Banca de DEFESA: ISABELLY MARQUES SOUZA DE FRANCA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ISABELLY MARQUES SOUZA DE FRANCA
DATA : 28/07/2016
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DE PSICOLOGIA
TÍTULO:

Atividade laboral como contexto de sofrimento e adoecimento psíquico: análise dos servidores públicos em instituição federal brasileira de ensino superior.


PALAVRAS-CHAVES:

serviço público federal, saúde mental e trabalho, clínica da atividade. 


PÁGINAS: 140
RESUMO:

O presente trabalho de pesquisa voltou-se para a descrição e aprofundamento dos aspectos mais relevantes relacionados à saúde mental, sofrimento psíquico e atividade de trabalho no âmbito do serviço público federal brasileiro, mais especificamente servidores técnico-administrativos de instituições federais de ensino superior. Participantes de universidade federal da região nordeste representaram a categoria visada.  O pressuposto teórico aqui compartilhado enfatizou a centralidade do trabalho para a construção da identidade psicossocial do indivíduo, e em decorrência para sua subjetividade, saúde e adoecimento físico e psicológico. Dados anteriores indicam que as doenças mentais e o sofrimento psíquico têm especial relevo como fatores incapacitantes para o trabalho. Transtornos mentais e comportamentais aparecem como responsáveis pelas principais causas para as faltas de servidores ao trabalho nos órgãos públicos brasileiros, o que correspondente a 60% dos motivos de afastamento. Nesse contexto de problematização, a presente pesquisa realizou análises descritiva e clínico-interpretativa da atividade laboral de servidores públicos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que apresentaram histórico de queixa de adoecimento psíquico relacionado ao seu contexto laboral. Essa análise comportou dois estudos: o primeiro de caráter descritivo-quantitativo e o segundo, clínico-qualitativo. Os resultados corroboraram os dados epidemiológicos de estudos anteriores quanto à alta prevalência dos transtornos mentais e comportamentais (TMC) dentre as principais causas de afastamentos do trabalho dos servidores. Na instituição pesquisada, os TMC representam o segundo lugar dentre as ocorrências de Licença para Tratamento da própria Saúde, concedidas aos servidores entre os anos de 2012 a 2014. Por sua vez, a análise clínica assinalou a potencialidade metodológica da clínica da atividade em contextos de sofrimento e/ou adoecimento psíquico no trabalho, a partir do desenvolvimento da atividade laboral dos servidores e da adoção da mudança conceitual acerca das categorias saúde e trabalho, para subsidiar as intervenções nessa área. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1149537 - DENISE PEREIRA DO REGO
Externo à Instituição - IONARA DANTAS ESTEVAM - UNP
Presidente - 1134517 - JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
Notícia cadastrada em: 21/07/2016 09:45
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao