Banca de DEFESA: DAYANA CRISTINA SALES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DAYANA CRISTINA SALES DA SILVA
DATA : 02/12/2022
HORA: 13:30
LOCAL: Virtual - https://meet.google.com/sca-squb-zsu
TÍTULO:

IMPACTOS DA PANDEMIA DA COVID-19 NO AMBIENTE DE LITERACIA FAMILIAR EM CRIANÇAS DE ESCOLAS PÚBLICAS


PALAVRAS-CHAVES:

Literacia familiar; Baixa Renda; Linguagem Infantil; Neuropsicologia; COVID-19


PÁGINAS: 103
RESUMO:

A pandemia da COVID-19 aumentou as dificuldades para a educação básica da rede
pública de ensino do Brasil, abrindo um abismo no processo de alfabetização e práticas de leitura, tanto
no âmbito familiar quanto no escolar, na população de baixa renda. O reflexo disso foram crianças em
casa sem acesso às atividades escolares, mesmo após dois anos de pandemia. O ensino remoto, proposto
durante o isolamento, não conseguiu alcançar a todos, devido às crianças em vulnerabilidade social não
terem acesso a um computador ou smartphone e à rede de internet. Embora o tempo compartilhado com
a família possa ter aumentado com o isolamento social, a qualidade desse tempo usado para hábitos de
literacia familiar não pode ser garantida, pois muitos destes pais sequer sabem como proporcionar tais
oportunidades aos seus filhos. A partir desse pressuposto, o trabalho em questão utiliza como
fundamentação teórica a neuropsicologia histórico-cultural postulada pelos trabalhos de Luria e das
contribuições de Vygotsky para o estudo da linguagem e sua mediação simbólica. O objetivo geral foi
analisar o impacto da pandemia nas práticas de literacia familiar para aprendizagem da leitura e escrita
em crianças de escolas públicas entre 6 e 11 anos de idade. A metodologia parte de um estudo
quantitativo, a partir de um corte transversal, realizado em escolas da rede pública municipal de ensino.
O público-alvo foram 28 pais ou responsáveis por crianças entre 6 e 11 anos de idade. Foi utilizado a
versão brasileira do questionário COVID-19 HELP, contendo questões sobre práticas de literacia
familiar. Resultados obtidos: a variável analisada situação profissional da mãe demonstrou que uma
parcela da amostra passou da condição de trabalhando em tempo integral fora de casa, para
desempregado, quando considerado antes e após a COVID-19 afetar a região. O segundo dado
significativo foi o item números de livros digitais para adultos, no qual houve uma queda significativa
no acesso a livros digitais destes pais e/ou moradores adultos da casa durante a pandemia. Conclusão:
Foi possível observar que o período de Pandemia não ocasionou impacto significativo para as práticas
de literacia familiar o que sugere que, apesar de o isolamento social propiciar aos cuidadores maior
tempo com suas crianças, a disponibilidade e qualidade desse tempo para práticas de literacia não foi
garantida. Este resultado, considerando que se trata de uma população de baixa renda, retrata
severamente as condições de vulnerabilidade que esta população está inserida e retrata uma dura
realidade do país, na qual um alto percentual da população é analfabeta ou não possui hábitos de leitura.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2143029 - CINTIA ALVES SALGADO AZONI
Externa à Instituição - DANIELLE FERREIRA GARCIA - UFRN
Externa à Instituição - Julia Beatriz Lopes Silva - UFMG
Notícia cadastrada em: 29/11/2022 13:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao