Banca de DEFESA: EDUARDO ALEXANDRE RIBEIRO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDUARDO ALEXANDRE RIBEIRO DA SILVA
DATA: 08/09/2014
HORA: 08:30
LOCAL: sala azul
TÍTULO:

Interação Social e Envelhecimento Ativo: um estudo em duas praças de Natal/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Envelhecimento Ativo; Psicologia Ambiental; interação social; comportamento socioespacial humano; espaços abertos


PÁGINAS: 289
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Face ao evidente aumento do contingente populacional das pessoas com mais de 60 anos, o processo do envelhecimento tem levantado importantes debates em áreas como planejamento social, político e econômico, que recomendam que o incremento da longevidade deve estar acompanhado de autonomia e qualidade de vida. Diante dessas demandas, a literatura relata que estar ativo tem sido uma das principais estratégias para a promoção de melhores condições de vida aos idosos. A prática de atividades (física, social, cognitiva e afetiva) vem se consolidando enquanto indicativo de saúde e bem-estar, estimulando-os a exercitar suas múltiplas habilidades. Estudos da relação pessoa-ambiente têm envidado esforços para compreender o papel do ambiente sociofísico para a estimulação da atividade em idosos nos mais diversos ambientes. Dentre estes, os espaços abertos urbanos públicos tem sido relatados em diversas pesquisas como alternativa promissora na adoção de um estilo de vida menos sedentário. Com base nessas considerações, este estudo se propôs a investigar a relação entre elementos do suporte socioambiental e a interação social de idosos em praças públicas da cidade de Natal-RN, utilizando uma abordagem exploratória, predominantemente qualitativa e multimetodológica. A partir de um painel de especialistas e da análise de características ambientais de 252 praças da cidade, foram selecionados dois estudos de caso para realização de vistoria das condições de suporte socioambiental para permanência e uso, seguido de entrevistas coletivas e individuais, finalizando com a representação espacial dos comportamentos de interação social dos usuários idosos. A associação entre a realização de atividades físicas com as formas de socialização por eles praticadas foi identificada como o principal agente motivador da presença de idosos nesses locais. Os resultados indicam que as características do suporte socioambiental favorecem o estabelecimento de comportamentos socioespaciais que contribuem para expressões de interações sociais relevantes para estimular a continuidade da participação em atividades, que, segundo os pressupostos do Programa do Envelhecimento Ativo, permitem a manutenção de um estilo de vida ativo, com importantes implicações para a saúde, bem estar e qualidade de vida na velhice.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ARIANE KUHNEN - UFSC
Presidente - 1149643 - GLEICE VIRGINIA MEDEIROS DE AZAMBUJA ELALI
Interno - 1205730 - ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - ISOLDA ARAUJO GUNTHER - UnB
Interno - 347107 - JOSE DE QUEIROZ PINHEIRO
Notícia cadastrada em: 11/08/2014 09:29
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao