Banca de DEFESA: RACHEL MEDEIROS DE GÓES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: RACHEL MEDEIROS DE GÓES

DATA: 25/02/2011

HORA: 14:00

LOCAL: LAB DE PSICOLOGIA

TÍTULO:

Imagem sócio-ambiental de Cidade Nova, Natal-RN, por seus moradore.


PALAVRAS-CHAVES:

Psicologia Ambiental; Percepção Ambiental; Imagem Sócio-Ambiental; Multimétodos; Cidade Nova.


PÁGINAS: 116

GRANDE ÁREA: Ciências Humanas

ÁREA: Psicologia

RESUMO:

Esta dissertação investiga como o bairro Cidade Nova, situado na zona Oeste de Natal-RN, é percebido por seus moradores, a fim de entender sua imagem sócio-ambiental, pretendendo contribuir tanto para a definição de estratégias de intervenção urbana e de educação ambiental na área, quanto para a consolidação de uma estratégia metodológica que aborde esse tipo de problemática. A realização da pesquisa de campo recorreu a uma estratégia multimétodos para estudo da Imagem Sócio-Ambiental de áreas urbanas. Consiste em: (a) levantamento da história local a partir de estudo bibliográfico, dados registrados pela Prefeitura, notícias veiculadas em jornais da cidade e entrevistas com moradores antigos; (b) aplicação de questionários a moradores, incluindo afetos, percepção visual, memória e atividades sociais no local; (c) elaboração de um desenho do bairro; (d) realização de grupos focais com moradores, usando como ponto de partida os resultados obtidos nas atividades anteriores. Na etapa “b” e “c”, participaram 32 moradores do bairro, sendo 16 Agentes Comunitários de Saúde e 16 pessoas indicadas por eles. Na etapa “d” participaram 10 pessoas, divididas em dois grupos. O resultado da pesquisa mostrou uma imagem pelos moradores coincidente com a imagem veiculada pela mídia, em relação aos aspectos: violência, lixo, políticas públicas/apoio social e valorização das belezas ambientais (dunas e Parque da Cidade). Embora Cidade Nova tenha sido considerada como um lugar sujo, barulhento e inseguro, em sua maioria, os participantes afirmam gostar de morar no bairro. De forma geral, os resultados obtidos corroboram e ganham explicações teóricas, à medida que se inter-relacionam. A Imagem Sócio-Ambiental, é expressa, por exemplo, nos elementos dunas, lixão, linha férrea e Avenida Central, que ganham conotação simbólica influenciada pelo tempo e pelo contexto sócio-econômico. A insegurança e outras características negativas atribuídas pelo morador e pela mídia são paralelas ao apego ao lugar, uma vez que a legibilidade ambiental, o/a tempo/familiaridade e a territorialidade oferecem ao morador a preferência pelo local de moradia, configurando a sua identidade social.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ARIANE KUHNEN - UFSC
Presidente - 1149643 - GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
Interno - 347107 - JOSE DE QUEIROZ PINHEIRO
Notícia cadastrada em: 07/02/2011 14:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao