in poetic language , the nod of being.

9
  • RENATA WANDERLEY HAESBAERT
  • TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL PARA O PORTUGUÊS/BRASIL DO PROTOCOLO WIE FINGER ZAHLEN HELFEN


  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SILVIA CRISTINA DE FREITAS FELDBERG
  • DANIELLE FERREIRA GARCIA
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • Data: 31/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • O Brasil tem acumulado resultados insatisfatórios em pesquisas nacionais e internacionais referentes ao aprendizado da matemática. Frente a essa realidade, áreas de conhecimento como as neurociências e a psicologia se propõem a estudar diferentes estratégias de aprendizagem que, por sua vez, podem contribuir para mudança no cenário nacional. Uma das maiores contribuições é a proposição do operador teórico ‘senso numérico’ que constitui a ancoragem para o princípio de contagem, capacidade que proporciona o desenvolvimento posterior de habilidades matemáticas mais complexas. Para o domínio teórico-metodológico da cognição corporificada, o corpo é mediador da aprendizagem e a transposição desta perspectiva, para o domínio da matemática escolar, pode constituir-se enquanto ferramenta para a compreensão de conteúdos que necessitam de um nível maior de abstração. Ressalta-se que o estudo ora apresentado insere-se em projeto de pesquisa maior, fruto da parceria entre o Laboratório de Pesquisa e Extensão em Neuropsicologia (LAPEN), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e o Leibniz-Institut für Wissensmedien (IWM), localizado na cidade de Tübingen – Alemanha. O estudo consistiu em traduzir e adaptar para o português do Brasil o Protocolo alemão “Wie Finger Zahlen Helfen”, através do método de Borsa, Damásio & Bandeira. O protocolo contribui para a investigação do impacto de estratégias baseadas no uso dos dedos das mãos na emergência e qualidade das habilidades numéricas básicas em crianças de 4 a 6 anos. Em estudos posteriores, pretende-se utilizar o protocolo para investigar a relação entre a estratégia do uso dos dedos e a melhora na execução de tarefas numéricas.



  • Mostrar Abstract
  • Brazil has accumulated unsatisfactory results in national and international research regarding the learning of mathematics. Facing this reality, fields of knowledge such as neuroscience and psychology propose to study different learning strategies that, in turn, may contribute to change the national scenario. One of the greatest contributions is the proposition of the theoretical operator &quot;number sense&quot; that constitutes the anchorage for the counting principle, a capacity that provides the later development of more complex mathematical abilities. For the theoretical and methodological domain of embodied cognition, the body mediates learning, and the transposition of this perspective to the domain of school mathematics can be a tool for the understanding of contents that require a higher level of abstraction. It is noteworthy that the study presented here is part of a larger research project, the result of a partnership between the Laboratory for Research and Extension in Neuropsychology (LAPEN), linked to the Graduate Program in Psychology at the Federal University of Rio Grande do Norte and the Leibniz-Institut für Wissensmedien (IWM), located in Tübingen - Germany. The study consisted of translating and adapting the German "Wie Finger Zahlen Helfen Protocol into Brazilian Portuguese", using the method of Borsa, Damásio & Bandeira. The protocol contributes to the investigation of the impact of strategies based on the use of fingers on the emergence and quality of basic numerical skills in children aged 4 to 6 years. In further studies, we intend to use the protocol to investigate the relationship between finger use strategy and improvement in the execution of numerical tasks.


10
  • GUSTAVO DE AGUIAR CAMPOS
  • Violência estatal e capitalismo: ensaio sobre o sistema de justiça criminal no capitalismo dependente brasileiro

  • Orientador : ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • PEDRO HENRIQUE ANTUNES DA COSTA
  • Data: 07/06/2021

  • Mostrar Resumo
  • A temática abordada nesta dissertação é o Sistema de Justiça Criminal (SJC). Visto, de partida, como marcado pela violência e formado no seio das contradições capital-trabalho, que se particulariza nas contradições entre centro e periferia do modo de produção capitalista. O objetivo geral é analisar como o fenômeno da violência estatal se relaciona à forma dependente do capitalismo no Brasil, e os objetivos específicos são: (1) analisar a relação entre Estado dependente e violência extraeconômica e (2) discutir o incremento da violência extraeconômica no momento atual do capitalismo. Nos fundamentamos na teoria social marxiana e no marxismo, tendo como pontos chave a contradição capital-trabalho, o materialismo histórico-dialético e a perspectiva da revolução. Trata-se de um ensaio teórico, buscando não uma resposta definitiva, mas o avanço das perguntas na compreensão do SJC no capitalismo dependente brasileiro. Passando de um nível mais abstrato de análise para um mais concreto, a pesquisa se inicia apontando a relação entre capitalismo e violência, especialmente nas relações entre violência econômica e extraeconômica; expropriação, exploração e opressão; sociometabolismo do capital e Estado; e crise estrutural. Posteriormente discutimos a particularidade do capitalismo dependente, a formação social brasileira e a superexploração da força de trabalho. Em seguida discutimos a conformação do SJC, sua forma na América Latina e sua forma atual. Posto isso, no capítulo final, discutimos a relação entre capitalismo dependente, Estado dependente e violência extraeconômica para, em seguida, propor algumas notas para uma compreensão econômico-política do SJC diante da crise estrutural e sua relação com o capitalismo dependente, nos fazendo da categoria Complexo Industrial-Prisional. Com a discussão posta, buscamos analisar como a violência extraeconômica, especialmente a violência estatal, torna-se uma potência econômica do capitalismo, que conforma e é conformada pela dialética da dependência e que contribui à acumulação de capital e hegemonia imperialista.


  • Mostrar Abstract
  • The theme addressed in this dissertation is the Criminal Justice System (CJS). Seen, at the outset, as marked by violence and formed within the contradictions of capital-labor, which is particularized in the contradictions between the center and the periphery of the capitalist mode of production. The general objective is to analyze how the phenomenon of state violence is related to the dependent form of capitalism in Brazil, and the specific objectives are: (1) to analyze the relationship between dependent state and extra-economic violence and (2) to discuss the increase in extra-economic violence in the present moment of capitalism. We are based on Marxian social theory and Marxism, with capital-labor contradiction, historical-dialectical materialism and the perspective of the revolution as key points. This is a theoretical essay, seeking not a definitive answer, but the advancement of questions in understanding CJS in Brazilian dependent capitalism. Moving from a more abstract level of analysis to a more concrete one, the research begins by pointing out the relationship between capitalism and violence, especially in the relationship between economic and extra-economic violence; expropriation, exploitation and oppression; sociometabolism of capital and state; and structural crisis. Subsequently, we discussed the particularity of dependent capitalism, the Brazilian social formation and the overexploitation of the workforce. Then we discuss the conformation of the CJS, its shape in Latin America and its current shape. That said, in the final chapter, we discussed the relationship between dependent capitalism, dependent state and extra-economic violence, and then proposed some notes for an economic-political understanding of the CJS in the face of the structural crisis and its relationship with dependent capitalism, with the Industrial-Prison Complex category. With the discussion in place, we seek to analyze how extra-economic violence, especially state violence, becomes an economic power of capitalism, which conforms and is shaped by the dialectic of dependence and which contributes to the accumulation of capital and imperialist hegemony.

11
  • FERNANDA LÚCIA NASCIMENTO FREIRE CAVALCANTE
  • SOFRIMENTO PSICOLÓGICO DA EQUIPE DE LINHA DE FRENTE DA ASSISTÊNCIA A COVID-19

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA SUELY ALVES COSTA
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • LUCIANA CARLA BARBOSA DE OLIVEIRA
  • Data: 30/06/2021

  • Mostrar Resumo
  • A pandemia de corona vírus 2019 (COVID-19) representa um desafio à saúde mental dos profissionais de saúde que atuam na assistência direta ao paciente. Dados de pesquisas são necessários para auxiliar a implementação de intervenções e medidas de proteção. Objetivou-se desse modo avaliar a prevalência e os fatores relacionados à ansiedade, depressão, estresse e sofrimento psicológico associado ao TEPT na equipe de saúde de um hospital de referência no atendimento a pacientes com COVID-19 quatro meses após o primeiro caso confirmado no Brasil. Tratou-se de um estudo descritivo, transversal e correlacional. Participaram do estudo 112 profissionais da linha de frente da COVID-19, especificamente enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e médicos, lotados no Hospital Giselda Trigueiro. Para avaliação das variáveis utilizou-se os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, um questionário sobre os aspectos profissionais relacionados a COVID-19, a escala DASS-21 e a escala IES-R. A análise dos dados se fundamentou na estatística descritiva e inferencial. Os resultados apontaram que 52,68% dos profissionais da linha de frente da COVID-19 apresentaram sintomas de depressão, 57,14% de ansiedade e 78,57% de estresse. Além disso, 41,07% dos profissionais apresentaram sofrimento psicológico associado ao TEPT. Ser enfermeiro e não participar de treinamento foram relacionados a um risco maior de depressão. O sexo masculino e ausência de medo de infecção foram relacionados a menor chance de os profissionais apresentarem ansiedade. Ser casado e estar na faixa etária de 30 a 39 anos aumentou o risco para o estresse. Concluiu-se que durante a fase inicial do surto de COVID-19 houve uma alta prevalência de transtornos mentais nos profissionais de assistência direta ao paciente e os sintomas de depressão, ansiedade, estresse e estresse pós-traumático se manifestaram na maioria dos participantes de forma moderada e grave.


  • Mostrar Abstract
  • The 2019 coronavirus pandemic (COVID-19) represent a challenge to the mental health of health professionals working in direct patient care. Research data is important to assist with the implementation of interventions and protective measures. This study aimed to assess the prevalence and factors related to anxiety, depression, stress and psychological distress associated with PTSD in the healthcare team of a reference hospital in the care of patients with COVID-19 four months after the first confirmed case in Brazil. This was a cross-sectional, descriptive and correlational study. The study included 112 COVID-19 frontline professionals, specifically nurses, nursing technicians, physiotherapist and physicians, based at Hospital GiseldaTrigueiro. To asses variables, the following instruments was used: sociodemographic questionnaire, a questionnaire for professional aspect related to COVID-19, the DASS-21 scale and the IES-R scale. Data analysis was based at descriptive and inferential statistics. Results pointed that 52,68% of COVID-19 frontline professionals had depression symptoms, 57,14% of anxiety and 78,57% of stress. In addition, 41,07% of professionals had psychological distress associated to PTSD. Being a nurse and not participating in training were related to a higher risk of depression. Male gender and absence of fear of infection were related to lower chance of professionals presenting anxiety. Being married and having between the ages of 30 to 39 increased the risk for stress. It was concluded during the initial phase of COVID-19 outbreak there was a high prevalence of mental disorders among professionals directly assisting patients and symptoms of depression, anxiety and stress were manifested in most participants in a moderated or severe manner.

12
  • LEILANI DE SOUSA E SILVA FOSSA
  • Galperin e o processo de leitura e escrita: proposta de modelo de intervenção para contexto de dificuldades de aprendizagem

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • MARILENE PROENÇA REBELLO DE SOUZA
  • Data: 12/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • O Desenvolvimento da linguagem escrita e da leitura são a evidência primeira do desenvolvimento cultural da criança, uma vez que estão relacionadas com o domínio de um sistema externo, elaborado e aprimorado no processo de desenvolvimento cultural da humanidade. Porém, para que tais processos sejam internalizados, para que se convertam em uma função mental da própria criança, para que a linguagem escrita da humanidade se converta em linguagem escrita da criança faz-se necessário um complexo processo de desenvolvimento.   A perspectiva Histórico-Cultural muito tem contribuído para o entendimento de tais processos de desenvolvimento, notadamente em termos das contribuições oriundas de Vigotski e Luria, que investigaram, dentre tantas temáticas, o desenvolvimento da linguagem escrita. Destaca-se aqui a contribuição de Galperin, colaborador de Vigotski, que deu sequência aos seus trabalhos, elaborando sua teoria das ações mentais, na qual argumenta que as crianças são capazes de assimilar conceitos abstratos desde os primeiros anos escolares. O presente projeto tem como objetivo sistematizar um modelo de intervenção para crianças que apresentam dificuldades de leitura-escrita tendo como base a Teoria da Formação das Ações Mentais por Estágios desenvolvida por Galperin. Para isso, esta dissertação foi organizada em duas partes. A primeira consiste em uma revisão teórica dedicada a revisitar conceitos e ideias sistematizadas por Galperin que fundamentam a Teoria das Ações Mentais por Etapas, bem como contribuições da Psicologia Soviética desenvolvidas por Vigotski, Luria e Leontiev. A segunda parte consiste na sistematização do modelo avaliativo-interventivo, bem como na proposição de atividades. O processo avaliativo foi sistematizado nas seguintes etapas: análise qualitativa do sintoma, avaliação quantitativa, análise qualitativa da atividade e planejamento da intervenção neuropsicológica. Por sua vez, a proposta de intervenção foi estruturada de acordo com as etapas propostas por Galperin: elaboração da BOA, material, linguagem externa, linguagem interna e mental. Por fim, as atividades foram organizadas em dois módulos referentes às habilidades específicas e gerais para aquisição da leitura e escrita. Espera-se que o presente trabalho possa contribuir com as práticas de diferentes profissionais que se dedicam a construir rotas alternativas de aprendizagem, rotas que transformam o negativo da deficiência no positivo da compensação.


  • Mostrar Abstract
  • Understanding the processes of reading and writing are quite complex and it has been one of the central points of concern in Brazilian education. The Cultural-historical perspective has contributed a lot in the field of Education and neuropsychology. Vygotsky and Luria in 1954 already included in their research the development of language and writing. Galperin, Vygotsky's collaborator, continues his work in the same perspective, Socio-Historical, elaborating his theory of mental actions, showing that children are able to assimilate abstract concepts since the first school years. This project aims to systematize an intervention model for children who have reading and writing difficulties, based on Galperin's theory of “the step-by-step formation of mental actions and concepts”. this project was organized in two parts. The first consists of a theoretical review dedicated to the reconstruction of concepts and ideas systematized by Piotr Ya. Gaperin that underlie the Theory of “the step-by-step formation of mental actions and concepts”, as well as contributions from Soviet Psychology developed by Lev Vigotski and Alexei Leontiev. The second part consists of systematizing the evaluative-interventional model, as well as proposing activities. The model was structured in complementary stages of evaluation and intervention. The evaluation was systematized in the following stages: qualitative analysis of the symptom, quantitative evaluation, qualitative analysis of the activity and planning of the neuropsychological intervention. The intervention was designed containing the stages: preparation of the OBA, material, external language, internal and mental language. Finally, the activities were organized into two modules regarding specific and general skills for the acquisition of reading and writing.


13
  • FLORA SANTOS NÜSSLE
  • COMO AS PROFESSORAS DE ESCOLA PRIVADA VIVENCIAM O SEU TRABALHO DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19?

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÁSSIO ADRIANO BRAZ DE AQUINO
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • MARIA DA APRESENTACAO BARRETO
  • Data: 23/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Em 2020 o novo coronavírus trouxe uma dinâmica completamente nova para os profissionais de todas as áreas, como o professor de escola privada. Esta ocupação conta com uma força de trabalho majoritariamente feminina, chegando a ocupar 82% dos cargos de no Ensino Fundamental. Desse modo, o objetivo desta dissertação é analisar como as professoras de escola privada vivenciam o seu trabalho durante a pandemia do covid-19. A pesquisa se embasa teoricamente na perspectiva Histórico-Cultural de Vygotsky e conta com a participação de 12 professoras que lecionam no ensino fundamental de escolas privadas da cidade de Natal/RN. A metodologia escolhida foi a aplicação de uma entrevista em profundidade realizada de forma online através da plataforma do Google Meet. Esta foi dividida em quatro eixos, sendo eles: dados socioeconômicos, história de vida no trabalho, contexto do trabalho e dramas no trabalho. Os dados coletados foram categorizados com ajuda da plataforma QDA Miner e para analisá-los foi realizada as três etapas do Núcleo de Significação. Na primeira etapa, a partir da leitura flutuante das entrevistas foram elencados 58 pré-indicadores que posteriormente foram aglutinados em 19 indicadores e, por fim, esses indicadores formaram cinco núcleos de significação. Os núcleos são: as significações produzidas pelas mulheres sobre o trabalho de professora; as dificuldades do dia a dia da professora; as consequências da chegada pandemia; os agravamentos gerados pela pandemia; e os enfrentamentos diante dos desafios. Diante desses achados nós compreendemos que a pandemia atuou como catalisadora das dificuldades de trabalho já existentes no cotidiano das professoras de escolas privadas. E que as distintas formas que elas vivenciam essas dificuldades, bem como as enfrentam é consequência de um sistema social e histórico implicado pelo capitalismo neoliberal, pelos processos de precarização, terceirização, bem como pela formação da escola e da divisão sexual do trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • In 2020 the new coronavirus brought about a completely new dynamic for professionals in all areas, such as the private school teacher. This occupation has a mostly female workforce, occupying up to 82% of the positions in elementary education. Thus, the objective of this dissertation is to analyze how female private school teachers experience their work during the covid-19 pandemic. The research is theoretically based on Vygotsky's Cultural-Historical perspective and counts on the participation of 12 female teachers who teach elementary school in private schools in the city of Natal/RN. The methodology chosen was the application of an in-depth interview conducted online through the Google Meet platform. This was divided into four axes, namely: socioeconomic data, work life history, work context, and dramas at work. The data collected were categorized with the help of the QDA Miner platform and to analyze them, the three stages of the Nuclei of Meaning were performed. In the first stage, from the floating reading of the interviews 58 pre-indicators were listed, which were later agglutinated into 19 indicators and, finally, these indicators formed five nuclei of meaning. The cores are: the meanings produced by women about the work as a teacher; the difficulties of the daily life of a teacher; the consequences of the pandemic arrival; the aggravations generated by the pandemic; and the challenges faced. In view of these findings, we understand that the pandemic acted as a catalyst for the difficulties of work that already existed in the daily lives of private school teachers. And that the different ways they experience these difficulties, as well as face them, is a consequence of a social and historical system implied by neoliberal capitalism, by the processes of precarization, outsourcing, as well as by the formation of the school and the sexual division of labor.

14
  • LARISSA SAIONARA FERNANDES ROCHA
  •  As redes de apoio ao trabalhador adoecido

  • Orientador : FELLIPE COELHO LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FELLIPE COELHO LIMA
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • ALDA KAROLINE LIMA DA SILVA
  • Data: 27/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Os trabalhadores adoecidos recorrem a redes de apoio, como forma de enfrentamento no processo de produção de saúde, representadas por instâncias como: família, amigos(as), comunidade, grupos, profissionais e serviços de saúde, coletivos de trabalho, organizações sindicais e religiosas. O objetivo da pesquisa foi analisar o papel das redes no processo de produção de saúde e os modos de interações, ações e efeitos promovidos por estas. Com isso, buscamos compreender como se estabelece essa interação no processo de produção de saúde, principalmente em um cenário de grandes fragilidades afetivas, produzidas pela condição de adoecimento vinculada ao trabalho. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cujos participantes do estudo foram dez trabalhadores adoecidos(as) pelo trabalho. O critério de inclusão adotado foi a própria afirmação do trabalhador frente ao adoecimento e disponibilidade para o momento da entrevista, via videoconferência, utilizando-se de uma plataforma on-line. Durante a coleta utilizamos da estratégia “bola de neve”, num período de julho a dezembro de 2020, incluindo algumas categorias de trabalho (engenheiro, bancário, professor, psicólogo, operador de telemarketing, técnico de TI). As entrevistas contemplaram os seguintes eixos temáticos: a) História de vida e processo de adoecimento do trabalhador; b) Análise, por parte do trabalhador, da importância e efeitos de cada ponto da rede de apoio sob a relação trabalho-saúde. Paralelo à entrevista houve a confecção de um diagrama das redes mobilizadas por cada trabalhador nesse processo de adoecimento, no qual as redes foram mensuradas através de setas de intensidade – Ligação forte; Distante ou conflituosa. As análises das entrevistas foram realizadas via núcleos de significação, os pré-indicadores e indicadores foram articulados e sistematizados, constituindo os núcleos de significação: 1) O que há de deletério nas relações de trabalho; 2) as redes de apoio como linhas de cuidado à saúde; 3) a fragilidade da organização do trabalho: fios que não compõem as redes. Concluiu-se que, o que temos é um contexto de trabalho violento e adoecedor, conjugado com uma rede de apoio centrada nos laços sociais do sujeito. Sinaliza-se a importância da coletividade na recuperação da saúde, sobretudo, nas redes que compõem a esfera primária, como família e amigos(as), mediante a ausência de suporte do Estado e das empresas, configurando redes deficitárias. Os recursos do autocuidado mostraram-se como práticas de cuidado de atenção a si mesmo, mobilizadas pela maioria dos trabalhadores como forma autônoma da busca de sua recuperação aplicada em sua rotina.


  • Mostrar Abstract
  • Workers sickened rely on support networks as a way of coping in the health production process, represented by instances such as family, friends, community groups, health professionals and services, work groups and union and religious organizations. The objective of the research was to analyze the role of networks in the health production process and ways of interactions, actions and effects promoted by them. With this, it is expected to understand how this interaction is established in the health production process, especially in a scenario of great affective weaknesses, produced by the condition of illness linked to work. It is a qualitative research, whose study participants were ten workers sick from work. The inclusion criterion was the very statement of the worker against the disease and availability for the time of the interview, via video conference, using an online platform. During the collection, we used the “snowball” strategy, from July to December 2020, including some job categories (engineer, bank, teacher, psychologist, telemarketing operator, IT technician). The interviews covered the following thematic axes: a) The worker's life history and illness process; b) Analysis, by the worker, of the importance and effects of each point of the support network on the work-health relationship. Parallel to the interview, a diagram of the networks mobilized by each worker was drawn up in this illness process, in which the networks were measured using intensity arrows – Strong connection; Distant or conflicted. The analyzes of the interviews were carried out via meaning cores, the pre-indicators and indicators were articulated and systematized, constituting the meaning cores: 1) What is harmful in work relations; 2) support networks as lines of health care; 3) the fragility of work organization: threads that do not make up the networks. It was concluded that what we have is a context of violent and sickening work, combined with a support network centered on the subject's social ties. The importance of the community in health recovery is highlighted, especially in the networks that make up the primary sphere, such as family and friends, through the absence of support from the State and companies, configuring deficit networks. Self-care resources were shown as self-care practices, mobilized by most workers as an autonomous way of seeking recovery, applied in their routine.

15
  • MARIA MABEL NUNES DE MORAIS
  • TELEATENDIMENTO NO ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19

  • Orientador : CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CINTIA ALVES SALGADO AZONI
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • RAUNI JANDÉ ROAMA ALVES
  • Data: 16/09/2021

  • Mostrar Resumo
  • Ao final de 2019, a população mundial foi surpreendida por um novo vírus com alto potencial de contágio. Dada sua rápida propagação pelo mundo, em 2020 esse acontecimento foi classificado como uma pandemia. Levando em consideração as recomendações da OMS, vários países adotaram o isolamento social e a quarentena como estratégia para o enfrentamento da pandemia, mantendo apenas os serviços essenciais em funcionamento. Diante dessa nova realidade social, os profissionais da saúde, especialmente os psicólogos passaram a realizar os atendimentos em modalidade online. Vale salientar que todos os grupos sociais estão sujeitos a sofrer diante dessa nova realidade, mas, em particular, as crianças com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA). Sendo o TEA um transtorno do neurodesenvolvimento é necessário acompanhamento contínuo por uma equipe multiprofissional. A suspensão do tratamento para esse grupo de crianças pode gerar riscos e prejuízos sérios à criança e seus familiares. Dessa forma, o objetivo desse estudo é analisar como os profissionais de psicologia clínica e neuropsicologia realizaram teleatenimentos a crianças com TEA no período de isolamento social durante a pandemia do COVID-19 no Brasil. Foi adotado uma pesquisa de levantamento de dados, transversal de análise quanti-qualitativa em que os dados foram coletados por meio de um questionário autoadministrado com aplicação online. O público-alvo desse estudo foram profissionais de Psicologia que realizaram atendimento em modalidade online em crianças com TEA. Os resultados evidenciaram que a maioria dos respondentes são do Rio Grande do Norte (52,2%) e fizeram atendimento em modalidade online e presencial (69,9%). As principais atividades listadas pelos profissionais realizadas com as crianças como de orientação aos pais estão relacionadas com a organização da rotina, atividades da vida diária e estimulação cognitiva e comportamental. O presente estudo buscou compreender a dinâmica dos teleatendimentos realizados por profissionais de psicologia a crianças com TEA durante o período de isolamento social em decorrência da pandemia do COVID-19. Apesar de haver alguns estudos relacionados ao teleatendimento, no Brasil ainda os estudos ainda são incipientes quanto a essa problemática, principalmente a respeito de crianças com TEA. Os impactos desse estudo voltaram-se, principalmente, para nortear os profissionais sobre as possibilidades de atendimentos remotos para esse público.


  • Mostrar Abstract
  • At the end of 2019, the world population was surprised by a new virus with high potential of contagion. Given its rapid spread around the world, in 2020 this event was classified as a pandemic. Taking into account the WHO recommendations, several countries have adopted social isolation and quarantine as a strategy to fight the pandemic, keeping only essential services running. Faced with this new social reality, health professionals, especially psychologists, started to carry out services in online mode. It is noteworthy that all social groups are subject to suffer in the face of this new reality, but, in particular, children diagnosed with Autistic Spectrum Disorder (ASD). As ASD is a neurodevelopmental disorder continuous monitoring by a multidisciplinary team is required. The suspension of the treatment for this group of children can generate serious risks and harm to the child and their relatives. Thus, the aim of this study is to analyze how psychology professionals clinic and neuropsychology performed telecare to children with ASD in the period of social isolation during the COVID-19 pandemic in Brazil. A survey of data collection, cross-sectional quantitative-qualitative analysis in which the data were collected through a self-administered online questionnaire. The target audience of this study were Psychology professionals who provided care in the online in children with ASD. The results showed that most respondents are from Rio Grande do Norte (52.2%) and provided online and in-person care (69.9%). The main activities listed by professionals carried out with children as guidance to parents are related to the organization of routine, activities of daily living and cognitive and behavioral stimulation. The present study sought to understand the dynamics of telephone calls made by psychology professionals to children with ASD during the period of social isolation due to the COVID-19 pandemic. Although there is some studies related to teleservice, in Brazil studies are still incipient regarding this issue, especially regarding children with ASD. The impacts of this study focused mainly on guiding professionals on the possibilities of remote services for this audience.

16
  • SARAH CAMILLA FERREIRA DE OLIVEIRA LIMA
  • IMPROVISANDO NA ARTE: VIVÊNCIAS DE MÚSICOS POPULARES NA PERFORMANCE CRIATIVA

  • Orientador : IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • JUANITA ESLAVA
  • PRISCILA MARQUES
  • Data: 16/09/2021

  • Mostrar Resumo
  • Na Psicologia Histórico-cultural a música é entendida como uma atividade humana produzida em contexto social, à medida que o artista vivencia e se apropria dos elementos musicais – já postos cultural e historicamente –, também passa a poder produzir ou reproduzir sua arte. Conduzindo essas reflexões para a criatividade musical, especialmente a improvisação, deparamo-nos com uma criação em movimento, durante a performance, mas que é resultado do conjunto de experiências do artista. Desse modo, diferentes vivências musicais levam a diferentes modos de elaboração e compreensão da improvisação. O objetivo principal desta dissertação é investigar as vivências, concepções e estratégias de performance criativa em músicos acadêmicos e autodidatas. Participaram 4 musicistas, – 2 acadêmicos e 2 autodidatas – com performances notadamente criativas e improvisadas. A coleta ocorreu em 2 fases por vídeoconferência: (1) um questionário socioeconômico e de práticas musicais e (2) uma entrevista semiestruturada individual sobre a trajetória musical e concepções de performance criativa. A análise dos dados baseou-se nas concepções bakhtinianas de discurso dialógico. A primeira etapa de análise teve como foco as informações do questionário que possibilitaram a caracterização dos perfis da atividade de cada participantes. A análise da entrevista possibilitou a identificação e agrupamento de unidades de significado e categorização. Buscou-se relacionar as partes, os núcleos de análise encontrados, e os discursos dos participantes, tendo como foco a análise da relação dialética. Como resultados encontramos discursos categorizados por formação. Na maioria das respostas, os músicos acadêmicos ressaltavam a importância de um conhecimento explícito, e os autodidatas a importância da estilização e da tentativa. Todos os participantes, porém, concordaram sobre a centralidade das vivências de performances criativas para a construção de um improvisador. Tais respostas corroboram o que foi trazido por Vigotski de que a criatividade é constituída pelo amálgama de vivências dos indivíduos que são refratados subjetivamente e geram um produto cultural.


  • Mostrar Abstract
  • In Historical-cultural Psychology, music is understood as a human activity produced in a social context, as the artist experiences and appropriates of musical elements – culturally and historically established –, he also starts to be able to produce or reproduce his art. Leading these reflections to musical creativity, especially improvisation, we see that it is a creation in motion, made during the performance, but which is the result of the artist's set of experiences. Therefore, different musical experiences lead to different ways of elaborating and understanding improvisation. The main objective of this dissertation is to investigate the experiences, conceptions and strategies of creative performance in academic and self-taught musicians. 4 musicians participated - 2 academics and 2 self-taught - they were recognized as creative and improvised performance artists. The data collect took place in 2 phases by videoconference: (1) a socioeconomic and musical practices questionnaire and (2) an individual semi-structured interview about the musical trajectory and conceptions of creative performance. Data analysis was based on Bakhtinian conceptions of dialogic discourse. The first stage of analysis focused on information from the questionnaire that enabled the characterization of the activity profiles of each participant. The analysis of the interview allowed the identification and grouping of units of meaning and categorization. An attempt was made to relate the parts, the nuclei of analysis found, and the discourses of the participants, focusing on the analysis of the dialectical relationship. As a result, we found speeches categorized by training. In the vast majority of responses, academic musicians highlighted the importance of formal knowledge. The self-taught group talk more about the importance of stylization and constant tries. All participants, however, agreed that experiences played an important role in create a good improviser. Such answers corroborate what was brought by Vigotski that creativity is made by mixed experiences that are subjectively refracted and generate a cultural product.

17
  • RENATA KIVIA DANTAS CARVALHO
  • Os(as) psicólogos(as) na rede de atendimento à mulher em situação de violência no Rio Grande do Norte

  • Orientador : HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HERCULANO RICARDO CAMPOS
  • EDNA MARIA SEVERINO PETERS KAHHALE
  • MARILDA CASTELAR
  • Data: 27/09/2021

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa teve o objetivo de analisar a prática profissional da psicologia no atendimento às mulheres em situação de violência no estado do Rio Grande do Norte (RN). Na perspectiva aqui adotada, a violência contra a mulher é entendida como consequência de um problema social mais complexo: as desigualdades que são construídas entre mulheres e homens. Desse modo, a lógica que orienta este estudo expressa uma ruptura com explicações biológicas no tocante às diferenças entre as práticas sociais femininas e masculinas e parte do pressuposto de que estas diferenças são construídas, transformadas socialmente e repousam sobre uma hierarquização que tem uma base material a qual deve ser apreendida historicamente. As estratégias metodológicas utilizadas para a produção da pesquisa foram: entrevistas semiestruturadas com os(as) psicólogos(as) atuantes nos serviços especializados de atendimento à mulher do RN e análise dos documentos que orientam as práticas dentro dessa política. Para a análise e discussão dos resultados, contamos com a perspectiva materialista histórico-dialética. As discussões realizadas demonstraram muitos desafios que se apresentam à psicologia enquanto ciência e profissão. Identificamos muitas lacunas no que se refere aos conhecimentos teóricos e práticos que possam direcionar a realização do trabalho, além de dificuldades na delimitação do papel da psicologia em relação aos outros profissionais, impedindo a definição da práxis e das possibilidades de intervenção. Tais aspectos remeteram à insuficiências na formação acadêmica que têm refletido no cotidiano das profissionais, que acabam se sentindo inseguras no manejo dos casos e adquirem capacitação, principalmente, a partir do contato com a própria experiência profissional. Desse modo, é necessário que a formação em psicologia reflita sobre a produção de saberes e de práticas nos vários campos nos quais a categoria é convocada para atuar, superando as concepções tradicionais e clínicas que têm ainda sobressaído nos espaços de ensino.


  • Mostrar Abstract
  • This research aimed to analyze the work of psychology professionals in the policies intended for female victims of gender violence in the state of Rio Grande do Norte. The phenomenon of violence against women is understood as a consequence of a more complex social problem: the inequalities that are built between women and men. Thereby, the logic that guides this study expresses a disruption with biological explanations about the differences between female and male social practices and assumes that those differences are constructed, socially transformed and exist due to an hierarchy that has a material basis which must be apprehended historically. The methodological strategies used to produce the research were semi-structured interviews with psychologists who work in institutions specialized in assisting women victims of domestic violence in the state of Rio Grande do Norte and analysis of the documents that guide the practices of this public policy. The analysis and discussion of the results were made from the theory of historical and dialectical materialism. The discussions that took place identified that there are many challenges for psychology as a science and as a profession. We identified many gaps with regard to theoretical and practical knowledge that can guide the performance of the work, in addition to difficulties in delimiting the role of psychology in relation to other professionals, which becomes an obstacle to the definition of the praxis and possibilities of intervention. These aspects referred to insufficiencies in psychology training that have reflected in the daily work of professionals who end up feeling insecure in case management and acquire training, mainly from contact with their own professional experience. Thus, it is necessary that training in psychology reflects on the production of knowledge and practices in the various fields in which the category is called to work, overcoming traditional and clinical conceptions that have still stood out in teaching spaces.

18
  • BARBARA TEIXEIRA CAMPOS DE NEGREIROS
  • RESILIÊNCIA, ESTRESSE OCUPACIONAL E CAPACIDADE PARA O TRABALHO EM PROFISSIONAIS DE SAÚDE DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

  • Orientador : EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EULALIA MARIA CHAVES MAIA
  • SIMONE DA NOBREGA TOMAZ MOREIRA
  • RODRIGO DA SILVA MAIA
  • Data: 28/09/2021

  • Mostrar Resumo
  • Os profissionais de saúde são considerados uma das categorias mais expostas a riscos de adoecimento, em virtude das características inerentes à natureza laboral. Esse contexto se agravou com a pandemia da COVID-19, submetendo essa classe a uma sobrecarga de trabalho, risco acentuado de adoecimento e ao afastamento de sua rotina. Dessa forma, o objetivo desse estudo é investigar a relação entre resiliência, estresse ocupacional e a capacidade para o trabalho nos profissionais que atuam no cuidado direto a pacientes com COVID-19. Trata-se de uma pesquisa quantitativa, transversal e correlacional com 91 colaboradores (enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos e fisioterapeutas) de um hospital de referência no Rio Grande do Norte. Os funcionários responderam um Questionário Sociodemográfico (dados sociais e de contexto laboral), a Connor-Davidson Resilience Scale, a Escala de Estresse no Trabalho e o Índice de Capacidade para o Trabalho. Os resultados indicaram baixos níveis nos constructos de resiliência e estresse ocupacional, e uma boa capacidade para o trabalho da amostra total. Referente ao instrumento de resiliência, esse apresentou associação significativa com os enfermeiros e demais participantes do gênero feminino, ambos apresentando baixa resiliência. No tocante ao estresse laboral, as enfermeiras, juntamente com os técnicos de enfermagem, demostraram risco diante alto nível de estresse. Para mais, a análise de agrupamento evidenciou a existência de três clusters que se distribuem pelos diferentes escores nas escalas, com destaque para o Cluster 1, que apresentou valores críticos em todos os instrumentos e denotou o sofrimento frente a vivência laboral e a necessidade de intervenções. Verifica-se que as vivências cotidianas das equipes de saúde durante a pandemia, influenciaram a percepção do trabalho e de sua capacidade em lidar ou superar as adversidades. Outro aspecto relevante está na funcionalidade e recursos físicos e mentais para realizar suas atividades laborais.


  • Mostrar Abstract
  • Health professionals are considered one of the categories with the most risk of illness, due to the characteristics inherent to their work nature. This context was aggravated by the COVID-19 pandemic, subjecting this class to a work overload, increased risk of illness and withdrawal from their routine. Therefore, the objective of this study is to investigate the relationship between resilience, occupational stress and work ability in professionals who work in direct care of patients with COVID-19. This is a quantitative, cross-sectional and correlational research with 91 employees (nurses, nursing technicians, physicians and physiotherapists) from a reference hospital in Rio Grande do Norte. Employees answered a Sociodemographic Questionnaire (social and work context data), the Connor-Davidson Resilience Scale, the Work Stress Scale and the Work Ability Index. The results indicated lower levels in resilience and occupational stress constructs, and a good work ability of the total sample. Regarding the resilience instrument, it showed a significant association with nurses and other female participants, both showing lower resilience. In regard of work stress, the nurses along with nursing technicians, demonstrated a risk in face of a high level of stress. Furthermore, the cluster analysis evidenced the existence of three clusters that are distributed across different scores on the scales, with emphasis on Cluster 1, which presented critical values in all instruments and denoted suffering in face of work experience and the need for interventions. It appears that the daily experiences of health teams during the pandemic influenced their perception of work and their ability to deal or overcome adversity. Another relevant aspect is the functionality and physical and mental resources to carry on their work activities

19
  • MATHEUS RIOS SILVA SANTOS
  • A atuação do Movimento Nacional da População de Rua – Região Nordeste: um estudo sobre o fortalecimento e a formação de liderança

  • Orientador : CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNO SIMÕES GONÇALVES
  • CANDIDA MARIA BEZERRA DANTAS
  • MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
  • Data: 27/10/2021

  • Mostrar Resumo
  • As ações coletivas dos movimentos sociais populares são planejadas e executadas pelas lideranças através do diálogo com as bases, da compreensão conjuntural do cenário sócio político e da possibilidade de construção de políticas públicas para populações vulnerabilizadas. Dentre essas populações, estão as pessoas em situação de rua: grupo heterogêneo, que possui em comum a falta de moradia, a extrema pobreza e os vínculos familiares fragilizados e/ou interrompidos. A literatura aponta que as pessoas em situação de rua apresentam dificuldade de organização por falta do elemento da consciência de classe e do sentimento de pertencimento ao grupo social ao qual fazem parte. Apesar disso, em 2005, surgiu o Movimento Nacional da População de Rua. Desde então, o MNPR se expandiu pelo território nacional e está presente em 18 estados da federação. Na Região Nordeste, está presente em 4 estados de forma consolidada e tem se fortalecido para ser implementado nos outros 5 estados da região. Diante disso, o objetivo geral desta pesquisa foi compreender o processo de formação de lideranças e sua atuação no Movimento Nacional da População de Rua. Enquanto objetivos específicos, o trabalho visou investigar o histór ico pessoal da militância das lideranças; caracterizar o histórico de formação do movimento em estados da região Nordeste e o papel das lideranças nesse processo; investigar o processo de articulação e fortalecimento do movimento na região Nordeste e registrar as ações desenvolvidas no sentido de proteger a população de rua durante a pandemia. Metodologicamente, foram realizadas entrevistas semi -estruturadas, 6 delas via videoconferência e duas presenciais com as lideranças do MNPR no Nordeste, além da participação em reuniões online de fortalecimento do movimento na região e outras atividades da militância que possibilitaram acompanhar a atuação das lideranças. Assim, identificamos que a atuação das lideranças para o fortalecimento da região é agenciada pelo resgate e preservação da memória histórica da luta social do Movimento, principalmente quando perpassada pelos signos defendidos por Maria Lúcia Santos Pereira. Além disso, foi possível compreender as disputas e dissensos imbricados nas relações das lide ranças entre si, entre a base e com o Estado. E, por fim, identificamos como as redes de parcerias montadas pelas lideranças do MNPR subsidiam as ações coletivas delas em cada estado.


  • Mostrar Abstract
  • The collective actions of popular social movements are planned and executed by the leaders through dialogue with the bases, the conjunctural understanding of the socio-political scenario and the possibility of building public policies for vulnerable populations. Among these populations, there are people in streets situation: a heterogeneous group, which has in common the lack of housing, extreme poverty and fragile and/or interrupted family ties. Literature points out that people living on the streets have difficulties in organizing because they lack the element of class consciousness and the feeling of belonging to the social group to which they belong. In spite of that, in 2005, the National Movement of the Homeless Population emerged. Since then, the MNPR has expanded throughout the national territory and is present in 18 states of the federation. In the Northeast Region, it is present in 4 states on a consolidated basis and has been strengthened to be implemented in the other 5 states in the region. Therefore, the general objective of this research was to understand the process of formation of leaders and their role in the National Movement of the Homeless Population. As specific objectives, the work aimed to investigate the personal history of leadership militancy; characterize the history of formation of the movement in states in the Northeast region and the role of leaders in this process; investigate the process of articulation and strengthening of the movement in the Northeast region and record the actions taken to protect the homeless population during the pandemic. Methodologically, semi -structured interviews were carried out, 6 of them via videoconference and two in person with the leaders of the MNPR in the Northeast, in addition to participating in online meetings to strengthen the movement in the region and other activities of militancy that made it possible to monitor the performance of the leaders. Thus, we identified that the action of leaders to strengthen the region is guided by the rescue and preservation of the historical memory of the Movement's social struggle, especially when permeated by the signs defended by Maria Lúcia Santos Pereira. Furthermore, it was possible to understand the disputes and dissensions intertwined in the relationships of the leaders among themselves, between the social base and with the State. And, finally, we identified how the networks of partnerships set up by the MNPR leaders support their collective actions in each state.

20
  • LUANA VANESSA SOARES FERNANDES
  • Ambiente sócio físico e crianças com Transtorno do Espectro Autista em contexto de pandemia: uma reflexão sobre lives do Youtube

  • Orientador : GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA SOARES DA SILVA
  • GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
  • JOSE DE QUEIROZ PINHEIRO
  • Data: 29/10/2021

  • Mostrar Resumo
  • Enfrentar a Pandemia da COVID-19 exigiu isolamento social e induziu mudanças no uso da habitação, fazendo com que questões sobre o ambiente residencial passassem a ser amplamente debatidas, inclusive nas mídias sociais. Nesse campo se popularizaram as lives veiculadas na internet, tornando-se um canal de comunicação entre profissionais e variados públicos. Partindo desse contexto, esta dissertação tomou como objeto de estudo o ambiente sócio físico para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) – transtorno do neurodesenvolvimento com manifestações que abrangem um amplo espectro de possibilidades, cujasespecificidades precisam ser entendidas (e trabalhadas) a fim da pessoa em questão desenvolver habilidades e obter bem-estar. Pautada em uma compreensão do autismo a partir das Práticas Baseadas em Evidências (PBEs), a investigação realizada teve como objetivo geral compreender estratégias para ajuste do ambiente sócio físico às crianças autistas durante a pandemia que foram veiculadas por lives disponibilizadas no YouTube. Foram objetivos específicos: (a) identificar as características do ambiente físico difundidas como adequadas às crianças autistas; (b) entenderas estratégias recomendadas como adequadas às atividades com estas crianças e que exigem especificidades ambientais; (c) analisar as dificuldades apontadas neste campo. O estudo apoiou-se teoricamente na Psicologia Ambiental e recorreu à estratégia metodológica qualitativa com: (1) levantamento de lives sobre autismo disponibilizadas no YouTube entre março e agosto de 2020; (2) seleção daquelas que discutem a relação criança autista/ambiente; (3) escolha de cinco lives para análise aprofundada. Os resultados mostram que diversos conceitos provenientes da Psicologia Ambiental podem ajudar a compreender comportamentos de pessoas com TEA, notadamente comportamento socioespacial, affordances e behavior settings. Sob tal perspectiva, as lives indicaram diversos tipos de ajustes ambientais utilizáveis com pessoas com TEA, salientando táticas para minimizar barreiras comunicacionais e sensoriais, e facilitar a manutenção/desenvolvimento de suas habilidades e autonomia.


  • Mostrar Abstract
  • Facing the COVID-19 Pandemic required social isolation and has induced changes in the use of housing., causing issues about the residential environment to be widely debated, including on social media.In this field, lives broadcast on the internet become popular, coming to be a communication channel between professionals and several audiences. Supported in this context, this thesis took as its object of study the socio-physical environment for children with Autism Spectrum Disorder (ASD) - a neurodevelopmental disorder with manifestations that cover a wide spectrum of possibilities, whose specificities need to be understood (and worked through) in order for the person in question to develop skills and improve well-being. Guided by an understanding of autism based on Evidence-Based Practices (EBPs), the general objective of this investigation was to understand strategies for adjusting the socio-physical environment to autistic children during the pandemic, which were broadcast by lives made available on YouTube. The specific objectives were as follows: (a) to identify the characteristics of the physical environment that are disseminated as suitable for autistic children; (b) to understand the recommended strategies as appropriate for activities with these children and that require environmental specificities; (c) to analyze the difficulties pointed out in this field. The study was theoretically supported by Environmental Psychology and resorted to a qualitative methodological strategy with: (1) a survey of lives on autism available on YouTube between March and August of 2020; (2) the selection of those that discuss the autistic child/environment relationship; and (3) the choice of five lives for in-depth analysis. The results show that several concepts from Environmental Psychology can help to understand the behavior of people with ASD, notably socio-spatial behavior, affordances and behavior settings. From this perspective, the analyzed lives indicated different types of environmental adjustments usable with people with ASD, highlighting strategies to minimize communication and sensory barriers, and to facilitate the maintenance/development of their skills and autonomy.


21
  • LUNA MAYARA HESSE DE OLIVEIRA SILVA
  • JUSTIÇA RESTAURATIVA: UMA ANÁLISE DE PRÁTICAS ALTERNATIVAS NO SISTEMA DE JUSTIÇA DO RN

  • Orientador : ILANA LEMOS DE PAIVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILANA LEMOS DE PAIVA
  • CARMEM PLACIDA SOUSA CAVALCANTE
  • TÂMARA RAMALHO DE SOUSA AMORIM
  • Data: 02/12/2021

  • </