Banca de DEFESA: ANTONIELLI JATOBA BEZERRA TINOCO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIELLI JATOBA BEZERRA TINOCO
DATA: 19/12/2014
HORA: 08:30
LOCAL: Sala azul
TÍTULO:

Crianças e Investigação: aspectos Teórico-Metodológicos e Cuidados Éticos nas Produções dos Grupos de Pesquisa da UFRN


PALAVRAS-CHAVES:

infância; pesquisa com crianças; aspectos teórico-metodológicos; cuidados éticos; Análise de Conteúdo Temática.


PÁGINAS: 187
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Os conceitos de infância fazem parte de uma construção cultural, variando conforme a história em sua diversidade política, econômica e social. Os nomes “infância”, bem como “criança”, não existiam como unidade de sentido em períodos anteriores à modernidade, reforçando o caráter histórico dos mesmos, conceitos esses que foram construídos socialmente tal como defende a Psicologia Sócio Histórica, perspectiva teórica que dará suporte a esta pesquisa. Diante desse contexto é necessário fazer a distinção conceitual entre infância e criança já que muitos autores os utilizam como sinônimos. Sobre isso, Siqueira (2011) diferencia os termos ao dizer que criança e infância são interdependentes, não sendo possível deixar de apreender na criança a infância, nem mesmo reconhecer na infância uma expressão da criança, contudo as duas categorias não são as mesmas, se constituindo como categorias históricas e sociais; a criança revela o indivíduo e a infância revela o tempo em que esse indivíduo se constitui e constrói sua história. A Sociologia da Infância faz a distinção dos termos e traz mudança na abordagem do pesquisador adulto junto às crianças, objetivando dar voz à criança. Quando se trata de definir o papel das crianças nas pesquisas, o pesquisador deve levar em consideração vários critérios relevantes, como a idade, o gênero, o tempo, a escuta dos adultos próximos às crianças, o nível de linguagem e escolaridade e quais as crianças que serão ouvidas em um grupo. Diante de tantas especificidades, surgem alguns questionamentos: como as crianças estão sendo ouvidas nas pesquisas? Quais condições essas crianças assumem nessa investigação científica? E os cuidados éticos, estão sendo específicos para esse público-alvo? É a partir desta discussão, considerando-se a importância da participação das crianças em pesquisas que se estabelece o objetivo desta, qual seja, analisar os aspectos teórico-metodológicos e os cuidados éticos considerados no processo de pesquisa com crianças, por pesquisadores da UFRN, apresentando como objetivos específicos: analisar e discutir, a partir dos relatórios de pesquisa, os procedimentos éticos adotados e os métodos utilizados em pesquisas com crianças. Definido o objetivo, iniciou-se uma busca dos Grupos de Pesquisa da UFRN no SIGAA com intuito de selecionarmos aqueles que investigam crianças para serem participantes de nossa pesquisa. Dentre os Centros da UFRN, selecionamos o Centro de Ciências Sociais Aplicadas - CCSA, o Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes - CCHLA, o Centro de Biociências – CB e o Centro de Ciências da Saúde – CCS, totalizando 64 relatórios finalizados a serem analisados. Assim, neste estudo, optamos pela análise documental dos relatórios finalizados dos projetos de pesquisa dos professores/pesquisadores da UFRN como procedimento para a construção do corpus da pesquisa. A análise dos dados foi realizada a partir da Análise de Conteúdo Temática em que foram estabelecidas as seguintes categorias: conceito de infância, conceito de criança, faixa etária dos sujeitos pesquisados, contexto da pesquisa, cuidados teórico-metodológicos adotados e cuidados éticos. Espera-se que este estudo contribua com reflexões acerca dos cuidados éticos e teórico-metodológicos em investigações com crianças.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANGELA DE ALENCAR ARARIPE PINHEIRO - UFC
Presidente - 414674 - ROSANGELA FRANCISCHINI
Externo ao Programa - 6350812 - SYMONE FERNANDES DE MELO
Notícia cadastrada em: 01/12/2014 11:27
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao