Banca de DEFESA: NIVIA LUCIA DE ANDRADE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NIVIA LUCIA DE ANDRADE OLIVEIRA
DATA: 16/05/2014
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório de Psicologia
TÍTULO:

O processo de inserção dos psicólogos na assistência social em Natal/RN


PALAVRAS-CHAVES:

história oral; história da psicologia; inserção profissional, assistência social


PÁGINAS: 165
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

A partir da regulamentação da Política Nacional de Assistência Social (PNAS) e do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) em 2004/2005, o psicólogo figura como profissional essencial nas equipes dos serviços ofertados neste campo. No entanto, existem indícios de psicólogos que trabalharam na assistência anteriormente a esse período. Essa inserção não foi sistematizada na literatura, não permitindo o estabelecimento de registros lineares desta trajetória. Assim, o objetivo deste trabalho é investigar o ingresso e atuação do psicólogo nos serviços de assistência social em Natal/RN, bem como as atividades desenvolvidas por eles no período de 1972-2003. Esta delimitação temporal justifica-se porque Natal passou a ter psicólogo a partir de 1972, e 2003 foi o ano imediatamente anterior aos marcos de 2004/2005. A investigação se dividiu em duas etapas: documental e história oral. A primeira se deu por meio da consulta de 86 monografias do Setor de Documentação do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, buscou-se identificar quais eram os serviços que caracterizavam o campo assistencial e indícios da presença dos psicólogos nesses espaços. Na segunda etapa, foram realizadas entrevistas com 13 psicólogos que trabalharam atrelados à assistência social a fim de investigar sua atuação, atividades desenvolvidas, processo de inserção na área, entre outros aspectos. A análise do material foi feita com base em categorias temáticas, a partir de uma perspectiva histórica. Os resultados apontam para três grandes âmbitos de inserção dos psicólogos: no campo da excepcionalidade infantil, em que os psicólogos eram vinculados à Legião Brasileira de Assistência Social (LBA); o campo do menor por meio da Fundação Estadual do Bem Estar do Menor (FEBEM); e, a ocupação de cargos de gestão e de coordenação em alguns programas assistenciais. Os dois primeiros espaços de inserção reforçam o caráter tradicional de modelos de intervenção, baseados no psicodiagnóstico e no tratamento do desviante. O último aponta para um certo protagonismo dos profissionais ao exercerem a função de gestão de alguns serviços assistenciais, constituindo uma atuação mais distante do escopo tradicional. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1149382 - IRIS MARIA DE OLIVEIRA
Presidente - 1205730 - ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - JOAO PAULO SALES MACEDO - UFPI
Notícia cadastrada em: 05/05/2014 09:00
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao