Banca de DEFESA: ANA ISAURA BENFICA TEIXEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA ISAURA BENFICA TEIXEIRA
DATA: 31/07/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Psicologia
TÍTULO:

O SABER NA PERSPECTIVA PSICANALÍTICA DE ORIENTAÇÃO FREUDO-LACANIANA: UM ESTUDO TEÓRICO


PALAVRAS-CHAVES:

aprender; pesquisa teórica; psicanálise; saber.


PÁGINAS: 96
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Este trabalho partiu de uma questão de investigação, a saber, o que autoriza uma criança a aprender, levantada a partir do atendimento a uma criança de 09 anos no serviço escola de uma universidade privada localizada em Natal, cuja queixa remetia a uma desordem de aprendizagem, mais especificamente, a não formalização da leitura e da escrita. Ao empreender um levantamento da bibliografia psicanalítica freudo-lacaniana sobre o aprender, encontramos o conceito de saber como fundamental para a análise desta questão o que nos levou a investigar a trajetória da sua construção em Freud e Lacan, na perspectiva de lançar luzes à sua relação com o aprender. Trata-se de uma pesquisa do tipo teórica com a proposta de revisitar o conceito de saber na obra de Freud e ensino de Lacan, na qual o caso serviu apenas como disparador da questão deste trabalho. Encontramos que em ambos os autores citados, o conceito de saber encontra-se associado de forma exclusiva ao inconsciente, podendo ser articulado ao aprender pela via do desejo de saber. Conclui-se que a aprendizagem é um processo que implica o saber inconsciente. Conseqüentemente, as desordens de aprendizagem podem articular-se ao impossível em jogo no desejo de saber, ao encontrarem-se alienadas a significantes daquilo que opera como proibido ao saber, quando não referidas apenas ou também de aspectos pedagógicos e/ou escolares. Isso nos demonstra que as queixas que chegam à clínica podem ilustrar impasses vividos pelo falante, relacionados a questões subjetivas. Os desvios à possibilidade do aprender podem indicar, nesses casos, uma manifestação daquilo que é singular e da própria impossibilidade de generalização quando se trata de sujeitos. Com isso, atestamos também que as relações do sujeito com o saber produzem efeitos nos processos de aprendizagem.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2621064 - CYNARA TEIXEIRA RIBEIRO
Presidente - 6349464 - CYNTHIA PEREIRA DE MEDEIROS
Externo à Instituição - ZAETH AGUIAR DO NASCIMENTO - UFPB
Notícia cadastrada em: 15/07/2015 10:35
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao