Banca de DEFESA: VICTOR HUGO BELARMINO LIMA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VICTOR HUGO BELARMINO LIMA
DATA : 09/02/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Sessão Virtual - meet.google.com/feo-yhpx-vwj
TÍTULO:

A EXPERIÊNCIA URBANA DE HOMENS GAYS AFEMINADOS NA CIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

experiência urbana; gay; afeminação; cidade


PÁGINAS: 252
RESUMO:

A afeminação gay é ainda um tema acadêmico que tem recebido pouca atenção no contexto brasileiro, ou seja, a maior parte dos estudos não se propõe a investigar a afeminação e os elementos a ela associados como uma categoria analítica indispensável em estudos de revisão e/ou empíricos, sobretudo quando se considera o recorte temático da experiência urbana desses sujeitos. Considerando essa lacuna, esta pesquisa objetivou investigar a experiência urbana de homens gays afeminados nos espaços da cidade. Para isso, aplicou-se um formulário eletrônico junto a 240 participantes autoidentificados gays, o qual estava composto por 51 questões de múltipla escolha, organizadas em torno de três eixos (cotidiano, sociabilidade e isolamento social). Dentre os 240 participantes, 43 sujeitos consentiram participar da segunda etapa da pesquisa, que consistiu na aplicação do SRQ-20. Dentre os 43 participantes, 8 sujeitos autoidentificados gays afeminados foram entrevistados, compondo a terceira etapa da pesquisa. A quarta, e última, etapa da pesquisa consistiu em um Grupo de Conversa com 5 participantes autoidentificados gays afeminados. Encontrou-se que, no geral, as experiências urbanas homossexuais são atravessadas por violências, discriminações e preconceitos, reverberando em medo de circular pela cidade. Desvelou-se que, seja em espaços públicos ou privados, seja dentro ou fora da comunidade LGBTQIA+ há a imposição do padrão cis-hetero-homo-normativo. Tal imposição insere de forma mais precária os gays afeminados nos espaços urbanos, visto que esses escapam ainda mais às expectativas sociais normativas e aos ordenamentos urbanos. Contudo, ser gay afeminado não implica em passividade diante dessas opressões, já que o medo encontra resistência nas apropriações individuais e coletivas pela comunidade LGBTQIA+, suscitando contra-usos nos diversos espaços da cidade que ocupam.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FERNANDO SANTANA DE PAIVA - UFJF
Externo à Instituição - LÁZARO BATISTA DA FONSECA - UFAL
Presidente - 1293170 - MAGDA DINIZ BEZERRA DIMENSTEIN
Externa à Instituição - MARCELA DIMENSTEIN - UNIPÊ
Externo ao Programa - 3217432 - TADEU MATTOS FARIAS - null
Notícia cadastrada em: 30/01/2023 13:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao