Banca de DEFESA: SAMANTHA SANTOS DE ALBUQUERQUE MARANHÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SAMANTHA SANTOS DE ALBUQUERQUE MARANHÃO
DATA: 24/04/2014
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório de Psicologia
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO DE ASPECTOS DA COGNIÇÃO SOCIAL, HABILIDADES SOCIAIS E FUNÇÕES EXECUTIVAS DE CRIANÇAS DIAGNOSTICADAS COM TRANSTORNO AUTISTA E TRANSTORNO DE ASPERGER


PALAVRAS-CHAVES:

Transtorno   Autista,   Transtorno   de   Asperger,   psicologia   sócio histórica, avaliação neuropsicológica. 


PÁGINAS: 264
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O  ano  de  2013  marca  o  70º  aniversário  da  descrição  clássica  de  Leo  Kanner  sobre  o  Autismo.   Em   1994,   na   quarta   edição   do   Manual   Diagnostico   e   Estatístico   de Transtornos  Mentais  (DSM),  o  autismo  foi  incluído  em  uma  nova  classe  diagnóstica denominada  Transtornos  Globais  do  Desenvolvimento  (TGD),  os  quais  incluem:  o Transtorno   Autista,   Transtorno   de   Rett, transtorno   Desintegrativo   da   Infância, Transtorno  Global  do  Desenvolvimento  sem  outra especificação  e  o  Transtorno  de Asperger.   Embora   desejável   a   investigação   detalhada   dos   substratos   cognitivos passíveis de caracterizar o perfil neuropsicológico do Transtorno Autista e Transtorno de Asperger, o presente estudo optou por apresentar a avaliação da inteligência fluida, funções  executivas,  aspectos  da  cognição  social  e  habilidades  sociais  dos  grupos clínicos  circunscritos.  Essa  opção  se  justifica  pela  inserção  em  proposta  de  mestrado, cujo  prazo  de  execução  corresponde  a  24  meses.  A  proposição  da  caracterização  do perfil neuropsicológico dos grupos clínicos citados será apresentada em futuro projeto de  doutorado.  A  pesquisa  constituiu-se  como  modelo  de  estudo  multicasos  de  caráter transversal. Para operacionalização dos objetivos propostos, propôs-se amostra de seis participantes.  O  processo  avaliativo  é  composto  por  anamnese  e  protocolo  avaliativo composto  por  tarefas  qualitativas  e  instrumentos  psicométricos.  No  tocante  aos resultados,  a  dissertação  de  mestrado  em  questão  envolveu  a  consideração  de  um continuum entre informações quantitativas e qualitativas, obtidas através da observação e  análise  do  processo  avaliativo,  dos  tipos  de  erros  produzidos  e  da  antecipação  de estratégias  dos  participantes  da  pesquisa  durante  o  processo  avaliativo.  Desse  modo, acredita-se que o desenho metodológico possibilitou compreender nuances clínicos, sem limitar-se  à  mera  descrição  e  inferência.  Propôs-se  avançar  para  análises  explicativas, que tentaram abarcar a complexidade do fenômeno investigado, a partir de um sistema nervoso   conceitual,   cuja   perspectiva   processual   e   dialógica   norteou   possíveis integrações  do  desenvolvimento  neuropsicológico  individual  com  particularidades  do contexto sócio-histórico-cultural. De forma geral, em consonância com o diagrama do processo  avaliativo  proposta  por  Luria,  a  análise  qualitativa  do  sintoma  (Etapa  1) indicou  a  presença  de  dificuldades  nos  relacionamentos  sociais  e  no  cotidiano  escolar das crianças avaliadas. Por sua vez, a análise quantitativa do sintoma (Etapa 2) indicou que, de modo interdependente, falhas na teoria da mente, nas funções executivas e na linguagem  versam  como  principais  fragilidades  neuropsicológicas  dos  grupos  clínicos vigentes,  notadamente  do  grupo  que  compõe  o  Transtorno  Autista.  Os  resultados encontrados  demonstram  que  a  cognição  social  e  a  habilidade  social  estão  altamente relacionadas. Espera-se que os  resultados  aqui  destacados  podem  ser  considerados enquanto subsídios para        intervenções futuras.  Sugere-se    a    necessidade  do desenvolvimento  de  projetos  que  levem  em  consideração os diferentes  aspectos constituintes do sujeito humano, envolvendo  não  apenas  o  indivíduo com alterações desenvolvimentais, como também suas famílias, professores, escolas e a sociedade em geral. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1321136 - IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
Interno - 6350812 - SYMONE FERNANDES DE MELO
Externo à Instituição - YULIA SOLOVIEVA - NENHUMA
Notícia cadastrada em: 10/04/2014 16:01
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao