Banca de DEFESA: ARIANE CRISTINY DA SILVA FERNANDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ARIANE CRISTINY DA SILVA FERNANDES

DATA: 27/05/2011

HORA: 14:00

LOCAL: Auditório D do CCHLA

TÍTULO:

Contando histórias de cuidado à infância em unidade de terapia intensiva pediátrica


PALAVRAS-CHAVES:

Criança, Cuidado, Literatura Infantil, Unidade de Terapia Intensiva, Fenomenologia.


PÁGINAS: 291

GRANDE ÁREA: Ciências Humanas

ÁREA: Psicologia

RESUMO:

Os contos de Literatura Infantil, em seus enredos, assinalam dilemas existenciais do ser humano, como a morte, as situações de separação, perda, abandono, medo, desafios, conquistas, e outros elementos, que os tornam material apropriado para auxiliar as crianças em seu processo de desenvolvimento. Tais elementos presentes nas histórias infantis se aproximam, de modo especial, das experiências vividas por crianças em contexto de hospitalização. Isto posto, pretendeu-se compreender, pautando-se na noção heideggeriana de Cuidado e adotando a Fenomenologia como método, as possibilidades terapêuticas dos contos de Literatura Infantil no cuidado a crianças hospitalizadas em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIPED). Para tanto, elegeu-se como cenário a UTIPED de um hospital público estadual, localizado no município de Natal/RN, e como assistentes de pesquisa quatro crianças internadas em tal setor, com idade entre seis e nove anos, todas do sexo masculino, com quadros clínicos variados, e selecionadas a partir de critérios de faixa-etária e condições clínicas. O procedimento de construção do corpus abrangeu oito sessões individuais de contação de história, acompanhadas por recursos lúdicos de expressão. A proposta de compreensão fenomenológica acerca das possibilidades terapêuticas dos contos estruturou-se sob três eixos principais: (1) o eixo lúdico; (2) o eixo reflexivo; e (3) o eixo afetivo. Evidencia-se a adequabilidade da proposta terapêutica ao contexto da UTIPED e o potencial do conto como fator de proteção ao ser criança. A contação de histórias emoldurou um cenário de cuidado, incomum em contexto de tratamento intensivo, demarcando ali um espaço simbólico de expressão infantil. Indica-se, com esse estudo, uma proposta terapêutica para o cuidado à criança em UTIPED que considera sua etapa evolutiva, o quadro clínico que lhe acomete e, sobretudo, suas necessidades emocionais diante da imersão em ambiente diverso do seu e repleto de elementos potencialmente prejudiciais ao seu pleno desenvolvimento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ELIZABETH RANIER MARTINS DO VALLE - USP
Interno - 1321136 - IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES LORESTO
Presidente - 6350812 - SYMONE FERNANDES DE MELO
Notícia cadastrada em: 11/05/2011 09:24
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao