Banca de DEFESA: FLAVIO FERNANDES FONTES - (Retificação)

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: FLAVIO FERNANDES FONTES

DATA: 25/03/2011

HORA: 09:00

LOCAL: Lab. Psicologia

TÍTULO:

A QUESTÃO DO ESTILO NA PSICANÁLISE LACANIANA


PALAVRAS-CHAVES:

Lacan; estilo; crítica; psicanálise; transmissão.


PÁGINAS: 80

GRANDE ÁREA: Ciências Humanas

ÁREA: Psicologia

RESUMO:

A psicanálise de inspiração lacaniana ganhou um espaço considerável na universidade brasileira: uma busca por “Lacan” no campo de assunto do Banco de Teses da CAPES nos revela 1.032 resultados! No entanto, a diferença no estilo de produção do conhecimento e utilização da linguagem é considerável entre a psicologia acadêmica e a teoria de Lacan. A dificuldade de se ler e compreender Lacan é algo apontado tanto por aqueles que o defendem como por aqueles que o atacam. Além disso, seus discípulos muitas vezes escolhem imitar seu estilo barroco, complexo e cheio de neologismos, causando perplexidade e estranhamento em platéias desavisadas. Qual a origem de tal estilo enigmático e polêmico de expressão? Como veio a se difundir sob a marca da repetição? E quais as conseqüências desse estilo para a comunicação, transmissão e ensino da psicanálise lacaniana? Através destas perguntas objetivamos contribuir para o diálogo entre a academia e a psicanálise lacaniana, fornecer um maior conhecimento a respeito das causas de seu estilo e analisar as conseqüências deste na transmissão da psicanálise. Escolhemos realizar um estudo teórico, levando em conta tanto os autores que abordaram o tema do estilo de Lacan ou a história da psicanálise de uma perspectiva crítica, como Beividas (2000), Roustang (1987, 1988) e Gellner (1988), como aqueles que o justificam e defendem sua legitimidade, a exemplo de Glynos e Stavrakakis (2001), Fink (1997) e Souza (1985), utilizando também algumas obras de Freud e Lacan. O estudo desses textos nos levou a três temas principais: 1) a dificuldade do texto lacaniano; 2) Lacan, príncipe herdeiro; 3) conseqüências do estilo lacaniano. No primeiro enumeramos um conjunto de diferentes explicações e interpretações dadas pelos comentadores a respeito da dificuldade e particularidade do discurso lacaniano; no segundo mostramos como Lacan veio a ocupar o lugar de grande idealização antes destinado a Freud, fazendo com que seu estilo fosse tomado como modelo a ser imitado pelos discípulos; no terceiro abordamos o modo como os conceitos são tratados dentro da psicanálise lacaniana, argumentando que seus múltiplos significados evidenciam que o objetivo não é montar uma teoria clara e coerente, mas sim se dirigir diretamente ao sujeito, para fisgá-lo.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6349464 - CYNTHIA PEREIRA DE MEDEIROS
Externo à Instituição - GLAUCINEIA GOMES DE LIMA - UnP
Externo à Instituição - WALDIR BEIVIDAS - USP
Notícia cadastrada em: 10/03/2011 11:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao