Banca de DEFESA: CLARISSA DE ANDRADE E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLARISSA DE ANDRADE E SILVA
DATA: 13/04/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Psicologia
TÍTULO:

Periódico constante da Qualificação Qualis da Área de Psicologia


PALAVRAS-CHAVES:

Formação em psicologia; atuação do psicólogo; políticas sociais; projeto pedagógico do curso; Piauí.


PÁGINAS: 140
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O crescimento do número de psicólogos que se inserem nas políticas sociais estimula o debate sobre a atuação e formação voltada para esse campo. As dificuldades já constatadas em pesquisas sobre a atuação nesse contexto e as queixas dos profissionais a respeito das deficiências da formação colocam em evidência a necessidade de discutir o lugar das políticas sociais na formação do psicólogo. Assim, a presente pesquisa teve como objetivo investigar a presença das políticas sociais na formação graduada do psicólogo no Piauí. Para atingir o objetivo proposto, realizou-se uma pesquisa documental através dos Projetos Pedagógicos do Curso (PPC) em cinco cursos de graduação de Psicologia no Piauí. Também foram realizadas entrevistas com um coordenador e um docente que ministra disciplinas relacionadas às políticas sociais em cada curso. Entre os dados encontrados, tem-se que os cursos de Psicologia do Piauí se caracterizam pela sua recenticidade, sendo criados entre o final dos anos 1990 e o início dos anos 2000, com a justificativa de necessidade e demanda de profissional nessa área. Evidenciou-se a presença das políticas sociais nos PPC desde o perfil do egresso, nas ênfases, disciplinas e estágios, embora de maneira ainda periférica. Além disso, constatou-se a desarticulação entre a proposta do perfil e a operacionalização da matriz curricular, a fragmentação e insuficiência dos conteúdos direcionados às políticas sociais e, ainda, o marcante predomínio da clínica nessas formações. Vale ressaltar que as políticas de saúde são as que mais se destacam no PPC, havendo pouca menção à política de assistência social, ou às demais políticas sociais. Portanto, a presença das políticas sociais necessita ser revista na formação do psicólogo do Piauí, de modo a contemplar além das políticas de saúde, as demais políticas e proporcionar uma maior articulação dos conteúdos voltados as mesmas, assumindo uma posição mais central, crítica e política nessas formações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DENIS BARROS DE CARVALHO - UFPI
Interno - 1205730 - ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
Presidente - 347578 - OSWALDO HAJIME YAMAMOTO
Notícia cadastrada em: 11/04/2012 15:40
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao